Arquivo da Categoria: produtos

Startup oferece soluções tecnológicas de insumos amazônicos por meio de consultoria técnica

Facilitar ao cliente o acesso aos insumos da Amazônia, garantindo a autenticidade e padronização, para serem utilizados pela indústria de alimentos e cosméticos é o objetivo da Startup  Amazon Doors,  que teve apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam), por meio do Programa Sinapse da Inovação, em parceria com a Fundação Centros de Referência em Tecnologias Inovadoras (Certi).

Amazon Doors - FOTOS ÉRICO XAVIER-38Segundo a sócia da empresa, Sandra Zanotto, que atua  na área de Química Orgânica e Produtos Naturais, o foco é atender  demandas de empresas que querem acessar ingredientes amazônicos com qualidade, comércio justo e sustentabilidade.

“O cliente quer um ingrediente com toda cadeia formada ou às vezes uma pesquisa em algo específico no produto que deseja. Por exemplo, nosso cliente tem uma demanda de produto, temos uma equipe formada por diversos profissionais que colaboram com o desenvolvimento dos serviços, no qual é feito o levantamento dos dados, dos insumos das necessidades da estruturação da cadeia ou da formação do produto. Após todo esse levantamento, a  equipe realiza um estudo para apresentar a melhor solução para a demanda do cliente, que irá decidir qual o tipo de serviço irá realizar”, detalhou.

Amazon Doors - FOTOS ÉRICO XAVIER-36

Sandra Zanotto- sócia da empresa

Sandra Zanotto destaca que a empresa além de fazer o estudo científico da matéria-prima também fornece protótipos para os clientes que desejam produzir e reforçou que não é realizado produto para a venda comercial, apenas protótipos e amostras.“O cliente deseja uma amostra do ingrediente que pode ser um extrato, óleo, manteiga, ou um processo que ele tenha que estudar. Diante da demanda, fazemos um protótipo, para mostrar a qualidade do rendimento da matéria–prima que será fornecida à ele. Fazemos  um serviço de extração de óleos e extratos  para qualificar a matéria-prima e saber o rendimento e viabilidade”, afirma.

De acordo com o químico e sócio-diretor da empresa, Diego dos Santos Freitas, todo o processo desde a extração do insumo, produção e padronização dos insumos para o comércio são analisados pela Amazon Doors para garantir segurança e qualidades nos produtos, além disso, a empresa realiza consultoria  técnica  e treinamento de boas práticas de manejo aos produtores.

 

“O maior diferencial da empresa é oferecer um insumo natural e autêntico, de caráter totalmente amazônico, através de transferência tecnológica de processos e produtos obtidos por meio de pesquisa, porque é feito um todo um  estudo da literatura sobre a matéria prima”, disse.

Diego Freitas destaca também a valorização das comunidades ribeirinhas, a proposta de adotar preços justos ao produtor rural. “Nós temos um comprometimento com o produtor, adotamos a  política de preço baixo para o produto extrativo, fornecendo assim uma importante garantia de renda para as comunidades tradicionais, ribeirinhas e indígenas do estado do Amazonas”, contou

Amazon Doors - FOTOS ÉRICO XAVIER-22

Diego dos Santos Freitas- sócio-diretor da empresa

Oportunidade

Para quem pretende começar a empreender a partir de uma ideia inovadora, mas não sabe como? Fique atento e aproveite a oportunidade de inscrever sua ideia no Programa Centelha Amazonas.

A inscrição é gratuita e pode ser feita por meio do site www.programacentelha.com.br até dia 29 de novembro.

Podem participar pessoas físicas, vinculadas ou não a empresas com até 12 meses de existência anteriores à data de publicação do edital e faturamento bruto anual de até R$ 4.800.000,00 (quatro milhões e oitocentos mil reais), sediadas no Amazonas.

 O Programa Centelha é realizado em 21 estados. No Amazonas, a iniciativa será executada pela Fapeam, sendo promovida pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e pela Finep, em parceria com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e o Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap), e operada pela Fundação Certi.

Por Jessie Silva

Fotos: Érico Xavier

 

 

 

O post Startup oferece soluções tecnológicas de insumos amazônicos por meio de consultoria técnica apareceu primeiro em FAPEAM.

Estudo pretende viabilizar produtos da madeira de Manejo Florestal para o mercado

O baixo número de espécies florestais que atualmente são exploradas para fins madeireiros no Amazonas motivou a engenheira florestal Daniele Feitosa Fróes, a avaliar o desempenho da espécie Eschweilera, conhecida como Matamatá, para ser empregada em produtos como móveis, instrumentos musicais e artigo de decoração.

O projeto apoiado pela  Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam), por meio do Programa Institucional de Apoio à Pós-Graduação Stricto Sensu (Posgrad), na Universidade Federal do Amazonas (Ufam), teve como orientadora a professora Claudete Catanhede do Nascimento,  do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa), e contou com apoio do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia (INCT) Madeiras da Amazônia.

Segundo a pesquisadora, as árvores do gênero Eschweilera são espécies abundantes, amplamente distribuídas na floresta, possuem características importantes para o manejo florestal, porém não são exploradas devido à escassez de estudos sobre sua caracterização tecnológica e potencial, como usinagem e propriedades físicas que contribuam para a inclusão de novas espécies no mercado e sustentabilidade dos ecossistemas florestais.

