Arquivo da Categoria: resultados

Fiocruz Amazônia divulga resultado dos projetos enquadrados no processo seletivo do Programa de Iniciação Científica

A coordenação do Programa de Iniciação Científica (PIC) do Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/ Fiocruz Amazônia) divulgou nesta sexta-feira, 28/6, o resultado dos projetos enquadrados no processo seletivo, para ingresso no programa. Os candidatos que tiveram seus projetos enquadrados foram encaminhados para análise técnica com avaliadores.

Os candidatos não enquadrados possuem até o dia, 1/6, para encaminhar recurso, por escrito, pessoalmente, à coordenação do PIC / ILMD Fiocruz Amazônia, conforme previsto e descrito no Edital divulgado no site Institucional. Os pareceres dos projetos não enquadrados encontram-se disponíveis na secretaria do PIC.

O resultado final com a classificação e os candidatos aprovados será divulgado na próxima terça-feira, 2/7. Mais informações podem ser adquiridas através do e-mail: pic.ilmd@fiocruz.br

Confira o resultado AQUI.

As bolsas serão concedidas por um período de 12 meses, de 1º.  de agosto de 2019 até 30 de julho de 2020, com possibilidades de renovação. O PIC-ILMD/Fiocruz Amazônia é desenvolvido em parceria com a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam), com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e com Fundação para o Desenvolvimento Científico e Tecnológico em Saúde (Fiotec/Fiocruz).

SOBRE O PIC

O Programa de Iniciação Científica da Fiocruz Amazônia tem como objetivos despertar a vocação científica e incentivar novos talentos potenciais entre estudantes de graduação; contribuir para a formação de recursos humanos para a pesquisa e inovação tecnológica nos Determinantes Socioculturais, Ambientais e Biológicos do Processo Saúde-Doença-Cuidado para a melhoria das condições sociossanitárias na Amazônia; estimular pesquisadores produtivos a envolverem estudantes de graduação em suas atividades científicas, tecnológicas e profissionais; e proporcionar ao bolsista, orientado por pesquisador qualificado, a aprendizagem de técnicas e métodos de pesquisa, bem como estimular o desenvolvimento do pensamento científico e da criatividade, decorrentes das condições criadas pelo confronto direto com os problemas estudados ou alvo da pesquisa.

As bolsas são pagas diretamente aos bolsistas, mediante depósito mensal em conta bancária. O valor da mensalidade é estipulado pelo Conselho Diretor da Fapeam e pela Fiotec, conforme a vinculação da bolsa.

ILMD/Fiocruz Amazônia por Eduardo Gomes
Foto: Eduardo Gomes

Fiocruz Amazônia divulga resultado dos projetos enquadrados no processo seletivo do Programa de Iniciação Científica

A coordenação do Programa de Iniciação Científica (PIC) do Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/ Fiocruz Amazônia) divulgou nesta sexta-feira, 28/6, o resultado dos projetos enquadrados no processo seletivo, para ingresso no programa. Os candidatos que tiveram seus projetos enquadrados foram encaminhados para análise técnica com avaliadores.

Os candidatos não enquadrados possuem até o dia, 1/6, para encaminhar recurso, por escrito, pessoalmente, à coordenação do PIC / ILMD Fiocruz Amazônia, conforme previsto e descrito no Edital divulgado no site Institucional. Os pareceres dos projetos não enquadrados encontram-se disponíveis na secretaria do PIC.

O resultado final com a classificação e os candidatos aprovados será divulgado na próxima terça-feira, 2/7. Mais informações podem ser adquiridas através do e-mail: pic.ilmd@fiocruz.br

Confira o resultado AQUI.

As bolsas serão concedidas por um período de 12 meses, de 1º.  de agosto de 2019 até 30 de julho de 2020, com possibilidades de renovação. O PIC-ILMD/Fiocruz Amazônia é desenvolvido em parceria com a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam), com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e com Fundação para o Desenvolvimento Científico e Tecnológico em Saúde (Fiotec/Fiocruz).

SOBRE O PIC

O Programa de Iniciação Científica da Fiocruz Amazônia tem como objetivos despertar a vocação científica e incentivar novos talentos potenciais entre estudantes de graduação; contribuir para a formação de recursos humanos para a pesquisa e inovação tecnológica nos Determinantes Socioculturais, Ambientais e Biológicos do Processo Saúde-Doença-Cuidado para a melhoria das condições sociossanitárias na Amazônia; estimular pesquisadores produtivos a envolverem estudantes de graduação em suas atividades científicas, tecnológicas e profissionais; e proporcionar ao bolsista, orientado por pesquisador qualificado, a aprendizagem de técnicas e métodos de pesquisa, bem como estimular o desenvolvimento do pensamento científico e da criatividade, decorrentes das condições criadas pelo confronto direto com os problemas estudados ou alvo da pesquisa.

