Amazonas fecha 2018 com saldo positivo no número de novas empresas

Comércio foi o setor que mais se destacou. — Foto: Carolina Diniz/G1 AM

O Amazonas fechou 2018 com um saldo positivo de novas empresas que passaram a funcionar no estado. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), foram 6.909 novas unidades. O número é um dos maiores do país.

Além dessas, outras 24.394 sobreviveram ao ano, somando 31.303 empresas ativas no estado, em 2018. Já as que deixaram de existir foram 6.763.

Para o supervisor de disseminação de informações do IBGE, Adjalma Nogueira, o número, apesar de não ser expressivo, é positivo se analisado o cenário econômico da época. Ele também explicou ao G1 o porquê dos índices só terem sido divulgados em 2020.

“Em 2018 você tinha um cenário de crise econômica muito forte no país e apesar desse saldo, de 146 novas empresas, parecer pequeno, mostra um cenário positivo no estado. Essas pesquisas econômicas são complexas. É demorado, porque você precisa esperar o ano fiscal das empresas fecharem, o que ocorre no meio do ano seguinte, para poder começar a trabalhar em cima”, explicou.

Das 6.909 novas empresas que passaram a funcionar no estado, 5.145 iniciaram suas atividades em 2018, enquanto 1.764 unidades recomeçaram suas atividades após um período de interrupção temporária não superior a dois anos.

O comércio foi o setor que mais se destacou. De acordo com o IBGE, foram 3.245 empresas que iniciaram suas atividades em 2018.

“As estruturas começaram a exigir mais das empresas. Hoje, para você executar um serviço, menor que seja, você precisa emitir uma nota fiscal de serviço, ou seja, você precisa pagar impostos, ter um Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ). Antigamente não era assim. Ou seja, as empresas estão saindo da informalidade. É claro que ela, a informalidade, continua a existir. Mas cada vez menor”, ressaltou.

O IBGE também analisou o número de trabalhadores contratados pelas novas empresas. Segundo o instituto, foram 20 mil novas vagas, somados as 334 mil que sobreviveram ao longo do ano. O saldo final foi de 354 mil.

Número de empresas que fecharam as portas também foi alto

Apesar do saldo positivo no número de novas empresas e trabalhadores contratados, o Amazonas também se destacou em relação às empresas que fecharam as portas em 2018. No total, foram 6.763 que deixaram de funcionar e que extinguiram 12 mil empregos no estado.

O setor do comércio também foi o que mais se destacou no número de empresas que deixaram de existir. Foram 3.589 unidades que fecharam as portas durante o ano.

Veja os vídeos mais assistidos do G1 AM:

Deixe um comentário