Doses de vacina contra Covid para adolescentes esgotam em Tabatinga

Doses de vacina contra Covid para adolescentes esgotam em Tabatinga. — Foto: Rôney Elias/Rede Amazônica

Em Tabatinga (AM), a grande procura pela vacina contra Covid para adolescentes de 12 a 17 anos fez esgotar, na quarta-feira (22), o lote de doses da Pfizer, imunizante usado nesse público. De 3.800 jovens nessa faixa etária, cerca de 30% ainda não foram imunizados.

Após ser suspensa por conta de uma orientação do Ministério da Saúde, a vacinação em adolescentes sem doenças pré-existentes na cidade foi retomada na segunda-feira (20).

O lote de 1.170 doses durou apenas três dias. O estudante Ibson Macedo, de 14 anos, foi receber o imunizante nesta quinta-feira (23), junto do irmão, mas soube que já havia acabado.

“Ainda falta vacinar 1,2 mil adolescentes, coisa que a gente tá aguardando a FVS liberar a vacina. Creio que na semana que vem já está aqui no município, e assim perfazermos um total de 3,8 mil doses aplicadas”, informou o secretário municipal de Saúde, Marlem Ferreira.

Em nota, a Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM) informou que a secretaria de Saúde de Tabatinga retirou 1.800 novas doses de vacina de Pfizer na quarta-feira (22).

Enquanto a Secretaria de Saúde de Tabatinga aguarda o novo lote de vacinas da Pfizer para os adolescentes, a vacinação nos postos continua para as pessoas adultas que ainda não tomaram a primeira ou a segunda doses.

Muitas pessoas estão aproveitando o mutirão que vai até o fim de setembro para completar o ciclo vacinal do imunizante da AstraZeneca.

“Eu to feliz porque esse aqui é o último ciclo da vacina que eu to tomando, e toda a minha família está imunizada, graças a Deus. Eu não perdi nenhum ente querido nessa pandemia, porque a gente continua aqui, tomando a vacina e completando. E se tiver mais, a gente vai fazer a nossa parte, para que isso vá embora mais rapidamente”, declarou a autônoma Cláudia Eugênio Moçambite.

No município, a vacinação ocorre em todas as Unidades Básicas de Saúde, no campus da UEA, prédio da maçonaria e Escola Estadual Raimundo Carvalho.

Veja vídeos mais assistidos do G1 Amazonas

Deixe um comentário