Arquivo da Categoria: palestra

Palestra do Centro de Estudos da Fiocruz Amazônia vai abordar condições de vida e serviços de saúde em assentamentos na Amazônia

Na próxima sexta-feira, 13/9, às 10h, o Centro de Estudos do Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia) promove a palestra “Dimensões do abandono como dispositivo de uma condição subalterna: a ausência do Estado e seus rebatimentos nas condições de vida e nos serviços de saúde em assentamentos na Amazônia”, a ser ministrada pela pesquisadora, Ana Cláudia Fernandes Nogueira, da Universidade Federal do Amazonas (Ufam).

A palestra pretende apresentar a potência discursiva presente na vivência cotidiana, atravessada pelas condições naturais e políticas que assentamentos embrenhados na Amazônia impõem. Condições, que segundo a pesquisadora, na maioria dos assentamentos, têm sua gênese na exploração dos seringais, que por toda a região levava uma legião de humanos à precarização da vida.

De acordo com Ana Cláudia, a discussão sobre dimensões do abandono como dispositivo da condição de subalternidade “é costurada, como retalhos, principalmente a partir da fala das mulheres, uma vez que independente de suas origens, estas trazem em si a marca da renúncia e lançam seus olhares sobre os acontecimentos como maneira de justificar a partida ou a permanência nos assentamentos”, explicou.

A apresentação ocorrerá na Sala de aula 1, no prédio anexo, na sede da Fiocruz Amazônia, situada à rua Teresina, 476, Adrianópolis, em Manaus.

SOBRE A PALESTRANTE

Ana Cláudia é graduada em Ciências Sociais pela Universidade Federal do Amazonas, especialista em Antropologia da Saúde pela Fiocruz Amazônia, Mestre em Ciências do Ambiente e Sustentabilidade na Amazônia, na área de Política de Gestão Ambiental pela Universidade Federal do Amazonas, e Doutora em Sociologia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Tem experiência na área de Sociologia, Antropologia e Ciências do Ambiente, com ênfase em Sociologia Rural, Meio Ambiente e Saúde, Agroecologia, Educação do Campo, atuando nos seguintes temas: meio ambiente, assentamentos rurais, conflitos rurais, política pública e cultura .

Atualmente é professora Adjunta da Universidade Federal do Amazonas no Instituto de Educação, Agricultura e Ambiente – IEAA, Campus do Vale do Madeira e membro do Núcleo de Pesquisa e Extensão em Ambiente, Socioeconomia e Agroecologia – NUPEAS, no IEAA.

CENTRO DE ESTUDOS

O Centro de Estudos do ILMD/Fiocruz Amazônia é um núcleo que oportuniza encontros, palestras, seminários e debates sobre diversos temas ligados à pesquisa e ao ensino para a promoção da saúde.

Os eventos são gratuitos e ocorrem às sextas-feiras. As atividades são destinadas a estudantes de graduação e pós-graduação, pesquisadores, professores e trabalhadores da área da Saúde.

ILMD/ Fiocruz Amazônia, por Eduardo Gomes
Imagem: Mackesy Nascimento

Palestra do Centro de Estudos da Fiocruz Amazônia vai abordar desenvolvimento e caracterização de anticorpo encontrado em ovos de galinha

Na próxima sexta-feira, 6/9, às 10h, o Centro de Estudos do Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia) promove a palestra “Desenvolvimento e caracterização de anticorpo policlonais IgY de interesse a saúde em Gallus gallus, linhagem dekalb”, a ser ministrada pelo pesquisador, Diogo Pereira de Castro.

Segundo explicou Diogo, os anticorpos monoclonais e policlonais são utilizados em diversas aplicações laboratoriais, e hoje a obtenção destes anticorpos ocorre em mamíferos. A imunoglobulina Y (IgY) é o principal anticorpo encontrado em ovos de galinha (Gallus gallus), e pode ser usada como alternativa a anticorpos de mamíferos.

