Arquivo da Categoria: PPGVIDA

Vigilância em Saúde no Amazonas e Saúde Mental na Pós-Graduação foram temas do Encontro da Pós-Graduação da Fiocruz Amazônia, no dia 31/10

Em seu terceiro dia de realização, o I Encontro da Pós-Graduação do Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia) iniciou as atividades com a mesa-redonda Vigilância em Saúde no Amazonas. Falaram sobre esse tema o pesquisador e diretor da Unidade da Fiocruz no Amazonas, Sérgio Luz (Estratégia Inovadora para o controle de Aedes), o gerente de Doenças de Transmissão Vetorial da Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (GDTV-FVS), Daniel Barros de Castro, e o gerente de Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde de Manaus (Semsa), Jair dos Santos Pinheiro.

Com o tema One Health, o  I Encontro da Pós-Graduação é um evento científico realizado por professores e alunos de pós-graduação do ILMD/Fiocruz Amazônia com o intuito de divulgar pesquisas científicas e promover a integração dos programas de pós-graduação (Mestrado Condições de Vida e Situações de Saúde na Amazônia – PPGVIDA e Mestrado de Biologia da Interação Patógeno Hospedeiro – PPGBIO-Interação),  além de propiciar debates sobre os estudos que estão sendo desenvolvidos no Amazonas, de acordo com as áreas e  conexões entre elas.

O evento iniciou no dia 29/10 e termina amanhã, 1º. de novembro. Com uma roda de conversa sobre O futuro da Pós-Graduação, da qual participam Fábio Trindade Maranhão Costa (da Universidade Estadual de Campinas – Unicamp), Márcia Perales Mendes Silva (da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas – Fapeam), Richarlls Martins (coordenador da Associação de Pós-Graduandos da Fiocruz do RJ –  APG-Fiocruz), Patrícia Melchionna Albuquerque (Coordenadora Geral de Pós-Graduação da Universidade do Estado do Amazonas – PROPESP- UEA) Maria Augusta Bessa Rebelo (professora da Universidade Federal do Amazonas – Ufam) e Claudia María Ríos Velásquez (pesquisadora e vice-diretora de Ensino, Informação e Comunicação do ILMD/Fiocruz Amazônia).

TEMÁTICAS

A coordenadora do evento e pesquisadora do ILMD/Fiocruz Amazônia, Priscila Aquino, comenta que os temas das palestras foram pensados junto com os alunos da pós-graduação da Unidade e distribuídos conforme as demandas tanto dos discentes quanto dos docentes, e de acordo com as temáticas associadas ao One Health.

Saúde Mental na pós-graduação foi um dos temas selecionados pelos alunos e que foi discorrido pela psicóloga e professora da Ufam, Denise Gutierrez.

Especificidades da Pesquisa Clínica na Amazônia também foi tema de mesa-redonda debatida pelos pesquisadores Marcus Lacerda (ILMD/Fiocruz Amazônia e Fundação de Medicina Tropical Heitor Vieira Dourado – FMT/HVD) que discorreu sobre Pesquisa colaborativa: o que queremos ser?; em seguida, Adriana Malheiro Alle Marie (Ufam) falou sobre Pesquisa básica em imunologia associada à aplicação clínica: experiências do grupo de pesquisa em Imunologia Básica e Aplicada; e Jacqueline Sachett (UEA/FMT-HVD) abordou Pesquisa Clínica em acidentes por serpentes: experiência da Fundação de Medicina Tropical – FMT-HVD.

EGRESSOS

Confira os trabalhos apresentados no terceiro dia de evento  pelos alunos egressos dos cursos do ILMD/Fiocruz Amazônia:

  1. Fatores associados à distribuição epidemiológica e espacial das notificações de Leishmaniose visceral, Brasil, 2001 a 2014 – Lisiane Lappe dos Reis;
  2. Investigação diagnóstica de pacientes com Mansonelose, submetidos ao tratamento com Ivermectina no município de São Gabriel da Cachoeira – Uziel Ferreira Suwa;
  3. Análise espacial da mortalidade infantil e condições de vida no arco norte da faixa de fronteira brasileira no período de 2000 a 2015 – Francélio Vieira de Souza;
  4. Análise e caracterização proteica do secretoma e da formação de biofilme por Aspergillus fumigatus – Cláudia Patrícia Mendes de Araújo;
  5. Redes Vivas em Região de Fronteira: usos e percursos na Rede de Saúde Materno-Infantil – Milene Neves da Silva;
  6. Avaliação da Assistência Farmacêutica na Atenção Básica da Saúde no Brasil através do Programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica (PMAQ-AB) – Orácio Carvalho Ribeiro Júnior;
  7. Investigação de vírus em Flebotomíneos (Diptera: Psychodidae), em uma comunidade de rural na Amazônia central brasileira – Antonio José Leão Cardoso
  8. Bionomia de Migonemyia migonei (Diptera, Psychodidae, Phlebotominae) em condições experimentais – Eric Fabrício Marialva dos Santos