As bolsas são pagas diretamente aos bolsistas, mediante depósito mensal em conta bancária. O valor da mensalidade é estipulado pelo Conselho Diretor da Fapeam e pela Fiotec, conforme a vinculação da bolsa.

ILMD/Fiocruz Amazônia por Eduardo Gomes
Foto: Eduardo Gomes

Divulgado resultado da prova de inglês do processo seletivo para o PPGVIDA

A Secretaria Acadêmica (SECA) do Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/ Fiocruz Amazônia) divulgou nesta quarta-feira, 8/5, o resultado da prova de inglês, referente à 3ª etapa do processo seletivo para ingresso no Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Condições de Vida e Situações de Saúde na Amazônia (PPGVIDA).

O resultados estão disponíveis no sistema Sigass em: http://www.sigass.fiocruz.br/pub/inscricao.do?codP=120

SOBRE O CURSO

O PPGVIDA – ILMD/Fiocruz Amazônia é um programa de pós-graduação que tem como objetivo capacitar profissionais para desenvolver modelos analíticos capazes de subsidiar pesquisas em saúde, apoiar o planejamento, execução e gerenciamento de serviços e ações de controle e o monitoramento de doenças e agravos de interesse coletivo e do Sistema Único de Saúde na Amazônia.

O curso é em regime integral e as aulas estão previstas para iniciar dia 5 de agosto deste ano. Ao final do mestrado, o egresso do curso receberá diploma de Mestre em Saúde Pública.

ILMD/Fiocruz Amazônia, por Eduardo Gomes

Divulgado resultado da prova de conhecimentos específicos, prova escrita e dos recursos da prova de saúde coletiva para ingresso no PPGVIDA

A Secretaria Acadêmica (SECA) do Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/ Fiocruz Amazônia) divulgou nesta quarta-feira, 17/4, o resultado da prova de conhecimentos específicos, prova escrita, resultado dos recursos da prova de Saúde Coletiva, além do local e horário da prova oral, 3ª etapa do processo seletivo para ingresso no Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Condições de Vida e Situações de Saúde na Amazônia (PPGVIDA).

O resultados estão disponíveis no sistema Sigass em: http://www.sigass.fiocruz.br/pub/inscricao.do?codP=120

SOBRE O CURSO

O PPGVIDA – ILMD/Fiocruz Amazônia é um programa de pós-graduação que tem como objetivo capacitar profissionais para desenvolver modelos analíticos capazes de subsidiar pesquisas em saúde, apoiar o planejamento, execução e gerenciamento de serviços e ações de controle e o monitoramento de doenças e agravos de interesse coletivo e do Sistema Único de Saúde na Amazônia.

O curso é em regime integral e as aulas estão previstas para iniciar dia 5 de agosto deste ano. Ao final do mestrado, o egresso do curso receberá diploma de Mestre em Saúde Pública.

ILMD/Fiocruz Amazônia, por Eduardo Gomes

Projetos desenvolvidos no PRÓ-Rural são avaliados em seminário final

Projetos contribuem para o aumento da produtividade, produção de alimentos e da qualidade de vida da população rural no Amazonas

Os resultados de 10 projetos desenvolvidos no âmbito do Programa Estratégico de Transferência de Tecnologias para o Setor Rural (PRÓ-Rural), edital N° 006/2013 foram apresentados  na Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam). Os projetos contribuem para o aumento da produtividade,  produção de alimentos e na qualidade de vida da população rural no Amazonas.

 O programa é uma ação firmada pela Fapeam, em parceria com a Secretaria de Estado de Planejamento, Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação (Seplancti) e Secretaria de Produção Rural (Sepror), que teve a finalidade de gerar oportunidades quanto à disponibilização, disseminação e adoção de novas e modernas tecnologias no processo produtivo das atividades rurais no Estado do Amazonas.

6

No total, foram apresentados os resultados de 10 projetos desenvolvidos no PRÓ-Rural, edital N° 006/2013

De acordo com diretor-presidente da Fapeam, Edson Barcelos,  um dos grandes méritos do PRÓ-Rural foi permitir aos recém-formados das áreas ligadas ao setor primário que pudessem conhecer de perto a realidade do caboclo e da agricultura no interior do Estado. Além de entender as principais dificuldades e desafios enfrentados por eles no dia a dia.