A palestra irá abordar sobre a obtenção do IgY e algumas de suas vantagens, uma delas em relação a sua obtenção a partir de seus ovos, não causando estresse ao animal. A apresentação ocorrerá na Sala de aula 1, no prédio anexo, na sede da Fiocruz Amazônia, situada à rua Teresina, 476, Adrianópolis, em Manaus.

SOBRE O PALESTRANTE

Diogo é graduado em Licenciatura em Ciências Biológicas, pela Universidade do Estado do Amazonas (UEA) e Doutor em Biotecnologia pela Universidade do Federal do Amazonas (UFAM)

Atualmente desenvolve estudos com produção de anticorpos em ovos de galinha. Possui experiência em hidroponia e aplicações biotecnológicas na agricultura, como a utilização de Bacillus subtillis na hidroponia.

CENTRO DE ESTUDOS

O Centro de Estudos do ILMD/Fiocruz Amazônia é um núcleo que oportuniza encontros, palestras, seminários e debates sobre diversos temas ligados à pesquisa e ao ensino para a promoção da saúde.

Os eventos são gratuitos e ocorrem às sextas-feiras. As atividades são destinadas a estudantes de graduação e pós-graduação, pesquisadores, professores e trabalhadores da área da Saúde.

ILMD/ Fiocruz Amazônia, por Eduardo Gomes
Imagem: Mackesy Nascimento

Palestra na Fiocruz Amazônia vai abordar estudo da neurobiologia da depressão e identificação de novos alvos terapêuticos

Na próxima sexta-feira, 30/8, às 10h, o Centro de Estudos do Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia) promove a palestra “Estudo da Neurobiologia da Depressão e Identificação de Possíveis Novos Alvos Terapêuticos: Canabidiol e Ketamina”, a ser ministrada pela pesquisadora, Ariandra Guerini Sartim, da Universidade de São Paulo – Ribeirão Preto.

De acordo com Ariandra, a depressão é reconhecida como um transtorno mental crônico, recorrente e altamente incapacitante que gera significantes prejuízos pessoais, ocupacionais e sociais, sendo atualmente reconhecida como a terceira maior causa de incapacitação do mundo, com estimativa de liderar o ranking em 2030.

Apesar disso, existe uma grande limitação clínica para o tratamento deste transtorno, uma vez que os fármacos antidepressivos disponíveis se baseiam quase que exclusivamente na modulação da neurotransmissão serotoninérgica. A pesquisadora pontuou que o efeito antidepressivo costuma ocorrer apenas de 2 a 4 semanas após o início do tratamento e cerca de 40% dos pacientes não respondem independente do tempo.

Sartim explicou ainda, que esses fatores impulsionaram estudos para melhor compreender a neurobiologia da doença e facilitar a identificação de fármacos com novos mecanismos de ação e que tenham melhores índices de resposta clínica. “Estudos da pesquisa básica, com a utilização de modelos animais de depressão, têm sido bastante úteis nesta busca, e apontam para alguns potenciais fármacos antidepressivos, como o canabidiol (CBD) e a ketamina (KET). O CBD é um dos principais compostos da Cannabis sativa que não induz efeitos psicomiméticos”, destacou.

Na última década, diferentes grupos de pesquisa têm mostrado seu efeito tipo-antidepressivo em modelos animais. Em paralelo, a ketamina tem recebido bastante destaque com relação ao seu efeito antidepressivo, uma vez que uma única injeção promove efeito que se mantém por mais de uma semana, tanto em humanos quanto em animais de laboratório. O mecanismo de ação de ambas as drogas têm sido explorado e parece envolver mecanismos inovadores.

A compreensão desses mecanismos favorece o entendimento da neurobiologia e pode favorecer a utilização dessas substâncias no tratamento da depressão ou apontar para sistemas alvo na terapêutica farmacológica. A palestra irá abordar possíveis e novos alvos terapêuticos.