 

OPINIÃO

O I Encontro da Pós-Graduação está sendo considerado pelos alunos do ILMD/Fiocruz Amazônia um evento exitoso, pois conseguiu agregar várias discussões que conseguem conectar-se com a temática One Health.

Para a aluna do curso  de Mestrado de Condições de Vida e Situações de Saúde na Amazônia, turma 2018 e orientanda da professora Ormezinda Celeste Cristo Fernandes, “o evento está sendo ótimo, porque nesse Encontro podemos ver temas relevantes de forma geral, das várias linhas de pesquisa dos cursos e não só na que eu desenvolvo, Fatores sócio biológicos no processo saúde-doença na Amazônia, que é mais voltada para pesquisa clínica, e aqui eu vejo pesquisas qualitativas, que eu não tenho tanto contato, quanto a pesquisa quantitativa”, comentou.

DADOS DO ENCONTRO

 

1º. DE NOVEMBRO

Divulgação Científica e O futuro da Pós-graduação são os temas que serão debatidos no último dia de evento. Para falar sobre As narrativas das ciências: do positivismo comteano às crises dos paradigmas contemporâneos relatados pela mídia, o  I Encontro da Pós-Graduação contará com Ricardo Alexino Ferreira, professor da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP).

O Encontro contou com seguintes parceiros: Projeto QualificaSUS, Universidade do Estado do Amazonas (UEA), Universidade Federal do Amazonas (Ufam), Escola de Enfermagem de Manaus (EEM- Ufam) e Gráfica Amazon. Para mais informações sobre o evento, clique.

ILMD/Fiocruz Amazônia, por Marlúcia Seixas
Fotos: Eduardo Gomes e Marlúcia Seixas

One Health é tema do I Encontro de Pós-graduação da Fiocruz Amazônia

Iniciou nesta terça-feira, 29/10, o I Encontro da Pós-Graduação do Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia). O evento científico que está sendo realizado na sede da Fiocruz Amazônia, à rua Teresina, 476, Adrianópolis, Manaus, se estende até o dia 1º de novembro, com o tema One Health.

O Encontro reúne pesquisadores, alunos de pós-graduação e de iniciação científica para divulgar pesquisas científicas realizadas na unidade da Fiocruz no Amazonas e promover a integração dos seus programas de pós-graduação (Mestrado Condições de Vida e Situações de Saúde na Amazônia – PPGVIDA e Mestrado de Biologia da Interação Patógeno Hospedeiro – PPGBIO-Interação),  além de propiciar debates sobre os estudos que estão sendo desenvolvidos, de acordo com as áreas e  conexões entre elas.

Clique e acesse a programação.

A mesa de abertura foi composta pela vice-diretora de Ensino, Informação e Comunicação – Claudia María Velásquez, pelo vice-diretor substituto de Pesquisa e Inovação – Felipe Pessoa, pelas coordenadoras docentes da Comissão de Organização do I Encontro da Pós-Graduação, Priscila Aquino e Alessandra Nava, além da representante discente, Anny Beatriz de Andrade.

A primeira mesa de debates foi composta pelos pesquisadores Philip Martin Fearnside (do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia – Inpa), Diogo Cesar Lagroteria (do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade – ICMBio) e por Alessandra Nava (do ILMD/Fiocruz Amazônia), tendo como mediadores os discentes do ILMD/Fiocruz Amazônia, Paulo Roberto Bonates e Rebeca Guimarães.

1ª. EDIÇÃO DO ENCONTRO

Priscila Aquino ressalta que o evento científico tem dois objetivos: o primeiro, discutir a temática One Health, saúde ecossistêmica, e o segundo, divulgar as pesquisas cientificas. “No ILMD/Fiocruz Amazônia temos diversos trabalhos que envolvem essa vertente, seja o animal, o ambiente ou homem que são realizados pelos docentes e discentes da Unidade”.

