Entregue instalações da Unidade da Mulher e da Criança em Dourados (MS)

Com investimentos no valor de R$ 37,4 milhões, o Governo Federal entregou, nessa segunda-feira (8), o prédio da Unidade da Mulher e da Criança (UMC) ao Hospital Universitário da Universidade Federal da Grande Dourados (HU-UFGD), em Dourados (MS).

A primeira etapa da unidade prevê a implantação de Pronto Atendimento Pediátrico com sete leitos de observação/emergência, Pronto Atendimento Ginecológico e Obstétrico com oito leitos de observação/emergência, Clínica Obstétrica (maternidade) com 35 leitos de internação, Centro Obstétrico com quatro salas cirúrgicas e cinco leitos de observação e Centro de Parto Normal com cinco quartos de internação PPP, em uma área de edificação de 7.093,63 m², além de obras de urbanismo de 18 mil m².

A implantação da Unidade da Mulher e da Criança anexa ao HU-UFGD tem como proposta a reestruturação no atendimento da unidade na linha materno-infantil, com uma infraestrutura moderna visando a oferecer maior conforto e segurança aos usuários, colaboradores, alunos e professores.

O ministro da Educação, Milton Ribeiro, ressaltou a importância de um empreendimento desse porte. “Ele representa o investimento no ensino, pesquisa, extensão, inovação e empreendedorismo, fortalecendo a contribuição da universidade federal do estado como referência no conhecimento e na transformação tecnológica e digital no Mato Grosso do Sul e no Brasil.”

Referência na região

O Hospital Universitário é referência na região e atende 34 municípios, com uma população estimada em 820 mil habitantes. Entre as linhas de cuidado existentes no programa assistencial da unidade hospitalar, destaca-se a obstétrica-perinatal, que corresponde a aproximadamente 30% dos atendimentos hospitalares no HU-UFGD.

A segunda etapa da unidade prevê a implantação de 20 leitos de UTI Neonatal, 40 leitos de UCI Neonatal e 20 leitos de UTI Pediátrica, em uma área construída de 3.658,60 m² interligada à primeira etapa e Clínica Pediátrica já existente ao complexo hospitalar do HU-UFGD.

 

Com informações do Ministério da Educação

Texto original

Deixe um comentário