A apresentação ocorrerá na Sala de aula 2, no prédio anexo, na sede da Fiocruz Amazônia, situada à rua Teresina, 476, Adrianópolis, em Manaus.

SOBRE A PALESTRANTE

Ariandra é graduada em Farmácia-Bioquímica pela Escola Superior de Ciências da Santa Casa de Misericórdia de Vitória (EMESCAM), especialista em Farmacologia Clínica pelo Instituto EthosFarma, mestre e doutora em Ciências na Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto – Universidade de São Paulo (FCFRP / USP).

Possui experiência em farmacologia, especialmente na área de neuropsicofarmacologia. Envolvida em trabalhos que avaliam a resposta comportamental ao estresse e a neurobiologia de transtornos relacionados, como a depressão.

CENTRO DE ESTUDOS

O Centro de Estudos do ILMD/Fiocruz Amazônia é um núcleo que oportuniza encontros, palestras, seminários e debates sobre diversos temas ligados à pesquisa e ao ensino para a promoção da saúde.

Os eventos são gratuitos e ocorrem às sextas-feiras. As atividades são destinadas a estudantes de graduação e pós-graduação, pesquisadores, professores e trabalhadores da área da Saúde.

ILMD/ Fiocruz Amazônia, por Eduardo Gomes
Imagem: Mackesy Nascimento

 

 

 

 

Edição especial do Centro de Estudos vai abordar caracterização do promotor do gene de quitinase intestinal de Lutzomyia longipalpis

Nesta quarta-feira, 21/8, às 14h, uma edição especial do Centro de Estudos do Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia) promove a palestra “Caracterização do promotor do gene de quitinase intestinal de Lutzomyia longipalpis”, a ser ministrada pelo pesquisador, Antonio Jorge Tempone, do Instituto Oswaldo Cruz (IOC/Fiocruz).

Segundo o pesquisador, a palestra vai abordar o estudo dos mecanismos envolvidos na regulação da expressão do gene da enzima quitinase intestinal de Lutzomyia longipalpis. Gene de expressão tecido e estimulo específicos. A apresentação ocorrerá na Sala de aula 1, no prédio anexo, na sede da Fiocruz Amazônia, situada à rua Teresina, 476, Adrianópolis, em Manaus.

SOBRE O PALESTRANTE

Antonio é graduado em Ciências Biológicas pela Universidade Santa Úrsula, mestre em Bioquímica pela Universidade Federal do Rio de Janeiro e doutorado em Bioquímica pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Atualmente é pesquisador do Instituto Owaldo Cruz.

CENTRO DE ESTUDOS

O Centro de Estudos do ILMD/Fiocruz Amazônia é um núcleo que oportuniza encontros, palestras, seminários e debates sobre diversos temas ligados à pesquisa e ao ensino para a promoção da saúde.

Os eventos são gratuitos e ocorrem às sextas-feiras. As atividades são destinadas a estudantes de graduação e pós-graduação, pesquisadores, professores e trabalhadores da área da Saúde.

ILMD/ Fiocruz Amazônia, por Eduardo Gomes
Imagem: Mackesy Nascimento

 

Iniciação científica em políticas atuais será tema do Centro de Estudos da Fiocruz Amazônia

Na próxima sexta-feira, 16/8, às 10h, o Centro de Estudos do Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia) promove a palestra “Iniciação Científica em políticas atuais; temos de ser polímatas? O vai e volta de políticas públicas para o Brasil para ciência e cultura?”, a ser ministrada pelo pesquisador, Felipe Arley Costa Pessoa, da Fiocruz Amazônia.

Segundo Pessoa, o processo de implantação da carreira de cientista e de formação do conhecimento de cunho acadêmico nacional não foi um processo contínuo. “Políticas de formação de base como a iniciação científica é algo relativamente novo. Nessa palestra serão abordados tópicos sobre a história da iniciação científica, conceitos, impactos na vida do bolsista de IC, mudanças de paradigmas e retorno de algumas formas de condução de pensamento científico no país”, destacou.

A apresentação ocorrerá no Sala de aula 1, no prédio anexo, na sede da Fiocruz Amazônia, situada à rua Teresina, 476, Adrianópolis, em Manaus.

SOBRE O PALESTRANTE

Felipe Pessoa é biólogo graduado pela Universidade Federal do Ceará, Mestre e Doutor em Ciências Biológicas (Entomologia) pelo Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia. Atualmente é Pesquisador Titular em Saúde Pública, da Fundação Instituto Oswaldo Cruz, no Centro de Pesquisa Leônidas & Maria Deane, Amazônia, em Manaus .

Possui experiência na área de Parasitologia, com ênfase em entomologia médica (ecologia, epidemiologia, sistemática e filogenia). É orientador nos cursos de Condições de Vida e Situações de saúde na Amazônia; Biologia da Interação Patógeno Hospedeiro, ambos sediados no Instituto Leônidas e Maria Deane, AM, no PPG entomologia do INPA e como colaborador no curso de Biodiversidade em Saúde do Instituto Oswaldo Cruz, RJ.

CENTRO DE ESTUDOS

O Centro de Estudos do ILMD/Fiocruz Amazônia é um núcleo que oportuniza encontros, palestras, seminários e debates sobre diversos temas ligados à pesquisa e ao ensino para a promoção da saúde.

Os eventos são gratuitos e ocorrem às sextas-feiras. As atividades são destinadas a estudantes de graduação e pós-graduação, pesquisadores, professores e trabalhadores da área da Saúde.

ILMD/ Fiocruz Amazônia, por Eduardo Gomes
Imagem: Mackesy Nascimento

Palestra do Centro de Estudos irá abordar limitação funcional em vítimas de acidentes ofídicos

Na próxima sexta-feira, 9/8, às 10h, o Centro de Estudos do Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia) promove a palestra “Limitação funcional em vítimas de acidentes ofídicos: uma estimativa da incidência, impacto e fatores associados à incapacidade física em diferentes contextos no Amazonas, Brasil”, a ser ministrada pelo pesquisador, Fernando Fonseca de Almeida e Val, da Fundação de Medicina Tropical Heitor Vieira Dourado (FMT-HVD).

Segundo Val, a região norte apresenta a mais elevada proporção de casos de ofidismo com relação à população. A dificuldade de acesso das populações ribeirinhas e indígenas aos centros de saúde faz com que o número de casos registrados seja provavelmente inferior à realidade.

De acordo com análise de dados fornecidos pela Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS) mostrou que entre os anos de 2007 e 2014, foram registrados 12.687 casos de acidentes com serpentes no Estado, dos quais 11.692 casos evoluíram com manifestações locais e 2.403 casos, com manifestações sistêmicas diversas; 635 casos apresentaram infecção secundária, 121 síndrome compartimental, 143 necrose extensa, 15 amputação e 119 déficit funcional.

A apresentação ocorrerá no Sala de aula 1, no 1º andar, na sede da Fiocruz Amazônia, situada à rua Teresina, 476, Adrianópolis, em Manaus.

 SOBRE O PALESTRANTE

Fernando é graduado em Fisioterapia pela Universidade de São Paulo (FMRP-USP) e doutor em doenças tropicais e infecciosas pelo Programa de Pós-graduação em Medicina Tropical da Universidade do Estado do Amazonas em convênio com a FMT-HVD.

Se dedicou um ano à prática clínica e pesquisa na área de Reabilitação Cardiovascular junto ao Laboratório de Fisiologia do Exercício da Divisão de Cardiologia do Hospital das Clínicas (HCFMRP-USP).

Trabalha como fisioterapeuta na UTI da Unidade Hospitalar da Fundação de Medicina Tropical Heitor Vieira Dourado (FMT-HVD) em Manaus, com pacientes acometidos por doenças infecto-contagiosas.