A pesquisadora explica ainda que o evento foi cuidadosamente pensado e que os temas das mesas redondas foram construídos, tanto pelas demandas dos discentes dos programas de pós-graduação, como também pelas temáticas associadas ao One Health. “Convidamos palestrantes tanto da Unidade, como também de outras instituições do Amazonas e também do Brasil para participar das diferentes mesas redondas e rodas de conversa, esperamos que os alunos aproveitem bastante esse evento que foi feito para eles e que eles consigam agregar um pouco do que vai ser passado, ao longo dessa Semana”, comentou Priscila Aquino.

Os representantes discentes do encontro são Anny Beatriz Costa de Andrade, Jessica Areque Andrade, Uriel Madureira Lemos, Fernanda Oliveira do Nascimento, Nani Oliveira Carvalho, e Paulo Roberto Bonates da Silva, alunos dos Programas PPGVIDA e PPGBIO-Interação.

Para Anny Beatriz de Andrade a experiência de participar da organização do evento “foi bastante desafiadora, mas foi bem interessante ao mesmo tempo. Acredito que como pesquisadores nós não podemos nos limitar ao campo e à escrita, mas sim no desenvolvimento de eventos que mostrem a cara, principalmente da Fiocruz, em meio ao momento em que a gente vive, de tanto desconhecimento em relação ao campo cientifico. A expectativa para esse evento é bastante alta, estamos esperando um público de 140 pessoas, devido ao tamanho da Instituição, mas que possa contribuir para a vida, tanto acadêmica, quanto pessoal e reflexões dos alunos nas pesquisas”, comentou.

Para este evento, o ILMD/Fiocruz Amazônia contou com seguintes parceiros: Projeto QualificaSUS, Universidade do Estado do Amazonas (UEA), Universidade Federal do Amazonas (Ufam), Escola de Enfermagem de Manaus (EEM- Ufam) e Gráfica Amazon.

ILMD/Fiocruz Amazônia, por Marlúcia Seixas
Fotos: Marlúcia Seixas

PPGVIDA da Fiocruz Amazônia prorroga inscrições do processo seletivo para candidatos estrangeiros até 29/10

Foram prorrogadas até o dia 29/10, as inscrições para processo de seleção pública de candidatos estrangeiros, para ingresso no Curso de Mestrado Acadêmico do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Condições de Vida e Situações de Saúde na Amazônia (PPGVIDA), do Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia), conforme Chamada Pública N.007/2019.

Para a republicação CLIQUE AQUI

As vagas são destinadas a candidatos estrangeiros. O ingresso de alunos estrangeiros ao Curso de Mestrado será realizado mediante processo seletivo simplificado, nos termos da chamada pública e cronograma com todos os eventos das etapas, disponíveis no Edital.

Para esta Chamada Pública, serão oferecidas seis vagas, devendo o candidato, obrigatoriamente, escolher uma das duas linhas de pesquisas e os respectivos projetos: Fatores sócio biológicos no processo saúde-doença na Amazônia, com 3 vagas; Processo Saúde, Doença e Organização da Atenção a populações indígenas e outros grupos em situações de vulnerabilidade, com 3 vagas. O curso, cujas vagas são oferecidas, terá sede em Manaus – AM.

Poderão participar do processo de seleção, candidatos que até a data da matrícula institucional, possuam diploma de graduação de duração plena, devidamente reconhecido pela instância competente de seu país. O Curso será ministrado em regime integral, com duração mínima de 12 meses e máxima de 24 meses, incluindo a realização da defesa de dissertação.

Os candidatos estrangeiros interessados em cursar o Mestrado em Condições de Vida e Situações de Saúde na Amazônia no ILMD/Fiocruz Amazônia devem encaminhar a documentação descrita no edital para o e-mail selecaoppgvida.ilmd@f iocruz.br

O resultado do processo seletivo será divulgado no dia 6/12.

SOBRE O CURSO

O curso de Mestrado de Condições de vida e situações de saúde na Amazônia tem como objetivo capacitar profissionais para desenvolver modelos analíticos, capazes de subsidiar pesquisas em saúde, apoiar o planejamento, execução e gerenciamento de serviços e ações de controle e o monitoramento de doenças e agravos de interesse coletivo e do Sistema Único de Saúde na Amazônia.

