Arquivo da Categoria: Fiocruz Amazônia

Apresentação dos indicadores da pesquisa na Fiocruz Amazônia marcou o encerramento do Seminário Interno de Avaliação Institucional da Pesquisa

O segundo dia do Seminário Interno de Avaliação Institucional da Pesquisa do Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia) deu continuidade às apresentações e compartilhamento de informações entre laboratórios, pesquisadores e alunos dos cursos de pós graduação da unidade.

A programação do dia 17/4 iniciou com a apresentação dos pesquisadores seniores: Bernardo Horta, Yara Cseko, e Ana Carolina Vicente, momento em que cada um falou sobre sua atuação na Fiocruz Amazônia e sobre estudos e pesquisas para os quais estão contribuindo no Instituto.

Ana Carolina Vicente ressaltou a importância do momento de compartilhamento de informações entre os pesquisadores, laboratórios, e entre as áreas de atuação do Instituto, bem como lembrou que os projetos dos seniores têm dois vieses: a pós-graduação e os laboratórios. “Quando se tem interação e sinergismo as ações tomam outro significado, que é algo fantástico. A Fiocruz Amazônia está de parabéns por isso”, concluiu.

Outro ponto de destaque da programação foi a apresentação dos indicadores institucionais da pesquisa, referentes aos anos 2016/2017 e 2018. Segundo o vice-diretor de Pesquisa e Inovação, Felipe Naveca, os indicadores do Instituto “são frutos de vários anos de discussão de um grupo de trabalho que envolveu representantes de todos os laboratórios, mas eles não são imutáveis, e precisam estar sempre sendo aprimorados. A ideia dos indicadores é saber se a gente está melhorando, em que caminhos se deve seguir e o que fortalecer, no sentido do planejamento a médio e longo prazos. A partir desses indicadores, temos três anos para avaliação e planejamento para os anos seguintes ”, disse.

Depois, foi aberta discussão sobre os indicadores e apontamentos das Diretrizes da Pesquisa e Inovação no ILMD/Fiocruz Amazônia para o triênio 2019/2020 e 2021. O evento encerrou com as considerações sobre os dois dias do Seminário, 16 e 17/4.

Saiba mais em https://bit.ly/2PdvhP8

ILMD/Fiocruz Amazônia, por Marlúcia Seixas
Fotos: Eduardo Gomes

Divulgado resultado da prova de conhecimentos específicos, prova escrita e dos recursos da prova de saúde coletiva para ingresso no PPGVIDA

A Secretaria Acadêmica (SECA) do Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/ Fiocruz Amazônia) divulgou nesta quarta-feira, 17/4, o resultado da prova de conhecimentos específicos, prova escrita, resultado dos recursos da prova de Saúde Coletiva, além do local e horário da prova oral, 3ª etapa do processo seletivo para ingresso no Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Condições de Vida e Situações de Saúde na Amazônia (PPGVIDA).

O resultados estão disponíveis no sistema Sigass em: http://www.sigass.fiocruz.br/pub/inscricao.do?codP=120

SOBRE O CURSO

O PPGVIDA – ILMD/Fiocruz Amazônia é um programa de pós-graduação que tem como objetivo capacitar profissionais para desenvolver modelos analíticos capazes de subsidiar pesquisas em saúde, apoiar o planejamento, execução e gerenciamento de serviços e ações de controle e o monitoramento de doenças e agravos de interesse coletivo e do Sistema Único de Saúde na Amazônia.

O curso é em regime integral e as aulas estão previstas para iniciar dia 5 de agosto deste ano. Ao final do mestrado, o egresso do curso receberá diploma de Mestre em Saúde Pública.

ILMD/Fiocruz Amazônia, por Eduardo Gomes

Fiocruz Amazônia promove Seminário Interno de Avaliação Institucional da Pesquisa

Pesquisadores e alunos de programas de pós-graduação do Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia) participam hoje e amanhã (16 e 17/4) do Seminário Interno de Avaliação Institucional da Pesquisa. O evento acontece no Salão Canoas, na sede do Instituto, no bairro de Adrianópolis, em Manaus, de 9h às 17h.

Durante a abertura do evento, o pesquisador e diretor da unidade da Fiocruz no Amazonas, Sérgio Luz, falou da importância do evento especialmente por conta do compartilhamento de informações entre os laboratórios, o que pode estimular a realização de estudos e pesquisas em parceria entre os mesmos.

“Nossa intenção é avançar numa gestão mais participativa e mais equilibrada da pesquisa, por isso a ideia do seminário, para que cada laboratório se apresente e com isso todos tenham dimensão das áreas em que são desenvolvidas pesquisas na Fiocruz Amazônia”, explicou o diretor.