É também membro colaborador do Instituto de Pesquisa Clínica Carlos Borborema (IPCCB) atuando em projetos de pesquisa com cooperação nacional e internacional. Atua ainda como membro do corpo docente do Programa de Pós-Graduação em Medicina Tropical (FMT-HVD/UEA) e Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde (UFAM).

CENTRO DE ESTUDOS

O Centro de Estudos do ILMD/Fiocruz Amazônia é um núcleo que oportuniza encontros, palestras, seminários e debates sobre diversos temas ligados à pesquisa e ao ensino para a promoção da saúde.

Os eventos são gratuitos e ocorrem às sextas-feiras. As atividades são destinadas a estudantes de graduação e pós-graduação, pesquisadores, professores e trabalhadores da área da Saúde.

ILMD/ Fiocruz Amazônia, por Eduardo Gomes
Imagem: Mackesy Nascimento

Centro de Estudos da Fiocruz Amazônia irá abordar Análise proteômica de alvos biotecnológicos

Na próxima sexta-feira, 2/8, às 10h, o Centro de Estudos do Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia) promove a palestra “Análise proteômica de alvos biotecnológicos: uma ênfase em sementes oleaginosas”, a ser ministrada pelo pesquisador, Fábio César Sousa Nogueira, da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)

As diferentes de técnicas proteômicas aplicadas no estudo de plantas com sementes oleaginosas e os resultados obtidos até o momento serão apresentados, assim como o potencial de aplicação destas técnicas em diferentes alvos biotecnológicos.

Segundo Nogueira, na pesquisa que será apresentada, foram empregadas abordagens proteômicas para estudar plantas que acumulam óleo em suas sementes. “A mamona (Ricinus communis L.) é capaz de acumular 60% de óleo na forma de triacilgliceróis (TAG) em suas sementes, e cerca de 90% destes TAG são compostos do ácido graxo (FA) – ácido 12-hidroxioléico (ricinoleato). Este FA tem uma ampla aplicação industrial, com potencial de uso na produção de biodiesel. Uma adversidade à sua utilização, deve-se ao alto conteúdo de proteínas tóxicas e alergênicas em suas sementes e na torta produzida após a extração do óleo”.

A apresentação ocorrerá no Sala de aula 1, no 1º andar, na sede da Fiocruz Amazônia, situada à rua Teresina, 476, Adrianópolis, em Manaus.

 SOBRE O PALESTRANTE

Fábio possui bacharelado e licenciatura em Ciências Biológicas pela Universidade Estadual do Ceará (UECE). É mestre em Bioquímica pela Universidade Federal do Ceará (UFC), Departamento de Bioquímica e Biologia Molecular, e doutor em Bioquímica pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Instituto de Química (IQ), Departamento de Bioquímica, com doutorado sanduíche na University of Southern Denmark, Department of Biochemistry and Molecular Biology, Protein Research Group.

Atualmente é professor adjunto do Departamento de Bioquímica, IQ, UFRJ. É membro da Unidade Proteômica (IQ/UFRJ), do Laboratório Brasileiro de Controle de Dopagem (LBCD) e do Laboratório de Apoio ao Desenvolvimento Tecnológico (LADETEC).

Possui experiência na área de Bioquímica, com ênfase em Proteômica e Proteômica de Plantas, atuando principalmente nos seguintes temas: espectrometria de massa, cromatografia líquida, eletroforese uni e bidimensional de proteínas, modificações pós-traducionais (glicosilação, fosforilação e acetilação) e proteômica quantitativa (label-free e label dependent). Também possui experiência na análise de peptídeos e proteínas usados na dopagem por LC e nanoLC acoplado ao espectrômetro de massa.

CENTRO DE ESTUDOS

O Centro de Estudos do ILMD/Fiocruz Amazônia é um núcleo que oportuniza encontros, palestras, seminários e debates sobre diversos temas ligados à pesquisa e ao ensino para a promoção da saúde.

