Arquivo da Categoria: fixam

Pesquisa desenvolvida com fruta amazônica é publicada em revista científica internacional

Uma pesquisa desenvolvida no Amazonas descobriu que a fruta pedra-ume caá (Eugenia pucicifolia), ainda desconhecida por grande parte da população, possui potenciais antioxidantes e antiglicantes, cujas propriedades são promissoras para o desenvolvimento de um novo produto (fármaco ou nutracêutico) para o tratamento de diabetes.

O resultado da pesquisa foi publicado na Revista Científica Food Research International, por meio do artigo intitulado “Pedra-ume caá fruit: An Amazon cherry rich in phenolic compounds with antiglycant and antioxidant properties”, produzido pela doutoranda em Química, Andrezza da Silva Ramos, da Universidade Federal do Amazonas (Ufam).

“A ideia do estudo foi agregar valor a esses frutos não convencionais com objetivo de provar que eles são, além de palatáveis, saudáveis e tentar encontrar algum bioativo, ou seja, substância que tivesse alguma atividade benéfica à saúde”, comentou Andrezza.

O estudo desenvolvido com a pedra-ume caá contou com apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam) por meio do projeto  “Investigação dos potenciais antioxidante, anti-inflamatório, antimicrobiano e citotóxico de plantas medicinais amazônicas com interesse biotecnológico”, via o Programa de Apoio à Fixação de Doutores no Amazonas (Fixam),  coordenado pela Profª Dra. Jaqueline Bezerra, do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas (Ifam).  A pesquisa permitiu consolidar parcerias com o grupo de pesquisa da Ufam para poder implementar os ensaios e desenvolver o projeto.

Andrezza da Silva Ramos - UFAM - Fotos Érico Xavier-6

Fruta pedra-ume caá (Eugenia pucicifolia)

Segundo Andrezza, ter uma publicação em uma revista científica internacional representa o reconhecimento do trabalho desenvolvido pelos pesquisadores.  “Quando outros grupos citam o nosso trabalho é uma forma de dizer que respeitam e aceitam o que você está dizendo como verdade. Isso é algo bem motivador, publicar e saber que têm pessoas de todo mundo lendo e descobrindo o que está sendo feito aqui”, contou.

O  Prof. Dr.Marcos Batista, que integra o grupo de pesquisa,  reforça que o  artigo é importante, mas não é o principal produto e sim o aluno por ter conseguindo concluir o trabalho, principalmente com resultados promissores.

Andrezza da Silva Ramos - UFAM - Fotos Érico Xavier-38

“Essa produção científica demonstra a qualidade da pesquisa realizada por discentes da universidade, o que irá sem dúvida refletir, positivamente, nos conceitos dos programas de pós-graduação envolvidos, bem como nos indicadores de produção científica dos bolsistas de produtividade em pesquisa que colaboram com esse artigo”, destaca.

Grupo de pesquisa

O trabalho trata-se de um estudo químico, mas com viés multidisciplinar no qual foi idealizado pelo grupo de pesquisa do Núcleo de Estudos Químicos de Micromoléculas da Amazônia (Nequima) da Ufam. Além de Andrezza, fazem parte da equipe o químico, Prof. Dr. Marcos Machado; o farmacêutico Prof. Dr. Emerson Lima; engenheiros Prof. Dr. Edgar A. Sanches e Prof. Dr. Pedro Campelo.  Participaram ainda pela Embrapa Amazônia Ocidental o agrônomo Dr. Francisco Célio Chaves, além da colaboração da Profa. Dra. Francinete Campos da Universidade Federal do Paraná (UFPR).

FIXAM

O programa consiste em estimular a fixação de recursos humanos com experiência em ciência, tecnologia e inovação e/ou reconhecida competência profissional em instituições de ensino superior e pesquisa, institutos de pesquisa, empresas públicas de pesquisa e desenvolvimento, empresas privadas e microempresas que atuem em investigação científica ou tecnológica.

Por Jessie Silva

Fotos: Érico Xavier

O post Pesquisa desenvolvida com fruta amazônica é publicada em revista científica internacional apareceu primeiro em FAPEAM.

