Arquivo da Categoria: Fapeam

Fapeam divulga nomes dos candidatos elegíveis para as Câmaras de Assessoramento Científico

Quarenta e dois candidatos estão elegíveis para concorrer ao Pleito das Câmaras de Assessoramento Científico  da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam). A lista foi divulgada  nesta quinta-feira (18/7) pela Comissão Eleitoral, nomeada para coordenar o pleito de escolha dos membros.

Ao todo, o processo eleitoral recebeu inscrições de 58 candidatos, de 12 instituições de ensino e pesquisa do Amazonas. Candidataram-se pesquisadores com título de doutor vinculado às instituições de ensino superior ou de pesquisa do Amazonas, por área de conhecimento, conforme especificado no edital.

A votação para a escolha dos membros ocorrerá no período de 26 de julho a 5 de agosto deste ano por meio do sistema online, disponibilizado pela Fapeam. A divulgação do resultado final está prevista para o dia 9 de agosto. O mandato será de dois anos, a contar da nomeação publicada no Diário Oficial do Estado.

Câmaras de Assessoramento Científico

Compete aos membros das Câmaras de Assessoramento Científico de Pesquisa e de Pós-Graduação analisar o mérito científico e técnico dos pleitos de fomento, apoio e incentivos formulados à Fapeam; avaliar a execução quanto aos aspectos técnico-científicos dos projetos que tenham recebido apoio financeiro da instituição, além de outras atividades compatíveis com os objetivos da Fapeam, que lhe sejam designadas pelo Conselho Superior ou pela Diretoria Técnico-Científica.

Lista dos Candidatos Elegíveis Câmaras de Assessoramento da Fapeam – 2019/2020 

 

 

O post Fapeam divulga nomes dos candidatos elegíveis para as Câmaras de Assessoramento Científico apareceu primeiro em FAPEAM.

Pesquisadores podem se inscrever nas Câmaras de Assessoramento Científico da Fapeam

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam) recebe até o dia 12 de julho as inscrições de interessados em participar do Processo  Eleitoral das Câmaras de Assessoramento Científico de Pesquisa e de Pós-Graduação. A inscrição deve ser feita por meio da plataforma SIGFapeam, disponível no site da Fundação.

Podem se candidatar  a membro das Câmaras pesquisadores com título de doutor vinculados às instituições de ensino superior ou de pesquisa do Amazonas, por área de conhecimento, conforme especificado no edital.

A votação para a escolha dos membros  será no período de 26 de julho a 5 de agosto deste ano por meio do sistema online, disponibilizado pela Fapeam. A divulgação do resultado está prevista para o dia 9 de agosto. O mandato será de dois anos a contar da nomeação publicado no Diário Oficial do Estado.

 Câmaras de Assessoramento Científico

Compete às Câmaras de Assessoramento Científico de Pesquisa e de Pós-Graduação analisar o mérito científico e técnico dos pleitos de fomento, apoio e incentivos formulados à Fapeam, avaliar a execução quanto aos aspectos técnico-científicos dos projetos que tenham recebido apoio financeiro da instituição. Além de outras atividades compatíveis com os objetivos da Fapeam que lhe sejam designadas pelo Conselho Superior ou pela Diretoria Técnico-Científica.

PROCESSO ELEITORAL DAS CÂMARAS DE ASSESSORAMENTO FAPEAM

 

O post Pesquisadores podem se inscrever nas Câmaras de Assessoramento Científico da Fapeam apareceu primeiro em FAPEAM.

Fapeam reúne com Comissão do Programa Ciência na Escola

Com o intuito  de apresentar os resultados obtidos na análise de mérito das propostas enquadradas  no Programa Ciência na Escola (PCE), a  diretoria da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam) realizou reunião com a Comissão de Avaliação e Acompanhamento do PCE na tarde desta sexta-feira (28/6), na sede da Fundação, bairro Flores,  zona Centro-Sul de Manaus.

