No dia Mundial do AVC, iniciativa em Porto Alegre (RS) busca reduzir casos pela metade

Celebrado em 29 de outubro, o Dia Mundial do AVC – acidente vascular cerebral – neste ano marcará o início de uma iniciativa mundial para reduzir os casos pela metade. O Cut Stroke in Half, programa da WSO – World Stroke Organization – uqe contará com a liderança do Hospital Moinhos de Vento em parceria com o Ministério da Saúde e a Prefeitura de Porto Alegre, será lançado no Rio Grande do Sul com objetivo de capacitar profissionais da atenção primária para a prevenção a partir do tratamento da hipertensão e dislipidemia (colesterol alto) e de mudanças no estilo de vida.

A chefe do Serviço de Neurologia e Neurocirurgia do Hospital Moinhos de Vento, Sheila Martins, alerta para os dez fatores de risco que podem ser prevenidos. São eles: hipertensão arterial, fibrilação atrial, obesidade, diabetes, colesterol alto, inatividade física e sedentarismo, alimentação inadequada, estresse e depressão, fumo e consumo excessivo de álcool. “Manter essas doenças controladas e ter hábitos saudáveis são duas medidas que salvam vidas. A prevenção é a maior aliada na luta contra o AVC. 36% dos casos são atribuídos ao sedentarismo, ou seja, uma condição que pode ser evitada com 30 minutos de atividade física por dia em cinco dias da semana”, cita a neurologista.

A iniciativa

Serão incluídos no programa Cut Stroke in Half pacientes de médio risco — ou seja, com pressão um pouco aumentada, mas que não têm indicação para tratamento. O objetivo é comprovar os benefícios de tratar essas condições. “Eles serão divididos em quatro grupos e observados por um período de três anos. Um será tratado com uma polipílula para controle da pressão e colesterol e o cuidado usual da atenção primária. O tratamento de outro grupo terá, além da polipílula e do cuidado usual, o monitoramento do riscômetro para melhorar os hábitos. O terceiro grupo seguirá as orientações do riscômetro com o acompanhamento dos agentes de saúde. E o último será mantido com o cuidado usual das unidades de saúde, que é como acontece com todos os pacientes hoje”, explica Sheila Martins, que também é vice-presidente da World Stroke Organization, coordenadora da Campanha Mundial na WSO e presidente da Rede Brasil AVC.

Segundo a WSO, a iniciativa será ampliada para todo o Brasil e para o mundo. Porto Alegre foi escolhida como ponto de partida por ser considerada uma referência pela Organização Mundial de AVC no atendimento e tratamento da doença para países em desenvolvimento. A cidade tem o maior programa brasileiro de implementação de centros de AVC, plenamente de acordo com as normas internacionais e habilitado conforme critérios do Ministério da Saúde.

Dia Mundial do AVC

Com foco na prevenção, a campanha mundial de 2020 tem como tema “Don’t be the One” (“Não Deixe que Seja Você”). Para conscientizar e mobilizar a comunidade, estão sendo realizadas palestras e atividades guiadas, inclusive para crianças. As ações envolvem organizações de todo o Brasil e do mundo, com destaque para o concurso de danças como forma de incentivar a prática de exercícios físicos. Tudo transmitido ao vivo pela internet por meio do site conexaoavc.com.br

Texto original

Deixe um comentário