Fapeam lança editais no valor total de R$ 5,7 milhões para incentivo a pesquisas com impacto econômico e social

Previsão é que os resultados do Programa Ciência na Escola e Universal Amazonas  sejam divulgados até o mês de junho

Dois novos editais, com recurso no valor total de R$ 5,7 milhões, foram lançados pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam). A finalidade é impulsionar o desenvolvimento de pesquisas com impacto econômico e social na capital e principalmente em municípios do interior.

Um dos programas é o Universal Amazonas, que visa financiar atividades de pesquisa científica, tecnológica e de inovação, ou de transferência tecnológica, em todas as áreas de conhecimento, que representem contribuição significativa para o desenvolvimento do Estado. O montante destinado ao programa é de R$ 3,2 milhões. Desse valor, R$ 2,2 milhões serão destinados ao auxílio-pesquisa e R$ 1 milhão para subsídio de bolsas.

Estima-se financiar até 80 propostas no valor de no máximo R$ 40 mil (cada). Os proponentes devem possuir a titulação de Doutor. Não há obrigatoriedade de solicitação de bolsas. Em se tratando de propostas que contemplem somente auxílio pesquisa, os recursos serão repassados em duas parcelas. A primeira será concedida em 2018 e a segunda no próximo ano.

De acordo com o diretor técnico-científico da Fapeam, Dércio Reis, o direcionamento a ser dado pela Fundação é a aplicação de recursos em projetos que tenham retorno econômico ou social. Outra prioridade da Fundação é ampliar o desenvolvimento de pesquisas, principalmente, em municípios do interior, uma vez que a capital possui no Polo Industrial de Manaus (PIM) a mola propulsora da economia. “Precisamos desenvolver ações que possibilitem criar condições para que moradores de municípios do interior não necessitem migrar para a capital em busca de  oportunidades”, enfatizou o diretor-técnico.

CENTRO DE PESQUISA NA UEA - FOMENTO FINEP E FAPEAM - FOTO ÉRICO XAVIER-111

Universal Amazonas estima financiar até 80 propostas no valor de no máximo R$ 40 mil (cada)

O atendimento de áreas estratégicas estabelecidas pelo Governo do Estado será um dos critérios de desempate do Programa Universal Amazonas. A vigência do programa será de 20 meses, sendo 18 deles para execução do projeto. A submissão de propostas deve ocorrer até o dia dois de maio de 2018. A divulgação do resultado está prevista para acontecer no mês de junho e em julho, será feita a contratação dos projetos. No último edital do programa, foram submetidas 448 propostas e aprovadas 91.

 Programa Ciência na Escola

Resultado de ação do Governo do Amazonas por meio da Fapeam, Secretaria de Estado de Educação e Qualidade do Ensino (Seduc) e Secretaria Municipal de Educação (Semed), o Programa Ciência na Escola tem como novidade para este ano a ampliação da abrangência do público-alvo. Agora, também podem participar estudantes do 5º ano do Ensino Fundamental I. Os editais anteriores contemplavam estudantes a partir do 6° ano do Ensino Fundamental II.

“Vamos avaliar como será o comportamento do projeto a partir desta mudança. Com os resultados, quem sabe no futuro podemos reduzir ainda mais a idade e até mesmo aumentar a quantidade de projetos, para que mais crianças participem desde cedo do programa e tenham o contato com o cenário científico”, explicou.

Outro dado positivo da edição 2018 do programa, cujo edital conta com investimento de R$ 2,5 milhões, é com relação ao aumento de projetos contemplados.  O número saltou de 420 para 540. Desse total, 200 serão desenvolvidos na capital e 340 no interior do Estado.

_HORTA ORGÂNICA - PCE FAPEAM - FOTOS ÉRICO XAVIER_-70

Edital do PCE contemplará até 540 projetos. Desse total, 200 serão desenvolvidos na capital e 340 no interior do Estado

O PCE, que objetiva incentivar a aproximação da ciência no ambiente escolar a partir do envolvimento de professores e estudantes em projetos de pesquisa científica e tecnológica, beneficia ainda alunos das modalidades Educação de Jovens e Adultos, Educação Escolar Indígena, Atendimento Educacional Específico e Projeto Avançar.  A submissão de propostas pode ser feita até o dia quatro de maio deste ano.

Departamento de Difusão do Conhecimento (Decon)

Fotos- Érico Xavier

O post Fapeam lança editais no valor total de R$ 5,7 milhões para incentivo a pesquisas com impacto econômico e social apareceu primeiro em FAPEAM.