Uma linha do tempo até a realização do Seminário Interno foi apresentada, demonstrando que essa atividade teve início com a realização das jornadas de pesquisa, depois com a análise dos indicadores institucionais, até o atual momento, de avaliação institucional da pesquisa.

Para a pesquisadora Ormezinda Fernandes, do Laboratório Diversidade Microbiana da Amazônia com Importância para a Saúde (DMAIS/Fiocruz Amazônia), eventos como o Seminário Interno de Avaliação Institucional da Pesquisa são muito importantes para a instituição, pois demonstram a necessidade dos pesquisadores saberem mais sobre o que seus pares estão fazendo.

“Comungo com a ideia de que existem projetos de pesquisa que devem ser institucionalizados, que não sejam apenas de um ou de outro laboratório, mas que sejam abraçados pela instituição. No laboratório DMAIS temos profissionais com expertise em micologia, bacteriologia e parasitologia, e somos agraciados com profissionais que atuam na epidemiologia, que desenvolvem suas ações nessa relação entre saúde, ambiente e o homem. Nesse contexto queremos fortalecer nosso laboratório com a ideia de uma saúde global, que envolve o homem e o ambiente e, nesse ambiente, vamos encontrar os animais, que podem ser vetores ou hospedeiros intermediários de determinadas doenças”, explica Ormezinda.

O SEMINÁRIO

Amanhã, 17/4, a programação do seminário constará de apresentação dos indicadores institucionais da pesquisa, bem como das diretrizes da pesquisa no ILMD/Fiocruz Amazônia (2018-2020).

ILMD/Fiocruz Amazônia, por Marlúcia Seixas
Fotos: Eduardo Gomes

Divulgado o resultado da prova de Saúde Coletiva do PPGVIDA

A Comissão de Seleção divulgou nesta sexta-feira (12/4), o resultado da prova de Saúde Coletiva do processo seletivo do mestrado do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Condições de Vida e Situações de Saúde na Amazônia (PPGVIDA), do Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia.

Para o resultado da prova de Saúde Coletiva do PPGVIDA, bem como outras informações sobre este processo seletivo, acesse a Plataforma Siga, da Fiocruz, no link http://www.sigass.fiocruz.br/pub/inscricao.do?codP=120

SOBRE O CURSO

O curso de Mestrado de Condições de vida e situações de saúde na Amazônia tem como objetivo capacitar profissionais para desenvolver modelos analíticos, capazes de subsidiar pesquisas em saúde, apoiar o planejamento, execução e gerenciamento de serviços e ações de controle e o monitoramento de doenças e agravos de interesse coletivo e do Sistema Único de Saúde na Amazônia.

O programa também visa planejar, propor e utilizar métodos e técnicas para executar investigações na área de saúde, mediante o uso integrado de conceitos e recursos teórico-metodológicos advindos da saúde coletiva, biologia parasitária, epidemiologia, ciências sociais e humanas aplicadas à saúde, comunicação e informação em saúde e de outras áreas de interesse acadêmico, na construção de desenhos complexos de pesquisa sobre a realidade amazônica.

ILMD/Fiocruz Amazônia, por Eduardo Gomes
Imagem: Mackesy Pinheiro

2ª Republicação de Chamada Pública: mestrado acadêmico em Condições de Vida e Situações de Saúde na Amazônia

O Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia) anuncia a 2ª Republicação da Chamada Pública Nº 002/2019, com alterações no anexo III, referentes ao cronograma do processo seletivo para o curso de mestrado acadêmico do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Condições de Vida e Situações de Saúde na Amazônia (PPGVIDA).

Para a republicação acesse http://www.sigass.fiocruz.br/pub/inscricao.do?codP=120

O curso é em regime integral e as aulas estão previstas para iniciar dia 9 de setembro deste ano. Ao final do mestrado, o egresso do curso receberá diploma de Mestre em Saúde Pública.

SOBRE O PPGVIDA

O Programa tem como objetivo capacitar profissionais para desenvolver modelos analíticos capazes de subsidiar pesquisas em saúde, apoiar o planejamento, execução e gerenciamento de serviços e ações de controle e o monitoramento de doenças e agravos de interesse coletivo e do Sistema Único de Saúde na Amazônia.

Além disso, o PPGVIDA também visa planejar, propor e utilizar métodos e técnicas para executar investigações na área de saúde, mediante o uso integrado de conceitos e recursos teórico-metodológicos advindos da saúde coletiva, biologia parasitária, epidemiologia, ciências sociais e humanas aplicadas à saúde, comunicação e informação em saúde e de outras áreas de interesse acadêmico, na construção de desenhos complexos de pesquisa sobre a realidade amazônica.

