Tese sobre Domesticação das Florestas Amazônicas do curso de Ecologia do Inpa conquista Prêmio

premio capes carolina 01 01

Este ano o Prêmio Capes de Teses obteve recorde de inscrições com 1.140 candidaturas

 

Da Redação –Inpa

Banner: Lailla Pontes

 

A egressa do curso de doutorado em Ecologia do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa/MCTIC), a bióloga Carolina Levis, conquistou o Prêmio Capes de Teses – 2019 na área de biodiversidade, uma das 49 áreas avaliadas. O trabalho “Domesticação das Florestas Amazônicas” trouxe evidências de que a Amazônia tem florestas domesticadas pelos povos indígenas desde pelo menos 13 mil anos.

Este é mais um reconhecimento ao trabalho de Levis, que já foi premiada com o 2º lugar no Prêmio Jovem Cientista - CNPq, em 2018, e com o II Prêmio Cientista e Empreendedor do Ano-“Biotecnologia Agro&Indrustrial” do Instituto Nanocell, em 2017. A tese foi defendida em 2018.

A bióloga foi orientada no doutora do do Programa de Pós-Graduação em Biologia (Ecologia) do Inpa pelos pesquisadores Flávia Costa e Charles Clement, e na Holanda pelos pesquisadores Frans Bongers e Marielos Peña-Claros, da Wageningen University & Research.

De acordo com Levis, a tese evidenciou efeitos persistentes das atividades humanas passadas na composição florística das florestas amazônicas atuais, especialmente em áreas próximas a sítios arqueológicos, onde o grupo de pesquisadores encontrou evidências de ocupação humana de longa duração. O estudo também descreveu múltiplas práticas de manejo locais que levaram à criação e manutenção de florestas com alta concentração de plantas muito importantes para a dieta dos povos amazônicos, como açaí, castanha e cacau.

“Nossos resultados indicam como parte da flora amazônica tem sido moldada pela interação entre processos naturais e práticas culturais dos seres humanos”, contou Levis, que atualmente é bolsista de pos-doc no PPG-Ecologia da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

Insights obtidos na tese incentivaram cientistas a reavaliarem estudos de ecologia e incorporarem o efeito da influência das populações humanas pré-colombianas (anteriores a conquista européia) e contemporâneas em suas áreas e objetos de pesquisa.

 

Manejo humano nas florestas

 

Carol Levis INPA Foto Acervo Pesquisadora

 

Segundo Carolina Levis, o tema do papel do manejo humano de longa duração sobre as florestas amazônicas atuais é raramente explorado nos estudos ecológicos, porém é de alta relevância para o planejamento e direcionamento de ações futuras de conservação e manejo dos patrimônios naturais e culturais ainda abundantes na região.

“Com base nos resultados da tese, a Amazônia também pode ser entendida como um patrimônio natural-cultural misto da humanidade, que merece ações integradas de conservação. Neste sentido, algumas ações concretas começaram a ser desenvolvidas durante a tese e deveriam ser expandidas em trabalhos futuros de conservação”, conta a bióloga.

A pesquisa identificou locais com alta riqueza de espécies com algum grau de domesticação, alta diversidade arqueológica e cultural, que devem ser incluídos nos planejamentos de áreas prioritárias de conservação. Outro passo importante é que se começou a compilar práticas de manejo local da floresta, para entender como manter paisagens florestais diversas e de grande utilidade às populações locais.

A parceria com a comunidade é outra vertente fundamental nas ações de conservação. “Também começamos a desenvolver atividades de educação científica em escolas dentro das unidades de conservação que trabalhamos (Flona Tapajós), dando poder às populações locais para se apropriarem do conhecimento científico e se tornarem parceiros na conservação do legado deixado pelos antigos habitantes da região”, disse Levis.

 

Estudos atuais

 

 

Carol Levis e Flavia Costa esq e dir INPA1 Foto Acervo Pesquisadora

 

Agraciada com uma bolsa no Prêmio Jovem Cientista do CNPq, Carolina Levis iniciou em março deste ano o Pós-doutorado no PPG Ecologia na UFSC. Ela continua estudando o efeito humano de longa duração nas paisagens florestais da América do Sul usando abordagens interdisciplinares. Além da Amazônia, a bióloga expandiu o trabalho para outros ecossistemas do Brasil, como a Mata Atlântica e o Cerrado.

No momento, estamos construindo as bases de dados e integrando novos conjuntos de dados biológicos, arqueológicos e ambientais para o Brasil, para replicar as análises que fiz na Amazônia nestes outros biomas. Esperamos que essas bases possibilitem o desenvolvimento de muitas pesquisas interdisciplinares, mas isso dependerá do investimento contínuo na pesquisa”, revelou.

