Arquivo da Categoria: PPGBIO-INTERAÇÃO

Mestranda da Fiocruz Amazônia relata trajetória na pesquisa durante roda de conversa promovida pela Fapeam

Com o objetivo de estimular o acesso integral e igualitário de mulheres e meninas na ciência, a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam) promoveu na última sexta-feira, 6/3, uma roda de conversa com pesquisadoras e estudantes do Colégio Militar da Polícia Militar do Amazonas, V Tenente Coronel Cândido José Mariano, em alusão ao Dia Internacional da Mulher (8 de março) e de Meninas e Mulheres na Ciência (11 de fevereiro).

Participaram da Roda de Conversa a pesquisadora do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa), Elizabeth Gusmão, que atua com estudos relacionados a sistemas de produção de peixe, estresse fisiológico, nutrição, fármacos para fins terapêuticos de espécies como tambaqui, pirarucu e matrinxã, e a bióloga Heliana Belchior, mestranda do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Biologia da Interação Patógeno-Hospedeiro do Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia), que iniciou sua carreira no ensino fundamental, por meio do Programa Pibic Jr, e passou pelo Programa de Apoio à Iniciação Científica (Paic).

Na oportunidade, a diretora-presidente da Fapeam, Márcia Perales, falou sobre o objetivo da Fundação de fomentar a ciência, tecnologia e inovação no Amazonas, bem como a importância da participação de mulheres à frente de pesquisas científicas. “No mundo menos de 30% de pesquisadores são mulheres, segundo a Unesco. Tenho certeza de que não é por falta de capacidade e muito menos inteligência, muitas vezes é por falta de oportunidade e de incentivo. Diante disso, a Fapeam, por meio do Governo do Amazonas, abraçou essa causa, o movimento é um lembrete de que as mulheres e as meninas desempenham papel fundamental na ciência e que sua participação deve ser fortalecida” comentou Márcia Perales.

RODA DE CONVERSA

Segundo Elizabeth Gusmão, atualmente as mulheres estão em todas as áreas de atuação e não existe mais uma profissão que elas não possam atuar. A pesquisadora reforça que as oportunidades que as mulheres buscam são voltadas para a sua capacitação. “Isso torna as mulheres mais atuantes e mais capacitadas, atuando em cargos de destaque dentro da sociedade. A mulher tem essa força, essa flexibilidade de fazer várias coisas ao mesmo tempo, que muitas vezes é um pouco mais limitado para o homem, ela é dona de casa, profissional e consegue de uma forma harmônica desenvolver todas as atividades com muita eficiência. Dentro da sua área de atuação ela tem uma seriedade e um compromisso muito grande com qualquer atividade que se propõe a fazer”, disse.

Heliana Belchior relata sua experiência na ciência e destaca que em toda sua trajetória na pesquisa sempre teve incentivo de mulheres pesquisadoras. “Por incrível que pareça eu sempre fui incentivada por mulheres, por exemplo, quem me colocou dentro do mundo da pesquisa foi minha professora de Ciências do Ensino Fundamental. Durante a graduação também tive outra mulher me orientando. Todas são mulheres dedicadas e esforçadas e no meu convívio nos últimos anos tenho prestado atenção que nós mulheres somos muito presentes. Eventos como esses mostram para as meninas que ainda estão no ensino fundamental e médio que elas também são capazes, que podemos habitar qualquer lugar e ingressar em qualquer área que quiser”, comentou.

MOVIMENTO MULHERES E MENINAS NA CIÊNCIA

Comemorado em 11 de fevereiro o Dia Internacional de Mulheres e Meninas na Ciência foi instituído pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) e pela ONU Mulheres.  Segundo a Unesco, apenas 28% dos pesquisadores do mundo são mulheres.

A atividade ocorreu no auditório Vânia Pimentel na Universidade Nilton Lins, bairro Flores. Esta é a terceira ação promovida pela Fapeam, em parceria com a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti).

*Com informações da Fapeam
Fotos: Érico Xavier

Aula inaugural marca início do ano letivo na Fiocruz Amazônia

O Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia) promoveu nesta segunda-feira, 2/3, a abertura do ano letivo Institucional para os cursos de mestrado dos programas de Pós-Graduação em Biologia da Interação Patógeno-Hospedeiro (PPGBIO-Interação) e de Pós-Graduação em Condições de Vida e Situações de Saúde na Amazônia (PPGVIDA). A atividade foi marcada pela realização da aula inaugural, que contou com a apresentação da palestra “Imunopatogênese da Infecção pelo HIV-1”, ministrada por Fernanda Heloise Côrtes, pesquisadora do Instituto Oswaldo Cruz (IOC).