O programa também visa planejar, propor e utilizar métodos e técnicas para executar investigações na área de saúde, mediante o uso integrado de conceitos e recursos teórico-metodológicos advindos da saúde coletiva, biologia parasitária, epidemiologia, ciências sociais e humanas aplicadas à saúde, comunicação e informação em saúde e de outras áreas de interesse acadêmico, na construção de desenhos complexos de pesquisa sobre a realidade amazônica.

Ascom/ILMD Fiocruz Amazônia, por Eduardo Gomes
Imagem: Mackesy Nascimento

No Dia Mundial da Saúde Mental, Fiocruz Amazônia realiza roda de conversa sobre luta antimanicomial no Amazonas

Em referência ao Dia Mundial da Saúde Mental, o Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia) promoveu na ultima quinta-feira, 10/10, uma roda de conversa para falar sobre portadores de transtornos psíquicos e enfrentamentos pela luta antimanicomial no Amazonas. A atividade fez parte da disciplina “Saúde Coletiva”, coordenada pelos pesquisadores Marcílio Medeiros e Fernando Herkrath, no âmbito do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Condições de Vida e Situações de Saúde na Amazônia (PPGVIDA).

Segundo Marcílio Medeiros, a ideia foi promover uma maior aproximação com a atual situação com que a saúde mental é tratada no Estado do Amazonas. “Trouxemos para conversar com nossos alunos, um usuário desse sistema, que se transformou em um ícone da saúde mental no Brasil, que participa da associação Brasileira de Saúde Mental, e possui uma visão muito apurada desse atual cenário”, explicou.

A roda de conversa contou com a participação de José Setemberg Rabelo, representante da Comissão de Usuários e Profissionais da Saúde Mental do Amazonas. Na oportunidade, Rabelo destacou que sua militância pela reforma psiquiátrica foi motivada pelo horror vivido durante as internações no hospital psiquiátrico. “Eu achava que estava preso em uma penitenciária. Demorei a me dar conta de que era um hospício, me perguntava por que fui parar ali”.

Depois da passagem pelo hospital, foi a vez do preconceito. “Você é chamado de louco. As pessoas começam a te olhar com medo, no supermercado, na fila do pão”. Rabelo buscou o apoio do Instituto Silvério de Almeida Tundis (Isat), organização não governamental que dá suporte à reforma psiquiátrica no estado, e passou a contar sua experiência em eventos sobre saúde mental pelo Brasil e até no exterior.

Usuário de um dos centros de Atenção Psicossocial (Caps) de Manaus, o ex-interno quer usar a experiência dos anos vividos atrás das grades do hospício para não repetir erros e garantir a implementação dos serviços de saúde mental de base comunitária no município de Manacapuru.“Pensamos não só em construir Caps, nosso compromisso é implantar uma rede de cuidados. O desafio vai ser mostrar que a loucura está dentro do contexto da sociedade, que ela não pega. Se a comunidade compreender isso, as pessoas com transtornos mentais sofrerão menos”, avalia.

Para a especialista em saúde mental, Glenda Vieira, aluna do PPGVIDA, a atividade foi extremamente positiva e auxiliou ao alunos a entenderem como a política de saúde mental está sendo implementada no Estado. “Falar sobre saúde mental é falar sobre representatividade. Durante a roda de conversa, tivemos uma prova prática em relação a isso, onde nossos professores trouxeram para a sala de aula uma voz que possui voz representativa na área da saúde mental. Trazer este tipo de debate para dentro de um programa que trabalha a interação multiprofissional é muito relevante”, destacou.

SOBRE O PPGVIDA

O Programa tem como objetivo capacitar profissionais para desenvolver modelos analíticos capazes de subsidiar pesquisas em saúde, apoiar o planejamento, execução e gerenciamento de serviços e ações de controle e o monitoramento de doenças e agravos de interesse coletivo e do Sistema Único de Saúde na Amazônia.