Na ocasião, estiveram presentes representantes da Secretaria de Estado de Educação (Seduc-AM), Secretaria Municipal de Educação  (Semed) e do Conselho Estadual de Educação (CEE). Pela Fapeam  participaram a diretora-presidente, Márcia Perales,  a diretora técnico-científica, Marne Vasconcellos,  e parte da equipe do Departamento de Análise de Projetos (Deap).

28.06.2019 - Reunião FAPEAM PCE - SEDUC - SEMED e CEE  - FOTOS ÉRICO XAVIER_-23

A apresentação dos resultados foi feita pela coordenadora de acompanhamento do PCE/ Fapeam, Maria Fulgência Bandeira. Lançado no mês de abril, o PCE recebeu propostas de professores da educação básica de escolas estaduais e  municipais de Manaus  e de escolas estaduais do interior do Amazonas.

Durante a reunião, Márcia Perales  destacou  que as novidades anunciadas no dia do lançamento do edital estão sendo cumpridas, como  as oficinas de elaboração e submissão de projetos, realizadas no mês de maio, que orientaram os professores sobre como montar e executar um projeto de pesquisa e detalharam pontos do edital do PCE.

Também falou sobre a ampliação no número de bolsas para o Programa, que saltou para 2.400 no Amazonas, bem como o aumento no valor da bolsa que estava congelado há 15 anos. O valor saiu de R$120,00 (em 2018) para R$150,00 (em 2019). Para professores a bolsa salta de R$ 461 (em 2018) para R$560,00 (em 2019).

“Essas ações são resultados do apoio do Governo do Amazonas, que acredita na ciência, tecnologia e inovação para o desenvolvimento socioeconômico do Amazonas”, disse.

Chamada de edição ouro, neste ano o PCE completa 15 anos  em comemoração à data haverá premiação para os melhores projetos. No final do Programa, os professores também poderão publicar artigos científicos em revista especial do PCE.

O coordenador do PCE pela Seduc-AM, Rafael Ferreira,  disse que ficou feliz com os resultados alcançados nesta fase da seleção. “ Conseguimos alcançar nossa meta de submissão de propostas. Os projetos enquadrados seguiram todas as exigências do edital, com  avaliação positiva na análise de mérito, disse.

Para o coordenador  do PCE pela Semed, Romualdo Caetano Barros, as oficinas de orientação realizadas para  professores foram importantes para aumentar a  qualidade dos  projetos submetidos ao Programa.

28.06.2019 - Reunião FAPEAM PCE - SEDUC - SEMED e CEE  - FOTOS ÉRICO XAVIER_-11

PCE

O programa tem como objetivo despertar a vocação científica e incentivar talentos entre os estudantes de ensino público, bem como contribuir para o processo de formação continuada dos professores.

Desenvolvido pela Fapeam, em parceria com a Semed e Seduc-AM, o PCE apoia a participação de professores do 5º ao 9º ano do ensino fundamental, da 1ª a 3ª série do ensino médio e suas modalidades: Educação de Jovens e Adultos, Educação Escolar Indígena, Atendimento Educacional Específico e Projeto Avançar, em projetos de pesquisa a serem desenvolvidos em escolas públicas estaduais do Amazonas e municipais de Manaus.

 

Por Esterffany Martins

Foto: Érico Xavier

O post Fapeam reúne com Comissão do Programa Ciência na Escola apareceu primeiro em FAPEAM.

Fapeam e Hemoam debatem programas de pesquisa e de formação de recursos humanos

A diretoria da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam) reuniu-se nesta quarta-feira (26/6) com a diretoria da Fundação Hospitalar de Hematologia e Hemoterapia do Amazonas (Hemoam) para tratar de assuntos relacionados a programas de pesquisa e formação de recursos humanos. O encontro ocorreu na sede da Fapeam, no bairro Flores, zona Centro-Sul de Manaus.

Na pauta da reunião estavam o Programa de Apoio à Iniciação Científica (Paic), Programa Institucional de Apoio à Pós-Graduação Stricto Sensu (Posgrad) e o Programa de Apoio à Consolidação das Instituições Estaduais de Ensino e/ou Pesquisa (Pró-Estado), dentre outros assuntos.