Compuseram a mesa de abertura da aula inaugural, Sérgio Luz, Diretor do ILMD/Fiocruz Amazônia, Felipe Naveca, Vice Diretor de pesquisa e inovação, além dos pesquisadores Priscila Aquino e Fernando Herkrath, representando os programas PPGVIDA e PPGBIO-Interação.

Em entrevista, Fernanda falou sobre a experiência de apresentar para os alunos, um assunto de grande relevância para a saúde pública. “Foi um prazer, eu acho que é um momento muito especial, em que os alunos estão entrando cheios de expectativas. O HIV é um exemplo muito bom de como a ciência saiu da bancada e foi para o hospital. As vezes você acha que o que você está fazendo na sua bancada não possui tanto impacto, e surge uma nova demanda, que ninguém estava olhando e aquilo que você estava pesquisando pode ajudar aquele novo problema”

SOBRE A PALESTRANTE

Fernanda é graduada em Ciência Biológicas pela Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro, mestre em Biologia Parasitária pelo Instituto Oswaldo Cruz e doutora em Biologia Parasitária pelo Instituto Oswaldo Cruz.

 Atualmente desenvolve projetos envolvendo indivíduos infectados pelo HIV-1, capazes de controlar a replicação viral na ausência da terapia antirretroviral e indivíduos HIV-1 positivos na fase aguda da infecção.

Possui experiência na área de Imunologia e biologia molecular com ênfase na resposta imune em HIV/Aids, com foco na resposta de células T, ativação imune celular e inflamação.

FORMAÇÂO

Os programas desenvolvidos pelo ILMD/Fiocruz Amazônia têm por finalidade qualificar profissionais para funções especializadas nos campos das ciências e tecnologias em saúde, necessários à sociedade, bem como aprofundar conhecimentos e habilidades, voltando-se prioritariamente para a área de Saúde Coletiva e afins, promovendo atualização sobre os avanços de conhecimentos nesse campo e a ampliação das competências profissionais dos discentes.

Ex bolsista do Programa de Iniciação Científica PIC/ILMD/Fiocruz Amazônia, e agora mestranda pelo PPGBIO-Interação, Thaís Pinto, destacou a importância deste novo momento em sua carreira acadêmica e profissional. “Esse início trouxe um novo significado para minha nova vida profissional aqui na Instituição, pois ampliou muito mais a minha visão a respeito da ciência e da importância dela, no Brasil e no mundo. Espero que nossos projetos também sejam importantes e que possam contribuir para a saúde pública, além de auxiliar nos avanços tecnológicos à serviço da saúde, para o desenvolvimento de novos métodos de diagnósticos de doenças e tratamento, assim como servir de base para outros trabalhos”.

SOBRE O PPGBIO-INTERAÇÃO

O Programa de Pós-Graduação em Biologia da Interação Patógeno-Hospedeiro é curso strictu sensu que tem como essência a dinâmica de transmissão das doenças e as interações moleculares e celulares da relação patógeno-hospedeiro no âmbito da maior biodiversidade mundial.

O curso se enquadra na grande área em Parasitologia devido a pesquisa e ensino terem ênfase na eco-epidemiologia e biodiversidade de micro-organismos e vetores; fatores de virulência, mecanismos fisiopatológicos e imunológicos associados na interação parasito-hospedeiro.

Estes diversos aspectos são os principais delineadores para escolha da área de concentração da Ciências Biológicas III, por esta ser uma área multidisciplinar e baseada no eixo bioquímica, genética, biológico, celular e molecular. Os alunos recebem uma formação em áreas estratégicas por sua importância e que precisam ser desenvolvidas no Estado.

SOBRE O PPGVIDA

O programa visa planejar, propor e utilizar métodos e técnicas para executar investigações na área de saúde, mediante o uso integrado de conceitos e recursos teórico-metodológicos advindos da saúde coletiva, biologia parasitária, epidemiologia, ciências sociais e humanas aplicadas à saúde, comunicação e informação em saúde e de outras áreas de interesse acadêmico, na construção de desenhos complexos de pesquisa sobre a realidade amazônica

A aula inaugural ocorreu no Salão Canoas, no ILMD/Fiocruz Amazônia. Durante a manhã, os alunos participaram de uma recepção realizada pela equipe do ensino, onde foram apresentados o regulamento do Ensino, regimento do PPGVIDA, manual do aluno e calendário acadêmico.