Além disso, o PPGVIDA também visa planejar, propor e utilizar métodos e técnicas para executar investigações na área de saúde, mediante o uso integrado de conceitos e recursos teórico-metodológicos advindos da saúde coletiva, biologia parasitária, epidemiologia, ciências sociais e humanas aplicadas à saúde, comunicação e informação em saúde e de outras áreas de interesse acadêmico, na construção de desenhos complexos de pesquisa sobre a realidade amazônica

ILMD/ Fiocruz Amazônia, por Eduardo Gomes

 

PPGVIDA divulga novo calendário de qualificações e defesas

A Secretaria Acadêmica (SECA) do Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia) informa novas datas de defesa, do curso de Mestrado Acadêmico do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Biologia da Interação Patógeno Hospedeiro (PPGBIO-Interação).

As apresentações acontecem na sede da Fiocruz Amazônia, situada à Rua Teresina, 476, Adrianópolis/ Manaus.

 

QUALIFICAÇÃO DO PROJETO DE DISSERTAÇÃO DE MESTRADO

 

Aluna:  Márcia Larissa Pereira de Menezes

Título do Projeto: Exposição Domiciliar ao Histoplasma em Pacientes com AIDS atendidos em Unidade de Referência no Amazonas.

Data: 04/10/2019

Horário:  14h30

Local: Sala de aula 2 – anexo, ILMD-FIOCRUZ – Rua Teresina, 476, Adrianópolis/ Manaus-AM CEP 69057 070

 

Aluna:  Ana Elizabeth Sousa Reis

Título do Projeto: Acesso e fluxos da população ribeirinha aos serviços de saúde em Parintins – AM

Data: 07/10/2019

Horário:  8h

Local: Salão Canoas, Térreo – ILMD-FIOCRUZ – Rua Teresina, 476, Adrianópolis/ Manaus-AM CEP 69057 070

 

Aluno:  Uriel Madureira Lemos

Título do Projeto: Acesso e Uso de Serviços de Saúde por Populações Rurais Ribeirinhas sob a Perspectiva das Desigualdades Sociais

Data: 10/10/2019

Horário:  10h

Local: Salão Canoas, Térreo – ILMD-FIOCRUZ – Rua Teresina, 476, Adrianópolis/ Manaus-AM CEP 69057 070

 

Aluno:  Matheus Vasconcelos Torres

Título do Projeto: Gestão de serviços de atenção primária à saúde em área rural: um estudo sobre estratégias gerenciais e organizacionais no distrito de saúde rural de Manaus

Data: 10/10/2019

Horário:  14h

Local: Salão Canoas, Térreo – ILMD-FIOCRUZ – Rua Teresina, 476, Adrianópolis/ Manaus-AM CEP 69057 070

 

Aluna:  Laísa Arruda Pinheiro Duarte

Título do Projeto: Acesso aos serviços de saúde mental das populações rurais de Manaus e Novo Airão, Amazonas: o olhar do usuário e do profissional de saúde

Data: 17/10/2019

Horário:  14h

Local: Salão Canoas, Térreo – ILMD-FIOCRUZ – Rua Teresina, 476, Adrianópolis/ Manaus-AM CEP 69057 070

 

Aluna:  Maria Rosineide Gama Feitosa

Título do Projeto: A formação dos trabalhadores do subsistema de saúde indígena para a atuação intercultural: reflexões a partir das falas dos profissionais do Distrito Sanitário Especial Indígena do Alto Rio Negro/AM

Data: 29/10/2019

Horário:  14h

Local: Salão Canoas, Térreo – ILMD-FIOCRUZ – Rua Teresina, 476, Adrianópolis/ Manaus-AM CEP 69057 070

 

DEFESA DE DISSERTAÇÃO DE MESTRADO

 

Aluna:  Priscilla Cabral Correia

Título da Dissertação: Sistema de autoatenção, itinerário terapêutico e vivências da gestação em uma comunidade rural ribeirinha do Amazonas.

Data: 29/10/2019

Horário: 9h

Local: Sala de Aula 101, 1º andar – ILMD-FIOCRUZ – Rua Teresina, 476, Adrianópolis/ Manaus-AM CEP 69057 070

 

Ascom ILMD/ Fiocruz Amazônia, por Eduardo Gomes

Começaram nesta segunda-feira, 9, as aulas da turma de 2019 do PPGVIDA

As aulas da turma 2019 do Curso de Mestrado do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Condições de Vida e Situações de Saúde na Amazônia (PPGVIDA) do Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia) iniciaram nesta segunda-feira, 9/9, às 8h, com a palestra inaugural “Saúde da Terra???????”, ministrada por Marco Akerman, professor e pesquisador da Faculdade de Saúde Pública, da Universidade de São Paulo (USP).