 

Reconhecimento

 

Nos últimos anos, alunos e ex-alunos de mestrado e doutorado do Inpa têm conquistado premiações importantes, especialmente em função de estudos relevantes e publicações em revista de alto impacto. Entre eles, destacam-se alunos do PPG-Ecologia, único programa do Amazonas com nota 6 (a avaliação vai até 7) da Capes, considerado de nível internacional.

Para a pesquisadora do Inpa, Flávia Costa, esse reconhecimento é resultado de um longo e intensivo investimento que o PPG-Ecologia faz na formação dos estudantes, na dedicação intensa dos orientadores aos alunos, à exposição a um ambiente inter e multidisciplinar no curso, que permite aos estudantes irem além de seus assuntos específicos e ampliar a relevância de seus estudos.

Somam-se a isso o investimento na criação de importante infraestrutura de pesquisa pelos grandes projetos e programas do Inpa (como Peld, PPBio, LBA, Pronex, INCTs) que possibilita ao aluno obter grandes bases de dados que não poderiam obter sozinhos, e à atração de parcerias nacionais e internacionais.

“Isso significa um ambiente muito ativo de pesquisa, que induz os alunos a se comportarem como verdadeiros pesquisadores, estimulando sua originalidade, autonomia, multidisciplinaridade”, disse Costa, destacando que esse ambiente foi propício em função da dedicação das pessoas e ao financiamento contínuo da pesquisa científica nos últimos anos.

“Entretanto, vemos com muita preocupação os cortes de bolsas e financiamento de pesquisa que tivemos neste ano. Só em 2019, o PPG Ecologia já perdeu cinco bolsas de doutorado, e, em conjunto, os PPGs do INPA já perderam pelo menos 40 bolsas, o que representa uma perda muito importante de investimento na formação de recursos humanos de alta qualidade, principalmente em uma região ainda carente de pesquisadores como a Amazônia, completou.

 

Saiba Mais

 

A tese já rendeu cinco publicações, e mais duas devem sair ainda este ano.

  1. https://www.academia.edu/23437962/Antes_de_Orellana._Actas_del_3er_Encuentro_Internacional_de_Arqueología_Da_Amazônica
  2. https://science.sciencemag.org/content/355/6324/466
  3. https://science.sciencemag.org/content/355/6328/925
  4. https://science.sciencemag.org/content/358/6361/eaan8837
  5. https://www.frontiersin.org/articles/10.3389/fevo.2017.00171/full

Equipe amazonense de Futebol de Cinco conquista terceira posição na Taça Pará

A equipe de Futebol de Cinco (ou Futebol para Cegos) da Associação de Deficientes Visuais do Amazonas (Advam) terminou na 3ª posição da 1ª Taça Pará de Goalball, realizada nos dias 13 e 14 de setembro, em Belém. O time, composto de 12 atletas, viajou para a competição com apoio do Governo do Amazonas, por [...]



(Feed generated with FetchRSS)

Projeto Musicando da UEA abre mais de 150 vagas para turmas do 2º semestre

Cursos são de Canto Livre (Coral), Violino, Viola, Violão, Contrabaixo acústico, Violoncelo, Trompa, Trompete, Trombone, Clarinete, Musicalização infantil As inscrições do projeto Musicando da Universidade do Estado do Amazonas (UEA) começam nesta segunda-feira (16 de setembro) e seguem até o dia 20 setembro. Os interessados devem observar os pré-requisitos de cada modalidade, conforme o [...]



(Feed generated with FetchRSS)

Pan-Amazônico de Oncologia começa nesta terça (17/9), com mais de 200 palestras

Começa nesta terça-feira (17/09), às 9h, o 5º Congresso Pan-Amazônico de Oncologia, maior evento sobre a temática na região Norte. Organizado pela Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas (FCecon), o congresso tem mais de mil inscritos e mais de 200 palestras na programação. O encontro ocorre no Centro de Convenções do [...]



(Feed generated with FetchRSS)

Detran-AM esclarece que novas regras para tirar CNH passam a valer nesta segunda-feira (16/9)

Quem for iniciar o processo para tirar a primeira Carteira Nacional de Habilitação (CNH) nas categorias A e B a partir desta segunda-feira (16/09) terá menos exigências, com a entrada em vigor da Resolução 778 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), publicada em junho. A principal mudança é o fim da obrigatoriedade das aulas no [...]



