Amazônia mostra potencial em bioeconomia e sustentabilidade em Encontro de Empreendedorismo e Inovação

I Encontro de Empreendedorismo e Inovação mostra potencial da região. — Foto: Rebeca Beatriz G1 AM

Mais de 40 stands de tecnologia, inovação e sustentabilidade foram expostos no I Encontro de Empreendedorismo e Inovação da Amazônia, nesta quinta-feira (3), mostrando o potencial da Região em sustentabilidade, tecnologia e bioeconomia.

O evento aconteceu no Centro de Biotecnologia da Amazônia, na Zona Sul de Manaus. Ao todo, 21 startups e 21 institutos apresentaram soluções e projetos voltados à Bioeconomia na Região. O encontro chama a atenção para a geração de tecnologias que contribuem com a sustentabilidade da floresta, por meio do modelo Zona Franca.

Segundo a presidente da Associação do Polo Digital de Manaus, Vânia Thaumaturgo, o objetivo principal é explorar o potencial da região e apresentar à população toda a capacidade de produção da Amazônia.

“É importante para que a nossa sociedade possa entender e conhecer o que existe de desenvolvimento na região. Os dois polos se juntaram para fazer esse evento e mostrar que temos um potencial enorme de geração de projetos, serviços e tecnologias”, comentou.

O evento contou ainda com apresentações gratuitas e abertas ao público a respeito do tema. O encontro foi realizado pela Superintendência da Zona Franca de Manaus, Centro de Biotecnologia da Amazônia e Associação do Polo Digital de Manaus.

Tecnologia de ponta

Projego Falcone foi apresentado no I Encontro de Empreendedorismo e Inovação, que mostra potencial da região. — Foto: Rebeca Beatriz G1 AM

Um dos destaque é o projeto Falcone, pensado como uma solução que auxilia o processo de inventário de estoque de produtos e matéria-prima por meio de drones, realizando contagem e verificação dentro de estoque físico.

Por meio de recursos de visão computacional e mapeamento de endereços de estoque, é possível criar operações automatizadas para contagem de itens paletizados. Em outras palavras, o aparelho realiza o controle de todo o armazém.

Encontro de Empreendedorismo e Inovação — Foto: Rebeca Beatriz G1 AM

O gestor do Centro de Biotecnologia da Amazônia, Fábio Calderaro destacou que a Amazônia, e principalmente o Polo Industrial de Manaus, reúne um ecossistema de inovação essencial em nível global.

“Precisamos mostrar esses projetos, produtos e serviços na área de tecnologia da informação e comunicação e biotecnologia. O propósito é mostrar o trabalho e como as tecnologias desenvolvidas na Região podem ajudar o Polo Industrial de ananás a melhorar a produtividade e gerar negócios sustentáveis e de baixo impacto ambiental”, disse.

Um dos desafios, segundo Calderaro é levar o desenvolvimento para toda a área de abrangência, e principalmente, levar para fora do Estado toda a capacidade produtiva da região, que pode beneficiar, de modo geral, um ecossistema global.

Economia Sustentável

Produtos regionais foram destaque durante Encontro de Empreendedorismo e Inovação. — Foto: Rebeca Beatriz G1 AM

O crescimento econômico de uma região não se limita ao quanto ela produz, mas de que maneira isso acontece, segundo especialistas consultados pelo G1.

Com o objetivo de manter a floresta de pé, desenvolver a região e apresentar soluções sustentáveis, startups têm apostado em recursos naturais.

Cosméticos, medicamentos, sucos e diversidade de alimentos produzidos com elementos da floresta. As soluções são as mais variadas possíveis quando o assunto é preservar e desenvolver. Diversas iniciativas como essas foram apresentadas durante o Encontro.

I Encontro de Empreendedorismo e Inovação. — Foto: Rebeca Beatriz G1 AM

Dentre os produtos apresentados, estão óleos extraídos de frutos naturais como tucumã e açaí. Além disso, chocolates 100% amazônicos, com frutos como cumaru e gengibre, beneficiando uma cadeia produtiva que vai desde o pequeno produtor até o consumidor final.

Veja os vídeos mais assistidos do G1 AM:

Deixe um comentário