Arquivo da Categoria: biossegurança

Regras e procedimentos de biossegurança são abordados durantes palestras na Fiocruz Amazônia

A Comissão de Biossegurança do Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia) promoveu, no dia 9/9, as palestras “Organismo Geneticamente Modificado (OGM) e Biossegurança” e “Atualização, regras e procedimentos de Biossegurança”, ministradas pelos pesquisadores, Paulo Roberto de Carvalho, da Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio e, Simone Cavalher Machado, da Vice Presidência de Pesquisa e Coleções Biológicas (VPPCB), da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

Pesquisadores, técnicos e bolsistas de iniciação científica participaram da atividade que teve como objetivo capacitar e disseminar informações sobre regras e procedimentos de biossegurança aos colaboradores e servidores da Fiocruz Amazônia.

SOBRE A CIBio/ILMD

A biossegurança é uma orientação prioritária no ILMD/Fiocruz Amazônia, uma vez que há o desenvolvimento de atividades de pesquisa, desenvolvimento tecnológico e inovação, realizadas no Laboratório Multiusuários e nas cinco Plataformas Tecnológicas.

Para orientar e incentivar as boas práticas e ações de biossegurança foi instituída a Comissão Interna de Biossegurança do Instituto – CIBio/ILMD (Portaria N. 003/2016-GAB/ILMD), subordinada à vice-diretoria de Pesquisa.

A CIBio/ILMD vem atuando para oferecer cursos e treinamentos que promovam a capacitação dos profissionais e a disseminação dos princípios da biossegurança no Instituto e nas instituições parceiras.

Essas ações visam melhor atender as recomendações da Agência Nacional de Vigilância Sanitária – Anvisa e otimizar um conjunto de ações para prevenir, controlar, reduzir ou eliminar riscos inerentes às atividades que possam comprometer a saúde humana, animal e o meio ambiente.

Ascom/ ILMD Fiocruz Amazônia, por Eduardo Gomes
Foto: Eduardo Gomes

Palestra aborda práticas de biossegurança e atividades com agentes químicos

A jornada de biossegurança do Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/ Fiocruz Amazônia) encerrou nesta quarta-feira, 16/8, com a palestra “Biossegurança e atividades com agentes químicos”, ministrada pelo técnico em saúde pública do Centro de Pesquisas René Rachou (CPqRR), Rogério de Oliveira Queiroz.

O evento visa sensibilizar, informar e orientar profissionais da instituição para a prática dos conceitos e normas de biossegurança, com o objetivo de garantir a integridade física e patrimonial e a qualidade dos resultados obtidos nas pesquisas científicas e serviços de saúde.

Segundo a coordenadora da Comissão Interna de Biossegurança do Instituo, Sônia Oliveira, a atividade é uma das estratégias de capacitação que visam diminuir riscos nas ações de pesquisa. “Nossa ideia foi fazer com que todos os alunos da instituição tivessem esse contato pessoal, e pudessem interagir com os palestrantes. É importante a participação de toda a instituição nessas atividades para a diminuição dos riscos que estamos sujeitos. A biossegurança precisa capacitar as pessoas dentro das instituições, que desenvolvem determinadas atividades de pesquisa”, explicou.

Durante a apresentação, foram abordados três eixos: Um que destaca melhor compreensão dos agentes de risco químico; A organização correta dos reagentes no laboratório, de forma segura, minimizando chances de acidentes; Abordagem sobre acidentes em atividades de laboratório envolvendo o uso de produtos químicos.

Em sua apresentação, Rogério destacou que biossegurança não é algo que envolve apenas os agentes biológicos, engloba todas as possibilidades de risco que podem ocorrer nos laboratórios. “Ao longo do tempo, a gente percebe que essa questão da segurança química é olhada de forma secundária. Estamos tentando com essas palestras, levar um pouco mais de informação e orientação para as questões de biossegurança nas atividades que envolvem o uso de produtos químicos. Precisamos olhar com mais cuidado para essa classe de riscos”, alertou.

CENTRO DE ESTUDOS

A palestra ministrada por Rogério será validada como atividade do Centro de Estudos da instituição, nesta semana. O Centro de Estudos do ILMD/Fiocruz Amazônia é um núcleo que oportuniza encontros, palestras, seminários e debates sobre diversos temas ligados à pesquisa e ao ensino para a promoção da saúde.