26.06.2019 - REUNIÃO FAPEAM E HEMOAM  - FOTOS ÉRICO XAVIER_-10

Na oportunidade, o Hemoam também apresentou à Fapeam o trabalho desenvolvido pela instituição no Amazonas.

A diretora-presidente da Fapeam, Márcia Perales,  disse que a interlocução entre as instituições é algo importante e necessária. Destacou a relevância  dos resultados de investimentos em ciência, tecnologia e inovação, principalmente oriundos do recurso público, chegarem até a sociedade.

A  diretora-presidente do Hemoam Maria do Perpetuo Socorro Sampaio, destacou a parceria firmada entre o Hemocentro e a  Fapeam na realização de projetos  de pesquisa, ensino e  inovação.  “Nós temos parceria com a Fapeam no curso de Mestrado em Ciências Aplicadas à Hematologia no Amazonas, Paic e outros projetos. Temos um campo de pesquisa muito grande no Hemoam,  que trabalha  toda a parte da hematologia  e hemoterapia do Amazonas”, comentou.

26.06.2019 - REUNIÃO FAPEAM E HEMOAM  - FOTOS ÉRICO XAVIER_-7

Por Jessie Silva

Fotos: Érico Xavier

 

 

O post Fapeam e Hemoam debatem programas de pesquisa e de formação de recursos humanos apareceu primeiro em FAPEAM.

 A 9ª edição do Congresso Brasileiro de Micologia começou hoje em Manaus

Começou o hoje, 24/6,  em Manaus,  o IX Congresso Brasileiro de Micologia. O evento é promovido pela Sociedade Brasileira de Micologia (SBMy) e acontece até quinta-feira, 27/6, no Centro de Convenções do Amazonas Vasco Vasques, na avenida Constantino Nery, bairro de Flores.

Durante a abertura, Maria Aparecida de Jesus, presidente da Comissão Organizadora do evento, falou da importância da realização do Congresso Brasileiro de Micologia em Manaus, uma conquista que já vinha sendo almejada há alguns anos pelos pesquisadores da Região.

Segundo a vice-presidente do evento e pesquisadora do Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia), Ani Beatriz Matsuura, o Congresso é uma ótima oportunidade de se reunir no Amazonas um grande número de pesquisadores brasileiros e de outros países para discutirem o que está acontecendo hoje área de micologia. “Estamos na expectativa de termos um ótimo evento. A Fiocruz tem vários pesquisadores participando da programação, tanto na área de micologia médica quanto para falar sobre o Sistema Nacional de Gestão do Patrimônio Genético e do Conhecimento Tradicional Associado (SisGen)”.

Sérgio Luz, diretor do ILMD/Fiocruz Amazônia, ressaltou a importância do evento, especialmente por abordar a micologia, uma das áreas de estudo da Fiocruz. “Os fungos têm diversos potenciais, não só biotecnológicos, mas também para a área da saúde. Então, este evento torna possível divulgar-se o que vem sendo trabalhado na parte de biotecnologia, de produção de insumos para a saúde, e de estudos com fungos que causam doenças. Além disso, permite uma integração maior entre as instituições brasileiras que atuam nessa área”.

Para Marcia Perales, diretora-presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas  (Fapeam), apoiar um evento da magnitude do Congresso de Micologia para que ele seja realizado em Manaus é relevante para os estudantes da área, para os pesquisadores,  instituições de ciência, tecnologia e inovação e para a população. “É um importante evento que fortalece uma das linhas de sustentação da Fapeam, que é a difusão e popularização da ciência. Então, isso permite diálogos, discussões, interlocuções, e faz com que a ciência fique mais perto da sociedade, por meio dos resultados que são divulgados”.

Na programação do evento estão minicursos, incursões micológicas, conferencias, apresentações de trabalhos, concurso de fotografia, Prêmio Augusto Chaves Batista, e apresentações de pôsteres.  Acesse a programação no site www.cbmicologia2019.com.br, ou clique.

PÚBLICO

O evento é destinado a estudantes de graduação e pós-graduação, pesquisadores, professores, técnicos de nível médio e superior, profissionais liberais (médicos, odontólogos, farmacêuticos, biólogos, biomédicos, veterinários entre outros), representantes da área industrial, e gestores relacionados a políticas públicas em saúde, ciência e tecnologia.

PARCEIROS

O IX Congresso Brasileiro de Micologia tem como realizadores a Sociedade Brasileira de Micologia (SBMy), o ILMD/Fiocruz Amazônia, o Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa), a Universidade Federal do Amazonas (Ufam), a Universidade do Estado do Amazonas (UEA), a Embrapa-Amazônia Ocidental, e a Fundação de Medicina Tropical Heitor Vieira Dourado (FMT-HVD). Conta com apoio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), da  Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp),  da Empresa Estadual de Turismo do Amazonas (Amazonastur) e da Fapeam.

ILMD/Fiocruz Amazônia, por Marlúcia Seixas
Fotos: Érico Xavier (Fapeam)

Com apoio da Fapeam, Manaus sedia o IX Congresso Brasileiro de Micologia

As temáticas  relevantes e atuais da área de micologia serão debatidas durante o IX Congresso Brasileiro de Micologia, que iniciou nesta segunda-feira (24/6) e segue até o dia 27 de junho, no Centro de Convenções do Amazonas– Vasco Vasques, bairro Flores, zona Centro-Sul de Manaus. O evento é voltado para estudantes de graduação e pós-graduação, pesquisadores, professores e demais profissionais da área de saúde.

Promovido pela Sociedade Brasileira de Micologia, o congresso conta com apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam), por meio do Programa de Apoio à Realização de Eventos Científicos e Tecnológicos no Estado do Amazonas (Parev) edital Nº 009/2018.

24.06.2019 - IX Congresso Brasileiro de Micologia   - Fotos Érico Xavier-71

Temáticas relevantes e atuais da área de micologia serão debatidas durante o IX Congresso Brasileiro de Micologia. Foto: Érico Xavier

Durante abertura do congresso, a diretora-presidente da Fapeam, Márcia Perales, destacou o apoio do Governo do Amazonas, por meio da Fundação, para ações voltadas à popularização e difusão da ciência no Estado, bem como para  formação de recursos humanos, pesquisa e inovação.

No dia 14 de junho a Fapeam lançou seis editais de apoio à Ciência, Tecnologia e Inovação (CT&I), dentre eles o Parev 2019. A nova edição do Programa conta com investimento da ordem de R$2,2 milhões. Um aumento de 60% em comparação a 2018, para apoiar à realização de eventos regionais, nacionais e internacionais sediados no Amazonas, relacionados à CT&I.

“Os eventos científicos permitem diálogos, discussões, interlocuções e faz com que a ciência se aproxime  da sociedade, por meio dos resultados que são divulgados. Queremos cada vez fortalecer essa linha da Fapeam de fomento à popularização e difusão da CT&I no Amazonas”, disse Márcia Perales.

24.06.2019 - IX Congresso Brasileiro de Micologia   - Fotos Érico Xavier-67

IX Congresso Brasileiro de Micologia conta com apoio da Fapeam, por meio do Parev. Foto: Érico Xavier

Para a presidente da Comissão Organizadora do Congresso, Maria Aparecida de Jesus, o evento contribui com o intercâmbio de pesquisadores de diferentes instituições de ensino e pesquisa que atuam na área de Micologia.

“Na Amazônia temos uma diversidade tanto de plantas quanto de fungos. Acredito que o evento traz um intercâmbio de conhecimentos entre pesquisadores em nível regional, nacional e internacional”, comentou.

Programação

O evento conta com uma programação diversificada com conferências, simpósios, mesas-redondas, palestras, minicursos, oficinas, reuniões, excursões e o Prêmio Augusto Chaves Batista, destinado aos melhores artigos científicos de estudantes de graduação, pós-graduação e recém-doutores, que poderão ter trabalhos publicados no livro de resumo do CBMy.

24.06.2019 - IX Congresso Brasileiro de Micologia   - Fotos Érico Xavier-99

IX Congresso Brasileiro de Micologia ocorre até o dia 27 de junho. Foto: Érico Xavier

PAREV

O Parev está com edital Nº007/2019 aberto para submissão de propostas. A primeira chamada contempla eventos a serem realizados de março a junho de 2020 e podem ser submetidas até o dia 16 de agosto deste ano.  A segunda chamada recebe propostas até o dia 31 de janeiro para eventos ocorrentes de julho a dezembro de 2020.

Edital Parev N°007/20019

Programação IX Congresso Brasileiro de Micologia

 

Por Jessie Silva

O post Com apoio da Fapeam, Manaus sedia o IX Congresso Brasileiro de Micologia apareceu primeiro em FAPEAM.

Cenário atual da educação na Fiocruz foi abordado na 16ª. Raic da Fiocruz Amazônia

“Desafios e Perspectivas da Educação na Fiocruz” foi o tema da palestra proferida pela vice-presidente de Educação, Informação e Comunicação da Fiocruz (VPEIC/Fiocruz), Cristiani Vieira Machado, durante a realização da 16ª Reunião Anual de Iniciação Científica (Raic) do Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia), ocorrida de 17 a 19 de junho.

Durante a palestra, Cristiani Machado falou do contexto da educação no país, abordando o cenário atual da educação na Fiocruz e sobre os desafios e perspectivas para este ano e para o ano que vem.

Na oportunidade, ela ressaltou a importância do diálogo com as unidades estaduais da Fiocruz, pois hoje a Fundação está em 10 Estado brasileiros, além do Rio de janeiro, e em Moçambique, na África.

Dentre os principais desafios da Fiocruz para os dois anos, ela listou o fortalecimento da internacionalização da educação, a redução das desigualdades na formação para o SUS e o sistema de CT&I, a qualidade e abrangência da formação da pós-graduação, a comunicação e divulgação científica, e a promoção da Ciência Aberta na instituição.

 

VISITA À FAPEAM

Outra agenda cumprida pela VPEIC/Fiocruz em Manaus foi a visita à Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam), para reunião da qual participaram a diretora-presidente da Fapeam, Márcia Perales, diretora administrativo-financeira, Márcia Irene Andrade,  o diretor e a vice-diretora de Ensino, Informação e Comunicação do ILMD/Fiocruz Amazônia, Sérgio Luz e Cláudia Velásquez, respectivamente.

Sobre esse encontro, Cristiani Machado disse que “nossa conversa é mais no sentido de estreitar parcerias entre a Fapeam e a Fiocruz Amazônia, para apoio aos estudantes, pesquisadores, definição de prioridades de pesquisa, que possam contribuir para o desenvolvimento da Amazônia e para expansão da educação e das pesquisas, que sejam relevantes para solução dos problemas da região”, comentou.

Márcia Perales, falou da importância do diálogo com as instituições para conhecer seu trabalho e projetos, no sentido de oferecer, dentro da linhas de trabalho da Fapeam, apoio para o desenvolvimento de suas pesquisas. “Há um conjunto de ações que estão em curso pela Fapeam. O Governo do Amazonas acredita na força da ciência e na sua importância no desenvolvimento socioeconômico da região”, disse ao ressaltar os investimentos feitos e editais recém-lançados.

ILMD/Fiocruz Amazônia, por Marlúcia Seixas
Fotos: Marlúcia Seixas e Erico Xavier (Fapeam)

Trabalhos de iniciação científica apoiados pela Fapeam são premiados em evento

Seis pesquisas desenvolvidas por estudantes de iniciação científica, com apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam), receberam certificado de menção honrosa durante evento de premiação da 16ª Reunião Anual de Iniciação Científica (Raic), na tarde desta quarta-feira (19/6), no Instituto Leônidas e Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia), no bairro Adrianópolis, zona Centro-Sul de Manaus.

Os trabalhos premiados são nas seguintes categorias: microbiologia, biotecnologia e prospecção, parasitologia, entomologia, saúde coletiva e epidemiologia e inovação tecnológica.

