Sistema possibilita gerenciamento e controle do consumo de energia elétrica

Projeto Mashina está em fase de prototipação e deve ser disponibilizado ainda este ano Apagar as luzes do pátio com apenas um clique ou ver na tela do celular o consumo do uso da máquina de lavar durante a semana. Essas são algumas das aplicações do Sistema Mashina. A tecnologia foi desenvolvida por empreendedores [...]



(RSS generated with FetchRss)

Conferência Estadual de Vigilância em Saúde acontece nesta quarta (18), em Manaus, reunindo entidades nacionais

O Conselho Estadual de Saúde (CES/AM), em parceria com a Fundação de Vigilância em Saúde (FVS) e o Centro de Referência de Saúde do Trabalhador (Cerest), realiza, a partir desta quarta-feira, 18, até sexta-feira, 20, a 1ª Conferência de Vigilância em Saúde do Estado do Amazonas. Participarão do evento representantes de órgãos e entidades como o [...]



(RSS generated with FetchRss)

Equipes da Derfd recuperam armas e munições subtraídas de loja de caça e pesca e prendem infratores envolvidos no crime

Trabalho de inteligência realizado por policiais civis que atuam na Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (Derfd) e servidores da Secretaria-Executiva-Adjunta de Inteligência (Seai), da Secretaria de Estado de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), resultou nas prisões, na tarde de terça-feira, dia 17, pelas equipes da Derfd, de Adenilson Costa Pereira Filho, 21; do [...]



(RSS generated with FetchRss)

Imprensa Oficial passa a adotar sistema que dá agilidade na tramitação de processos em órgãos públicos

A Imprensa Oficial do Estado do Amazonas começou a utilizar o Sistema de Acompanhamento e Controle de Documentos na Web (SPROweb). A solução, desenvolvida pela empresa de Processamento de Dados Amazonas (PRODAM), permite aos órgãos estaduais o acompanhamento da localização virtual de documentos físicos e o status do seu atendimento. Tudo por meio do [...]



(RSS generated with FetchRss)

Ministério da Saúde promove, em Manaus, reunião de acompanhamento das ações de controle da malária, na região

O Ministério da Saúde (MS) está promovendo, em Manaus, até sexta-feira (20), a 11ª Reunião de Apoiadores Municipais para Controle da Malária, evento que reúne representantes de todos os estados da região Norte. O objetivo do encontro, que começou na última terça-feira (17), é analisar e discutir as ações que estão sendo desenvolvidas e definir [...]



(RSS generated with FetchRss)

Sistema possibilita gerenciamento e controle do consumo de energia elétrica

Projeto Mashina está em fase de prototipação e deve ser disponibilizado ainda este ano

 

Apagar as luzes do pátio com apenas um clique ou ver na tela do celular o consumo do uso da máquina de lavar durante a semana. Essas são algumas das aplicações do Sistema Mashina. A tecnologia foi desenvolvida por empreendedores do Amazonas e conta com apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam) por meio do programa Sinapse da Inovação, realizado em parceria com a Fundação Centros de Referência em Tecnologias Inovadoras (Certi).

Segundo o coordenador do projeto, o engenheiro elétrico Allan Roberto Amorim, o Mashina faz parte do nicho chamado Smart Home, que são as casas inteligentes. O projeto tem o foco principal no gerenciamento de energia elétrica e no controle de dispositivos de uma residência comum ou até mesmo de escritórios.

“O nosso projeto começou basicamente há um ano no laboratório e em uma roda de ideias de colegas, que na sua maioria são cientistas da computação, engenheiros da computação e engenheiros eletricistas. A princípio, era que nós pudéssemos simplesmente controlar dispositivos em uma casa”, disse o engenheiro.

mashina okO engenheiro elétrico Allan Roberto Amorim garante que será possível controlar o consumo de energia com o dispositivo

 

Allan explicou que a proposta vai além da funcionalidade de ligar ou desligar dispositivos da residência com o auxílio do smartphone. O projeto ganhou maiores proporções e também poderá auxiliar o usuário no controle do consumo de energia elétrica do imóvel. Ele destacou qual a fase atual do projeto.