Durante a aula, Marco Akerman abordou o seguinte conteúdo: de onde vem o termo “Saúde planetária” e qual é a sua definição?; que marcas a civilização humana está deixando na Terra?; que sinais e sintomas?; o que vem sendo hipotetizado (e já provado) como determinação da crescente enfermidade da Terra e seu efeito sobre a saúde das populações?; há algo a se fazer no macro, no meso e no micro; quem precisa se mobilizar?; que obstáculos pelo caminho?; que esperanças?

Neste dia também foi apresentada a equipe do ensino, o regulamento, o regimento do PPGVIDA, informações sobre bolsas do programa, manual do aluno e o calendário acadêmico. À tarde, foi iniciado o primeiro módulo do curso, Espaço, saúde e ambiente na Amazônia, ministrado pela professora e pesquisadora da Fiocruz Amazônia, Maria Luiza Garnelo.

Vagas ALUNOS ESTRANGEIROS

O Curso de Mestrado do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Condições de Vida e Situações de Saúde na Amazônia (PPGVIDA) está com inscrições abertas para candidatos estrangeiros. O ingresso de alunos estrangeiros será realizado mediante processo seletivo simplificado, nos termos da chamada pública e cronograma com todos os eventos das etapas, disponíveis no Edital.

Para acesso ao edital clique AQUI

Os programas, cursos e atividades de ensino desenvolvidos pela Fiocruz Amazônia visam qualificar profissionais para funções especializadas nos campos das ciências e tecnologias em saúde, necessários à sociedade, bem como aprofundar conhecimentos e habilidades, voltando-se prioritariamente para a área de saúde coletiva e afins, promovendo atualização sobre os avanços nesse campo e a ampliação das competências profissionais dos discentes.

SOBRE O PPGVIDA

O Programa tem como objetivo capacitar profissionais para desenvolver modelos analíticos capazes de subsidiar pesquisas em saúde, apoiar o planejamento, execução e gerenciamento de serviços e ações de controle e o monitoramento de doenças e agravos de interesse coletivo e do Sistema Único de Saúde na Amazônia.

Além disso, o PPGVIDA também visa planejar, propor e utilizar métodos e técnicas para executar investigações na área de saúde, mediante o uso integrado de conceitos e recursos teórico-metodológicos advindos da saúde coletiva, biologia parasitária, epidemiologia, ciências sociais e humanas aplicadas à saúde, comunicação e informação em saúde e de outras áreas de interesse acadêmico, na construção de desenhos complexos de pesquisa sobre a realidade amazônica

ILMD/ Fiocruz Amazônia, por Marlúcia Seixas
Foto: Eduardo Gomes

Turma 2019 do PPGVIDA terá aula inaugural ministrada por Marco Akerman

Na próxima segunda-feira, 9/9, o Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD / Fiocruz Amazônia) promove a aula inaugural da turma 2019 do Curso de Mestrado do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Condições de Vida e Situações de Saúde na Amazônia (PPGVIDA). A abertura da atividade será marcada pela palestra “Saúde da Terra???????”, que será ministrada pelo Prof. Dr. Marco Akerman, pesquisador da Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo – USP.

O evento terá início às 8h, no Salão Canoas, auditório da Unidade, situada à rua Teresina, 476, Adrianópolis, Zona Sul de Manaus. Na oportunidade também ocorrerá a apresentação da equipe do ensino, apresentação do curso, regulamento do ensino, regimento do PPGVIDA, bolsas do programa, manual do aluno e do Calendário Acadêmico.

Os programas, cursos e atividades de ensino desenvolvidos pela Fiocruz Amazônia visam qualificar profissionais para funções especializadas nos campos das ciências e tecnologias em saúde, necessários à sociedade, bem como aprofundar conhecimentos e habilidades, voltando-se prioritariamente para a área de Saúde Coletiva e afins, promovendo atualização sobre os avanços de conhecimentos nesse campo e a ampliação das competências profissionais dos discentes.

SOBRE O PALESTRANTE

Professor Titular do Departamento de Política, Gestão e Saúde da Faculdade de Saúde Pública da USP, Marco Akerman é médico, especialista em Saúde Pública e Medicina Social pela Universidade Federal de Minas Gerais, especialista em Gestão Hospitalar para o Setor Público pela Fundação Getúlio Vargas, mestre em Planejamento e Financiamento do Setor de Saúde,  PhD em Epidemiologia e Saúde Pública pela Universidade de Londres e Especialista em Ativação de Mudanças na Graduação de Profissionais de Saúde pela FIOCRUZ.