(Feed generated with FetchRSS)

“Destaques da Bola” informa os resultados dos duelos do futebol amazonense no fim de semana

  Produzido pela Secretaria de Estado da Juventude, Esportes e Lazer (Sejel), o quadro “Destaques da Bola” já está disponível nas redes sociais da Secretaria, que pode ser encontrada pelo comando “sejel oficial”, em todas as plataformas midiáticas. Campeonato Amazonense Sub-13 – No último sábado (14/09), a bola rolou solta no estádio Ismael Benigno (Colina), pelas semifinais do [...]



(Feed generated with FetchRSS)

Resultado dos pedidos de isenção da taxa de inscrição do PPGBIO-Interação

A Comissão de Seleção da Chamada Pública Nº 008/2019,  do  Instituto Leônidas & Maria Deane  (ILMD/Fiocruz Amazônia), para o curso de Mestrado Acadêmico do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Biologia da Interação Patógeno Hospedeiro (PPGBIO-Interação), divulga o resultado dos pedidos de isenção da taxa de inscrição, que pode ser acessado em http://www.sigass.fiocruz.br/pub/inscricao.do?codP=127

Chamada Pública Nº 008/2019 do Programa oferece 20 vagas, distribuídas entre duas linhas de pesquisa: Eco epidemiologia das doenças transmissíveis; e Bioquímica, biologia celular e molecular de patógenos e seus vetores. Para se inscrever, o candidato deverá apresentar a documentação solicitada no Edital. A admissão no curso de mestrado será feita através de processo seletivo que é composto das seguintes etapas: Homologação das inscrições, Prova Escrita, Prova Oral e análise do currículo lattes. A 2ª e 3ª etapas do processo seletivo são eliminatórias. As inscrições ocorrem até o dia 16/10.

A primeira etapa compreenderá a análise, pela Comissão de Seleção da documentação, apresentada pelo candidato. A segunda etapa, Prova Escrita, será discursiva e valerá 10 (dez) pontos. A terceira etapa será a Prova Oral, que compreende a avaliação do projeto de pesquisa e entrevista. A quarta etapa, referente a análise do currículo será classificatória.

O início das aulas está previsto para o dia 2/3/2020.

SOBRE O PPGBIO-INTERAÇÃO

O Programa de Pós-Graduação em Biologia da Interação Patógeno-Hospedeiro é curso strictu sensu que tem como essência a dinâmica de transmissão das doenças e as interações moleculares e celulares da relação patógeno-hospedeiro no âmbito da maior biodiversidade mundial.

O PPGBIO-Interação se enquadra na grande área em Parasitologia devido a pesquisa e ensino terem ênfase na eco-epidemiologia e biodiversidade de micro-organismos e vetores; fatores de virulência, mecanismos fisiopatológicos e imunológicos associados na interação parasito-hospedeiro.

Estes diversos aspectos são os principais delineadores para escolha da área de concentração da Ciências Biológicas III, por esta ser uma área multidisciplinar e baseada no eixo bioquímica, genética, biológico, celular e molecular. Os alunos recebem uma formação em áreas estratégicas por sua importância e que precisam ser desenvolvidas no Estado.

ILMD/Fiocruz Amazônia, por Marlúcia Seixas

Zagueira amazonense é convocada para a Seleção Brasileira Sub-20 e estreia nesta segunda (16/09)

  Convocada para a Seleção Brasileira Sub-20 na quinta-feira (12/09), a manacapuruense Flávia Mota, zagueira do Esporte Clube Iranduba, que se apresentou na sexta-feira (13/09) na Granja Comary, em Teresópolis, no Rio de Janeiro, estreia na segunda-feira (16/09) com a Seleção Brasileira na Liga Sul-Americana Sub-19, em Buenos Aires, Argentina. Flávia está entre as 19 [...]



(Feed generated with FetchRSS)

Amazonas avança e quatro equipes disputam o título regional dos Jogos Escolares da Juventude (JEJ)…

Com a classificação garantida para a fase nacional dos Jogos Escolares da Juventude (JEJ), marcados para os dias 16 a 30 de novembro, em Blumenau, Santa Catarina, quatro equipes venceram as semifinais do Regional Verde no sábado (14/09) e já se preparam para buscar o título da competição, que está sendo realizada em Palmas, no [...]



(Feed generated with FetchRSS)

Em sete meses, número de armas apreendidas aumenta mais de 15%

De janeiro a julho de 2019, as polícias Civil e Militar conseguiram apreender 1.419 armas, totalizando um aumento de 15,2% nas apreensões na comparação com o mesmo período do ano passado. Os dados são do Instituto de Criminalística, do Departamento de Polícia Técnico-Científica (DPTC), responsável por periciar o armamento recolhido das mãos de criminosos. Os [...]



(Feed generated with FetchRSS)

Todas as notícias em um só lugar