“Além de controlar dispositivos, nos propomos a fazer uma medição de consumo energético na residência, tornando possível que o dono da residência possa controlar e, até mesmo, otimizar os gastos com energia elétrica no local. O projeto está no final da fase de validação do protótipo alfa, são protótipos funcionais , que vão precisar de modificações, é claro. Estamos entrando na fase beta, que é a melhoria do primeiro protótipo, onde iremos corrigir as falhas para chegar mais próximo de um produto comercialmente viável”, contou Allan.

De acordo com o coordenador, ao contrário de dispositivos similares já disponibilizados no mercado, que apenas ligam e desligam aparelhos, o sistema Mashina consegue medir o consumo daquele produto conectado ao dispositivo à tomada inteligente. O engenheiro conta como é o funcionamento da tecnologia.

MASHINA 5Todas as tomadas do imóvel devem ser inteligentes para o usuário mensurar o consumo elétrico da residência

“Nós conseguimos, utilizando métodos de engenharia, concentrar tanto a parte que liga e desliga os equipamentos, e também a parte que mede o consumo energético daquele equipamento conectado. A medição de consumo energético é recortada e transmitida através de uma rede Wi-Fi para um dispositivo chamado concentrador e através desse dispositivo o usuário poderá acessar os dados de consumo de qualquer equipamento eletrônico conectado na tomada inteligente”, explicou Roberto.

De uma forma geral, o usuário poderá mensurar o consumo elétrico geral da residência, supondo que todas as tomadas do imóvel sejam tomadas inteligentes. O monitoramento será feito dia após dia, computado minuto a minuto, permitindo que o consumidor consiga visualizar o gasto ao longo do tempo.

“A nossa ideia também é que este consumo seja diminuído por sugestões, por estratégias de adaptação de software. Por exemplo, você tem uma rotina em que vai ao trabalho pela manhã e volta à tarde, não necessariamente seus produtos, suas lâmpadas, seus equipamentos, têm que ficar ligado o dia todo, então você pode configurar perfis de economia, de forma que o sistema se encarrega de desligar e ligar os equipamentos conforme a sua rotina”, ressaltou Amorim.

MASHINA 4O sistema se encarrega de desligar e ligar os equipamentos conforme a sua rotina do usuário

Precisão

O sistema Mashina é completo e envolve infraestrutura de redes, servidores e aplicações para celulares Android. Toda essa estrutura funcional está em fase de testes e já é possível gerenciar dispositivos em residências. Atualmente, o grupo trabalha com foco na consolidação da medição do consumo de energia elétrica. A ideia é que o usuário tenha acesso ao valor em reais do consumo da própria casa.

“Estamos trabalhando para fazer com que a medição seja mais precisa possível, porque para o usuário não interessa, por exemplo, saber se está consumindo 3,53 kW em uma máquina de lavar, ele quer saber é quanto está gastando com máquina de lavar, finalizou Allan.

O post Sistema possibilita gerenciamento e controle do consumo de energia elétrica apareceu primeiro em FAPEAM.

Palestra sobre reprodução de peixes para alunos de pós-graduação divulga simpósio internacional

O simpósio é uma oportunidade imperdível de interagir com pesquisadores internacionais e de diversas regiões do país”, diz o diretor do Inpa e presidente do 11º Simpósio Internacional sobre Fisiologia da Reprodução de Peixes (ISRPF), Luiz Renato de França

Por Luciete Pedrosa (texto e foto) – Ascom Inpa

Transplante de células-tronco germinativas e transgênese em peixes foi o foco da palestra ministrada pelo diretor do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa/MCTIC), o doutor em Biologia Celular, Luiz Renato de França. A atividade aconteceu no Auditório da Ciência, na segunda-feira (16), para pesquisadores e alunos de pós-graduação em Biologia de Água Doce e Pesca Interior (Badpi/Inpa). Na ocasião, o diretor também divulgou o 11º Simpósio Internacional sobre Fisiologia da Reprodução de Peixes (ISRPF), que acontecerá em Manaus (AM), em junho de 2018. 

