Novos sistemas de esgotamento sanitário beneficiarão cerca de 48 mil pessoas

O ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, inaugurou, nesta sexta-feira (6), dois sistemas de esgotamento sanitário em Minas Gerais. As obras receberam investimentos do Governo Federal de R$ 31,8 milhões, por meio da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do Parnaíba e do São Francisco (Codevasf), e fazem parte das ações de revitalização da Bacia do Rio São Francisco. Os sistemas de esgotamento sanitário complementarão as sedes das cidades de Matias Cardoso e Bocaiúva, que ficam próximas ao Rio São Francisco, com infraestrutura de coleta, transporte, tratamento e destinação dos efluentes tratados.

“Isso é importante por vários motivos. Primeiro, pela questão da saúde. Você deixa de pressionar o Sistema de Saúde Público. Depois, a melhoria da produtividade das pessoas que moram aqui. Além da geração de emprego, de renda, de oportunidades, talvez o mais importante, o mais significativo, é a questão da diminuição drástica da mortalidade infantil”, ressalta o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho

“Isso é importante por vários motivos. Primeiro, pela questão da saúde. Você deixa de pressionar o Sistema de Saúde Público. Depois, a melhoria da produtividade das pessoas que moram aqui. Além da geração de emprego, de renda, de oportunidades, talvez o mais importante, o mais significativo, é a questão da diminuição drástica da mortalidade infantil”, ressalta o ministro.

Ele ainda lembrou que, no Brasil, mais de 100 milhões de brasileiros ainda não contam com tratamento de esgoto adequado.

“Quando você trata o esgoto, você elimina uma série de doenças que já deveriam ter sido varridas do Brasil há muito tempo”, afirma. “A votação do Marco do Saneamento, sob a orientação e a liderança do Presidente Bolsonaro, vai permitir que a iniciativa privada possa ser parceira nesse grande desafio, que é a universalização do sistema de tratamento de esgoto e de tratamento de água no Brasil nos próximos 10 ou 12 anos.”

Para implementar o sistema de esgotamento sanitário em Matias Cardoso, o Governo Federal investiu R$ 16,8 milhões, recursos que beneficiarão cerca de 6 mil pessoas. No outro sistema, instalado na cidade mineira de Bocaiúva, foram investidos R$ 15 milhões. No município, mais de 42 mil moradores serão atendidos.

“Esses investimentos são de fundamental importância para a população do estado. Eles irão melhorar a qualidade de vida dessas pessoas, trazer mais dignidade para o dia a dia delas e também reduzir a quantidade de doenças que essas pessoas estavam expostas com o esgoto a céu aberto”, complementa o diretor-presidente da Codevasf, Marcelo Moreira.

Saneamento

De acordo com o Ministério do Desenvolvimento Regional, o governo liberou mais de R$ 7,3 milhões para a continuidade de obras de saneamento básico em 14 estados. Os empreendimentos estão localizados no Acre, Alagoas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Pernambuco, Rondônia, Santa Catarina, São Paulo e Sergipe. Foram contempladas iniciativas de abastecimento de água, esgotamento sanitário, manejo de águas pluviais e saneamento integrado.

Texto original

Deixe um comentário