Os eventos são gratuitos e ocorrem às sextas-feiras. As atividades são destinadas a estudantes de graduação e pós-graduação, pesquisadores, professores e trabalhadores da área da Saúde.

ILMD/ Fiocruz Amazônia, por Eduardo Gomes
Imagem: Mackesy Nascimento

Centro de Estudos da Fiocruz Amazônia irá abordar biotecnologia de leveduras e processos fermentativos  

Na próxima sexta-feira, 26/7, às 10h, o Centro de Estudos do Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia) promove a palestra “Biotecnologia de Leveduras e Processos Fermentativos”, a ser ministrada pelo pesquisador, Augusto Bücker, do instituo Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa).

Segundo Bücker, a ideia é “colocar o estudante em contato com os problemas e desafios da Biotecnologia, quer seja na área acadêmica ou no setor industrial, expondo a necessidade do conhecimento multidisciplinar no desenvolvimento de bioprocessos na área da saúde”, explicou.

A apresentação ocorrerá no Sala de aula 1, no 1º andar, na sede da Fiocruz Amazônia, situada à rua Teresina, 476, Adrianópolis, em Manaus.

 SOBRE O PALESTRANTE

Bücker é graduado em Ciências Biológicas pela UNIVALI, especialista na utilização de biomassa para produção de biocombustíveis pela JICA e Universidade de Ryukyus, Okinawa-Japão, mestre em Biotecnologia e Recursos Naturais da Amazônia pela UEA (2008) e Doutor pelo Programa de Pós-Graduação em Bioquímica da UFSC.

CENTRO DE ESTUDOS

O Centro de Estudos do ILMD/Fiocruz Amazônia é um núcleo que oportuniza encontros, palestras, seminários e debates sobre diversos temas ligados à pesquisa e ao ensino para a promoção da saúde.

Os eventos são gratuitos e ocorrem às sextas-feiras. As atividades são destinadas a estudantes de graduação e pós-graduação, pesquisadores, professores e trabalhadores da área da Saúde.

ILMD/ Fiocruz Amazônia, por Eduardo Gomes
Imagem: Mackesy Nascimento

Fiocruz Amazônia promove aula inaugural do curso de especialização em saúde pública

O Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia) promove na próxima sexta-feira, 26/7, às 9h, a aula inaugural do curso de especialização em saúde pública. Com o tema “ Que tipo de sanitaristas o SUS precisa? ”, a aula magna será ministrada pelo Prof. Dr. Emerson Elias Merhy, professor do mestrado profissional em APS e professor permanente da Pós Graduação do Instituto de Psicologia da Universidade Federal do rio de Janeiro (UFRJ).

Na oportunidade, ocorrerá a assinatura interinstitucional do Acordo de Cooperação Técnica para atividades de Ensino entre a Fiocruz Amazônia e a Secretaria Municipal de Saúde. O evento visa também apresentar o curso de Especialização em Saúde Pública, objetivos, estrutura curricular e cronograma aos especializandos.

A abertura ocorrerá no Salão Canoas, auditório da Instituição, na sede da Fiocruz Amazônia, situada à rua Teresina, 476, Adrianópolis, em Manaus.

SOBRE O PALESTRANTE

Emerson Merhy é graduado em Medicina pela Universidade de São Paulo, mestre em Medicina (Medicina Preventiva) pela Universidade de São Paulo e doutor em Saúde Coletiva pela Universidade Estadual de Campinas. É também livre-docente em Planejamento e Gestão em Saúde, pela Unicamp e professor Titular de Saúde Coletiva da Universidade Federal do Rio de Janeiro desde 2012, Campus-Macaé.