SOBRE O PALESTRANTE

Rogério Queiroz é mestre em Saúde Pública pela Escola Nacional de Saúde Pública Sérgio Arouca (ENSP/FIOCRUZ). Atua nas áreas de gestão e de saúde coletiva, especificamente em Gestão em Biossegurança, desenvolvendo atividades principalmente nos seguintes temas: Biossegurança, segurança química, gestão ambiental, gestão de resíduos e saúde do trabalhador.

Ascom ILMD/ Fiocruz Amazônia

Fotos e texto: Eduardo Gomes

Fiocruz Amazônia promove oficina de sensibilização em Gestão da Qualidade, Biossegurança e Ambiente

A Comissão Institucional de Biossegurança do Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/ Fiocruz Amazônia) promove de 2 a 4 de agosto, no laboratório de informática da Unidade, a “Oficina de Sensibilização em Gestão da Qualidade, Biossegurança e Ambiente” (QBA-online). A atividade será ministrada pela Drª Mônica Jandira dos Santos, coordenadora do curso QBA-online, do Instituto Oswaldo Cruz (IOC/Fiocruz).

O evento segue orientações da política de biossegurança da Instituição e da Comissão Técnica de Biossegurança da Fiocruz (CTBio-Fiocruz).

Segundo Sônia Oliveira, coordenadora da Comissão Institucional de Biossegurança (CIBio), do ILMD/Fiocruz Amazônia, “essas ações visam melhor atender às recomendações da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e otimizar um conjunto de ações para prevenir, controlar, reduzir ou eliminar riscos inerentes às atividades que possam comprometer a saúde humana, animal e o meio ambiente”, explicou.

No dia 2/8, às 14h, serão capacitados os novos alunos do Programa de Iniciação Científica 2017-2018 (PIC-ILMD/Fiocruz Amazônia) e do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Biologia da Interação Patógeno Hospedeiro (PPGBIO-INTERAÇÃO).

Nos dias 3 e 4/8, as atividades continuam pela manhã e pela tarde  para os alunos dos seguintes programas: Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (Pibic), Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Condições de Vida e Situações de Saúde na Amazônia (PPGVIDA/2016), Programa de Doutorado em Ciências – Cooperação (IOC/ILMD), servidores e funcionários da Unidade. Serão capacitados inicialmente 80 usuários.

QBA/ON-LINE

O QBA/On-line é uma ferramenta de ensino que oferece orientações básicas sobre a condução de atividades de trabalho no que se refere à qualidade, biossegurança e gestão da qualidade. A sensibilização dos novos alunos será de fluxo contínuo e deverão ser realizadas através do envio de e-mails.

A COMISSÃO

A biossegurança é uma orientação prioritária no ILMD/Fiocruz Amazônia, uma vez que há o desenvolvimento de atividades de pesquisa, desenvolvimento tecnológico e inovação, realizadas no Laboratório Multiusuários e nas cinco Plataformas Tecnológicas.

Para orientar e incentivar as boas práticas e ações de biossegurança foi instituída por meio da Portaria N. 003/2016-GAB/ILMD, a Comissão Interna de Biossegurança do Instituto (CIBio/ILMD Fiocruz Amazônia), que é subordinada à Vice-Diretoria de Pesquisa e Inovação (VDPI-ILMD/Fiocruz Amazônia).

A CIBio promove cursos e treinamentos que capacitem os profissionais  da Unidade e disseminem os princípios da biossegurança no ILMD/Fiocruz Amazônia  e nas instituições parceiras.

SOBRE A PALESTRANTE

Mônica Jandira dos Santos é graduada em Pedagogia pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO-1999), Especialista em Desenvolvimento de Recursos Humanos para a Saúde, mestre e doutora em Ensino em Biociências e Saúde pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). Atualmente, coordena o ‘QBA/On-line – Sensibilização em Gestão da Qualidade, Biossegurança e Ambiente”, do Instituto Oswaldo Cruz (IOC/Fiocruz). Atua na área de Administração, com ênfase em Administração de Pessoal, trabalhando especialmente com os seguintes temas: Capacitação Profissional, Gestão e Ensino de Biossegurança.

ILMD/Fiocruz Amazônia, por Eduardo Gomes

Fotos: Eduardo Gomes