Semana de Biologia aborda alianças das Ciências Biológicas

As palestras são gratuitas e abertas ao público interessado. O evento ocorre de 2 a 6 de outubro 

Intitulada ‘Alianças da Biologia’, a trigésima Semana de Biologia da Ufam (Sembio) será realizada de 2 a 6 de outubro. O credenciamento deve ser efetuado às 13h do primeiro dia do evento, no hall da Faculdade de Ciências Agrárias (FCA), setor Sul do Campus Universitário e a solenidade de abertura ocorre às 14h, no auditório Samaúma, localizado nesta unidade acadêmica. Acesse a programação completa.

A iniciativa é do Centro Acadêmico de Biologia (Cabio), em parceria com diversos discentes e docentes do curso. Para participar, é necessário realizar inscrição prévia até a data de início das atividades, para que seja possível a emissão de certificados de horas complementares. As palestras são gratuitas e abertas a todos os públicos interessados.

Segundo a coordenadora do evento, professora Cintia Cornelius, o objetivo é promover um ambiente de intercâmbio de experiências e de conhecimento científico entre acadêmicos de graduação, de pós-graduação e profissionais da área, principalmente. O foco de abordagem será as ‘alianças’ estabelecidas pela Biologia com diferentes âmbitos sociais, científicos e tecnológicos. “Além da temática do ensino e da multidisciplinaridade das Ciências Biológicas, serão discutidas as reformas do ensino médio e seus impactos no desenvolvimento científico, através de palestras e mesas-redondas”, acrescentou a professora.

As palestras abrangem eixos temáticos pertinentes não apenas à produção acadêmica, mas ao interesse público, como a resposta imunológica apresentada por pacientes de tuberculose, os estágios cumpridos em escolas, química atmosférica, entre outras. Confira la ista com todos os palestrantes e com as pautas a serem apresentadas clicando aqui.

Informações: (92) 3305-1797

E-mail: fca@ufam.edu.br

Fonte: Ufam

O post Semana de Biologia aborda alianças das Ciências Biológicas apareceu primeiro em FAPEAM.

Estudo deve contribuir para construção de políticas de inclusão de alunos com deficiência no Ensino Superior

Pesquisa recebe fomento da Fapeam e é realizada com estudantes da Universidade do Estado do Amazonas e conta com a parceria da Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Construir políticas públicas que contemplem a inclusão de estudantes com deficiência no Ensino Superior, a partir de suas “próprias vozes” é o objetivo do projeto de pesquisa da pedagoga e mestre em Educação, Joab Grana Reis. O estudo está previsto para ser finalizado em dezembro de 2018.

O estudo é fomentado pelo Governo do Estado, por meio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam), através do Programa de Apoio à Formação de Recursos Humanos Pós-Graduados do Estado do Amazonas (RH-Doutorado). A pesquisa tem a finalidade de criar ações que garantam, a partir da realidade local, o acesso, a permanência e a aprendizagem dos alunos com deficiência que, historicamente, carregam as marcas dos estigmas, da desigualdade e da exclusão.

Segundo a pesquisadora, o projeto consiste em investigar a partir das vozes desses estudantes, suas vivências e experiências no cotidiano do Ensino Superior. “Dessa forma conseguiremos compreender, por meio das narrativas das histórias de vida dos estudantes com deficiência, suas vivências psicossociais na Universidade, bem como o sentido da política de inclusão desses estudantes no Ensino Superior”, disse.

17.09.2015 - CRISTIANE VIEIRA - CADEIRANTE - PROAMDE  - FOTO LANA SANTOS_-34Pesquisa pretende criar ações que garantam a pessoa com deficiência o direito ao acesso, permanência e a aprendizagem a partir da realidade local

A pesquisa teve início em 2015, mas o interesse pelo tema veio desde quando Joab começou sua trajetória como professora na área de Educação Especial, em 1992. Em 2008 a pedagoga passou a fazer parte do quadro de docentes da Universidade do Estado do Amazonas (UEA), aonde vem desenvolvendo atividades de ensino, pesquisa, extensão, entre outras atividades com estudantes com necessidades educacionais especiais.