O reconhecimento é pelos resultados obtidos nas pesquisas desenvolvidas durante a edição do Programa de Iniciação Científica (PIC) 2018/2019 na Fiocruz Amazônia.  Os trabalhos foram avaliados por consultores ad hoc, ou seja, especialistas que compõem bancas externas, que selecionaram os melhores projetos da edição.

No total, 27 projetos foram apresentados no período de 17 a 19 de junho, na Raic. Desse número, 22 contaram com apoio da Fapeam, por meio de bolsas, via o Programa de Apoio à Iniciação Científica (Paic). “Os estudantes conseguem visualizar o tanto que a pesquisa científica pode ser essencial para dar continuidade ou não, posteriormente, a uma pós-graduação”,  disse a coordenadora do PIC, Priscila Aquino. 

O diretor da Fiocruz Amazônia, Sérgio Luz, destacou o trabalho desenvolvido pela Fapeam no apoio à formação de recursos humanos para Ciência, Tecnologia e Inovação (CT&I), em especial citou o Paic. “É um dos melhores programas que existe na área de formação de recursos humanos, porque você começa a fazer a cadeia de formação por meio dos alunos que ainda estão na graduação. Isso proporciona uma experiência  maravilhosa para os estudantes e também o início da carreira profissional. Por mais que o aluno não siga o caminho da pesquisa, tenho certeza que a vivência no programa é importante e impacta de alguma forma na vida deles”, disse.

Premiados

Os seis bolsistas premiados são: 1. Vitória Graziela Lopes Dutra – Perfil de virulência e resistência à antibióticos de amostras de Enterococcus sp. isolados de amostras clínicase ambientais da comunidade do Lago do Limão no município de Iranduba – AM; 2. Daniela Marinho da Silva – Protease fibrinolítica de Penicillium spp CFAM: otimização e caracterização bioquímica; 3. Thaís Pinto Nascimento – Detecção e identificação de filárias zoonóticas em Sauim de coleira; 4. Heliana Christy Matos Belchior – Identificação de espécies de mosquitos Culex (Melanoconion) Theobald, 1903 em uma área de Assentamento Rural Amazônico; 5. Luiz Antonio Perfeto Oliveira Silva – Controle de Aedes spp. com Estações Disseminadoras de Larvicida no Bairro da Glória, Manaus – AM; 6. Nailu Flor Chenini de Carvalho Reis – Análise de sobrevida e fatores associados ao óbito de doentes internados com tuberculose, Manaus, 2010 a 2018.

FOTO MELHORES PROJETOS

Seis pesquisas desenvolvidas por estudantes de iniciação científica, com apoio da Fapeam, receberam certificado de menção honrosa. Foto: Érico Xavier

Um dos trabalhos premiados foi desenvolvido pela graduanda em Biologia, Heliana Belchior, do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas do Amazonas (Ifam).  O estudo foi realizado no Assentamento Rural de Rio Pardo, no município de Presidente Figueiredo, distante a 160 km de Manaus, com objetivo de realizar um levantamento da fauna e identificar as espécies de Culex (Melanoconion) em diferentes ambientes. O material utilizado para o estudo são mosquitos oriundos de coletas realizadas em 2017 e 2018.

Segundo Heliana, existe uma variação bem grande dentro desse grupo e o processo de identificação da espécie é lento, podendo  ter ou não espécies novas no Amazonas, ou pode ser variação fenotípica.

“Trabalhamos com complexo de espécies que são apontados como vetores de arbovírus, quando se chegar à espécie, conseguimos entender quem são esses indivíduos e se eles podem ou não ser vetores dessas doenças. Esse início é fundamental porque a partir dele é possível entender quem é o vetor, onde está, o que ele pode  transmitir e se isso pode causar algum dano para humanos. Já entra a parte da saúde pública. É um trabalho pequeno, mas que faz muita diferença mais a frente” contou.

