Arquivo da Categoria: portgual

Projeto que incentiva a cultura e a educação patrimonial será apresentando em congressos no Brasil e Portugal

Oportunizar a vivência na arte por meio dos patrimônios culturais de Manaus foi o objetivo do projeto “Guardiões do Patrimônio” desenvolvido com apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam)  via o Programa Ciência na Escola (PCE)- edital N° 001/2018, com alunos do 6º ano, da Escola Estadual Nathália Uchôa, localizada no bairro Japiim 2, Zona Sul de Manaus.

No projeto, os estudantes tiveram a oportunidade de conhecer a partir da perspectiva artística, educação patrimonial e alfabetização científica  vários patrimônios no Centro Histórico de Manaus, como o Teatro Amazonas, Largo São Sebastião, Palácio da Justiça, além da Universidade Federal do Estado do Amazonas.

O projeto coordenado pela professora Denise Gomes  resultou na aprovação em três congressos: dois nacionais e um internacional. O trabalho será apresentado no XII Seminário Nacional de Formação dos Profissionais da Educação da ANFOPE/40° Encontro Nacional do FORUMDIR, que ocorrerá de 16 a 19 de setembro, em Salvador (BA); no III Congresso Internacional de Pedagogia Educação em Tempos Incertos em Braga,  a ser realizado de 10 a 12 de outubro, em Portugal,  e  no VI Congresso Nacional de Educação (CONEDU), que ocorre em Fortaleza (CE), no período de 24 a 26 de outubro,  todos este ano.

“Esses congressos vêm para somar e também para mostrar quão importante são os projetos do PCE, porque esses desdobramentos fazem com que possamos  compartilhar não apenas experiência desse projeto, mas mostrar  também  que a educação aqui no nosso Estado é de qualidade” explicou.

Segundo Denise, a ideia do projeto surgiu a partir dos estudos sobre as dimensões da Base Nacional Comum Curricular (BNCC), que tem como novidade o objeto de conhecimento “Patrimônio Cultural”, dentro da unidade temática Artes Integradas, onde consta diversos desdobramentos, um deles é  o estudo dos patrimônios materiais e imateriais, que foi o foco dos alunos.

PROFa. DENISE RODRIGUES - PCE    - FOTOS ÉRICO X._-3

Etapas

Conforme a professora,  a metodologia utilizada foi a de Maria de Lurdes Parreira Horta, teórica da Universidade de São Paulo (USP), que consiste em 4 etapas: leitura e observação, registro, exploração e apropriação.

A primeira etapa preparou teoricamente os alunos para as visitas,  por meio de leituras e observações sobre os patrimônios culturais. Em seguida, foram feitos registros  sobre o que foi visto e estudado de forma didática e criativa, tomando processos artísticos diversos – como desenho, fotografia e pintura, como base.

Paralelamente, os bolsistas realizaram uma investigação sobre a percepção que os demais colegas de classe têm sobre patrimônio cultural material, imaterial e arqueológico, para levantar hipóteses, discussões, questionamentos sobre os resultados da observação e das opiniões dos alunos.

Já as fases finais foram mediadas por procedimentos científicos, exploração artística e marcadas por oficinas de ressignificação dos patrimônios culturais visitados, ampliando o conhecimento sobre os mesmos.

Iniciação científica júnior

Os estudantes Daniel Zacarias Pinheiro Jardim e Eduardo Cunha da Costa, do 7º e 6º, respectivamente, participaram  pela primeira vez de um projeto de iniciação científica júnior e avaliaram de forma positiva a experiência, principalmente por contribuir  com o conhecimento cultural maior sobre a cidade.

“A parte que eu mais gostei foi de descobrir novas coisas, sair para conhecer mais, de ajudar também a imagem cultural da nossa cidade. Esse foi o primeiro projeto que participei, mas espero participar de outros”, disse Eduardo.

Para Denise o PCE é um programa importante por incentivar os alunos ainda na educação básica a ter o contato com projetos de iniciação científica júnior.

“O PCE é de extrema relevância. A Fapeam é uma fundação que realmente ampara a pesquisa no Amazonas, não só com projetos de ensino superior, mas também de nível básico. Com o projeto, um aluno do 6º ano teve a capacidade de desenvolver sua fala, sua oratória, além da criticidade, isso tudo é muito importante não só para a pesquisa, mas para a vida deles” contou.

PCE - ESCOLA ESTADUAL NATHÁLIA UCHÔA    - FOTOS ÉRICO X._-10

PCE

O PCE apoia a participação de professores do 5º ao 9º ano do ensino fundamental, da 1ª à 3ª série do ensino médio e suas modalidades: Educação de Jovens e Adultos, Educação Escolar Indígena, Atendimento Educacional Específico e Projeto Avançar, em projetos de pesquisa a serem desenvolvidos em escolas públicas estaduais do Amazonas e municipais de Manaus.

Desenvolvido pela Fapeam, em parceria com a Secretaria de Estado de Educação (Seduc-AM) e Secretaria Municipal  de Educação  (Semed Manaus), o programa tem como objetivo despertar a vocação científica e incentivar talentos entre os estudantes de ensino público, bem como contribuir para o processo de formação continuada dos professores.

 

Por Caio Alencar

Fotos- Érico Xavier

O post Projeto que incentiva a cultura e a educação patrimonial será apresentando em congressos no Brasil e Portugal apareceu primeiro em FAPEAM.