 “Na minha visão esse programa também teve como mérito o de preparar profissionais para atuarem nestas áreas. O fortalecimento, a extensão rural e a transferência de tecnologia foram melhorados, pois se teve um ambiente com massa crítica e mais técnica nos municípios por meio das visitas dos coordenadores. O programa também permitiu a transmissão de ensinamentos, onde as três partes envolvidas aprenderam: o coordenador, o recém-formado e o agricultor” destacou.

 Durante a abertura do seminário de avaliação, o secretário executivo de Ciência, Tecnologia e Inovação, Estevão Monteiro de Paula, elogiou os projetos desenvolvidos no PRÓ-Rural e disse que o desenvolvimento tecnológico é o grande foco.

“Precisamos pensar sobre as metas econômicas para ter resultados consistentes. Temos que transformar o conhecimento em nota fiscal, que é uma responsabilidade não apenas da Ciência e Tecnologia, mas de outras áreas também. Temos que fazer um projeto que agregue todas essas organizações de maneira que possamos dar apoio de maneira integral”, detalhou.

 Fortalecimento

O ‘Fortalecimento da Organização Social e Identificação de Mercados Potenciais, visando a Sustentabilidade Econômica em Comunidades Rurais do Amazonas’ foi um dos projetos apresentados durante o seminário.

Segundo a doutora em Ciências Ambientais, Jozane Lima Santiago, um dos pontos mais importante no projeto foi perceber que existe uma produção no Estado do Amazonas oriunda da agricultura familiar e que é possível o Amazonas abastecer a cidade de Manaus com esses produtos. Ela disse também que a produção pode ser maior mediante o fortalecimento das organizações sociais.

“Coletivamente eles irão conseguir mercado e preços melhores do que sozinhos. Nós tivemos um resultado concreto disso trazendo essas organizações sociais para um espaço de feiras, que se criou na Universidade Federal do Amazonas (Ufam)”, disse.

4

Pesquisadora Jozane disse que a produção pode ser maior mediante o fortalecimento das organizações sociais

Um dos resultados alcançados com o projeto foi o fortalecimento das organizações sociais (associações e cooperativas) identificadas nos 15 municípios do Amazonas em que o projeto foi trabalhado. Do total, 11 municípios participam, atualmente, da feira AgroUfam e o restante devido a distância da capital e a logística expõem os produtos no próprio município, como por exemplo: Caapiranga e Maués.

“Tendo em vista essa dificuldade da distância e logística, uma opção é criar pequenos grupos em municípios próximos, que possam juntar essa produção para vender em outros locais com objetivo de beneficiar aqueles que têm dificuldades em vender no próprio município. Isso é algo possível por meio da organização em rede desses empreendimentos comunitários. Dessa forma, os agricultores podem vender os produtos por um preço justo. Isso é algo que gera emprego e renda para população”, explicou.

Departamento de Difusão do Conhecimento (Decon)

O post Projetos desenvolvidos no PRÓ-Rural são avaliados em seminário final apareceu primeiro em FAPEAM.

Pesquisas científicas na área da saúde são avaliadas em seminário no Amazonas

Estudos fazem parte do Programa de Pesquisa para o SUS desenvolvidos com apoio da Fapeam em parceria com MS, CNPq e Susam

Os resultados de 29 pesquisas científicas, tecnológicas e de inovação desenvolvidas na área da saúde no Amazonas foram apresentados durante o Seminário de Avaliação do Programa de Pesquisa para o SUS: Gestão compartilhada em saúde (PPSUS), que ocorreu nos dias 23 e 24 de novembro.

O PPSUS é desenvolvido com apoio do Governo do Amazonas por meio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam), em parceria com o Ministério da Saúde (MS), Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e a Secretaria de Estado da Saúde do Amazonas (Susam). Nas três chamadas públicas do edital, lançadas de 2012 a 2013, foram investidos mais de R$ 5 milhões.

O programa tem como objetivo apoiar a execução de projetos de pesquisa que promovam a formação e a melhoria da qualidade de atenção à saúde no Estado no contexto do Sistema Único de Saúde (SUS), representando significativa contribuição para o desenvolvimento da Ciência, Tecnologia & Inovação em Saúde e para a implantação das redes de atenção à saúde no Amazonas.