Fapeam lança editais no valor total de R$ 5,7 milhões para incentivo a pesquisas com impacto econômico e social

Previsão é que os resultados do Programa Ciência na Escola e Universal Amazonas  sejam divulgados até o mês de junho

Dois novos editais, com recurso no valor total de R$ 5,7 milhões, foram lançados pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam). A finalidade é impulsionar o desenvolvimento de pesquisas com impacto econômico e social na capital e principalmente em municípios do interior.

Um dos programas é o Universal Amazonas, que visa financiar atividades de pesquisa científica, tecnológica e de inovação, ou de transferência tecnológica, em todas as áreas de conhecimento, que representem contribuição significativa para o desenvolvimento do Estado. O montante destinado ao programa é de R$ 3,2 milhões. Desse valor, R$ 2,2 milhões serão destinados ao auxílio-pesquisa e R$ 1 milhão para subsídio de bolsas.

Estima-se financiar até 80 propostas no valor de no máximo R$ 40 mil (cada). Os proponentes devem possuir a titulação de Doutor. Não há obrigatoriedade de solicitação de bolsas. Em se tratando de propostas que contemplem somente auxílio pesquisa, os recursos serão repassados em duas parcelas. A primeira será concedida em 2018 e a segunda no próximo ano.

De acordo com o diretor técnico-científico da Fapeam, Dércio Reis, o direcionamento a ser dado pela Fundação é a aplicação de recursos em projetos que tenham retorno econômico ou social. Outra prioridade da Fundação é ampliar o desenvolvimento de pesquisas, principalmente, em municípios do interior, uma vez que a capital possui no Polo Industrial de Manaus (PIM) a mola propulsora da economia. “Precisamos desenvolver ações que possibilitem criar condições para que moradores de municípios do interior não necessitem migrar para a capital em busca de  oportunidades”, enfatizou o diretor-técnico.

CENTRO DE PESQUISA NA UEA - FOMENTO FINEP E FAPEAM - FOTO ÉRICO XAVIER-111

Universal Amazonas estima financiar até 80 propostas no valor de no máximo R$ 40 mil (cada)

O atendimento de áreas estratégicas estabelecidas pelo Governo do Estado será um dos critérios de desempate do Programa Universal Amazonas. A vigência do programa será de 20 meses, sendo 18 deles para execução do projeto. A submissão de propostas deve ocorrer até o dia dois de maio de 2018. A divulgação do resultado está prevista para acontecer no mês de junho e em julho, será feita a contratação dos projetos. No último edital do programa, foram submetidas 448 propostas e aprovadas 91.

 Programa Ciência na Escola

Resultado de ação do Governo do Amazonas por meio da Fapeam, Secretaria de Estado de Educação e Qualidade do Ensino (Seduc) e Secretaria Municipal de Educação (Semed), o Programa Ciência na Escola tem como novidade para este ano a ampliação da abrangência do público-alvo. Agora, também podem participar estudantes do 5º ano do Ensino Fundamental I. Os editais anteriores contemplavam estudantes a partir do 6° ano do Ensino Fundamental II.

“Vamos avaliar como será o comportamento do projeto a partir desta mudança. Com os resultados, quem sabe no futuro podemos reduzir ainda mais a idade e até mesmo aumentar a quantidade de projetos, para que mais crianças participem desde cedo do programa e tenham o contato com o cenário científico”, explicou.

Outro dado positivo da edição 2018 do programa, cujo edital conta com investimento de R$ 2,5 milhões, é com relação ao aumento de projetos contemplados.  O número saltou de 420 para 540. Desse total, 200 serão desenvolvidos na capital e 340 no interior do Estado.

_HORTA ORGÂNICA - PCE FAPEAM - FOTOS ÉRICO XAVIER_-70

Edital do PCE contemplará até 540 projetos. Desse total, 200 serão desenvolvidos na capital e 340 no interior do Estado

O PCE, que objetiva incentivar a aproximação da ciência no ambiente escolar a partir do envolvimento de professores e estudantes em projetos de pesquisa científica e tecnológica, beneficia ainda alunos das modalidades Educação de Jovens e Adultos, Educação Escolar Indígena, Atendimento Educacional Específico e Projeto Avançar.  A submissão de propostas pode ser feita até o dia quatro de maio deste ano.

Departamento de Difusão do Conhecimento (Decon)

Fotos- Érico Xavier

O post Fapeam lança editais no valor total de R$ 5,7 milhões para incentivo a pesquisas com impacto econômico e social apareceu primeiro em FAPEAM.

Editais que contemplam bolsas de pós-graduação para o interior do AM e ao apoio de fixação de doutores no Estado são analisados pela Fapeam

 Editais foram analisados pela Câmara de Assessoramento Científico- Pós-Graduação da Fapeam. A previsão é que sejam lançados na próxima semana

Mais de R$10 milhões serão investidos em bolsas de pós-graduação para o interior do  Amazonas  e para o apoio de fixação de doutores no Estado. Os editais do Programa de Apoio à Fixação de Doutores no Amazonas (Fixam) e Programa de Apoio à Formação de Recursos Humanos Pós-Graduados para o Interior do Estado do Amazonas (Proint) foram analisados, na última sexta-feira (16), pela Câmara de Assessoramento Científico- Pós-Graduação da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam).

Os dois editais foram aprovados pela Câmara de Assessoramento Científico- Pós-Graduação da Fapeam. A partir de agora eles passarão pelo Conselho Diretor da Fapeam para homologação. A previsão é que os editais sejam lançados na próxima semana.

O edital do Programa  Fixam será fluxo contínuo, ou seja, ficará em vigência enquanto existirem cotas de bolsas no âmbito do programa. O programa conta com um investimento da ordem de R$5,6 milhões e irá contemplar 20 bolsas para execução do projeto em até 36 meses.

Já o Proint, que visa priorizar os profissionais do interior do Estado do Amazonas, conta R$4,6 milhões para contemplar 40 bolsas, sendo 20 de doutorado e 20 de mestrado.

Segundo o diretor-presidente da Fapeam, Edson Barcelos, um dos critérios dos editais é que as propostas submetidas estejam alinhadas com o desenvolvimento de bens ou serviços com potencial impacto econômico ou social para o desenvolvimento do Estado.

“Tenho a convicção que sem o conhecimento, Ciência, Tecnologia e Inovação, não é possível desenvolver o Estado”, disse.

 

FOTO DESTAQUE

Câmara de Assessoramento Científico- Pós-Graduação da Fapeam  analisou os editais do Fixam e Proint-AM

 

O diretor técnico-científico da Fapeam, Dércio Reis, destacou que algumas áreas já foram identificadas como estratégicas para o Estado do Amazonas por apresentarem potencial de desenvolvimento econômico e social não apenas para a capital, mas também para o interior do Amazonas.

“As áreas prioritárias serão alvo de investimentos e cuidado maior na seleção de projetos que as atendem. Por isso, os novos editais têm essa preocupação de não apenas desenvolver bens e serviços mas de proporcionar ganhos com relação aos custos que Governo tem para manter algumas áreas como é caso da saúde. Por exemplo, quando você desenvolve alguma metodologia, tecnologia, teste ou medicamento que pode ser empregado no combate de alguma doença típica da região, se pode até não ter o ganho em função da produção desse medicamento, mas terá um custo menor para combater uma doença que será evitada. São projetos que também contribuem para que o Estado possa direcionar seus investimentos em atividades econômicas que possibilitem o desenvolvimento do Amazonas”, explicou.

Proint

 Conceder bolsa de mestrado e doutorado a profissionais graduados residentes no interior do Estado do Amazonas há no mínimo quatro anos ou que mantenham relação de trabalho ou emprego com instituição municipal, estadual ou federal sediada ou com unidade permanente no interior do Estado, interessados em realizar curso de pós-graduação stricto sensu, em programa credenciado pela Capes, em instituições do Amazonas localizadas em município diferente de onde reside o candidato.

Fixam

 Estimular a fixação de recursos humanos com experiência em ciência, tecnologia e inovação e/ou reconhecida competência profissional em instituições de ensino superior e pesquisa, institutos de pesquisa, empresas públicas de pesquisa e desenvolvimento, empresas privadas e microempresas que atuem em investigação científica ou tecnológica.

 

 

Departamento de Difusão do Conhecimento (Decon)

O post Editais que contemplam bolsas de pós-graduação para o interior do AM e ao apoio de fixação de doutores no Estado são analisados pela Fapeam apareceu primeiro em FAPEAM.