“Foi dessa vivência e experiência que surgiu o interesse e o desejo de desenvolver esse estudo a partir da escuta das vozes dos alunos que vivenciam sua inclusão educacional no cotidiano da Universidade. Escutando esses alunos, nos aproximamos mais deles e de suas realidades”, contou Joab.

O projeto de pesquisa é realizado com alunos da UEA e foi dividido em duas etapas. A primeira constituiu a pesquisa bibliográfica para a produção dos capítulos da tese, o levantamento dos documentos institucionais que tratam da inclusão educacional de estudantes com deficiência na UEA, o mapeamento desses estudantes e a construção do cenário no contexto amazônico.

Já a segunda etapa terá início no segundo semestre de 2017 em que serão feitas as pesquisas de campo nas unidades da UEA e realizada a entrevista com os estudantes com deficiência, mapeados na primeira etapa, aplicando os procedimentos metodológicos da pesquisa com história de vida.

Parcerias

Além da Fapeam e da UEA, que apoiam o projeto de pesquisa através da concessão de bolsas de estudo e no deslocamento para investigação no campo de pesquisa das unidades acadêmicas da Universidade, na capital e no interior, Joab destaca ainda a parceria com a Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) onde realiza o doutorado, com o auxílio da Fapeam.

“Considero o fomento de bolsas para estudante de Mestrado e Doutorado pela Fapeam fundamental para incentivar o crescimento e a participação de pesquisadores na produção de novos estudos e pesquisa. E principalmente fortalecer o conhecimento sobre nossa realidade amazônica a partir das vozes de pesquisadores que vivenciam a realidade local. Nesse sentido, destaco a manutenção dos Editais e ampliação de bolsas de estudo”, destacou a doutoranda.

Políticas Públicas

Para Joab, o estudo irá trazer grandes benefícios para os alunos com deficiência no Ensino Superior.

“A partir deste estudo com as narrativas dos alunos com deficiência eles poderão dizer a partir de suas próprias experiências qual o sentido da política de inclusão, bem como suas barreiras, avanços e desafios. Esses dados serão fundamentais para se pensar em ações que contemplem a realidade de inclusão desses estudantes, orientando a Universidade a construir políticas públicas de inclusão desde o ingresso até a formação desses estudantes”, ressaltou a pesquisadora.

Texto- Ada Lima e Francisco Santos – Agência Fapeam

Fotos: arquivo Agência Fapeam

O post Estudo deve contribuir para construção de políticas de inclusão de alunos com deficiência no Ensino Superior apareceu primeiro em FAPEAM.

Famílias afetadas por desbarrancamento em Iranduba recebem madeira da Defesa Civil do Amazonas

Aproximadamente 54 famílias do assentamento Costa do Catalão, em Iranduba, afetada por desbarrancamento de terras, serão beneficiadas com a doação de 20 metros cúbicos de madeira, realizada pela Defesa Civil do Amazonas. O material entregue a Defesa Civil de Iranduba, é fruto de uma apreensão realizada no último dia 28, pela Delegacia Especializada em Crimes [...]



(RSS generated with FetchRss)

Projeto de Lei que garante recursos integrais para UEA é aprovado na Aleam

A Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam) aprovou nesta quarta-feira, dia 30, por unanimidade o projeto de lei 125/2017, que revoga o artigo 6º da Lei 3.022/2005, que garantirá que todos os recursos advindos do Polo Industrial de Manaus serão integrais da Universidade do Estado do Amazonas (UEA). O deputado estadual e relator do [...]



(RSS generated with FetchRss)

Afeam se torna agente financeiro da Finep e passa a financiar empresas de inovação no Amazonas

A Agência de Fomento do Estado do Amazonas S.A. (Afeam) está acrescentando ao seu portfólio linha de financiamento especialmente destinada a projetos de inovação, a Inovacred. A medida é possível graças ao credenciamento da Instituição junto à Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), vinculada ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, que habilita a Afeam [...]