ILMD/Fiocruz Amazônia, por Eduardo Gomes

Reunião entre Fiocruz Amazônia e Cosems marca a possibilidade de nova parceria em projeto de qualificação para o interior do Amazonas

Em articulação para o desenvolvimento de projeto de qualificação para trabalhadores da gestão da Saúde nos municípios do Amazonas, o diretor do Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia), Sérgio Luz e equipe reuniram-se nesta quinta-feira, 11/4, com membros do Conselho de Secretários Municipais de Saúde do Amazonas (Cosems-AM), com a finalidade de discutir estratégias para essa ação, que deve ter início ainda neste ano.

Sérgio Luz adiantou que os cursos estão sendo delineados para aprimorar o desempenho profissional dos trabalhadores da saúde, para atuarem de acordo com as políticas e diretrizes, de modo a propiciar um gerenciamento integrado dos processos de trabalho e impulsionar o espírito inovador, alinhando ensino e aplicação prática, por meio do uso de tecnologias, métodos e instrumentos que auxiliem na gestão e nas práticas em saúde.

O projeto de qualificação da Fiocruz Amazônia, Projeto Qualifica SUS, será destinado a profissionais que desempenham suas funções ou atividades no nível da gestão e técnico-operacional, em secretarias municipais de saúde e em órgãos parceiros.

Durante o encontro, alguns ajustes ao projeto foram recomendados pela comitiva do Cosems. Segundo Januário da Cunha Neto, presidente do Conselho, esse momento foi muito especial para que o projeto possa atingir seus objetivos e metas. Ele reconheceu a importância de se ouvir os secretários municipais de saúde, para que todos contribuam para o melhor desempenho do projeto.

Outra reunião sobre o assunto ficou agendada para a próxima quinzena, e depois disso será feita a formalização de acordos de cooperação entre a Fiocruz Amazônia e possíveis parceiro do projeto.

ILMD/Fiocruz Amazônia, por Marlúcia Seixas
Foto: Eduardo Gomes

Centro de Estudos vai abordar desenvolvimento, ativação e diferenciação de linfócitos B por agonistas de TLRs

O Centro de Estudos do Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia) promove na próxima sexta-feira, 12/4, a partir de 10h, na Sala de aula 1, prédio anexo da Unidade, a palestra “Desenvolvimento, ativação e diferenciação de linfócitos B por agonistas de TLRs”, a ser ministrada pela pesquisadora Bárbara Baptista, do Programa Nacional de Cooperação Acadêmica (PROCAD/ PPGBIO/ Fiocruz Amazônia).

SOBRE A PALESTRANTE

Bárbara é graduada em biotecnologia pela Universidade Estadual da Zona Oeste (UEZO), mestre e doutora em Ciências (Microbiologia e Imunologia) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

Atua na área de Imunologia, com ênfase em Imunologia Celular e Humoral, produção e repertório de anticorpos, e na área de Microbiologia. Foi pós-doutoranda no laboratório Interdisciplinar de Pesquisas Médicas da Fundação Oswaldo Cruz, onde desenvolveu pesquisa sobre a imunopatologia de pacientes com Leishmaniose.

Atualmente, é bolsista do Programa Nacional de Pós-Doutorado, da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (PNPD – CAPES – 2019) pelo ILMD/Fiocruz Amazônia, onde atua em pesquisas com Imuno – Ánálise de pacientes acometidos por Malária e HIV. Possui experiência em Citometria de Fluxo.

CENTRO DE ESTUDOS

O Centro de Estudos do ILMD/Fiocruz Amazônia é um núcleo que oportuniza encontros, palestras, seminários e debates sobre diversos temas ligados à pesquisa e ao ensino para a promoção da saúde.

Os eventos são gratuitos e ocorrem às sextas-feiras. As atividades são destinadas a estudantes de graduação e pós-graduação, pesquisadores, professores e trabalhadores da área da Saúde.

ILMD/ Fiocruz Amazônia, por Eduardo Gomes
Imagem: Mackesy Nascimento

Feira de Produtos Orgânicos na Fiocruz Amazônia, nesta quinta-feira, 11/4 

Nesta quinta-feira, 11/4, de 8h30 às 13h, na calçada do Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia) será realizada mais uma edição da Feira de Produtos Orgânicos, evento promovido pelo Laboratório Território, Ambiente, Saúde e Sustentabilidade (Tass), em parceria com a Asfoc-AM.

A atividade visa sensibilizar trabalhadores da Fiocruz Amazônia e comunidade do entorno para a importância da adoção de uma dieta livre de agrotóxicos, além de estimular o consumo de plantas alimentícias não-convencionais (Pancs).