Esta é uma oportunidade de mostrar a ciência e os trabalhos desenvolvidos na área de reprodução de peixes para os alunos do curso de pós-graduação”, diz França, um dos integrantes do grupo de pesquisa da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), que realiza estudos sobre a biologia da reprodução de vertebrados, que vai de peixes até o homem. “Atualmente, nossos trabalhos estão focados em duas vertentes principais: mamíferos e peixes”, acrescenta.   

Durante a palestra, França apresentou como um dos resultados do grupo de pesquisa o transplante/enxerto que é a introdução de células e fragmentos testiculares na região subcutâneas do dorso de camundongos imunodeficientes para a produção de espermatozóides férteis. “Esta técnica está bem estabelecida em mamíferos, mas já existem alguns trabalhos com peixes”, explica o pesquisador. 

Para ele, as técnicas apresentadas, principalmente o transplante de espermatogônias-tronco, apresentam enorme potencial, especialmente em espécies de peixes que servem como modelos experimentais usados em laboratório, a exemplo da tilápia que ao mesmo é uma das principais espécies de produção mundial em aquicultura.

No Inpa, trabalhos nesta importante linha de pesquisa já vêm sendo realizados com pirarucu, que é o peixe símbolo do Simpósio, em colaboração com o grupo de pesquisa liderado pela pesquisadora Elizabeth Gusmão. Também há em parceria com o pesquisador Jansen Zuanon a possibilidade de se preservar espécies de peixes amazônicos em perigo de extinção.  

Conforme França, além de estabelecer o modelo, um dos principais aprendizados, nesses quase 15 anos de pesquisas, é que quando se cria ou preserva células germinativas-tronco, as células germinativas de mais alto potencial para colonizar os testículos (aquelas quiescentes) sobrevivem melhor.

“Assim, a técnica de criopreservação não deixa de ser um bom critério de seleção de células-tronco”, diz. A criopreservação faz parte de um conjunto de técnicas que permite conservar células a temperaturas muito baixas (196º C negativos) e por tempo em tese ilimitado com o uso de nitrogênio líquido.

França explica que os estudos desenvolvidos na UFMG passaram por várias etapas. A primeira foi a padronização de todas as técnicas de preparação e seleção das células do doador e de preparação das gônadas dos peixes receptores; a segunda, o transplante propriamente dito de espermatogônias-tronco em tilápias; a terceria, foi a padronização das técnicas de criopreservação.

“Outra etapa importante foi o conhecimento da biologia das células-tronco com marcadores para selecionar estas células e depois o seu cultivo e modificação com lentivírus para o transplante e assim a produção de peixes transgênicos”, explica.    

ISRPF

Presidido por França, o Simpósio será realizado de 03 e 08 de junho de 2018, no Hotel Tropical, pela primeira vez na América Latina, e contará com a participação de renomados especialistas da América do Norte, Europa, Ásia e outros países da América Latina além do Brasil. A expectativa é reunir em Manaus cerca de 300 a 400 acadêmicos, especialistas e profissionais de diversos continentes.  

O objetivo do Simpósio é estimular a discussão e o aprendizado sobre as mais recentes descobertas científicas na área de fisiologia reprodutiva em peixes com enfoque nas novas fronteiras em diversidade reprodutiva num ambiente em mudança. O evento é realizado a cada quatro anos.

Para França, a expectativa dos organizadores do evento é realizar um simpósio com a expressiva presença da comunidade internacional e brasileira. “E como o evento será realizado em Manaus, seria interessante também ter a participação da comunidade científica local com pesquisadores e alunos de pós-graduação da região Norte, principalmente, de Manaus”, diz. “Portanto, o simpósio é uma oportunidade imperdível de se interagir com pesquisadores internacionais”, ressalta.

