Arquivo da Categoria: cursos

Fiocruz Amazônia oficializa Projeto Qualifica SUS

Qualificar mais de 5 mil trabalhadores do SUS no Amazonas, por meio de cursos presenciais é o que pretende o Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia) com o Projeto Qualifica SUS. A iniciativa que conta com apoio da bancada parlamentar do Amazonas, intermediada por emenda do Senador Omar Aziz, recebeu nesta segunda-feira, 27/5, mais uma importante contribuição, a oficialização de parceria com Conselho de Secretários Municipais de Saúde do Amazonas (Cosems-AM).

Em encontro ocorrido no Salão Canoas, na Fiocruz Amazônia, foram recebidos secretários municipais de saúde do interior e da capital, a direção do Cosems-AM, do Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems), e o Senador Omar Aziz.

Fizeram parte da mesa o diretor da Fiocruz Amazônia, Sérgio Luz,  a médica da Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas (Fcecon), Mônica Bandeira de Melo, o presidente do Cosems-AM, Januário da Cunha Leite, o vice-presidente do Conasems, Wilames Freire Bezerra, o secretário municipal de Saúde de Manaus (Semsa), Marcelo Magaldi Alves, e o Senador Omar Aziz.

Sérgio Luz, diretor da Fiocruz Amazônia, ressaltou a importância do projeto para o Amazonas. “Com o Qualifica SUS pretendemos oferecer qualificação gradual do corpo técnico de Saúde dos municípios do Amazonas, contribuindo para o aprimoramento do desempenho profissional dos trabalhadores, para que atuem em conformidade com as políticas e diretrizes de saúde, de forma integrada, articulando o ensino com a aplicação prática do conhecimento em suas funções”, explicou.

Para o senador Omar Aziz, o Projeto Qualifica SUS vem ao encontro de outras ações apoiadas por ele e que contribuem para a melhoria da Saúde no Estado. “A qualificação dos trabalhadores para atuar na área da saúde é muito importante, pois se tem uma gama de servidores que não têm essa oportunidade, e a Fiocruz Amazônia se dispôs a fazer isso, levantando as necessidades de treinamento e de endemias no Amazonas. Então, fico muito feliz em contribuir com uma emenda para qualificar pessoas que atendem à população mais carente do meu Estado”, comentou.

PARCERIA COM O COSEMS

A parceria com os secretários municipais de saúde, por meio do Cosems-AM vai possibilitar à Fiocruz Amazônia atender a todos os 62 municípios do Amazonas, por meio do Projeto Qualifica SUS, o que será um grande passo para a melhoria e efetividade dos serviços de saúde no interior do Estado, comentou Januário da Cunha Neto.

Na oportunidade, foi celebrado o Acordo de Cooperação entre Fiocruz Amazônia e Cosems-AM para o apoio à qualificação do corpo de trabalhadores no nível da gestão e do serviço das secretarias municipais de saúde do Estado e órgãos parceiros, com o comprometimento desses órgãos, de alocarem, dentro de suas possibilidades, recursos humanos e materiais, para projetos conjuntos, a fim de proporcionar um serviço de melhor qualidade e efetividade aos usuários do SUS, no nível da atenção básica.

MEDALHA ZÉ DO SUS

Durante o evento, o Cosems-AM  concedeu ao Senador Omar Aziz, ao médico, professor e pesquisador Bernardino Claudio de Albuquerque e ao pesquisador e diretor da Fiocruz Amazônia, Sérgio Luz, a Medalha de Honra ao Mérito Zé do SUS, pelo trabalho dos agraciados para a melhoria da Saúde no Amazonas,

Na ocasião, Januário da Cunha Neto, lembrou que o nome da Medalha Zé do SUS  é uma homenagem a um colaborador da Secretaria de Saúde do Estado do Amazonas (Susam), falecido em 2018, que ingressou no serviço público em 1978, onde ajudou na formulação de diretrizes, orçamento e organização do SUS, construindo um legado de atuação na saúde do Amazonas, que por seu entusiasmo lhe rendeu o apelido de “Zé do SUS”, devido seu compromisso com uma saúde voltada para a melhoria da qualidade de vida da população.

PROJETO QUALIFICA SUS

Durante o evento, o Projeto Qualifica SUS foi apresentado pela pesquisadora da Fiocruz Amazônia, Maria Luiza Garnelo, que falou, dentre outras coisas, sobre o número de cursos e público a quem o projeto se destina.