Editor-Convidado de seis Suplementos Temáticos para as Revistas Científicas: Health Promotion International, Revista de Saúde Pública da USP, Ciência e Saúde Coletiva da ABRASCO, Arquivos Brasileiros de Ciências da Saúde da FMABC. Atua principalmente nos seguintes temas de pesquisa: avaliação de políticas, programas e serviços, determinação social, intersetorialidade, ODS e promoção.

SOBRE O PPGVIDA

O Programa tem como objetivo capacitar profissionais para desenvolver modelos analíticos capazes de subsidiar pesquisas em saúde, apoiar o planejamento, execução e gerenciamento de serviços e ações de controle e o monitoramento de doenças e agravos de interesse coletivo e do Sistema Único de Saúde na Amazônia.

Além disso, o PPGVIDA também visa planejar, propor e utilizar métodos e técnicas para executar investigações na área de saúde, mediante o uso integrado de conceitos e recursos teórico-metodológicos advindos da saúde coletiva, biologia parasitária, epidemiologia, ciências sociais e humanas aplicadas à saúde, comunicação e informação em saúde e de outras áreas de interesse acadêmico, na construção de desenhos complexos de pesquisa sobre a realidade amazônica

ILMD/ Fiocruz Amazônia, por Eduardo Gomes
Imagem: Mackesy Nascimento

Republicação de Chamada Pública: processo seletivo do PPGVIDA para Candidatos Estrangeiros

O Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia) anuncia a Republicação da Chamada Pública N.007/2019, com alterações nos itens 1, 2, 3 e anexo III, referentes ao processo de seleção pública de candidatos estrangeiros, para ingresso no Curso de Mestrado Acadêmico do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Gondições de Vida e Situações de Saúde na Amazônia (PPGVIDA).

Para a republicação clique AQUI

As vagas são destinadas a candidatos oriundos da Colômbia e do Peru. O ingresso de alunos estrangeiros ao Curso de Mestrado será realizado mediante processo seletivo simplificado, nos termos da chamada pública e cronograma com todos os eventos das etapas, disponíveis no Edital.

SOBRE O CURSO

O curso de Mestrado de Condições de vida e situações de saúde na Amazônia tem como objetivo capacitar profissionais para desenvolver modelos analíticos, capazes de subsidiar pesquisas em saúde, apoiar o planejamento, execução e gerenciamento de serviços e ações de controle e o monitoramento de doenças e agravos de interesse coletivo e do Sistema Único de Saúde na Amazônia.

O programa também visa planejar, propor e utilizar métodos e técnicas para executar investigações na área de saúde, mediante o uso integrado de conceitos e recursos teórico-metodológicos advindos da saúde coletiva, biologia parasitária, epidemiologia, ciências sociais e humanas aplicadas à saúde, comunicação e informação em saúde e de outras áreas de interesse acadêmico, na construção de desenhos complexos de pesquisa sobre a realidade amazônica.

Ascom/ILMD Fiocruz Amazônia, por Eduardo Gomes
Imagem: Mackesy Nascimento

PPGVIDA da Fiocruz Amazônia abre inscrições para seleção de alunos estrangeiros

O Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia) inicia nesta sexta-feira, 16/8, a abertura de inscrições e estabelece as normas para o processo de seleção pública de candidatos estrangeiros, para ingresso no Curso de Mestrado Acadêmico do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Gondições de Vida e Situações de Saúde na Amazônia (PPGVIDA).

As vagas são destinadas a candidatos oriundos da Colômbia e do Peru. O ingresso de alunos estrangeiros ao Curso de Mestrado será realizado mediante processo seletivo simplificado, nos termos da chamada pública e cronograma com todos os eventos das etapas, disponíveis no Edital.

Para esta Chamada Pública, estão sendo oferecidas seis vagas, devendo o candidato, obrigatoriamente, escolher uma das duas linhas de pesquisas e os respectivos projetos: Fatores sócio biológicos no processo saúde-doença na Amazônia, com 3 vagas; Processo Saúde, Doença e Organização da Atenção a populações indígenas e outros grupos em situações de vulnerabilidade, com 3 vagas.