ILMD/Fiocruz Amazônia, por Eduardo Gomes
Fotos: Eduardo Gomes/ ILMD/ Fiocruz Amazônia

Aula inaugural dos cursos PPGBIO-Interação e PPGVIDA será na segunda, 2/3

Na segunda-feira, 2/3, às 9h, inicia o ano letivo para os cursos de mestrado dos programas de Pós-Graduação em Biologia da Interação Patógeno-Hospedeiro (PPGBIO-Interação) e de Pós-Graduação em Condições de Vida e Situações de Saúde na Amazônia (PPGVIDA) do Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD / Fiocruz Amazônia). “Imunopatogênese da Infecção pelo HIV-1” será o tema da aula inaugural, a ser ministrada por Fernanda Heloise Côrtes, pesquisadora do Instituto Oswaldo Cruz (IOC).

O evento é aberto ao público e reunirá alunos, professores e demais interessados no Salão Canoas, na sede da Fiocruz Amazônia, à Rua Teresina, 476, Adrianópolis – Manaus -AM.

O quê? Abertura do Ano Letivo na Fiocruz Amazônia com a palestra Imunopatogênese da Infecção pelo HIV-1

Quando?  2/3/2020, segunda-feira

Onde? Salão Canoas, na sede da Fiocruz Amazônia, à Rua Teresina, 476, Adrianópolis – Manaus -AM.

Palestrante: Fernanda Heloise Côrtes, pesquisadora do Instituto Oswaldo Cruz (IOC/Fiocruz).

Ascom-ILMD/Fiocruz Amazônia
Imagem: Mackesy Nascimento

Fiocruz Amazônia divulga resultado de seleção para aluno especial nos programas PPGBIO-Interação e PPGVIDA

O Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia) divulgou nesta quinta-feira, 20/2, o resultado da Seleção para vagas de aluno especial em disciplinas dos Programas de Pós-Graduação Stricto Sensu em Condições de Vida e Situações de Saúde na Amazônia (PPGVIDA) e em Biologia da Interação Patógeno-Hospedeiro (PPGBIO-Interação), para o 1° semestre de 2020.

Confira o resultado para o PPGBIO-Interação

Confira o resultado para o PPGVIDA

SOBRE O PPGVIDA

O curso de mestrado em Condições de Vida e Situações de Saúde na Amazônia tem como objetivo capacitar profissionais para desenvolver modelos analíticos, capazes de subsidiar pesquisas em saúde, apoiar o planejamento, execução e gerenciamento de serviços e ações de controle e o monitoramento de doenças e agravos de interesse coletivo e do Sistema Único de Saúde na Amazônia.

O PPGVIDA também visa planejar, propor e utilizar métodos e técnicas para executar investigações na área de saúde, mediante o uso integrado de conceitos e recursos teórico-metodológicos advindos da saúde coletiva, biologia parasitária, epidemiologia, ciências sociais e humanas aplicadas à saúde, comunicação e informação em saúde e de outras áreas de interesse acadêmico, na construção de desenhos complexos de pesquisa sobre a realidade amazônica.

SOBRE O PPGBIO-INTERAÇÃO

O Programa de Pós-Graduação em Biologia da Interação Patógeno-Hospedeiro é curso strictu sensu que tem como essência a dinâmica de transmissão das doenças e as interações moleculares e celulares da relação patógeno-hospedeiro no âmbito da maior biodiversidade mundial.

O curso se enquadra na grande área em Parasitologia devido a pesquisa e ensino terem ênfase na eco-epidemiologia e biodiversidade de micro-organismos e vetores; fatores de virulência, mecanismos fisiopatológicos e imunológicos associados na interação parasito-hospedeiro.

Estes diversos aspectos são os principais delineadores para escolha da área de concentração da Ciências Biológicas III, por esta ser uma área multidisciplinar e baseada no eixo bioquímica, genética, biológico, celular e molecular. Os alunos recebem uma formação em áreas estratégicas por sua importância e que precisam ser desenvolvidas no Estado.

