Governo entrega 60 mil cestas de alimentos a indígenas em Manaus

Mais uma ação do Governo Federal para minimizar os impactos do novo coronavírus em comunidades em situação de vulnerabilidade social. Nesta quarta-feira (17), a ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, esteve em Manaus, capital do Amazonas, para fazer a entrega de 60 mil cestas de alimentos a indígenas, o equivalente a 1.300 toneladas.

Essas cestas fazem parte das quase 320 mil que serão entregues em todo o país a indígenas e comunidades tradicionais. Os alimentos foram adquiridos pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) com recursos do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos.

“Não foi maior o contágio nas áreas indígenas exatamente por conta desse conforto alimentar que nós estamos dando, deixando as cestas básicas nas aldeias, para que eles não precisem sair da aldeia em busca de comida. Tomamos as medidas certas, na hora certa, no tempo certo. Estamos cuidando dos indígenas do Brasil inteiro”, disse a ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos.

Máscaras

Também em Manaus, a ministra participou da entrega de 10 mil máscaras doadas de proteção individual a pessoas em situação de vulnerabilidade para ajudar no combate ao novo coronavírus. A entrega ocorreu nesta terça-feira (16) em abrigo emergencial construído na Arena Amadeu Teixeira.

Casa da Mulher

Damares anunciou ainda R$ 10 milhões, no próximo mês, para a construção da Casa da Mulher Brasileira. “Nós vamos construir a Casa da Mulher Brasileira aqui em Manaus. E queremos iniciar as obras ainda no próximo semestre”, disse a ministra.

A Casa da Mulher Brasileira é um centro especializado no atendimento à mulher em situação de violência doméstica. Reúne, em um único espaço, o Juizado Especial, os Núcleos Especializados da Promotoria e da Defensoria Pública, a Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher; e conta, ainda, com alojamento para atender a vítima.

Sistema Penitenciário

Em Manaus, a ministra também se reuniu com representantes da Secretaria de Administração Penitenciária para debater questões relacionadas ao sistema prisional do estado. “A gente veio entender o que está acontecendo aqui. As boas práticas que estão sendo feitas. Foram várias reuniões com diversos secretários. Foi um momento muito precioso aqui no estado”, explicou a ministra.

Conselhos Tutelares

Damares Alves também se encontrou, em Manaus, com conselheiros tutelares para acompanhar de perto como está a violência contra a criança em tempos de pandemia. No encontro, pediu aos conselheiros atenção especial com as crianças no retorno às aulas.

“Nós estamos preocupados com a volta da criança para a escola agora. Que criança nós vamos receber? Oitenta por cento da violência sexual acontece dentro de casa. Então, no retorno, na volta às aulas, o olhar estendido para essa criança que está voltando, os sinais que elas vão emitir. Que criança nós vamos ter quando as casas forem abertas de verdade? Então, esse cuidado e o registro da violência contra a criança em tempos de pandemia. Para os conselheiros tutelares estarem mais atentos”, disse a ministra.

 

Texto original

Deixe um comentário