Profissionais de turismo fazem manifestação por retorno das atividades em Manaus

Trabalhadores do setor de turismo realizam protesto em frente à Assembleia Legislativa

Trabalhadores do setor de turismo realizam protesto em frente à Assembleia Legislativa

Cerca de 60 profissionais da área de turismo fizeram uma manifestação, nesta terça-feira (13), em frente a Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas, em Manaus. O setor foi um dos mais afetados pelas medidas de restrição durante na pandemia no estado.

“Viemos reivindicar nossos direitos. O turismo regional é um dos seguimentos mais afetados durante esta pandemia com os decretos de restrição. Queremos apenas voltar a trabalhar. Todos nós sabemos do perigo, entretanto, as empresas estão preparadas”, afirma o guia de turismo Edson Piro, que trabalhava a bordo de um navio cruzeiro que fazia passeios pelos rios da região

Manifestantes em ato em frente à Aleam em Manaus — Foto: Paulo Paixão/Rede Amazônica

Com faixas nas mãos os profissionais apelaram para o poder público. Dono de agência de turismo, Geraldo Gero chegou a ajoelhar no asfalto quente para pedir ajuda.

“Estou há 11 meses parado, já estou com a luz da minha agência cortada. Não queremos brigar, queremos só trabalhar. Famílias de profissionais da área do turismo estão passando fome. Queremos auxílio enquanto não voltarmos a trabalhar, queremos uma posição dos deputados estaduais”, reclamou o empresário.

Desde março, quando surgiu o primeiro caso do novo coronavírus no Amazonas, a categoria está parada. O público, principalmente o estrangeiro, deixou de frequentar as pousadas e de fazer passeios pela região.

Por volta das onze da manhã membros da comissão foram convidados a entrar na casa Legislativa para discutir o que poderá ser feito pela categoria.

Categoria se reuniu em frente à Assembleia Legislativa do Amazonas — Foto: Paulo Paixão/Rede Amazônica

Veja os vídeos mais assistidos do G1 Amazonas

1 comentário em “Profissionais de turismo fazem manifestação por retorno das atividades em Manaus”

  1. No mês de Fevereiro 2021 enfrente ao Teatro Amazonas fiz uma reunião de profissionais do turismo pedindo ajuda para hospitalizar um colega de trabalho e amigo nosso, e pedimos ajuda para a nossa classe , depois dia 1 de Março fiz uma manifestação em cima de uma arvore na frente da Igreja Matriz , dia 13 e dia 14 mais nos manifestamos enfrente á
    Assembleia Legislativa ai então dia 23 de abril fui sozinho ao Vasco e Vasques na visita do
    Presidente e agora dia 14 nos reunimos dentro da Assembléia mas todo esse tempo a classe passando necessidade não não saio a ajuda de duzentos Reais e não saiu nada ainda das verbas federais e se faz necessário que sejam evitadas todas as burocracias sitadas nas reuniões com relação a bancos e emprestimos , pois não estamos apenas procurando emprestimos o que queremos são auxilios , ajudas de custo para que saiamos da miséria e da fome que muitos do turismo passam nesse momento e fomos os primeiros a sermos parados e nem sabemos quando hemos de voltar a receber algo ..
    Por favor , autoridades Municipais , Estaduais e Federais tomem uma atitudes ja não aguentamos mais reuniões queremos comida e queremos dinheiro para sanar ou pelo menos amenizarmos nossas dividas e comprar o mínimo para reduzir o sofrimento de nossas familias inclusive dos filhos que nem se quer ganharam roupas e brinquedos a tanto tempo , alimentação sem proteina nos deixa vuneráveis á covide 19 e a muitas outras infermidades …. Diante de tanta miséria que nossa população esta passando , inclusive nós do turismo que já estamos com mais de um ano
    sem podermos trabalhar e muito pior para nós pequenos empresários que temos que segurarmos nossas agencias abertas pagando ou acumulando contas de aluguéis , luz , águas , impostos e fora alguns colaboradores que estão ainda cuidando da
    agencia tentando vender pacotes para público fantasma , pois a muito tempo não aparece clientes e assim estamos vendo
    nossas empresas e nossos bens se afundando e nossas pousada sendo consumidas pelo tempo e por insetos , isso somos
    todos nós pequenos e médios empresários e muitos motoristas e quias que estão passando juntos condições de muita miséria
    Diferente do que foi citado na reunião com Deputado Tony Medeiro dia 14 de junho ás 11 horas da manha , mencionado pelo nosso colega de turismo DR, Caio Kanavati nossas empresas não são so de uma pessoas á frente , ao contrario tanto em Manaus como também na selva na pousada existem muitas pessoas ou seja colaboradores meus como assim de outras empresas que estão também parados e agora com as inundações tiveram suas roças devastadas pelas águas e diferente de quem não conhece o interior pegar um peixe para comer não está fácil , pois onde e como vão comprar malhadeiras sem contar que a escassez fica demasiada , então pedimos com urgência que sai logo esse auxilo mesmo de duzentos Raiais e
    que urgente as verbas federais sejam destinadas a nós do setor do turismo para nos tirar da miséria e que esqueçam de imaginar em fazerem , construírem ou em melhorarem infra-instrutura para porto , estádios e seja la o que for , esse momento o que tem que ser visto é a nossa fome , nossa integridade física pois tão quão a vacina estamos precisando de alimentos inclusive de proteínas pois cada dia nós estamos mais endividados , sem dinheiro e com problemas físicos e com
    o nosso psicológico comprometido …
    Não queremos mais e precisamos de reuniões para serem debatidos nossos assuntos , pois nossos problemas ja se perduram a mais de um ano então queremos e precisamos de uma so reunião onde cada um de nós recebamos MIL Reais e mais um rancho completo, eu falei completo inclusive com proteínas que não seja aqueles ranchos que um criança de 6 anos de idade carregue com se fosse um brinquedo …Nossa situação não está para brincadeira , Vereadores , Prefeitos , deputados , senadores e inclusive o nosso Governador Wilson Lima e Jair Bolsonaro que todos se empenhem para resolver
    nosso caso não precisamos apenas de reuniões , planos e promessas o nosso caso é de calamidade pública é de emergência se são criados tantos decretos para tantas coisas então há de existir uma solução instantânea para os guias ,
    empresários e todo trade do turismo e sem esquecer da rede de hotelaria da cidade e de selva
    @amazongerotour Precisamos com urgencia estamos passando fome .

    Responder

Deixe uma resposta para Amazon Gero Tours Cancelar resposta