O quê? Feira de Produtos Orgânicos na Fiocruz Amazônia

Quando? Quinta-feira, 11/4/2019

Horário? 8h30 às 13h

Onde? Rua Teresina, 476, Adrianópolis, Manaus-AM

A FEIRA

Participam da Feira de Produtos Orgânicos, agricultores da Associação dos Agricultores São Francisco de Assis – Ramal da Cachoeira, entidade ligada à  Rede Maniva de Agroecologia do Amazonas (Rema).

Dentre os produtos agrícolas orgânicos comercializados estão hortaliças, frutos regionais de época, plantas medicinais e plantas comestíveis não convencionais, entre outros. Artesanato, alimentos feitos a partir de produtos orgânicos e mudas de plantas também estão na feira.

SOBRE ORGÂNICOS

Os produtos orgânicos são cultivados sem o uso de adubos químicos ou agrotóxicos. São considerados produtos limpos e saudáveis e que respeitam o meio ambiente e contribuem para a preservação dos recursos naturais.

 

ILMD/Fiocruz Amazônia, por Marlúcia Seixas
Imagem: Mackesy Nascimento

Divulgado resultado das análises das inscrições e recursos do processo seletivo para ingresso no PPGVIDA

A Secretaria Acadêmica (SECA) do Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/ Fiocruz Amazônia) divulgou nesta terça-feira, 9/4, o resultado das análises das inscrições e recursos do processo seletivo para ingresso no PPGVIDA.

Os candidatos que tiveram suas inscrições homologadas estão aptos a seguir para a segunda etapa, que compreende a submissão à prova escrita, a ser realizada no ILMD/Fiocruz Amazônia, no dia 10/4, de 9h às 11h (Prova de Saúde Coletiva), e de 14h às 17h (Prova de conhecimentos específicos).

O resultado está disponível no sistema Sigass em: http://www.sigass.fiocruz.br/pub/inscricao.do?codP=120

SOBRE O CURSO

O PPGVIDA – ILMD/Fiocruz Amazônia é um programa de pós-graduação que tem como objetivo capacitar profissionais para desenvolver modelos analíticos capazes de subsidiar pesquisas em saúde, apoiar o planejamento, execução e gerenciamento de serviços e ações de controle e o monitoramento de doenças e agravos de interesse coletivo e do Sistema Único de Saúde na Amazônia.

O curso é em regime integral e as aulas estão previstas para iniciar dia 5 de agosto deste ano. Ao final do mestrado, o egresso do curso receberá diploma de Mestre em Saúde Pública.

ILMD/Fiocruz Amazônia, por Eduardo Gomes

Funasa e Fiocruz Amazônia discutem parcerias para melhoria da qualidade da água em comunidades rurais e ribeirinhas do Amazonas

SALTA-z é uma tecnologia usada pela Fundação Nacional de Saúde (Funasa), do Ministério da Saúde, para promover a saúde e melhorar a qualidade de vida das pessoas, a partir do suprimento de água potável para as comunidades rurais e ribeirinhas do Amazonas, que não têm acesso à água potável.

Para ajudar a tornar esse projeto uma realidade no Estado, a direção do Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia) recebeu na segunda-feira, 8/4, a visita de equipe da Funasa para a formação de parcerias que vão permitir ampliar o fornecimento de água potável em comunidades rurais do Amazonas.

“A Funasa tem essa missão de instalar as SALTA-z nas comunidades que necessitam da tecnologia, mas precisamos do apoio da Fiocruz para nos ajudar com expertise, laboratórios, equipe técnica e insumos, para darmos continuidade ao projeto. Por isso, estamos hoje aqui, para conversarmos sobre essa possibilidade de formação de parceria”, explicou Wenderson Monteiro, superintendente da Funasa no Amazonas.

Sérgio Luz, diretor do ILMD/ Fiocruz Amazônia, ressaltou a importância do trabalho da Funasa em levar água de qualidade para as comunidades do Amazonas e lembrou que a parceria entre as duas instituições, Funasa e Fiocruz, sempre existiu. “Agora, sob um novo entendimento, estamos tentando construir uma nova parceria para a questão da melhoria da qualidade da água para as populações do Estado, o que será muito importante não só para as instituições, mas especialmente para as comunidades atendidas pelo projeto, pois podemos contribuir com a avaliação da água, a partir do uso da SALTA-z”, disse.

A partir desse encontro, novas possibilidades de parcerias institucionais foram cogitadas, bem como com a inserção de outros órgãos que possam contribuir para a saúde e melhoria da qualidade de vida das populações rurais do Amazonas.

Sobre a SALTA-Z

É uma tecnologia social, usada como alternativa para o tratamento de água em comunidades rurais, que utiliza processo convencional, de fácil aplicação, para tratar a água, por meio do uso de filtros e dosadores de características artesanais.

ILMD/Fiocruz Amazônia, por Marlúcia Seixas
Fotos: Eduardo Gomes