Governo valoriza nossa cultura por meio da aprendizagem

Hoje, 5 de novembro, é o Dia Nacional da Língua Portuguesa, quinto idioma mais falado no mundo, primeiro mais falado em todo o hemisfério sul e língua oficial de nossa nação. Nascida do latim do povo romano, a língua foi trazida pelos navegantes portugueses até as terras do Novo Mundo e, atualmente, as crianças aprendem na amável voz das mães.

Pensando nisso, o Ministério da Educação criou o programa Conta pra Mim, pois a primeira infância é o período mais importante para o desenvolvimento linguístico de uma criança. É a etapa ideal para promover a aquisição de habilidades, conhecimentos e atitudes que facilitarão a aprendizagem da leitura e da escrita. Na iniciativa, os pais interagem, conversam e leem em voz alta com os filhos seguindo uma lista de sugestões disponível no site do projeto.

Após intensos debates com acadêmicos, atores internacionais da educação, secretários municipais e estaduais, professores, diretores, coordenadores pedagógicos, membros do terceiro setor e da sociedade civil, a pasta criou o Tempo de Aprender, que é o programa sobre alfabetização mais completo da história do Brasil. Destinado precipuamente às crianças do último ano da pré-escola e do 1º e 2º ano do Ensino Fundamental das escolas públicas brasileiras.

O Tempo de Aprender é um programa cujo propósito é enfrentar as principais causas das deficiências da alfabetização no país. Entre elas, destacam-se: déficit na formação pedagógica e gerencial de docentes e gestores; falta de materiais e de recursos estruturados para alunos e professores; deficiências no acompanhamento da evolução dos alunos; e baixo incentivo ao desempenho de professores alfabetizadores e de gestores educacionais.

Português exaltado pelo mundo

Com essas e outras ações, a Política Nacional de Alfabetização (PNA), instituída pelo Decreto nº 9.765, de 11 de abril de 2019, aumenta o alcance de milhares de crianças, jovens e adultos a poemas épicos, trocadilhos populares, grandes clássicos da literatura, cantigas de ninar, ou seja, à força e à sutileza da língua portuguesa.

O português foi explorado e exaltado para o mundo todo por meio das palavras de grandes poetas, romancistas, desbravadores e estadistas, como Camões, Bocage, Machado de Assis, Pero Vaz de Caminha e José Bonifácio.

Para Miguel de Cervantes, importante escritor castelhano, o português é doce e agradável, a língua mais sonora do mundo. Ariano Suassuna, em defesa do idioma, declarou que o primeiro bem cultural de um país é sua língua. Portanto, ao reconhecermos a grandeza da língua portuguesa, honramos nossa cultura, nação, história e família. Só ama verdadeiramente a pátria quem ama o seu idioma.

Texto original

Deixe um comentário