Governo Federal lança Sistema Nacional de Informações em Mobilidade Urbana

Dados sobre vias exclusivas para ônibus, ciclovias e ciclofaixas, acidentes e multas de trânsito nas cidades brasileiras. Essas e outras informações estão no Sistema Nacional de Informações em Mobilidade Urbana (Simu), ferramenta lançada nesta semana pelo Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR).

Nesta primeira versão, os dados estão divididos em sete temas:

Infraestrutura de mobilidade urbana;
Serviços de mobilidade urbana;
Política tarifária;
Acesso às oportunidades;
Sustentabilidade ambiental;
Acidentes de trânsito; e
Carteira de empreendimentos MDR/SMDRU/DEMOB.

“Nós acreditamos que essas informações compiladas poderão ajudar a traçar uma ampla radiografia do setor do Brasil, poderão também ajudar o Governo Federal e governo local no planejamento das políticas públicas para o setor. E também ajudar a sociedade civil e a academia para monitoramento, fiscalização e controle”, afirmou o analista de Políticas Sociais do MDR, Cláudio Junior.

A plataforma oferece navegação por meio de painéis, mapas, gráficos e tabelas. O sistema também oferece publicações sobre o setor para serem baixadas e o acesso à Pesquisa Nacional de Mobilidade Urbana, realizada em municípios com população superior a 250 mil habitantes. A pesquisa pode ser filtrada em abrangência nacional ou municipal.

As informações do Simu são extraídas de diversas instituições como Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Agência Nacional do Petróleo e Gás Natural (ANP), Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e Ministério da Saúde.

Para saber mais acesse.

Semana da mobilidade

A apresentação do Sistema Nacional de Informações em Mobilidade Urbana (Simu) ocorreu como parte da Semana da Mobilidade, promovida pelo Ministério do Desenvolvimento Regional entre os dias 20 e 24 de setembro.

Também como parte do evento, foi lançado na última terça-feira (21) o caderno técnico Transição para uma Mobilidade Zero Emissões. A publicação traz orientações ao poder público para fomentar uma mobilidade urbana mais sustentável. E busca conscientizar em relação aos potenciais impactos do planejamento e implementação de medidas estratégicas para a transição para uma mobilidade urbana zero emissão.

Texto original

Deixe um comentário