(RSS generated with FetchRss)

Governador David Almeida garante que abono dos profissionais da educação e 13º dos servidores serão pagos em setembro

O governador David Almeida ressaltou na tarde desta quarta-feira, 30, que a decisão do Tribunal de Constas do Estado (TCE) de suspender as operações financeiras do Estado que envolva novas licitações e contratos não engessa sua gestão e o pagamento do abono dos profissionais da educação – pedagogos e professores – e, ainda, a antecipação [...]



(RSS generated with FetchRss)

Festival Amazonas de Música e Mostra de Audiovisual anunciam seus selecionados

O Festival Amazonas de Música e a Mostra de Audiovisual divulgaram nesta quarta-feira (30) as listas de composições musicais e produções audiovisuais escolhidas para compor suas respectivas programações. Ao todo, 30 canções foram selecionadas para o concurso musical, a ser realizado no período de 27 a 29 de setembro, no Teatro Amazonas. Já a Mostra [...]



(RSS generated with FetchRss)

No Inpa, Academia Brasileira de Ciências diploma cinco cientistas de destaque da região Norte

Serão diplomados e apresentarão suas pesquisas Fernanda de Pinho Werneck (ciências biológicas, Inpa); José Nazareno Vieira Gomes (ciências matemáticas, Ufam); Wuelton Marcelo Monteiro (ciências da saúde, Ufam); Joyce Kelly do Rosário da Silva (ciências químicas, UFPA); e José Julio de Toledo (ciências biológicas, Unifap)

Da Redação – Ascom Inpa

Foto:  Acervo Fernanda Werneck

 

SiteFernandaWerneckFotoAcervoPesquisadora

Nesta quinta-feira (31), acontecerá a diplomação de cinco jovens cientistas de destaque da região Norte como membros afiliados da Academia Brasileira de Ciências (ABC), no Instituto Nacional de Pesquisas da Amazõnia (Inpas/MCTIC), em Manaus (AM).

A programação está prevista para iniciar a partir das 9h, no Auditório da Ciências do Inpa, situado no Bosque da Ciências. Serão diplomados e apresentarão suas pesquisas Fernanda de Pinho Werneck (ciências biológicas, Inpa); José Nazareno Vieira Gomes (ciências matemáticas, Ufam); Wuelton Marcelo Monteiro (ciências da saúde, Ufam); Joyce Kelly do Rosário da Silva (ciências químicas, UFPA); e José Julio de Toledo (ciências biológicas, Unifap).

Participarão da mesa de abertura o presidente da ABC, Luiz Davidovich; o vice-presidente da Regional Norte da ABC, Roberto Dall'Agnol; o diretor do Inpa, Luiz Renato de França; e o pesquisador do Inpa, Niro Higuchi.

O evento é coordenado pelo vice-presidente da Regional Norte da ABC. Para participar do evento, clique aqui.

Serviço

Evento: Simpósio e Diplomação de novos membros afiliados da Regional Norte 2017-2021

Data: 31/08/2017 – a partir das 9h

Local: Auditório da Ciência – Bosque da Ciência , Campus I do Inpa (rua Bem te Vi, s/nº - Petrópolis)  

MCTIC e CNPq lançam chamada para apoiar projetos de pesquisa com até R$ 600 mil

Edital é voltado para Redes de Pesquisa em Biodiversidade na Amazônia Legal

O Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e o Conselho Nacional Científico e Tecnológico (CNPq) lançaram a Chamada número 23/2017 que pretende apoiar projetos de pesquisa voltados para Redes de Pesquisa em Biodiversidade na Amazônia Legal. Os interessados poderão solicitar até R$ 600 mil para o desenvolvimento das propostas. As inscrições estão abertas e poderão ser realizadas até o dia 2 de outubro de 2017.