O Secretário de Estado de Planejamento, Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação (Seplancti), Estevão Monteiro de Paula, disse que a saúde é área prioritária do Governo do Estado e que a pesquisa científica é fundamental neste campo.

“É importante que continuem sendo desenvolvidas pesquisas na área da saúde. Gostaria de agradecer aos consultores, que participaram da avaliação dos projetos do PPSUS, dedicando-se para que possamos continuar gerando conhecimento e trazendo benefícios a população amazonense”, disse

IMG_2667 - EDITADA

Diretor -presidente da Fapeam, René Levy Aguiar, disse que há previsão de lançar, em 2018, um programa específico para a saúde, a exemplo do PPSUS

Durante o seminário, o diretor-presidente da Fapeam, René Levy Aguiar, elogiou o trabalho desempenhado por todos os envolvidos no PPSUS e destacou a importante parceria realizada pelo Governo do Amazonas, via Fapeam, com o Governo Federal por meio do Ministério da Saúde.

“Temos a perspectiva de continuar avançando em projetos que são de suma importância para o Estado do Amazonas como é o caso, em especial, os da área da saúde”, disse.

Levy lembrou ainda que a avaliação das propostas submetidas à chamada pública de N° 001/2017 do PPSUS, lançada em maio deste ano, já estão em fase conclusiva pela Fapeam, CNPq e Ministério da Saúde. Antecipou ainda que há previsão de lançar, em 2018,  um programa específico para a saúde, a exemplo do PPSUS, mas que prevê a participação da iniciativa privada e instituições de fora do Estado.

“Temos um edital que já está sendo elaborado para que seja homologado, prevendo diversas parcerias. O Governo do Amazonas tem atenção especial à área da saúde que precisa levar em conta, principalmente, as peculiaridades da nossa região, para que, dessa forma, possamos somar esforços no sentido de minimizar as dificuldades e estabelecer melhores condições e alternativas para nossa população”, completou Levy.

Roberta Ataídes, que faz parte da equipe técnica do Departamento de Ciência e Tecnologia da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos (Decit/SCTIE) do MS, ressaltou a importância do PPSUS na saúde local e disse que o programa traz a possibilidade de fazer pesquisas conforme as demandas do Estado.

“O programa traz mais realidade para que esses projetos sejam incorporados no Sistema Único de Saúde (SUS). Participar do seminário é importante para sabermos os resultados dessas pesquisas e como elas podem contribuir na saúde local”, informou.

Avaliação

Todos os projetos desenvolvidos no âmbito do PSSUS foram avaliados, criteriosamente, por um grupo de consultores formados por doutores qualificados e renomados.

A doutora em Ciências, Paula Moreira, da Universidade de Pernambuco e da Fundação de Hematologia e Hemoterapia de Pernambuco (UPE/Hemope), destacou que o PPSUS é um programa incrível que faz a integração do ensino e serviço. Em relação aos projetos, Paula informou que ficou bem impressionada e que todos cumpriram, rigorosamente, os objetivos propostos dentro do PPSUS.

“O PPSUS no Estado foi um sucesso, virmos a integração do ensino e do serviço através das universidades e das fundações de saúde que são muitas no Amazonas”, “Todos os projetos atendem muito bem os problemas, que são bem específicos, da Amazônia”, elogiou.

DSC02764---EDITADA1

Resultados dos projetos desenvolvidos no âmbito do PPSUS foram avaliados por pesquisadores qualificados e renomados

Na avaliação do doutor em Microbiologia, Bruno Mota, da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), todos os projetos aprovados são interessantes e com aplicabilidade para o SUS.

“Achei muito interessante que tivemos várias vertentes e projetos como de doenças infecciosas, não infecciosas, alguns agravos à saúde, mas todos bem focados na questão da saúde do Estado”, contou.

Já a Doutora em Medicina, Sueli Carneiro, da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), disse que ficou contente com a qualidade das pesquisas científicas apresentadas no seminário. Segundo Sueli, isso mostra que o Estado do Amazonas está bem inserido dentro do desenvolvimento tecnológico e educacional do país e também e com a inserção internacional.

“Os projetos foram excelentes e vejo que todos os pesquisadores do Amazonas estão envolvidos com o desenvolvimento da região. e creio que todos esses projetos têm a sua aplicação no SUS”, enalteceu.

DSC02736 - EDITADA

 

Departamento de Difusão do Conhecimento (Decon)

Fotos- Decon

O post Pesquisas científicas na área da saúde são avaliadas em seminário no Amazonas apareceu primeiro em FAPEAM.