Programa de combate à Covid-19 conta com mais de 1 milhão de profissionais

Mais de 1 milhão de profissionais de saúde já se cadastraram no programa “O Brasil Conta Comigo – Profissionais da Saúde” para atuar no combate à Covid-19 em todo o País. Do total de cadastrados no programa, 468 profissionais, entre médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, fisioterapeutas, farmacêuticos e biomédicos, já foram contratados diretamente pelo Governo Federal e estão reforçando o atendimento dos serviços de saúde nos estados do Amazonas, Amapá e Roraima.

Ação Estratégica consiste em um cadastro com informações atualizadas do quantitativo de profissionais das 14 áreas da saúde para fins de consulta dos gestores do Sistema Único de Saúde (SUS). A estratégia do governo brasileiro visa capacitar profissionais e estudantes da área de saúde para reforçar o atendimento à população nos estados e municípios, que são responsáveis pelo recrutamento e contratação destes profissionais.

Nos estados com maior necessidade de profissionais, após deliberação do Centro de Operações de Emergências em Saúde Pública para o novo coronavírus (COE-nCoV), o Governo Federal realiza a contratação. De caráter temporário e por, no máximo, seis meses, a remuneração é de acordo com o salário base de cada categoria, acrescido de adicional de insalubridade, e com a carga horária compatível com a específica da sua profissão.

O cadastro também contempla a capacitação nos protocolos oficiais de enfrentamento à Covid-19. Após a conclusão do curso online, o profissional poderá fazer parte das ações de enfrentamento ao coronavírus, atuando em locais onde há maior necessidade, conforme o comportamento e circulação do vírus no território nacional. Profissionais interessados em participar do programa, pode se inscrever aqui.

Acadêmicos

A estratégia também já recebeu cerca de 110,6 mil cadastros válidos de estudantes dos 5° e 6° ano dos cursos de medicina e do último ano dos cursos de graduação em enfermagem, fisioterapia e farmácia, devidamente matriculados em instituições de ensino superior que integram o sistema federal de ensino.

Destes, 4.325 já foram recrutados para trabalhar no SUS. Os selecionados passam por capacitação e têm direito à bolsa de acordo com a carga horária a ser cumprida: R$ 1.045,00, para 40h semanais por mês; e R$ 522,50, para 20h semanais por mês. Os profissionais podem atuar em postos de saúde da Atenção Primária ou nos serviços de urgência e emergência, como os pronto-atendimentos em Unidades de Pronto Atendimento e hospitais, ou até em leitos de UTI.

Residentes

Mais de 55 mil residentes já receberam a bonificação de 20% sobre o valor da bolsa paga aos profissionais de saúde que estejam cursando Programas de Residência Médica e Residência em Área Profissional da Saúde. A iniciativa faz parte da Ação Estratégica “O Brasil Conta Comigo – Residentes” que tem como meta mobilizar profissionais de saúde residentes para o enfrentamento da crise de saúde causada pelo coronavírus, por meio da ampliação da assistência nos serviços de saúde.

 

Com informações do Ministério da Saúde

Texto original

Deixe um comentário