Governo deve elaborar plano para o entorno da BR-319

BR-319 está localizada próximo a região de terras indígenas do Amazonas. — Foto: Divulgação/Observatório BR-319

A BR-319 terá um plano de ordenamento de uso e de ocupação do solo planejado por dois ministérios. O Conselho Nacional da Amazônia escalou os Ministérios da Defesa e do Desenvolvimento Regional para traçarem estratégias para o desenvolvimento das localidades vizinhas à rodovia. A elaboração das propostas deve levar 8 meses.

A estrada BR-319, que liga Manaus a Porto Velho, precisa ser reconstruída. Essa é a única ligação terrestre do Amazonas e de Roraima com o restante do país .

Os ministérios do Desenvolvimento Regional e o da Defesa devem traçar estratégias, com o objetivo de fazer o melhor uso dos territórios. A ideia é promover o desenvolvimento econômico sustentável nos dois estados pelos quais a rodovia passa: Amazonas e Rondônia.

Ao mesmo tempo, a intenção é prever soluções para conflitos que possam existir. O plano estratégico prevê a identificação de parceiros estaduais e municipais, da sociedade civil e de instituições de pesquisa que possam contribuir com o projeto.

Estão previstas a realização de seminários e audiências públicas no Congresso Nacional e a busca de sugestões da Sociedade Civil.

Veja os vídeos mais assistidos do G1 AM nos últimos sete dias:

Deixe um comentário