Arquivo da Categoria: Edson Barcelos

Fapeam entrega Menção Honrosa “Jornalista – Amigo (a) da Ciência – TV”

A homenageada foi a jornalista e produtora da TV Band Amazonas, Mara Campelo

Nesta sexta-feira (29), ocorreu a entrega da Menção Honrosa “Jornalista – Amigo (a) da Ciência – TV” do 8˚ Prêmio Fapeam de Jornalismo Científico  para a jornalista e produtora da TV Band Amazonas, Mara Campelo. A iniciativa visa reconhecer e valorizar  trabalhos executados por profissionais da área de Jornalismo  voltados à popularização da Ciência, Tecnologia e Inovação (CT&I) no Amazonas.

A homenagem ocorreu na sede da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam). Feliz com o recebimento da menção honrosa das mãos do diretor-presidente da Fundação, Edson Barcelos, a jornalista destacou a importância da interlocução junto à assessoria de Comunicação institucional para o desenvolvimento de produtos jornalísticos de qualidade sobre CT&I.  “O nosso trabalho inicia a partir do repasse de informações sobre ações e projetos beneficiados pela Fapeam, o que contribui para com a nossa produção”, destaca.

Campelo agradeceu a todos os colegas do veículo onde atua, uma vez que, de acordo com ela, é o trabalho em conjunto que contribui para a qualidade do resultado final dos produtos jornalísticos. “Eu recebo o material, estudo, analiso, escrevo a pauta, mas é o repórter que vai para a rua e finaliza junto com a equipe de filmagem, então, sem eles não haveria uma finalização tão boa da nossa produção”, disse a homenageada, ressaltando que, ao término da veiculação de cada reportagem, sente-se como se estivesse no local onde os fatos ocorreram.

IMG_5331

O diretor-presidente da Fapeam agradeceu à jornalista pelo trabalho executado e frisou que a imprensa tem colaborado sobremaneira para que a sociedade tome conhecimento do que vem sendo desenvolvido pela Fundação, dos investimentos em projetos na área de CT&I e do papel do órgão objetivando contribuir para o desenvolvimento do Estado

A jornalista afirmou ainda que, em sua concepção, o Prêmio Fapeam tem uma relevância tão grande para o Estado que, atualmente, representa um meio de incentivo às riquezas naturais da região. “Estou muito honrada”, ratificou.

O diretor-presidente da Fapeam agradeceu à jornalista pelo trabalho executado e frisou que a imprensa tem colaborado sobremaneira para que a sociedade tome conhecimento do que vem sendo desenvolvido pela Fundação, dos investimentos em projetos na área de CT&I e do papel do órgão objetivando contribuir para o desenvolvimento do Estado. “Agradecemos e esperamos contar sempre com vocês”, salientou Edson Barcelos.

Outros homenageados

A 8ª edição do Prêmio Fapeam de Jornalismo Científico também concedeu as menções honrosa s “Jornalista, Amigo da Ciência – Impresso/Revista” para Evaldo Ferreira e “Veículo de Comunicação Midiática” para o Portal Em Tempo. Os vencedores foram Adrianne Diniz (“Voluntários ledores”), categoria Audiovisual – Reportagem ou Videoreportagem; Ione Moreno (“As mil facetas do tucumã”), categoria Fotojornalismo; Leandro Tapajós (“Internacionalização no ensino no AM impulsiona pesquisa na Amazônia”), categoria Internet; e na categoria Impresso Jornal/Revista, Hellen Miranda (“Parques de ideias – pensamentos ‘fora da caixa’”).

O Prêmio Fapeam de Jornalismo Científico teve sua primeira edição no ano de 2010.   Na ocasião, profissionais e estudantes concorreram em quatro categorias (Internet, Rádio, TV e Impresso). Ao longo dos anos, o Prêmio passou por mudanças, com a adoção de modalidades e suas respectivas divisões por categorias. Pioneiro no País, o Prêmio marcou definitivamente uma nova fase no Jornalismo Científico do Amazonas visando à popularização da Ciência no Estado.

Departamento de Difusão do Conhecimento – Decon

O post Fapeam entrega Menção Honrosa “Jornalista – Amigo (a) da Ciência – TV” apareceu primeiro em FAPEAM.

Fapeam entrega Menção Honrosa “Jornalista – Amigo (a) da Ciência – TV”

A homenageada foi a jornalista e produtora da TV Band Amazonas, Mara Campelo

Nesta sexta-feira (29), ocorreu a entrega da Menção Honrosa “Jornalista – Amigo (a) da Ciência – TV” do 8˚ Prêmio Fapeam de Jornalismo Científico  para a jornalista e produtora da TV Band Amazonas, Mara Campelo. A iniciativa visa reconhecer e valorizar  trabalhos executados por profissionais da área de Jornalismo  voltados à popularização da Ciência, Tecnologia e Inovação (CT&I) no Amazonas.

A homenagem ocorreu na sede da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam). Feliz com o recebimento da menção honrosa das mãos do diretor-presidente da Fundação, Edson Barcelos, a jornalista destacou a importância da interlocução junto à assessoria de Comunicação institucional para o desenvolvimento de produtos jornalísticos de qualidade sobre CT&I.  “O nosso trabalho inicia a partir do repasse de informações sobre ações e projetos beneficiados pela Fapeam, o que contribui para com a nossa produção”, destaca.

Campelo agradeceu a todos os colegas do veículo onde atua, uma vez que, de acordo com ela, é o trabalho em conjunto que contribui para a qualidade do resultado final dos produtos jornalísticos. “Eu recebo o material, estudo, analiso, escrevo a pauta, mas é o repórter que vai para a rua e finaliza junto com a equipe de filmagem, então, sem eles não haveria uma finalização tão boa da nossa produção”, disse a homenageada, ressaltando que, ao término da veiculação de cada reportagem, sente-se como se estivesse no local onde os fatos ocorreram.

IMG_5331

Diretor-presidente da Fapeam, Edson Barcelos, e a jornalista Mara Campelo durante a entrega da menção honrosa

A jornalista afirmou ainda que, em sua concepção, o Prêmio Fapeam tem uma relevância tão grande para o Estado que, atualmente, representa um meio de incentivo às riquezas naturais da região. “Estou muito honrada”, ratificou.

O diretor-presidente da Fapeam agradeceu à jornalista pelo trabalho executado e frisou que a imprensa tem colaborado sobremaneira para que a sociedade tome conhecimento do que vem sendo desenvolvido pela Fundação, dos investimentos em projetos na área de CT&I e do papel do órgão objetivando contribuir para o desenvolvimento do Estado. “Agradecemos e esperamos contar sempre com vocês”, salientou Edson Barcelos.

Outros homenageados

A 8ª edição do Prêmio Fapeam de Jornalismo Científico também concedeu as menções honrosa s “Jornalista, Amigo da Ciência – Impresso/Revista” para Evaldo Ferreira e “Veículo de Comunicação Midiática” para o Portal Em Tempo. Os vencedores foram Adrianne Diniz (“Voluntários ledores”), categoria Audiovisual – Reportagem ou Videoreportagem; Ione Moreno (“As mil facetas do tucumã”), categoria Fotojornalismo; Leandro Tapajós (“Internacionalização no ensino no AM impulsiona pesquisa na Amazônia”), categoria Internet; e na categoria Impresso Jornal/Revista, Hellen Miranda (“Parques de ideias – pensamentos ‘fora da caixa’”).

O Prêmio Fapeam de Jornalismo Científico teve sua primeira edição no ano de 2010.   Na ocasião, profissionais e estudantes concorreram em quatro categorias (Internet, Rádio, TV e Impresso). Ao longo dos anos, o Prêmio passou por mudanças, com a adoção de modalidades e suas respectivas divisões por categorias. Pioneiro no País, o Prêmio marcou definitivamente uma nova fase no Jornalismo Científico do Amazonas visando à popularização da Ciência no Estado.

Departamento de Difusão do Conhecimento – Decon

O post Fapeam entrega Menção Honrosa “Jornalista – Amigo (a) da Ciência – TV” apareceu primeiro em FAPEAM.

Programas voltados para o desenvolvimento do interior do AM serão uma das prioridades da Fapeam

Previsão é lançar programas que fomentem a CT&I no Estado, mas que também  tenham foco no desenvolvimento do Interior do Amazonas

Projetos que tenham foco no aproveitamento, desenvolvimento e fortalecimento das potencialidades dos municípios do interior do Amazonas serão uma das linhas de prioridades da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam). A afirmação é do novo diretor-presidente da Fapeam, Edson Barcelos, que assumiu a direção da instituição no mês de fevereiro.

Segundo Barcelos, a ideia é trabalhar com programas, estrategicamente criados, voltados para o desenvolvimento dos municípios do Amazonas. O incentivo é para alavancar a economia do Estado por meio do uso da tecnologia, para a geração de emprego e renda à população no interior do Estado.

Para o diretor-presidente da Fapeam só é possível promover o desenvolvimento  da Amazônia, pelo  uso sustentável da biodiversidade por meio da Ciência, Tecnologia e Inovação (CT&I). Segundo ele, nesse processo a Fapeam tem um papel fundamental no fortalecimento do cenário científico no Amazonas, sendo capaz, inclusive, de  conduzir  o fluxo de capacidade  de pesquisa para os assuntos de interesse do Estado, por meio do direcionamento da geração de conhecimento, tecnologia, bens e serviços que podem ser apropriados e aplicados no interior  com o objetivo de melhorar a vida do caboclo e reduzir os desequilíbrios internos.

“Vamos olhar para o interior do Estado, selecionando tudo o que foi feito na área da pesquisa com o apoio da Fapeam, que seja possível transformar em bens, serviços, produtos ou processos e acelerar a transferência de tecnologia. A ideia é pegar tudo isso e oferecer aos nossos prefeitos, ribeirinhos e empreendedores locais para que se possa gerar empregos e renda. Dessa forma acreditamos poder  influenciar, melhorar e mudar a vida da população. Essa foi uma das recomendações do Governador do Amazonas, Amazonino Mendes”, contou.

presidente2

Dr. Edson Barcelos assumiu a direção da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas em fevereiro

 

Engenheiro agrônomo e doutor em Melhoramento Genético, Barcelos disse que com o lançamento de editais específicos pela Fapeam para atender a demanda do interior do Estado, os pesquisadores poderão direcionar a pesquisa e assim trazer resultados em curto prazo que beneficiem, diretamente, a população amazonense.

“Estamos perdendo um mercado fantástico. Por exemplo, a natureza nos deu uma grande riqueza de açaí no interior do Estado, mas hoje temos em torno de 15 indústrias de açaí no Amazonas. Esse número poderia ser maior. Por isso, uma alternativa é direcionar alguns editais da Fapeam para transformar o conhecimento das instituições em atividades, bens e processos para serem desenvolvidos no interior do Estado, que possam ser objetos inclusive de um possível financiamento pela Agência de Fomento do Estado do Amazonas (Afeam)”, disse.

Sobre lançamentos de novos editais como os que contribuem para formação de recursos humanos, que concedem bolsas de iniciação científica, mestrado e doutorado, Barcelos disse que a ideia é manter a mesma política de editais anteriores, que em breve novos editais para estas áreas serão lançados pela instituição.

Outro ponto que o diretor-presidente da Fapeam frisou foi em relação ao pagamento das bolsas. Segundo ele, a Fapeam e o Governo do Estado estão empenhados para que o pagamento seja feito dentro do prazo estipulado.

Novo diretor-presidente da Fapeam

Edson Barcelos possui graduação em Engenharia Agronômica pela Universidade Federal de Viçosa (1977), mestrado em Biologia (Ecologia) pelo Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (1984) e doutorado em Ciências Agronômicas/Melhoramento Genético de Plantas pela Escola Nacional Superior de Agronomia de Montpellier, França (1998).

Departamento de Difusão do Conhecimento (Decon)

Foto: Aguilar Abecassis

 

O post Programas voltados para o desenvolvimento do interior do AM serão uma das prioridades da Fapeam apareceu primeiro em FAPEAM.

Programas voltados para o desenvolvimento do interior do AM serão uma das prioridades da Fapeam

Previsão é lançar programas que fomentem a CT&I no Estado, mas que também  tenham foco no desenvolvimento do Interior do Amazonas

Projetos que tenham foco no aproveitamento, desenvolvimento e fortalecimento das potencialidades dos municípios do interior do Amazonas serão uma das linhas de prioridades da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam). A afirmação é do novo diretor-presidente da Fapeam, Edson Barcelos, que assumiu a direção da instituição no mês de fevereiro.

Segundo Barcelos, a ideia é trabalhar com programas, estrategicamente criados, voltados para o desenvolvimento dos municípios do Amazonas. O incentivo é para alavancar a economia do Estado por meio do uso da tecnologia, para a geração de emprego e renda à população no interior do Estado.

Para o diretor-presidente da Fapeam só é possível promover o desenvolvimento  da Amazônia, pelo  uso sustentável da biodiversidade por meio da Ciência, Tecnologia e Inovação (CT&I). Segundo ele, nesse processo a Fapeam tem um papel fundamental no fortalecimento do cenário científico no Amazonas, sendo capaz, inclusive, de  conduzir  o fluxo de capacidade  de pesquisa para os assuntos de interesse do Estado, por meio do direcionamento da geração de conhecimento, tecnologia, bens e serviços que podem ser apropriados e aplicados no interior  com o objetivo de melhorar a vida do caboclo e reduzir os desequilíbrios internos.

“Vamos olhar para o interior do Estado, selecionando tudo o que foi feito na área da pesquisa com o apoio da Fapeam, que seja possível transformar em bens, serviços, produtos ou processos e acelerar a transferência de tecnologia. A ideia é pegar tudo isso e oferecer aos nossos prefeitos, ribeirinhos e empreendedores locais para que se possa gerar empregos e renda. Dessa forma acreditamos poder  influenciar, melhorar e mudar a vida da população. Essa foi uma das recomendações do Governador do Amazonas, Amazonino Mendes”, contou.

presidente2

Dr. Edson Barcelos assumiu a direção da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas em fevereiro

 

Engenheiro agrônomo e doutor em Melhoramento Genético, Barcelos disse que com o lançamento de editais específicos pela Fapeam para atender a demanda do interior do Estado, os pesquisadores poderão direcionar a pesquisa e assim trazer resultados em curto prazo que beneficiem, diretamente, a população amazonense.

“Estamos perdendo um mercado fantástico. Por exemplo, a natureza nos deu uma grande riqueza de açaí no interior do Estado, mas hoje temos em torno de 15 indústrias de açaí no Amazonas. Esse número poderia ser maior. Por isso, uma alternativa é direcionar alguns editais da Fapeam para transformar o conhecimento das instituições em atividades, bens e processos para serem desenvolvidos no interior do Estado, que possam ser objetos inclusive de um possível financiamento pela Agência de Fomento do Estado do Amazonas (Afeam)”, disse.

Sobre lançamentos de novos editais como os que contribuem para formação de recursos humanos, que concedem bolsas de iniciação científica, mestrado e doutorado, Barcelos disse que a ideia é manter a mesma política de editais anteriores, que em breve novos editais para estas áreas serão lançados pela instituição.

Outro ponto que o diretor-presidente da Fapeam frisou foi em relação ao pagamento das bolsas. Segundo ele, a Fapeam e o Governo do Estado estão empenhados para que o pagamento seja feito dentro do prazo estipulado.

Novo diretor-presidente da Fapeam

Edson Barcelos possui graduação em Engenharia Agronômica pela Universidade Federal de Viçosa (1977), mestrado em Biologia (Ecologia) pelo Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (1984) e doutorado em Ciências Agronômicas/Melhoramento Genético de Plantas pela Escola Nacional Superior de Agronomia de Montpellier, França (1998).

Departamento de Difusão do Conhecimento (Decon)

Foto: Aguilar Abecassis

 

O post Programas voltados para o desenvolvimento do interior do AM serão uma das prioridades da Fapeam apareceu primeiro em FAPEAM.