A Chamada busca apoiar projetos de pesquisa que visam contribuir significativamente para o desenvolvimento científico e tecnológico do país, articulando as competências regionais para que o conhecimento sobre a biodiversidade e ecossistemas brasileiros sejam ampliado e disseminado de forma planejada e coordenada, por meio de Redes de Pesquisa voltadas à gestão do conhecimento sobre a biodiversidade, padrões e processos relacionados, monitoramento, impactos, produtos e uso sustentável da biodiversidade na Amazônia legal.

De acordo, com o edital a formulação das propostas deve levar em consideração as diversas diretrizes como a contribuição para o cumprimento das Metas Nacionais de Biodiversidade para 2020, a promoção do avanço no conhecimento sobre a biodiversidade, padrões e processos relacionados, monitoramento, impactos, produtos e o uso sustentável da biodiversidade, a consolidação da infraestrutura de pesquisa e de formação acadêmica e técnica de recursos humanos, entre outras.

Entre os eixos temáticos da Chamada estão: Gestão do conhecimento sobre a biodiversidade; apoio à implantação, monitoramento e manutenção de redes de inventário da biota; Padrões e processos relacionados à biodiversidade e desenvolvimento de produtos e usos da biodiversidade.

Integra a lista de beneficiários da ação são: pesquisadores, estudantes (graduação e pós-graduação), educadores, técnicos, comunidades locais, formuladores de políticas públicas ambientais e das áreas de interface com a biodiversidade, como agricultura, energia, pesca, silvicultura e extrativismo, entre outros.

Já o proponente da proposta deve atender, obrigatoriamente, os seguintes itens: ter seu currículo cadastrado na Plataforma Lattes e atualizado até a data limite para submissão da proposta; possuir título de doutor; ter vínculo celetista ou estatuário com a instituição de execução da proposta; ser obrigatoriamente o coordenador da Rede de Pesquisa e/ou Projeto de Pesquisa.

A previsão é que o resultado final seja divulgado no dia 30 de novembro deste ano. As propostas aprovadas serão desenvolvidas ao longo de 24 meses.

Acesse o formulário de propostas online, disponível na Plataforma Carlos Chagas (carloschagas.cnpq.br).

 

Texto: Agência FAPEAM com informações do CNPq

O post MCTIC e CNPq lançam chamada para apoiar projetos de pesquisa com até R$ 600 mil apareceu primeiro em FAPEAM.

Fique por dentro do calendário de defesas do PPGVIDA-ILMD

Já estamos na temporada de defesas da primeira turma do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Condições de Vida e Situações de Saúde na Amazônia (PPGVIDA), do Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia). Os alunos da turma de 2015 têm até novembro deste ano para defender suas dissertações.

As defesas são abertas ao público. Assistir às apresentações pode contribuir para o aprimoramento de quem vai passar pela experiência de ter seu trabalho avaliado por uma banca de professores, seja em nível de graduação, mestrado ou doutorado.

Acesse aqui ao calendário de defesas do PPGVIDA.

O PPGVIDA tem como objetivo capacitar profissionais para desenvolver modelos analíticos capazes de subsidiar pesquisas em saúde, apoiar o planejamento, execução e gerenciamento de serviços e ações de controle e monitoramento de doenças e agravos de interesse coletivo e do Sistema Único de Saúde (SUS) na Amazônia.

O programa também visa planejar, propor e utilizar métodos e técnicas para executar investigações na área de saúde, mediante o uso integrado de conceitos e recursos teórico-metodológicos advindos da saúde coletiva, biologia parasitária, epidemiologia, ciências sociais e humanas aplicadas à saúde, comunicação e informação em saúde e de outras áreas de interesse acadêmico, na construção de desenhos complexos de pesquisa sobre a realidade amazônica.

Uma nova turma do PPGVIDA iniciou nesta semana, 28/8. Para mais informações sobre o Mestrado em Condições de Vida e Situações de Saúde na Amazônia, clique.

ILMD/Fiocruz Amazônia, por Marlúcia Seixas
Fotos: Eduardo Gomes 
Arte: Mackesy Pinheiro

Todas as notícias em um só lugar