Prefeito de Parintins, no AM, suspende aplicação de provas do Enem

Parintins tem toque de recolher entre 15h e 5h. — Foto: Divulgação

O prefeito de Parintins, Bi Garcia, suspendeu, nesta quarta-feira (13), a aplicação das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) na cidade. A medida foi tomada, segundo o prefeito, por conta do avanço da Covid-19 no Amazonas.

O estado voltou a sofrer com um novo surto da doença, e a capital enfrenta, mais uma vez, hospitais e cemitérios lotados. O governador Wilson Lima declarou que estuda a possibilidade de suspender as provas do Enem em Manaus e na região metropolitana.

Até esta quarta-feira (13), mais de 219 mil pessoas foram infectadas no estado, e mais de 5,8 mil morreram com a doença. Em Parintins, são mais de 7,5 mil casos e mais de 160 mortes.

De acordo com a Prefeitura de Parintins, o adiamento da prova foi feito através do Decreto Municipal Nº 032/2021-PGMP, que leva em consideração os índices da pandemia do novo coronavírus. A decisão segue também recomendações do Ministério Público e Defensoria Pública do Estado.

A prova seria aplicada nos dias 17 e 24 de janeiro. Com a suspensão do exame, a Prefeitura informará o cancelamento aos órgãos responsáveis e solicitará reaplicação em Parintins, que ocorrerá nos dias 23 d 24 de fevereiro.

O Decreto Municipal Nº 032/2021 também proíbe o transporte fluvial de passageiros em Parintins. Em seu Artigo 1º, a determinação abre exceção para o transporte em caráter de emergência mediante autorização da Vigilância em Saúde.

Cresce número de internações por Covid em Parintins

Cresce número de internações por Covid em Parintins

Autoridades locais podem adiar o Enem

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) afirmou que o Enem 2020 será aplicado em 23 e 24 de fevereiro, apenas nos municípios em que autoridades locais decidirem pelo adiamento da prova, por causa da pandemia.

No restante do país, a prova impressa está mantida para 17 e 24 de janeiro. Na terça (12), a Justiça Federal de São Paulo determinou que, caso sejam necessárias “eventuais restrições mais severas de mobilidade social ou lockdown (…) que impeçam a realização” do exame em alguma região, a prova deverá ser reaplicada pelo Inep – mas apenas nestes casos específicos.

Ao G1, o Inep afirmou que, “para qualquer caso dos que são passíveis de reaplicação”, o exame ocorrerá em 23 e 24 de fevereiro. São as mesmas datas em que candidatos privados de liberdade ou que tiverem sintomas de Covid-19 em janeiro poderão prestar o Enem.

VÍDEOS: mais assistidos do G1 AM nos últimos 7 dias

Deixe um comentário