Conferência discute processos inovativos na Amazônia

Compartilhar conhecimentos na área da propriedade intelectual, transferência de tecnologia e promoção em ações de empreendedorismo, é um dos objetivos da 3ª Conferência sobre Processos Inovativos na Amazônia: interfaces entre ICT, empresários e investidores, que acontece desde ontem 13/11, no Auditório da Ciência, no Bosque da Ciência do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa/MCTIC). O evento é uma promoção do Arranjo do Núcleo de Inovação Tecnológica da Amazônia Ocidental (AMOCI/MCTIC).

Participaram da mesa de abertura o coordenador do Núcleo de Inovação Tecnológica (NIT) do Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia), Luis André Morais Mariuba; a coordenadora de Ações Estratégicas do Inpa, Hillandia Brandão; o coordenador geral das Unidades de Pesquisas e Organizações Sociais do MCTIC, Luiz Henrique da Silva Borda; a coordenadora de Extensão Tecnológica e Inovação do Inpa, Noélia Falcão, e o gerente geral de Inovação do Senai, Marcelo Vieira de Aguiar.

Na Palestra Magna, Borda falou sobre a importância da quebra da barreira inserida dentro da Ciência e Tecnologia, em que a sociedade ainda desconhece a necessidade de atenção que a área possui. Borda alertou para a necessidade de maior crença e investimento das instituições privadas na área “Com investimento em Ciência, há inovação e, consequentemente, maior riqueza e desenvolvimento do país”, afirmou.

Durante o evento, ocorreu a Mesa Redonda sobre a Lei de Acesso a Biodiversidade (13.123/15)/Plataforma do Sistema Nacional de Gestão do Patrimônio Genético e do Conhecimento Tradicional Associado (SisGen), disponibilizada pelo Conselho de Gestão do Patrimônio Genético (CGen). A mesa foi composta por Rosa Miriam de Vasconcelos (Embrapa), Luiz Antonio de Oliveira (Inpa) e Aline Morais (Fiocruz). Os palestrantes reforçaram a necessidade de conhecer e obedecer a lei para que haja a inovação.

SOBRE O AMOCI

Os Arranjos de Núcleos de Inovação Tecnológica (NIT) foram criados pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), operando em forma de rede colaborativa, para otimizar e compartilhar recursos, disseminar boas práticas de gestão da inovação e de proteção à propriedade intelectual e transferência de tecnologia.

O Arranjo AMOCI é sediado no Inpa e é composto por 23 Instituições Científicas e Tecnológicas (ICT) distribuídas no Amazonas, Acre, Roraima e Rondônia.

A Conferência é aberta ao público mediante inscrição. A entrada é gratuita e o público participante receberá certificado. Nos dois dias de atividades são realizadas palestras, oficinas, mesas redondas e workshop, com temas relacionados à lei de acesso à biodiversidade, formação tecnológica, propriedade intelectual, estratégias de transferência de tecnologia e inovação.

Segundo a coordenadora do Arranjo AMOCI, Noélia Falcão, que também é coordenadora de Extensão Tecnológica e Inovação do Inpa, a ideia é que haja a capacitação sobre a cultura e a prática da propriedade intelectual, que aliados ao empreendedorismo são fundamentais para a geração da inovação. “O conhecimento da gestão de propriedade intelectual e dos NIT é fundamental para a disponibilização das tecnologias desenvolvidas nas ICTs para o mercado”.

A proposta é capacitar recursos humanos do ecossistema de inovação. “ICTs, estudantes de pós-graduação, empresas, empreendedores e investidores que tenham interesse pelos temas estão convidados a participar”, diz Falcão. Veja a Programação completa aqui.

As palestras e as oficinas ocorrem em tempo integral, de 8h às 17h, no Auditório do Bosque da Ciência e na Casa de Vidro da Casa da Ciência, respectivamente.

OFICINAS

Para as oficinas sobre Empreendedorismo Ribeirinho (dia 13, das 9h às 11h), Negócios de Impacto Social, (dia 13, das 14 às 16h), Economia Criativa e Inovação (dia 14, das 14h às 16h) e sobre Modelos de Negócio (dia 14, das 9h às 11h) foram disponibilizadas 25 vagas para cada oficina. As apresentações serão ministradas pela Fundação Amazonas Sustentável (FAS), integrante do Arranjo AMOCI. Ao término, o público participante receberá certificado.

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *