Arquivo da Categoria: fapeam pce

Wilson Lima anuncia investimento no Programa Ciência na Escola

O Governo do Amazonas, por meio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam), lançou edital do Programa Ciência na Escola (PCE), nesta segunda-feira, 15/4. A solenidade ocorreu na sede da Fundação, no bairro Flores, zona centro-sul de Manaus.

Na ocasião, o governador Wilson Lima anunciou aumento no investimento para o PCE 2019, que contará com recursos financeiros da ordem de R$ R$3.366.000,00 (três milhões, trezentos mil e sessenta e seis reais), um aumento de 36,52% em relação à edição anterior.

15.04.2019 - Lançamento Edital PCE- Fotos Erico X-73

Governador Wilson Lima anunciou aumento no investimento no PCE 2019. Foto: Érico Xavier

Um investimento justificado pelo acréscimo no número de projetos e bolsas para professores e estudantes, bem como nos valores dessas bolsas.

O governador reforçou ainda que o investimento beneficiará até 1.800 estudantes no Amazonas. Para eles a bolsa saiu de R$120,00 (em 2018) para R$150,00 (em 2019).

Para professores a bolsa salta de R$ 461 (em 2018) para R$560,00 (em 2019).

O número de projetos salta para 600, sendo 200 em escolas públicas de Manaus e 400 a serem distribuídos a projetos de professores de escolas estaduais do interior do Estado.

“É importante trabalharmos com ciência e fazer essa introdução nas séries iniciais do ensino, porque estamos plantando uma semente, para que os alunos comecem a ter consciência e noção da importância da pesquisa, da ciência e da tecnologia. Estamos dando um upgrade, aumentando o valor investido no Programa Ciência na Escola. Tenho certeza de que no futuro vamos colher os frutos desse investimento”, disse.

15.04.2019 - Lançamento Edital PCE- Fotos Erico X-23

Diretora-presidente da Fapeam, Márcia Perales, disse que em comemoração aos 15 anos do PCE esta edição será especial com premiação para os melhores projetos. Fotos: Érico Xavier

Outra novidade foi anunciada pela diretora-presidente da Fapeam, Márcia Perales, que destacou a relevância desta edição do PCE, que completa 15 anos.  Em comemoração à data, a que ela chamou de edição ouro do PCE, haverá premiação para os melhores projetos de 2019.

“É um programa pioneiro no Amazonas e referência no país. Com base no PCE, muitas outras fundações de amparo à pesquisa  iniciaram programas semelhantes em seus estados. Os estudantes que participam de projetos do PCE recebem formação científica no âmbito da educação básica. Isso favorece a construção de uma carreira mais promissora, pautada no conhecimento, na transformação do pensar e no agir. Ao ingressarem no ensino superior, os alunos levam essa experiência como diferencial”, ressaltou.

Participaram da cerimônia de lançamento, o governador Wilson Lima, o secretário de Estado de Educação e Qualidade de Ensino do Amazonas (Seduc) Luiz Castro, a secretária Municipal de Educação (Semed) Kátia Schweickardt e a diretora-presidente da Fapeam Márcia Perales.

cornograma

 Submissão de propostas

 As propostas podem ser enviadas pelos professores até o dia 29 de maio e deverão ser apresentadas em Formulário online específico e enviadas por meio eletrônico, via Sistema de Gestão da Informação da Fapeam (SIGFapeam), disponível no endereço eletrônico: http://www.fapeam.am.gov.br. Além do envio do Formulário online, a submissão do projeto requer a apresentação de documentação complementar, a ser anexada no sistema, como detalhado no edital.

Clique aqui para acessar o edital do PCE

Cada proposta aprovada no PCE será contemplada com uma bolsa para professor, pelo período de seis meses, e três bolsas para estudantes, pelo período de cinco meses.

PCE

Desenvolvido pela Fapeam em parceria com a Seduc e Semed Manaus, o programa tem como objetivo despertar a vocação científica e incentivar talentos entre os estudantes de ensino público, bem como contribuir para o processo de formação continuada dos professores.

O PCE apoia a participação de professores do 5º ao 9º ano do ensino fundamental, da 1ª à 3ª série do ensino médio e suas modalidades: Educação de Jovens e Adultos, Educação Escolar Indígena, Atendimento Educacional Específico e Projeto Avançar, em projetos de pesquisa a serem desenvolvidos em escolas públicas estaduais do Amazonas e municipais de Manaus.

 

Clique aqui para acessar o edital do PCE

 

Por Esterffany Martins e Jessie Silva

 

 

 

 

O post Wilson Lima anuncia investimento no Programa Ciência na Escola apareceu primeiro em FAPEAM.

Estudantes de escola pública de Manaus passam para etapa nacional de competição de robótica

Olimpíada Brasileira de Robótica ocorrerá no mês de novembro na Paraíba

Os estudantes da Escola Municipal Jorge de Rezende Sobrinho, no bairro Tancredo Neves, Zona Leste de Manaus, passaram na etapa estadual da Olimpíada Brasileira de Robótica (OBR). A competição ocorreu no Sesi Clube do Trabalhador, no mês de setembro. A partir de agora, os alunos se preparam para representar o Amazonas na competição nacional, que será realizada na Paraíba, no mês de novembro.

A OBR reunirá equipes de todo país. Na competição os estudantes participam na modalidade nível 1, que abrange o ensino fundamental II, do 6º ao 9º ano. Na etapa estadual, os estudantes conquistaram a 2ª, 6ª e 12ª colocação.

O projeto intitulado ‘A Inclusão Tecnológica por meio da Robótica Educacional’  é desenvolvido na escola no  âmbito do Programa Ciência na Escola (PCE) da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam).

Segundo a coordenadora do projeto, Grasielle Souza, os alunos competiram com 40 equipes, formada por 4 alunos cada, de escolas públicas e particulares do Amazonas.

A equipe Capitan of My Soul (Capitão da minha alma) conquistou a 2ª colocação na etapa estadual. Os alunos produziram um robô a partir de peças de lego e desenvolveram um trabalho de diário de bordo, mostrando todo o processo construtivo do robô.

359

Estudantes se preparam para competição da Olimpíada Brasileira de Robótica

Já a equipe Invictus (Invicto), que ficou na 6ª posição, criou um robô capaz de seguir um percurso delimitado por uma linha, além de conseguir se desviar de obstáculos no caminho, subir rampas e resgatar vítimas durante o trajeto.

“O Invictus usou o material da  Pesc robótica. A equipe trouxe um título muito importante para escola a de ‘Melhor Escola de Robótica Pública do Estado’. Essa foi uma premiação muito especial, principalmente, pelo fato dos  estudantes  serem os mais jovens, mas já com grande destaque numa competição”, disse.

O robô da equipe Unconquerable (Invencível), que ficou na 12ª colocação, também foi feito com peças de lego. A ideia é que o equipamento siga a referência até encontrar algum obstáculo que dificulte o atrito com o solo ou que os sensores encontrem a sala de resgate onde deverá escanear o ambiente para encontrar as vítimas e resgatá-las com sucesso.

Segundo a professora, a escola é referência na região Norte por trabalhar a robótica e desenvolver o trabalho de inclusão dos alunos da rede pública de ensino na área de tecnologias, especificamente, em robótica.

“Fiquei muito feliz com o resultado, principalmente, por ver o esforço dos alunos, a vontade de aprender e o envolvimento deles no projeto. Nossos alunos alcançaram colocações acima de escolas particulares o que mostra que estamos no caminho certo com nosso trabalho de ensino e aprendizagem”, conta Grasielle.

385

Trabalho de inclusão da robótica na educação básica é desenvolvido no âmbito do PCE

A professora conta ainda que essa não é primeira vez que os alunos conquistam uma vaga na OBR. Em 2016 os estudantes venceram em 1º lugar.

Em 2017, os alunos foram campeões na etapa estadual do Torneio da First Lego League, alcançando vaga para disputar a fase nacional em Brasília. No mesmo ano também conquistaram vaga para participar da etapa internacional European Championship, realizada na Dinamarca, onde de 118 equipes participantes do mundo inteiro ficaram na 34ª posição. Além dessas conquistas, no mesmo período foram os vencedores em nível estadual da Olimpíada Brasileira de Robótica (OBR).

Outro foco também é o Torneio da Firts Lego League deste ano, que ocorrerá no dia 30 de novembro e 1° dezembro. A competição é coordenada no Brasil pelo Serviço Social da Indústria (Sesi).

Expectativa

Participar da competição nacional na Paraíba significa muito para o estudante Lucas Melo. Bolsista de iniciação científica do PCE, esta será a primeira viagem do aluno.

“Será a minha primeira viagem e já representando o Amazonas em outro Estado. Estou feliz por isso e espero que nossa equipe vença a olimpíada conquistando a medalha de ouro para o Estado”, diz o estudante.

Para Maria Eduarda Alexandre, que já participou de outras competições de robótica, cada premiação representa superação, conhecimento e experiência.

“Quando conseguimos o 2° lugar foi emocionante por participamos com várias escolas que tinham potencial alto também. Mas, nossa equipe deu o melhor e agora vamos representar a nossa escola na Paraíba”, informou.

IMG_6546

PCE

O PCE apoia a participação de professores e estudantes do 5º ao 9º ano do ensino fundamental, da 1ª à 3ª série do ensino médio e suas modalidades: Educação de Jovens e Adultos, Educação Escolar Indígena, Atendimento Educacional Específico e Projeto Avançar, em projetos de pesquisa a serem desenvolvidos em escolas públicas estaduais sediadas no Amazonas e municipal.

O post Estudantes de escola pública de Manaus passam para etapa nacional de competição de robótica apareceu primeiro em FAPEAM.