O Qualifica SUS vai ofertar cursos em todos os 61 municípios, além da capital Manaus. Serão cursos de atualização, especialização e mestrado que estarão disponíveis para trabalhadores do Sistema Único de Saúde (SUS), que serão capacitados sob um modelo pedagógico pautado na integração ensino-serviço, diante da realidade de cada localidade, respeitando o conhecimento e a experiência dos alunos.

PREVENÇÃO DE DOENÇAS

Em tema levantado pela médica Mônica Bandeira de Melo, fortalecido pelo discurso do senador Omar Aziz, esteve a questão da necessidade de ações de prevenção de doenças e promoção da saúde no Amazonas.

Na oportunidade, eles chamaram a atenção para a necessidade da união de esforços para combater o câncer de colo uterino e para a importância da interiorização das ações em saúde. Temáticas que serão continuadas amanhã, 28/5,  no VII Congresso de Secretários Municipais de Saúde do Amazonas, que acontecerá no município de Presidente Figueiredo.

ILMD/Fiocruz Amazônia, por Marlúcia Seixas
Fotos: Eduardo Gomes

Fiocruz Amazônia abre vagas para curso de atualização em Aspectos Teóricos e Práticos do Processo de Estimativa da Carga de Doença

Iniciam na próxima segunda-feira, 27/5, as inscrições para o curso de atualização em “Aspectos Teóricos e Práticos do Processo de Estimativa da Carga de Doença”, uma atividade promovida pelo Laboratório de História, Políticas Públicas e Saúde na Amazônia (LAHPSA), do Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia), sob coordenação do pesquisador, Júlio César Schweickardt.

A iniciativa será oferecida para profissionais de saúde, alunos de mestrado, doutorado e pesquisadores com atuação na área de Saúde Pública. A ação visa oferecer informações sobre a metodologia do estudo da Carga Global de Doença, enfatizando os aspectos teóricos e práticos para o cálculo do DALY e de seus componentes de mortalidade (YLL) e morbidade (YLD).

As aulas serão ministradas pelos professores: Ana Paula Lopes Maricato, Analista de Gestão em Saúde pela Escola Nacional de Saúde Pública Sérgio Arouca (ENSP); Jéssica Nunes Belchior, mestre em Saúde Pública pela Fiocruz/RJ; Joyce Mendes de Andrade Schramm, pesquisadora-docente da Escola Nacional de Saúde Pública Sérgio Arouca (ENSP); Maria de Fátima dos Santos Costa, tecnologista do Instituto Fernandes Figueira (IFF); Mônica Rodrigues Campos, pesquisadora-docente da Fiocruz/RJ; Raulino Sabino da Silva, pesquisador da Fiocruz/RJ.

O curso dispõe de 20 vagas, cujo preenchimento obedecerá às condições dispostas na Chamada de Seleção Pública Simplificada. O processo será realizado através do Campus Virtual, por meio de Formulário de Inscrição. É importante que o candidato preencha o Formulário de Inscrição disponibilizado no Hotsite, não esquecendo de inserir o link do Currículo Lattes atualizado, no local indicado, visto que o mesmo será importante no processo de avaliação.

As aulas acontecerão no período de 24 a 28 de junho, em horário integral, totalizando a carga horária de 40h, na sede da Fiocruz Amazônia, situada à Rua Teresinha, 476, Bairro Adrianópolis.

Para se inscrever, clique.

ILMD/Fiocruz Amazônia, por Eduardo Gomes

Imagem: Mackesy Pinheiro

Fiocruz Amazônia abre vagas para curso de atualização em análise de conteúdo

Iniciam nesta terça-feira, 7/5, as inscrições para o curso de atualização em “Análise de Conteúdo”, uma atividade promovida pelo Laboratório de Situação de Saúde e Gestão do Cuidado de Populações Indígenas e outros grupos vulneráveis (SAGESP), do Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia), sob coordenação da pesquisadora, Evelyne Mainbourg.

As aulas serão ministradas por Maria Inês Higuchi, pesquisadora-docente do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa), de 3 a 14 de junho, de 14h às 17h, totalizando a carga horária de 30h. O curso ocorrerá na sede da Fiocruz Amazônia, situada à Rua Teresinha, 476, Bairro Adrianópolis.

A atividade visa proporcionar conhecimentos sobre a análise de conteúdo e instrumentalizar os alunos para adquirir a base teórica e se apropriar do uso da análise de conteúdo na análise de dados qualitativos, por meio de aulas expositivas, discussão de textos e exercícios de aplicação.

Para se inscrever, clique.