Outro estudo premiado na Raic foi do  graduando em Licenciatura em Ciências Biológicas, Luiz Antônio Perfeto, da Faculdade Estácio do Amazonas. “Fomos até o bairro e instalamos ovitrampas, (armadilhas que capta larvas e mosquitos) para ajudar no combate ao mosquito transmissor da zika, dengue, chikungunya. As Estações Disseminadoras de Larvicida são baldes plásticos, cobertos com pano preto impregnados de larvicida e que para funcionarem necessitam de certa quantidade de água para atrair os mosquitos. Quando os mosquitos pousam na estação partículas do larvicida são aderidas às pernas e corpos dos mosquitos, que acabam levando o produto para outros criadouros e, com isso, consegue matar suas larvas, por isso que é chamado de Larvicidas, porque age nas larvas, ocasionando o controle da circulação e multiplicação dos mosquitos”, explicou.

Paic

O programa  apoia instituições de Ciências e Tecnologias (ICT’S), de natureza pública ou privada, sem fins lucrativos, sediadas no Estado do Amazonas, por meio da concessão de bolsas de Iniciação Científica e Tecnológica, sob forma de cotas.

A Fapeam tem como missão fomentar a pesquisa científica, o desenvolvimento tecnológico, a inovação e formação de recursos humanos.

Por Helen de Melo

 

O post Trabalhos de iniciação científica apoiados pela Fapeam são premiados em evento apareceu primeiro em FAPEAM.

Fapeam segue com a etapa de articulação e preparação do Programa Centelha

Seguindo o roteiro de visitas de articulação e preparação do Programa Centelha, representantes da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam) estiveram nesta quarta-feira (19/5) na instituição do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac-AM), no bairro Chapada, zona Centro-Sul de Manaus,  para apresentar e divulgar o Programa, a ser lançado pela Fapeam, em parceria com a Financiadora de Inovação e Pesquisa (Finep).

O objetivo da visita é estabelecer potenciais parcerias para atuar no Programa Centelha, que visa estimular a criação de empreendimentos inovadores e disseminar a cultura empreendedora no país.

19.06.2019 - PROGRAMA CENTELHA VISITA SENAC  - FOTOS ÉRICO X._-5 (1)

Equipe do Programa Centelha da Fapeam visita representantes do Senac-AM. Foto: Érico Xavier

A coordenadora local do Programa Centelha, Kathya Thomé, disse que a visita aos possíveis parceiros é para que eles possam atuar no Programa como divulgadores, captadores de ideias e disseminadores do Programa ao público que deseja empreender.

A diretora regional do Senac-AM, Silvana Carvalho,  disse que o Centelha complementa uma ação estratégica do Senac . “O Senac já vem estimulando o empreendedorismo  por meio dos cursos  voltados para diversos segmentos como  gastronomia, moda, tecnologia e várias outras áreas.  O Programa Centelha vem para contribuir e consolidar uma proposta que hoje é uma grande missão do Senac  que é a implementação de projetos integradores  que estimulam  os alunos a trabalharem a educação profissional  com a possibilidade de empreender”, comentou.

Visita Sepror

Na terça-feira  (11/6) a equipe da Fapeam esteve na sede Secretaria de Estado da Produção Rural (Sepror), no bairro Japiim, zona Sul de Manaus,  para apresentar e divulgar o Programa Centelha.

O secretário da Sepror, Petrucio de Magalhães Jr, explicou que o órgão apoia o empreendedorismo no setor primário, e que o produtor é um empreendedor, que precisa enxergar a sua propriedade e as cadeias produtivas como negócio.

“É uma grande oportunidade para as pessoas que tenham interesse em inovar, em buscar soluções tecnológicas, se credenciarem nesse edital e buscar apoio financeiro que certamente será valioso para um novo negócio que nós esperamos que tenha sucesso”, disse.

 

11.06.2019 - PROGRAMA CENTELHA VISITA SEPROR - FAPEAM - ÉRICO XAVIER_-6

Equipe da Fapeam durante visita de apresentação do Programa Centelha na Sepror. Foto: Caio Alencar

Programa Centelha

A iniciativa, que no Amazonas será executada pela Fapeam, é promovida pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e Finep, em parceria com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap), operada pela Fundação Certi.