ILMD/Fiocruz Amazônia, por Eduardo Gomes

PPGVIDA e PPGBIO-Interação abrem inscrições para vagas de aluno especial

O Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia) informa a abertura de vagas para inscrição de aluno especial em disciplinas dos Programas de Pós-Graduação Stricto Sensu em Condições de Vida e Situações de Saúde na Amazônia (PPGVIDA) e em Biologia da Interação Patógeno-Hospedeiro (PPGBIO-Interação), para o 1° semestre de 2020.

Para se inscrever, os candidatos devem preencher formulário de inscrição, disponível no site institucional, tanto para o PPGVIDA, como para o PPGBIO-Interação. Após preenchimento, o formulário deverá ser impresso, assinado pelo candidato e anexado juntamente com outros documentos estabelecidos no edital.

Os candidatos devem enviar os documentos solicitados em chamada pública, para o e-mail alunoespecial.ilmd@fiocruz.br nos dias 10 e 11 de fevereiro de 2020. O envio da inscrição será considerado até as 21h59 (horário de Manaus) do último dia.

A seleção dos candidatos ocorrerá no período de 14 a 19 de fevereiro de 2020.

Para saber mais, confira na Plataforma SIGA, as disciplinas ofertadas, o formulário de inscrição, o edital e demais informações, para aluno especial do PPGVIDA e para aluno especial do PPGBIO – Interação.

QUEM PODE SE INSCREVER:

  • Alunos de outros cursos de pós-graduação stricto sensu da Fiocruz;
  • Alunos de outros cursos de pós-graduação stricto sensu de outras instituições públicas e/ou privadas;
  • Alunos de curso de pós-graduação lato sensu da Fiocruz;
  • Alunos de outros cursos de pós-graduação lato sensu de outras instituições públicas e/ou privadas;
  • Candidatos com curso de pós-graduação lato sensu concluído, que não estejam no momento da inscrição fazendo outro curso de lato sensu ou cursando stricto sensu.

DISCIPLINAS OFERTADAS:

As disciplinas ofertadas no PPGVIDA e a quantidade de vagas, respectivamente, são: Tópicos especiais em saúde coletiva: Geografia da Saúde (6); Microbiologia em Saúde Pública (10); Tópicos especiais em saúde coletiva: Alimentação e nutrição das populações amazônicas (6); APS e Redes de Saúde em Cenários Amazônicos (15); Epidemiologia II (6).

Para o PPGBIO – Interação, as disciplinas ofertadas para aluno especial, são: Interação da Relação Patógeno Hospedeiro I (3); The art of reading a paper (4); Metodologia da Pesquisa (3); Interação da Relação Patógeno Hospedeiro II (5).

SOBRE O PPGVIDA

O curso de mestrado em Condições de Vida e Situações de Saúde na Amazônia tem como objetivo capacitar profissionais para desenvolver modelos analíticos, capazes de subsidiar pesquisas em saúde, apoiar o planejamento, execução e gerenciamento de serviços e ações de controle e o monitoramento de doenças e agravos de interesse coletivo e do Sistema Único de Saúde na Amazônia.

O PPGVIDA também visa planejar, propor e utilizar métodos e técnicas para executar investigações na área de saúde, mediante o uso integrado de conceitos e recursos teórico-metodológicos advindos da saúde coletiva, biologia parasitária, epidemiologia, ciências sociais e humanas aplicadas à saúde, comunicação e informação em saúde e de outras áreas de interesse acadêmico, na construção de desenhos complexos de pesquisa sobre a realidade amazônica.

SOBRE O PPGBIO-INTERAÇÃO

O Programa de Pós-Graduação em Biologia da Interação Patógeno-Hospedeiro é curso strictu sensu que tem como essência a dinâmica de transmissão das doenças e as interações moleculares e celulares da relação patógeno-hospedeiro no âmbito da maior biodiversidade mundial.

O curso se enquadra na grande área em Parasitologia devido a pesquisa e ensino terem ênfase na eco-epidemiologia e biodiversidade de micro-organismos e vetores; fatores de virulência, mecanismos fisiopatológicos e imunológicos associados na interação parasito-hospedeiro.

Estes diversos aspectos são os principais delineadores para escolha da área de concentração da Ciências Biológicas III, por esta ser uma área multidisciplinar e baseada no eixo bioquímica, genética, biológico, celular e molecular. Os alunos recebem uma formação em áreas estratégicas por sua importância e que precisam ser desenvolvidas no Estado.

