Militares já restituíram 95% dos Auxílios pagos indevidamente

O Ministério da Defesa (MD) informou que, até o dia 26 de julho, 30.833 militares já haviam restituído voluntariamente o Auxílio Emergencial. O número representa 95% do total de militares (32.540) aos quais o benefício foi pago indevidamente. Os 5% restantes incluem restituições que ainda estão em andamento.

Dentre os demais integrantes da Folha de Pagamentos do Ministério, que inclui militares inativos, pensionistas e anistiados, foram restituídos 3.123 dos 6.984 benefícios pagos indevidamente. Nesse caso o processo é mais lento, uma vez que demanda comunicação por correspondência, inclusive com pessoas idosas, o que, no cenário da atual pandemia, tem sido mais demorado.

Com a apuração mais detalhada no âmbito de cada uma das Forças, verificou-se que o número de integrantes da folha de pagamentos do MD aos quais o benefício foi pago indevidamente foi de 39.524 pessoas, dos quais 33.956 já realizaram a restituição voluntária. Os levantamentos anteriores incluíam pessoas que já não mais possuíam vínculo com esse Ministério. Existem, ainda, 4.618 pessoas que não reconheceram o recebimento do Auxilio Emergencial, incluindo a possibilidade de utilização indevida do CPF.

As apurações prosseguem no âmbito das Forças Armadas e do Ministério da Cidadania.

 

Com informações do Ministério da Defesa

Texto original

Deixe um comentário