O simpósio internacional, pelo lado brasileiro, já conta com o apoio do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa/Manaus), Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Universidade Nilton Lins (Manaus/AM), Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – Amazônia Ocidental (Embrapa/Manaus, AM), Universidade Federal do Amazonas (Ufam), Universidade Estadual Paulista (Unesp/Botucatu), Universidade de São Paulo (USP) e Centro de Aquicultura da Unesp (Caunesp/Jaboticabal).     

Fiocruz Amazônia abre processo seletivo para pesquisador visitante

O Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia) lança chamada pública para seleção simplificada de candidatos à bolsa de Pesquisador Visitante para brasileiros e estrangeiros.   As inscrições iniciam amanhã (18/10) e vão até o próximo dia 3 de novembro.

Para esta chamada pública está sendo oferecida uma bolsa na modalidade Pesquisador Visitante, no entanto, pode haver ampliação para até três bolsas, dependendo da disponibilidade orçamentária e financeira do ILMD/Fiocruz Amazônia. A linha de pesquisa da oferta é Processo Saúde, Doença e Organização da Atenção a Populações Indígenas e Outros Grupos em Situações de Vulnerabilidade do Programa de Pós-graduação Condições de Vida e Situações de Saúde na Amazônia (PPGVIDA).

O valor mensal da bolsa é de R$ 6.136,00 (seis mil e cento e trinta e seis reais), e terá a duração de dois anos, podendo ser prorrogada por mais dois.

O processo seletivo é realizado em conformidade com a Portaria ILMD N.044/2017, que institui o Programa de Pesquisador Visitante (PV/ILMD/Fiocruz Amazônia), no âmbito do Programa de Fomento ao Ensino e à Pesquisa do Instituto, sob contrato Nº 26/2016, com a Fundação para o Desenvolvimento Científico e Tecnológico em Saúde (PFEP/ILMD/Fiotec).

Acesse aqui a página do processo seletivo.

SOBRE O PV/ILMD/FIOCRUZ AMAZÔNIA

O Programa de Pesquisador Visitante tem por objetivos fixar temporariamente pesquisadores com título de doutor, para atuar na Instituição; viabilizar a participação de pesquisadores e profissionais de alto nível nas equipes de pesquisadores e docentes da Instituição, visando o intercâmbio cientifico, tecnológico e a inovação;  possibilitar a participação de pesquisadores e profissionais de alto nível em projetos de pesquisa científica e/ou de desenvolvimento tecnológico, e de desenvolvimento e aperfeiçoamento qualitativo dos Programas de Pós-graduação Stricto e Lato Sensu; além de colaborar com o Programa de Iniciação Científica e Tecnológica (PIC/ILMD), nas áreas de saúde, ciências biológicas e das ciências sociais e humanas em saúde.

Informações sobre o processo seletivo podem ser solicitados através do e-mail posgradvida.ilmd@fiocruz.br

ILMD/Fiocruz Amazônia, por Marlúcia Seixas
Foto: divulgação

Fiocruz Amazônia abre processo seletivo para pesquisador visitante

O Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia) lança chamada pública para seleção simplificada de candidatos à bolsa de Pesquisador Visitante para brasileiros e estrangeiros.   As inscrições iniciam amanhã (18/10) e vão até o próximo dia 3 de novembro.

Para esta chamada pública está sendo oferecida uma bolsa na modalidade Pesquisador Visitante, no entanto, pode haver ampliação para até três bolsas, dependendo da disponibilidade orçamentária e financeira do ILMD/Fiocruz Amazônia. A linha de pesquisa da oferta é Processo Saúde, Doença e Organização da Atenção a Populações Indígenas e Outros Grupos em Situações de Vulnerabilidade do Programa de Pós-graduação Condições de Vida e Situações de Saúde na Amazônia (PPGVIDA).

O valor mensal da bolsa é de R$ 6.136,00 (seis mil e cento e trinta e seis reais), e terá a duração de dois anos, podendo ser prorrogada por mais dois.

