Prefeito de Rio Preto da Eva volta atrás e cancela festas previstas para o fim de ano

Balneário Municipal de Rio Preto da Eva. — Foto: Reprodução/Google Street View

O prefeito de Rio Preto da Eva, Anderson Sousa, voltou atrás e anunciou, nesta terça (29), o cancelamento de festas previstas para o fim de ano. A medida foi tomada após a Defensoria Pública e o Ministério Público do Estado do Amazonas (MP-AM) ingressarem com ações para impedir a realização de eventos.

A Marcha Para Jesus e o réveillon da cidade estavam previstos para esta quarta e quinta-feira, dias 30 e 31, mas foram cancelados. Rio Preto da Eva registra, até esta segunda (28), mais de 20 mortes por Covid-19, e mais de 2 mil casos confirmados.

No ofício enviado, a Defensoria também orienta que o Executivo Municipal se abstenha de editar qualquer norma contrária aos decretos estaduais com medidas de enfrentamento à pandemia.

A zona geográfica da cidade de Rio Preto da Eva, pela aproximação com Manaus, também fundamenta a necessidade de adesão às regras mais restritivas estaduais, uma vez que os enfermos mais graves são transferidos para os hospitais da capital, que já se encontram com a ocupação máxima de leitos clínicos e de UTI.

Para justificar a recomendação, a Defensoria também destaca o fato de que pacientes em estado grave no interior do Amazonas são transferidos para receber atendimento médico em Manaus.

O Ministério Público do Amazonas (MPAM), por intermédio do promotor de Justiça plantonista Vivaldo Castro de Souza, também ajuizou, neste fim de semana, Ação Civil Pública com objetivo de fazer a Justiça proibir a realização dos eventos. O objetivo também é evitar aglomerações.

Mesmo com decreto estadual, prefeito de Rio Preto da Eva anuncia réveillon

Mesmo com decreto estadual, prefeito de Rio Preto da Eva anuncia réveillon

VÍDEOS: mais assistidos do G1 AM nos últimos 7 dias

Deixe um comentário