 O Programa Centelha visa estimular a criação de empreendimentos inovadores e disseminar a cultura empreendedora no Brasil. O programa irá oferecer capacitações, recursos financeiros e suporte para transformar ideias em negócios de sucesso.

Por Jessie Silva e Helen de Melo

O post Fapeam segue com a etapa de articulação e preparação do Programa Centelha apareceu primeiro em FAPEAM.

Fapeam amplia número de bolsas para estudantes de iniciação científica no Amazonas

As instituições de ensino e pesquisa do Amazonas vão receber um reforço aos seus programas de iniciação científica. Num empenho do Governo do Estado em fortalecer a Ciência, Tecnologia e Inovação (CT&I), a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam) amplia a oferta de cotas de bolsas para o Programa de Apoio à Iniciação Científica (Paic) edição 2019-2020.

A nova edição do programa contará com investimento de mais de R$ 7 milhões, divididos em cotas para bolsas e auxílio pesquisa. No total, serão 1.282 cotas de bolsas, distribuídas para estudantes de 14 instituições do Estado. Trata-se de 280 bolsas a mais que em 2018, o que representa um aumento de 28%. O valor da bolsa para estudante de iniciação científica corresponde a R$400, ao mês, por 12 meses.

A Fapeam manteve  o apoio às coleções biológicas das instituições de ensino e pesquisa do Amazonas. Serão 12 bolsas exclusivas para esse pleito, a serem distribuídas entre o Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa), Universidade do Estado do Amazonas (UEA), Universidade Federal do Amazonas (Ufam) e Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia).

 

MICHELE SANCHES - DOUTORANDA - INPA - FOTO ERICO X._-4

Fapeam amplia número de bolsas para estudantes de iniciação científica no Amazonas. Foto: Érico Xavier

 

A diretora-presidente da Fapeam, Márcia Perales, ressaltou que o Governo do Estado, por meio da Fapeam, tem reafirmado seu compromisso com a CT&I no Amazonas, ao dedicar atenção especial aos programas que possibilitam aos jovens vivenciarem o processo de iniciação científica.

“A Fapeam tem avaliado todas as possibilidades para atender às demandas postas pelas instituições de CT&I, sobretudo, dedicando-se estrategicamente no incentivo aos estudantes para que possam crescer nas atividades de pesquisa. O Paic possibilita aos estudantes de graduação o envolvimento com a ciência e qualificação, por meio da vivência em projetos de iniciação científica, bem como fortalece o cenário de formação de recursos humanos  com uma possível continuidade acadêmica em nível de mestrado e doutorado”, disse.

Diretora Presidente da FAPEAM Márcia Perales  - Fotos Érico Xavier. _-2

Márcia Perales – diretora-presidente da Fapeam. Foto: Érico Xavier

 

Cotas de bolsas para instituições

A distribuição das bolsas será entre as seguintes instituições: Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia (Censipam), Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas do Amazonas (Ifam), Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM), Fundação de Dermatologia Tropical e Venereologia Alfredo da Matta (Fuam), Hospital Universitário Getúlio Vargas (HUGV), Fundação de Hematologia e Hemoterapia do Amazonas (Hemoam), ILMD/Fiocruz Amazônia, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas (FCecon), Fundação de Medicina Tropical Doutor Heitor Vieira Dourado (FMT-HVD), Fundação Hospital Adriano Jorge (FHAJ), Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa), UEA e Ufam.

Paic

O programa  apoia instituições de Ciências e Tecnologias (ICT’S), de natureza pública ou privada, sem fins lucrativos, sediadas no Estado do Amazonas, por meio da concessão de bolsas de Iniciação Científica e Tecnológica, sob forma de cotas.

A Fapeam tem como missão fomentar a pesquisa científica, o desenvolvimento tecnológico, a inovação e formação de recursos humanos.

 

Por Esterffany Martins

O post Fapeam amplia número de bolsas para estudantes de iniciação científica no Amazonas apareceu primeiro em FAPEAM.