Professoras do Amazonas são premiadas por boas práticas de educação infantil na pandemia

Professoras do Amazonas são premiadas por boas práticas de educação infantil na pandemia. — Foto: Divulgação

Quatro professoras do Amazonas foram reconhecidas por projetos aplicados na educação infantil durante a pandemia. Em creches públicas de Manaus, elas tiveram que usar da criatividade para manter o aprendizado dos pequenos, mesmo com as escolas fechadas (veja vídeos abaixo).

Elas estão entre os 100 educadores do país vencedores do Prêmio Educação Infantil: Boas Práticas de Professores Durante a Pandemia, uma iniciativa da Fundação Maria Cecilia Souto Vidigal. A premiação foi revelada no dia 31 de março.

O prêmio recebeu mais de 700 inscrições, mas apenas 600 estavam elegíveis. Dessas, 24 eram do Amazonas. As vencedoras foram:

  • Everlania Oliveira de Lima;
  • Maria Raquel Souza dos Santos;
  • Samantha Cunha de Mesquita;
  • Terezinha de Jesus da Cruz Rodrigues.

No Amazonas, as escolas fecharam em março de 2020 por conta dos primeiros casos de Covid. Na rede municipal da capital, as unidades não retomaram as aulas presenciais até hoje, e seguem com ensino remoto.

As escolas das redes estadual e privada de ensino foram as primeiras do País a voltar com as aulas presenciais, no ano passado.

Everlania Oliveira de Lima ministra aulas no CMEI Nilza dos Santos Alencar, no bairro Compensa. Ela promoveu o conhecimento da Língua Brasileira de Sinais (Libras) com um vídeo caseiro, e batizou seu projeto de “Brincando com Libras”.

Professora Everlania Lima é premiada por boas práticas educacionais na pandemia

Professora Everlania Lima é premiada por boas práticas educacionais na pandemia

Maria Raquel Souza dos Santos é uma das educadoras do CMEI Magdalena Arce Daou, no bairro Santa Luzia. Ela decidiu promover o estímulo da leitura com a utilização do lúdico, através de dramatizações, teatro de fantoche e parlendas, com o projeto “Quinta Literária: Leitores de Fraldas no Contexto das Aulas Remotas”.

Professora Maria Raquel é premiada por boas práticas educacionais na pandemia

Professora Maria Raquel é premiada por boas práticas educacionais na pandemia

Samantha Cunha de Mesquita é professora do CMEI Poeta Manoel Bandeira, localizado no conjunto Castanheiras, no bairro Zumbi. Ela propôs aos pequenos a gravação de vídeos individuais e vídeo chamadas grupais, com as atividades voltadas para a temática “Aniversariantes”.

Professora Samantha Mesquita é premiada por boas práticas educacionais na pandemia

Professora Samantha Mesquita é premiada por boas práticas educacionais na pandemia

Terezinha de Jesus da Cruz Rodrigues ministra aulas na Creche Municipal Dalvina Martins, no conjunto Canaranas, bairro Cidade Nova. Ela teve a ideia de promover rodas de leitura em família, para que as crianças pudessem aprender junto de seus familiares, visto a necessidade de isolamento social da pandemia.

Professora Terezinha Rodrigues é premiada por boas práticas educacionais na pandemia

Professora Terezinha Rodrigues é premiada por boas práticas educacionais na pandemia

“Nosso objetivo foi trazer luz a iniciativas inspiradoras e que fizeram a diferença para as crianças e as famílias nessa pandemia. É importante que a sociedade saiba o significado e a relevância da Educação Infantil por meio das histórias e práticas dos professores, crianças e famílias”, justifica Mariana Luz, CEO Fundação Maria Cecilia Souto Vidigal.

Cada premiado receberá, além do valor monetário, um curso de 40 horas online com atividades síncronas e assíncronas sobre a BNCC e a Educação Infantil. O curso será promovido pelo Instituto Singularidades, parceiro técnico da iniciativa – outro parceiro é a ponteAponte.

Veja vídeos mais assistidos do G1 Amazonas nos últimos 7 dias

Deixe um comentário