ILMD/Fiocruz Amazônia, por Diovana Rodrigues
Imagem: Mackesy Nascimento

Fiocruz Amazônia convoca aprovados no PPGBIO-INTERAÇÃO para matrícula institucional

Candidatos aprovados no processo seletivo, para ingresso no Curso de Mestrado Acadêmico  do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Biologia da lnteração Patógeno Hospedeiro – (PPGBIO-INTERAÇÃO) do Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/ Fiocruz Amazônia) devem realizar a matrícula institucional entre os dias 17 e 19 de fevereiro.

Os convocados devem comparecer munidos dos documentos necessários, conforme descritos na Chamada Pública de Seleçâo – n N.008/2019, de 8h às 12h e de 13h às 16h, na Secretaria Acadêmica (SECA), da Fiocruz Amazônia, situada à Rua Teresina, 476 – bairro Adrianópolis, Manaus – AM.

As aulas terão início no dia 2 de março de 2020, às 8h, no Salão Canoas da Instituição

SOBRE O PPGBIO-INTERAÇÃO

O Programa de Pós-Graduação em Biologia da Interação Patógeno-Hospedeiro (PPGBIO-Interação) tem como essência a dinâmica de transmissão das doenças e as interações moleculares e celulares da relação patógeno-hospedeiro, no âmbito da maior biodiversidade mundial.

O PPGBIO-Interação se enquadra na grande área em Parasitologia devido a pesquisa e ensino terem ênfase na ecoepidemiologia e biodiversidade de micro-organismos e vetores; fatores de virulência, mecanismos fisiopatológicos e imunológicos associados na interação parasito-hospedeiro.

Para mais informações, consulte a chamada pública por meio da Plataforma Siga. Para esclarecimento de dúvidas, o candidato poderá ligar (092) 3621-2302 ou encaminhar e-mail para seca.ilmd@fiocruz.br

ILMD/ Fiocruz Amazônia, por Eduardo Gomes
Imagem: Mackesy Nascimento

Resultado dos recursos e da lista final dos selecionados

A Comissão de Seleção para ingresso no curso de mestrado do Programa de Pós-Graduação em Biologia da Interação Patógeno-Hospedeiro (PPGBIO-Interação), do Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia), Chamada Pública Nº 008/2019, divulgou o resultado dos recursos e lista final dos selecionados

O resultado está disponível na Plataforma Siga,  da Fiocruz, em  http://www.sigass.fiocruz.br/pub/inscricao.do?codP=127

SOBRE O PPGBIO-INTERAÇÃO

O Programa de Pós-Graduação em Biologia da Interação Patógeno-Hospedeiro é curso stricto sensu que tem como essência a dinâmica de transmissão das doenças e as interações moleculares e celulares da relação patógeno-hospedeiro no âmbito da maior biodiversidade mundial.

O curso se enquadra na grande área em Parasitologia devido a pesquisa e ensino terem ênfase na ecoepidemiologia e biodiversidade de micro-organismos e vetores; fatores de virulência, mecanismos fisiopatológicos e imunológicos associados na interação parasito-hospedeiro.

Esses diversos aspectos são os principais delineadores para escolha da área de concentração da Ciências Biológicas III, por esta ser uma área multidisciplinar e baseada no eixo bioquímica, genética, biológico, celular e molecular. Os alunos recebem formação em áreas estratégicas por sua importância, e que precisam ser desenvolvidas no estado do Amazonas.

ILMD/Fiocruz Amazônia
Imagem: Mackesy Nascimento

PPGBIO-Interação divulga resultado de etapas e classificação final do processo seletivo

A Comissão de Seleção para ingresso no curso de mestrado do Programa de Pós-Graduação em Biologia da Interação Patógeno-Hospedeiro (PPGBIO-Interação), do Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia), Chamada Pública Nº 008/2019, divulgou o resultados das seguinte etapas:

  • 3ª etapa: Resultado dos Recursos da Prova Oral;
  • 3ª etapa: Publicação do Resultado Final da prova oral;
  • 4ª etapa: Publicação do Resultado da Análise de Currículo;
  • Etapa Final: Divulgação da Classificação Final da Seleção

O resultado está disponível na Plataforma Siga,  da Fiocruz, em  http://www.sigass.fiocruz.br/pub/inscricao.do?codP=127

SOBRE O PPGBIO-INTERAÇÃO

O Programa de Pós-Graduação em Biologia da Interação Patógeno-Hospedeiro é curso stricto sensu que tem como essência a dinâmica de transmissão das doenças e as interações moleculares e celulares da relação patógeno-hospedeiro no âmbito da maior biodiversidade mundial.