Poderão participar do processo de seleção, candidatos que até a data da matrícula institucional, possuam diploma de graduação de duração plena, devidamente reconhecido pela instância competente de seu país. O Curso será ministrado em regime integral, com duração mínima de 12 meses e máxima de 24 meses, incluindo a realização da defesa de dissertação.

Os candidatos estrangeiros interessados em cursar o Mestrado em Condições de Vida e Situações de Saúde na Amazônia no ILMD/Fiocruz Amazônia devem encaminhar a documentação descrita no edital para o e-mail selecaoppgvida.ilmd@f iocruz.br

O resultado do processo seletivo será divulgado no dia 4/9. As aulas iniciam no dia 9/9, conforme o cronograma do processo de seleção.

SOBRE O CURSO

O curso de Mestrado de Condições de vida e situações de saúde na Amazônia tem como objetivo capacitar profissionais para desenvolver modelos analíticos, capazes de subsidiar pesquisas em saúde, apoiar o planejamento, execução e gerenciamento de serviços e ações de controle e o monitoramento de doenças e agravos de interesse coletivo e do Sistema Único de Saúde na Amazônia.

O programa também visa planejar, propor e utilizar métodos e técnicas para executar investigações na área de saúde, mediante o uso integrado de conceitos e recursos teórico-metodológicos advindos da saúde coletiva, biologia parasitária, epidemiologia, ciências sociais e humanas aplicadas à saúde, comunicação e informação em saúde e de outras áreas de interesse acadêmico, na construção de desenhos complexos de pesquisa sobre a realidade amazônica.

Ascom/ILMD Fiocruz Amazônia, por Eduardo Gomes
Imagem: Mackesy Nascimento

PPGVIDA e PPGBIO-Interação divulgam resultado de seleção para aluno especial

O Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia) divulgou nesta quarta-feira, 26/6, lista de aprovados para cursar disciplinas como aluno especial dos Programas de Pós-Graduação Stricto Sensu em Condições de Vida e Situações de Saúde na Amazônia (PPGVIDA), e em Biologia da Interação Patógeno-Hospedeiro (PPGBIO-Interação), para o 2º semestre de 2019.

O resultado pode ser conferido por meio da plataforma SIGA, tanto para o PPGVIDA quanto para o PPGBIO-Interação. Vale lembrar que a plataforma SIGA só pode ser acessada através do navegador lnternet Explorer.

Confira o resultado para o PPGVIDA aqui.

Confira o resultado para o PPGBIO-Interação aqui.

SOBRE O PPGVIDA

O curso de mestrado em Condições de Vida e Situações de Saúde na Amazônia tem como objetivo capacitar profissionais para desenvolver modelos analíticos, capazes de subsidiar pesquisas em saúde, apoiar o planejamento, execução e gerenciamento de serviços e ações de controle e o monitoramento de doenças e agravos de interesse coletivo e do Sistema Único de Saúde na Amazônia.

O PPGVIDA também visa planejar, propor e utilizar métodos e técnicas para executar investigações na área de saúde, mediante o uso integrado de conceitos e recursos teórico-metodológicos advindos da saúde coletiva, biologia parasitária, epidemiologia, ciências sociais e humanas aplicadas à saúde, comunicação e informação em saúde e de outras áreas de interesse acadêmico, na construção de desenhos complexos de pesquisa sobre a realidade amazônica.

SOBRE O PPGBIO-INTERAÇÃO

O Programa de Pós-Graduação em Biologia da Interação Patógeno-Hospedeiro é curso strictu sensu que tem como essência a dinâmica de transmissão das doenças e as interações moleculares e celulares da relação patógeno-hospedeiro no âmbito da maior biodiversidade mundial.

O curso se enquadra na grande área em Parasitologia devido a pesquisa e ensino terem ênfase na eco-epidemiologia e biodiversidade de micro-organismos e vetores; fatores de virulência, mecanismos fisiopatológicos e imunológicos associados na interação parasito-hospedeiro.

Estes diversos aspectos são os principais delineadores para escolha da área de concentração da Ciências Biológicas III, por esta ser uma área multidisciplinar e baseada no eixo bioquímica, genética, biológico, celular e molecular. Os alunos recebem uma formação em áreas estratégicas por sua importância e que precisam ser desenvolvidas no Estado.

LMD/Fiocruz Amazônia, por Eduardo Gomes