SOBRE AS VAGAS

O curso terá o total de 30 vagas, sendo 15 vagas reservadas aos discentes do Curso de Mestrado Acadêmico do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Condições de Vida e Situações de Saúde na Amazônia (PPGVIDA), da Fiocruz Amazônia. O preenchimento das 15 vagas restantes para alunos externos obedecerá às condições dispostas nos critérios de pontuação para o Processo Seletivo dos Candidatos Externos.

SOBRE A INSCRIÇÃO

O processo será realizado através do Campus Virtual, por meio do Formulário de Inscrição. É importante que o candidato, ao preencher o formulário disponibilizado no Hotsite, não esqueça de inserir o link do seu Currículo Lattes no local indicado, visto que o mesmo será importante no processo de avaliação.

ILMD/Fiocruz Amazônia, por Eduardo Gomes
Imagem: Divulgação

Abertura do ano letivo na Fiocruz Amazônia aborda capacitação de pessoal para o SUS

“Capacitação de pessoal para o Sistema Único de Saúde (SUS): desafios e perspectivas” este foi o tema da palestra de abertura do ano letivo do Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia), ministrada pelo vice-presidente de Educação, Informação e Comunicação, da Fundação Oswaldo Cruz (VPEIC/Fiocruz), Manoel Barral Netto.

A abertura do ano letivo aconteceu na manhã desta terça-feira, 6/3, no Salão Canoas, na sede da Fiocruz Amazônia, e contou com a presença de alunos, professores, pesquisadores e convidados.

Sérgio Luz, diretor da Fiocruz Amazônia, falou da importância do momento não só para os alunos dos programas de pós-graduação do Instituto, mas para promover reflexões sobre a importância da educação e capacitação de profissionais, para atuarem no SUS e para realização de mudanças na saúde e no país.

Presente no evento, o diretor da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado Amazonas (Fapeam), Edson Barcelos da Silva, destacou a disposição da Fapeam em participar e apoiar eventos científicos da Fiocruz Amazônia, bem como de intensificar a parceria entre as instituições.

A vice-diretora de Ensino, Informação e Comunicação da Fiocruz Amazônia, Cláudia Rios Velásquez, lembrou dos avanços alcançados, por meios dos programas de pós-graduação oferecidos pelo Instituto, para a formação de recursos humanos para o SUS, para atuarem na Amazônia e recomendou aos alunos “que se entreguem à pesquisa e a vivam”.

CAPACITAÇÃO DE PESSOAL PARA O SUS

Barral Netto iniciou a palestra ponderando sobre a necessidade de reflexão sobre as exigências corretas para uma boa educação e a necessidade de se integrar mais a pesquisa com a formação de pessoal.

“A Fiocruz oferece educação e formação de pessoal, desde o início da Fundação, mas isso precisa ser repensado e renovado, a cada período. Inclusive, uma das teses aprovadas no último Congresso Interno da Fiocruz, trata da necessidade de reflexão e aperfeiçoamento da nossa política de educação”.

Barral explicou que a Fiocruz  titula mais de 200 doutores por ano, porém capacitar pessoal para o SUS é muito complexo já que o Sistema demanda vários níveis de capacitação na área da saúde, daí a importância de se trabalhar em rede. “Esse é um trabalho que já estamos começando. Essa palestra realizada hoje já faz parte do início desse processo, que é, justamente, trabalhar junto com as unidades regionais, o planejamento educacional. As unidades têm autonomia e, evidentemente, precisam estar relacionadas com seus estados, suas demandas, mas a Fiocruz possui uma missão que precisa ser cumprida, então, em decorrência dessa característica nacional, a Fiocruz tem que equilibrar esses dois aspectos, e isso deve ser completamente harmônico, não será uma política feita na presidência, é uma política que a presidência coordena, mas que é baseada no diálogo com as unidades”.

CURSOS DE MESTRADO

Atualmente, a Fiocruz Amazônia oferece os seguintes cursos de mestrado: Programa de Pós-Graduação em Biologia da Interação Patógeno-Hospedeiro (PPGBIO-Interação) e o Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Condições de Vida e Situações de Saúde na Amazônia (PPGVIDA).

Os programas, cursos e atividades de ensinos desenvolvidos pela Fiocruz Amazônia visam qualificar profissionais para funções especializadas nos campos das ciências e tecnologias em saúde, necessários à sociedade, bem como aprofundar conhecimentos e habilidades, voltando-se prioritariamente para a área de Saúde Coletiva e afins, promovendo atualização sobre os avanços de conhecimentos nesse campo e a ampliação das competências profissionais dos discentes.

Para mais informações sobre os cursos de mestrado do ILMD/Fiocruz Amazônia, clique.

ILMD/Fiocruz Amazônia, por Marlúcia Seixas
Fotos: Eduardo Gomes