Atualmente é professor do Mestrado Profissional em APS e professor permanente da Pós Graduação do Instituto de Psicologia da UFRJ . Tem desenvolvido estudos no campo da psicossociologia crítica, comunidades ativas e a produção cotidiana como território de construção das redes vivas de existências, dando foco aos processos de subjetivação e os devires-vidas, humanas e não-humanas.

Coordenador dos Grupos de Pesquisa Micropolítica, Cuidado e Saúde Coletiva, e Rede de Observatórios de Políticas Públicas, Educação e Cuidado em Saúde, que se estendem às UFMG, UFF, UNIRIO, UFES, UFPB, USP, UNICAMP, UFMS, UERJ, UEL, entre outras. Mantém vinculo de ensino e pesquisa com o Instituto de Salud Colectiva – Universidade Nacional de Lanus, Argentina e Universidade de Barcelona através do Grupo Profa Margarida Pla Consuegra. Tem tido relações de intercambio científico com a Universidade de Bolonha pelo Centro de Saúde Internacional.

SOBRE O CURSO

O curso é gratuito e destina-se a profissionais com formação superior completa e que estejam atuando na área da saúde, preferencialmente, em Unidades Básicas de Saúde, Núcleos Ampliados de Atenção à Saúde da Família e Atenção Básica, Centros de Especialidades Odontológicas, Policlínicas Municipais e Centros de Atenção Psicossocial.

A atividade conta com parceria da Semsa-Manaus, por meio da Escola de Saúde Pública de Manaus (Esap/Semsa) e com a Rede Brasileira de Escolas de Saúde Pública (Redescola).

ILMD/Fiocruz Amazônia, por Eduardo Gomes
Imagem: Mackesy Nascimento

Palestra aborda avaliação de segurança toxicológica por métodos alternativos ao uso animal

O Centro de Estudos do Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia) promoveu na última sexta-feira, 19/7, a palestra “Avaliação de segurança toxicológica por métodos alternativos ao uso animal de produtos oriundos da biodiversidade amazônica”, ministrada pela pesquisadora Nádia Cristina Falcão Bücker, bolsista do Programa de Capacitação Institucional do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (PCI/Inpa).

Segundo Bücker, o interesse por novos fármacos oriundos da Amazônia abrange diversas doenças, sobretudo, a necessidade por medicamentos que possam ser mais ativos que os existentes atualmente e, ao mesmo tempo menos tóxicos. Nesse contexto novas pesquisas com plantas são importantes, uma vez que novas substâncias podem ser extraídas, isoladas, modificadas e testadas com o intuito de encontrar alternativas terapêuticas.

A palestra abordou as potencialidade e importância do desenvolvimento de métodos alternativos ao uso de animais. “Dentro desse contexto vê-se a necessidade de métodos alternativos ao uso animal para análises toxicológicas, visto que os métodos convencionais utilizam um elevado número de animais e provoca muito sofrimento, além de apresentar um alto custo financeiro”, enfatizou Bücker.

SOBRE A PALESTRANTE

Nádia Bücker é graduada em Farmácia – Bioquímica pela Universidade Paulista, Mestrado e Doutora em Farmácia pela Universidade Federal de Santa Catarina. Atualmente é bolsista do Programa de Capacitação Institucional (PCI/Inpa), desenvolvendo o projeto “Avaliação de atividades biológicas de extratos e substâncias isoladas por métodos alternativos ao uso animal”, junto ao grupo de pesquisa do Laboratório de Bioprospecção e Biotecnologia do Inpa (LABB/INPA).

CENTRO DE ESTUDOS

O Centro de Estudos do ILMD/Fiocruz Amazônia é um núcleo que oportuniza encontros, palestras, seminários e debates sobre diversos temas ligados à pesquisa e ao ensino para a promoção da saúde.

Os eventos são gratuitos e ocorrem às sextas-feiras. As atividades são destinadas a estudantes de graduação e pós-graduação, pesquisadores, professores e trabalhadores da área da Saúde.

ILMD/ Fiocruz Amazônia, por Eduardo Gomes