Daniele Goes - INPA - Madeira  - Fotos EX_-17

Daniele Feitosa Fróes – engenheira Florestal

Para que determinada madeira seja explorada é necessário que se conheça seu potencial madeireiro, ou seja, saber os limites e condicionantes de uso, para o desenvolvimento de produtos.

Para a pesquisa foram selecionadas duas espécies Eschweilera coriacea e Eschweilera truncata, para a caracterização da madeira, compreensão  da densidade e retratibilidade, da parte mecânica, química e, por último, da usinagem que é a confecção da modelagem dos produtos.

“Durante o estudo as madeiras de E. coriacea e E.truncata apresentaram excelente desempenho na avaliação de usinagem, tendo recebido conceito excelente para os testes de plaina, lixa, perfuração por broca, moldura no topo e torno; bom para o teste de rasgo lateral por broca e; ruim para o teste de perfuração por prego, por conseguinte essas madeiras mostram excelente qualidade para usinabilidade”, disse.

Produtos Madeireiros

Daniele explica que após o estudo e avaliação das madeiras foram desenvolvidos produtos com peças utilizadas nos processos de usinagem como: móveis, artigos de decoração, armação para óculos e escala para instrumento musical.

“De forma geral, pode-se concluir que a madeira das espécies estudadas estão aptas para serem empregadas na confecção de produtos de alto valor agregado, podendo ser consideradas como alternativa para subsidiar o mercado madeireiro, uma vez que apresentam características similares às espécies comercializadas e também por serem espécies de grande ocorrência em toda a Amazônia”, ressalta.

Os produtos foram desenvolvidos por uma equipe multidisciplinar,  composta por engenheiro florestal, designer, luthier e arquiteto com o intuito de projetar peças que possam ser replicadas pela indústria, considerando-se a praticidade no transporte, ou seja, todos os móveis produzidos podem ser desmontáveis e armazenados em caixas próprias.

HD _ Daniele Goes - INPA - Madeira   - Fotos Erico X._-26

Produtos foram desenvolvidos com intuito de projetar peças que possam ser replicadas pela indústria

Resultados

Conforme a pesquisadora, o estudo vai contribuir para o avanço da área de tecnologia da madeira e manejo florestal sustentável, oferecendo respostas para a utilização de madeiras que atualmente não são exploradas.

“A pesquisa superou todas as expectativas, apresentando resultados excelentes, saldo totalmente positivo avaliou a qualidade das madeiras de Eschweilera coriacea e Eschweira truncata, habilitando o potencial madeireiro, afirmando que podem ser comercializadas em diferentes setores da indústria madeireira. Todavia, a pesquisa realizada indica direcionamento para outras pesquisas, como a investigação do potencial tecnológico de outras espécies de menores diâmetros e de elevada ocorrência na floresta. E o resultado mais importante seria a possibilidade de inserir essas espécies na lista de espécies de interesse comercial do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), que habilita as madeiras para comercialização”, relata Daniele Fróes.

 Posgrad

O Programa de Apoio à Pós-Graduação Stricto Sensu (Posgrad), da Fapeam, tem como objetivo apoiar a formação de recursos humanos altamente qualificados nos Programas de Pós-Graduação Strico Senso (PPGSS), aprovados pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), por meio da concessão de quotas de bolsas de mestrado e doutorado.

INCT

O projeto de pesquisa contou ainda com apoio do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia (INCT) Madeiras da Amazônia, do Inpa, com aporte financeiro da Fapeam, em parceria com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

Por Jessie Silva

Fotos: Érico Xavier

O post Estudo pretende viabilizar produtos da madeira de Manejo Florestal para o mercado apareceu primeiro em FAPEAM.

Fapeam e Afeam recebem treinamento do Inovacred

Equipes da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam) e  da Agência de Fomento do Estado do Amazonas (Afeam) participam de treinamento do programa Inovacred da Financiadora de Inovação e Pesquisa (Finep). A capacitação ocorre no período de 13 a 14 de maio, na sede da Fundação, no bairro Flores, zona Centro-Sul de Manaus.

Promovido pela Finep, o treinamento tem objetivo de capacitar as equipes envolvidas no processo de concessão de crédito do programa, com orientações de atendimento, cadastro, análise, contratação e acompanhamento das propostas do programa Inovacred-Finep, para que as operações de crédito sejam eficientes e seguras.

TREINAMENTO CRÉDITO FINEP - FAPEAM E AFEAM - FOTOS ERICO X._-15

O início do treinamento ocorreu na manhã desta segunda-feira (13) e encerra na próxima terça-feira (14).

O treinamento é realizado pelo analista do Departamento de Operações de Crédito Descentralizado da Finep, Ricardo Luiz do Nascimento, que destacou as parcerias realizadas, ao longo do anos, entre a Finep e Fapeam.

“A Fapeam já tem uma parceria firmada com a Finep, por meio de  outros programas, como o Tecnova, Centelha e Pappe Integração, agora estamos vendo outra forma da Fapeam e Afeam trabalharem juntas nesse programa. A  Fapeam entra  com o suporte mais técnico no que ela conhece melhor que é a Ciência, Tecnologia e Inovação”, disse.

Inovacred

O programa tem o objetivo de financiar a inovação de novos produtos, processos, marketing e serviços, bem como o aprimoramento dos já existentes, visando à competitividade de empresas instaladas nos Estado do Amazonas.

Por Jessie Silva

Fotos: Érico Xavier

O post Fapeam e Afeam recebem treinamento do Inovacred apareceu primeiro em FAPEAM.