O processo seletivo é realizado em conformidade com a Portaria ILMD N.044/2017, que institui o Programa de Pesquisador Visitante (PV/ILMD/Fiocruz Amazônia), no âmbito do Programa de Fomento ao Ensino e à Pesquisa do Instituto, sob contrato Nº 26/2016, com a Fundação para o Desenvolvimento Científico e Tecnológico em Saúde (PFEP/ILMD/Fiotec).

Acesse aqui a página do processo seletivo.

SOBRE O PV/ILMD/FIOCRUZ AMAZÔNIA

O Programa de Pesquisador Visitante tem por objetivos fixar temporariamente pesquisadores com título de doutor, para atuar na Instituição; viabilizar a participação de pesquisadores e profissionais de alto nível nas equipes de pesquisadores e docentes da Instituição, visando o intercâmbio cientifico, tecnológico e a inovação;  possibilitar a participação de pesquisadores e profissionais de alto nível em projetos de pesquisa científica e/ou de desenvolvimento tecnológico, e de desenvolvimento e aperfeiçoamento qualitativo dos Programas de Pós-graduação Stricto e Lato Sensu; além de colaborar com o Programa de Iniciação Científica e Tecnológica (PIC/ILMD), nas áreas de saúde, ciências biológicas e das ciências sociais e humanas em saúde.

Informações sobre o processo seletivo podem ser solicitados através do e-mail posgradvida.ilmd@fiocruz.br

ILMD/Fiocruz Amazônia, por Marlúcia Seixas
Foto: divulgação

Divulgada a homologação das inscrições do curso de mestrado do PPGBIO-INTERAÇÂO

Divulgado hoje (17/10) o resultado da primeira etapa do processo seletivo do curso de mestrado do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Biologia da Interação Patógeno Hospedeiro – PPGBIO-Interação, do Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/ Fiocruz Amazônia).

O resultado refere-se à homologação das inscrições e fornece informações sobre o local da prova de conhecimentos específicos.

Os candidatos que tiveram suas inscrições homologadas estão aptos a seguir para a segunda etapa, que compreende a submissão à prova escrita discursiva, a ser realizada no Salão Canoas do Instituto Leônidas e Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia), no dia 26/10, de 14h às 17h.

Na correção da prova de conhecimentos específicos serão observados os seguintes critérios: adequação entre respostas e perguntas formuladas; Compreensão da bibliografia indicada; capacidade de contextualização teórica e metodológica da bibliografia indicada; capacidade de expressão escrita, incluindo coesão argumentativa; precisão conceitual; clareza e fluência; bem como adequação à norma culta do português escrito.

O resultado da homologação das inscrições está disponível no sistema Sigass em  http://www.sigass.fiocruz.br/pub/inscricao.do?codP=127 .

O ILMD/Fiocruz Amazônia situa-se na rua Teresina, 476, Adrianópolis, Manaus (AM).

SOBRE O PPGBIO-INTERAÇÃO

O Programa de Pós-Graduação em Biologia da Interação Patógeno-Hospedeiro é curso stricto sensu que tem como essência a dinâmica de transmissão das doenças e as interações moleculares e celulares da relação patógeno-hospedeiro no âmbito da maior biodiversidade mundial.

O PPGBIO-Interação se enquadra na grande área em Parasitologia devido a pesquisa e ensino terem ênfase na eco-epidemiologia e biodiversidade de micro-organismos e vetores; fatores de virulência, mecanismos fisiopatológicos e imunológicos associados na interação parasito-hospedeiro.

Estes diversos aspectos são os principais delineadores para escolha da área de concentração da Ciências Biológicas III, por esta ser uma área multidisciplinar e baseada no eixo bioquímica, genética, biológico, celular e molecular. Os alunos recebem uma formação em áreas estratégicas por sua importância e que precisam ser desenvolvidas no Estado.

Este é o segundo processo seletivo para o PPGBIO-Interação. A primeira turma iniciou o curso em março deste ano.

Ascom-ILMD/Fiocruz Amazônia, por Eduardo Gomes

Foto: Eduardo Gomes

Todas as notícias em um só lugar