O curso se enquadra na grande área em Parasitologia devido a pesquisa e ensino terem ênfase na ecoepidemiologia e biodiversidade de micro-organismos e vetores; fatores de virulência, mecanismos fisiopatológicos e imunológicos associados na interação parasito-hospedeiro.

Esses diversos aspectos são os principais delineadores para escolha da área de concentração da Ciências Biológicas III, por esta ser uma área multidisciplinar e baseada no eixo bioquímica, genética, biológico, celular e molecular. Os alunos recebem formação em áreas estratégicas por sua importância, e que precisam ser desenvolvidas no estado do Amazonas.

Para informações sobre chamadas da Fiocruz Amazônia, clique.

ILMD/Fiocruz Amazônia
Imagem: Mackesy Nascimento

Divulgado resultado da prova oral do processo seletivo para o Mestrado PPGBIO-Interação

A Comissão de Seleção para ingresso no curso de mestrado do Programa de Pós-Graduação em Biologia da Interação Patógeno-Hospedeiro (PPGBIO-Interação), do Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia),  Chamada Pública Nº 008/2019, divulgou o resultado da prova oral (projeto de pesquisa + entrevista)

O resultado está disponível na Plataforma Siga,  da Fiocruz, em  http://www.sigass.fiocruz.br/pub/inscricao.do?codP=127

A interposição de recurso da prova oral deve ser feita até as 16h, do dia 17/12/2019.

SOBRE O PPGBIO-INTERAÇÃO

O Programa de Pós-Graduação em Biologia da Interação Patógeno-Hospedeiro é curso stricto sensu que tem como essência a dinâmica de transmissão das doenças e as interações moleculares e celulares da relação patógeno-hospedeiro no âmbito da maior biodiversidade mundial.

O curso se enquadra na grande área em Parasitologia devido a pesquisa e ensino terem ênfase na ecoepidemiologia e biodiversidade de micro-organismos e vetores; fatores de virulência, mecanismos fisiopatológicos e imunológicos associados na interação parasito-hospedeiro.

Esses diversos aspectos são os principais delineadores para escolha da área de concentração da Ciências Biológicas III, por esta ser uma área multidisciplinar e baseada no eixo bioquímica, genética, biológico, celular e molecular. Os alunos recebem formação em áreas estratégicas por sua importância, e que precisam ser desenvolvidas no estado do Amazonas.

Para informações sobre chamadas da Fiocruz Amazônia, clique.

ILMD/Fiocruz Amazônia, por Marlúcia Seixas
Imagem: Mackesy Nascimento

PPGBIO-Interação divulga resultado dos recursos e prova escrita

A Comissão de Seleção para ingresso no curso de mestrado do Programa de Pós-Graduação em Biologia da Interação Patógeno-Hospedeiro (PPGBIO-Interação), Chamada Pública Nº 008/2019, do Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia) divulgou o resultado dos recursos e resultado final da prova escrita.

O resultado está disponível na Plataforma Siga,  da Fiocruz, em  http://www.sigass.fiocruz.br/pub/inscricao.do?codP=127

SOBRE O PPGBIO-INTERAÇÃO

O Programa de Pós-Graduação em Biologia da Interação Patógeno-Hospedeiro é curso strictu sensu que tem como essência a dinâmica de transmissão das doenças e as interações moleculares e celulares da relação patógeno-hospedeiro no âmbito da maior biodiversidade mundial.

O curso se enquadra na grande área em Parasitologia devido a pesquisa e ensino terem ênfase na ecoepidemiologia e biodiversidade de micro-organismos e vetores; fatores de virulência, mecanismos fisiopatológicos e imunológicos associados na interação parasito-hospedeiro.

Estes diversos aspectos são os principais delineadores para escolha da área de concentração da Ciências Biológicas III, por esta ser uma área multidisciplinar e baseada no eixo bioquímica, genética, biológico, celular e molecular. Os alunos recebem uma formação em áreas estratégicas por sua importância e que precisam ser desenvolvidas no Estado.

ILMD/Fiocruz Amazônia, por Eduardo Gomes
Imagem: Mackesy Nascimento