Arquivo da Categoria: Tecnologia da Informação

Fapeam divulga resultado do PROTI – Amazônia – Mobilidade

O programa é resultado de parceria com a Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) e a Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa)

Ações de colaboração científica e tecnológica ganharão reforço no Estado. A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam) divulgou o resultado do Programa de Tecnologia da Informação na Amazônia (PROTI) Amazônia – Mobilidade referente ao edital 009/2017. O programa é realizado em parceria com a Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) e a Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa).

Foram contemplados os projetos “Programa de Mobilidade para Cooperação e Desenvolvimento de Pesquisas na Área de Tecnologia da Informação e Engenharia Eletrônica”, submetido por Isaac Benjamin Benchimol, do Instituto Federal do Amazonas (IFAM); “Mobilidade para Pesquisa e Desenvolvimento em Tecnologia da Informação para o fortalecimento do setor de criação de Sistemas, Aplicativos e Jogos Eletrônicos no Estado do Amazonas (Gamesama)”, de Jucimar Maia da Silva Júnior, da Universidade do Estado do Amazonas (UEA); e por último o projeto “Melhorias na Internacionalização dos Programas de Pós-graduação da Universidade Federal do Amazonas”, que teve como proponente Tayana Uchôa Conte, da Universidade Federal do Amazonas (Ufam).

Todos os proponentes possuem titulação de Doutorado em áreas do conhecimento relacionadas à Tecnologia de Informação, incluindo Ciência da Computação, Eletrônica e Ciência da Informação. O prazo de execução dos projetos é de oito meses. Os limites estabelecidos para o valor máximo a ser concedido para as propostas aprovadas serão proporcionais ao número total de doutores pertencentes ao quadro efetivo de docentes das instituições proponentes.

smart-home-3148026_1920

O PROTI – Amazônia – Mobilidade é uma ação vinculada ao Programa de Apoio ao Desenvolvimento do Setor de Tecnologia da Informação na Amazônia (PROTI–Amazônia), do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações (MCTIC), por meio da Financiadora de Estudos e Projetos – FINEP

Sobre o PROTI – Amazônia – Mobilidade 

O Programa de Tecnologia da Informação na Amazônia – Mobilidade tem por finalidade apoiar o planejamento e a execução de projetos conjuntos de pesquisa, capacitação e inovação, no âmbito da colaboração científica e tecnológica. Estavam aptos a apresentar propostas, os pesquisadores vinculados a instituições de pesquisa e/ou ensino superior (públicas ou privadas), institutos de pesquisa, empresas públicas de pesquisa e desenvolvimento, que atuem em investigação científica ou tecnológica, credenciadas pelo comitê das Atividades de Pesquisa e Desenvolvimento na Amazônia (Capda) em Estados da Amazônia Ocidental; bem como pesquisadores e docentes de outros Estados da Federação e de outros países, mediante a seleção de propostas nas áreas do conhecimento relacionadas à Tecnologia da Informação, incluindo Ciência da Computação, Eletrônica e Ciência da Informação.

PROTI – Amazônia – Mobilidade é uma ação vinculada ao Programa de Apoio ao Desenvolvimento do Setor de Tecnologia da Informação na Amazônia (PROTI–Amazônia), do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações (MCTIC), por meio da Financiadora de Estudos e Projetos – FINEP. No Amazonas, foi viabilizado por meio de convênio (Acordo de Cooperação financeira n. 01.10.0728-00) firmado entre a Fapeam e a Suframa.

Fonte: Agência Fapeam

O post Fapeam divulga resultado do PROTI – Amazônia – Mobilidade apareceu primeiro em FAPEAM.

Programa de Tecnologia da Informação na Amazônia – Pesquisa tem resultado divulgado pela Fapeam

O objetivo do programa é apoiar a execução de projetos de pesquisa e inovação nas áreas de Tecnologia da Informação (TI), incluindo Ciência da Computação, Eletrônica e Ciência da Informação

Resultado final do Programa de Tecnologia da Informação na Amazônia (PRO-TI – Amazônia) – Pesquisa, referente ao edital 011/2017, foi divulgado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam). O objetivo do programa é apoiar a execução de projetos de pesquisa e inovação nas áreas de Tecnologia da Informação (TI), incluindo Ciência da Computação, Eletrônica e Ciência da Informação.

Os projetos contemplados, nesta edição do programa, foram os seguintes: “Sistema Integrado de Coleta Automatizada de Programas Maliciosos (E-Caruri)”, de Gilbert Breves Martins, do Instituto Federal do Amazonas (Ifam); “Modernização de uma Ciberinfraestrutura de Suporte à Arquitetura de Integração Semântica e Governança de Dados e Informações Científicas do INPA”, cujo proponente foi José Laurindo Campos dos Santos, do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa); “Pesquisa e Desenvolvimento de Soluções Inteligentes para o Setor Acadêmico e Setor Produtivo utilizando Tecnologia da Informação (PDTI)”, submetido por Jucimar Maia da Silva Júnior, da Universidade do Estado do Amazonas (UEA), e por fim, o projeto “Inteligência na indústria e outros ambientes para a produtividade, saúde e bem-estar (IIAProSaber), de Marco Antônio Pinheiro de Cristo, da Universidade Federal do Amazonas (Ufam).

RHTI - SENADOR PETRÔNIO PORTELLA 06.12.2016 - FOTOS ERICO XAVIER-188

Objetivo do programa é apoiar a execução de projetos de pesquisa e inovação nas áreas de Tecnologia da Informação (TI), incluindo Ciência da Computação, Eletrônica e Ciência da Informação

Por meio do programa, pretende-se  fortalecer as atividades de pesquisa e desenvolvimento em TI nos setores acadêmico e produtivo, preferencialmente em subáreas, como Indústria 4.0, Robótica, Bioinformática, Inteligência Artificial, Internet das Coisas (IoT), Serviços de computação em nuvem e Sistemas embarcados. O prazo de execução dos projetos será de oito meses.

Os recursos para a execução do programa são oriundos do Acordo de Cooperação Financeira (01.10.0728-00), firmado entre a Financiadora de estudos e Projetos (Finep) e a Fapeam, tendo como interveniente a Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa), no âmbito do Programa de Apoio ao Desenvolvimento do Setor de Tecnologia da Informação na Amazônia (PRO-TI-Amazônia). As propostas aprovadas serão financiadas com recursos no montante estimado de até R$ 2,7 milhões, obedecendo ao percentual de 55% para capital e 45% para custeio.

Os limites estabelecidos para o valor máximo a ser concedido para as propostas aprovadas são proporcionais ao número total de doutores pertencentes ao quadro efetivo de docentes das instituições proponentes.

Fonte: Agência Fapeam

O post Programa de Tecnologia da Informação na Amazônia – Pesquisa tem resultado divulgado pela Fapeam apareceu primeiro em FAPEAM.