Manifestantes fazem carreata em Manaus contra governo do Amazonas

Manifestantes fazem ato em frente à Aleam em Manaus
Manifestantes fazem ato em frente à Aleam em Manaus

1 min Manifestantes fazem ato em frente à Aleam em Manaus

Manifestantes fazem ato em frente à Aleam em Manaus

Manifestantes fazem ato em frente à Aleam em Manaus

Um grupo de manifestantes fizeram uma carreata em protesto contra o governo do Amazonas, por ruas de Manaus, neste domingo (21). O grupo pede que a Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) acate pedidos de impeachment contra o governador Wilson Lima que tramitam na Casa.

Os manifestantes se reuniram em frente ao Anfiteatro da Ponta Negra, por volta de 9h. O grupo seguiu pelas ruas da cidade até a sede do Governo do Amazonas, no bairro Compensa. Em seguida, foram até a Aleam, na Avenida Mario Ypiranga, onde chegaram no início da tarde. Os veículos e um carro de som ficaram estacionados na via.

Segundo um dos organizadores da carreata, Jean Batista, o grupo pede que a Aleam aceite pedidos de impeachment contra o governador por crimes de irresponsabilidade na compra de respiradores e negligência pela falta de oxigênio na rede de saúde do estado.

“Nós nos manifestamos contra o Wilson Lima. O nosso foco agora também é o presidente da Aleam, Roberto Cidade, porque ele é o responsável por aceitar a admissibilidade do pedido de impeachment”, disse Batista.

O profissional de educação física, Leandro Portella, criticou também a falta de apoio do governo para os trabalhadores que tiveram que paralisar as atividades durante os decretos de fechamento das atividades não essenciais.

“É muita gente revoltada, muita gente desesperada. Empresas quebram e várias famílias perdem o seu sustento. Não existe um socorro financeiro aos empresários. Não existe uma contrapartida. Se quer que fiquemos em casa sem trabalhar, nos dê uma contrapartida. Eu estou com as contas atrasadas e tenho filho pra criar. Você tem noção do que é chegar em casa, o seu filho pedir algo que não consegue dar porque não tem direito de trabalhar?”, questionou Portella.

Por meio de nota, o Governo do Amazonas informou que respeita a manifestação feita pelo grupo.

“O Governo do Amazonas respeita o direito à livre manifestação reforça que segue atuando de forma ininterrupta na execução de ações que garantam o acesso a direitos, como saúde, educação e renda, visando o bem estar da população do Estado”, informou o governo.

Abertura do comércio

Desde o início da pandemia de Covid-19, em 2020, o Amazonas registra mais de 305 mil infectados e o número de mortes supera os 10,4 mil. Em Manaus, a partir de segunda-feira (22), fica permitido o funcionamento do comércio de rua em geral das 9h às 15h e dos shoppings centers das 10h às 16h, de segunda-feira a sábado, sendo vedada a abertura dos estabelecimentos aos domingos.

Manifestantes fazem carreata contra o governo do AM em Manaus
Manifestantes fazem carreata contra o governo do AM em Manaus

1 min Manifestantes fazem carreata contra o governo do AM em Manaus

Manifestantes fazem carreata contra o governo do AM em Manaus

Manifestantes fazem carreata contra o governo do AM em Manaus

Manifestantes fazem carreata contra o governo do Amazonas em Manaus — Foto: Patrick Marques/G1

Veja os vídeos mais assistidos do G1 Amazonas

Deixe um comentário