Arquivo da Categoria: Auxilios

Com apoio da Fapeam, Inpa inaugura revitalização do Centro de Aquicultura

Centro contribui para o fortalecimento da pesquisa e na capacitação de recursos humanos na área de aquicultura

O Centro de Aquicultura do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa), no Campus III, Morada do Sol, zona centro-sul, passou pelo processo de revitalização e foi reinaugurado na manhã desta quinta-feira (21).  O local contará a partir de agora com dois novos espaços: fábrica de ração de peixes e sala de aula para contribuir no fortalecimento da pesquisa e na capacitação de recursos humanos na área de Aquicultura.

 O Centro  conta com apoio do Governo do Amazonas por meio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam) no âmbito do Pró-Equipamentos, que destina recursos para aquisição de equipamentos voltados para compor a estrutura de pesquisa dos programas de pós-graduação recomendados pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes).

IMG_5127

Centro irá fortalecer a pesquisa e a capacitação de recursos humanos na área de aquicultura

Durante a cerimônia, o diretor-presidente da Fapeam, Edson Barcelos, disse que o governador Amazonino Mendes definiu a Piscicultura como uma das atividades prioritárias para o desenvolvimento e geração de emprego e renda no Estado.  Segundo ele, para desenvolver o setor de Aquicultura no Amazonas é necessário conhecimento e tecnologia. Nesse cenário, o Inpa está sendo renovado com um centro de geração de conhecimento, principalmente, na nutrição de peixes, produção e testes de ração.

IMG_5245

Diretor-presidente da Fapeam, Edson Barcelos, disse que para desenvolver o setor de Aquicultura no Amazonas é necessário conhecimento e tecnologia

“A Fapeam participou da renovação desse processo, temos certeza que o Centro de Aquicultura será um local de formação técnica e desenvolvedor do conhecimento para que possamos alavancar a Piscicultura no Estado, e assim colocar o Amazonas para competir com nossos vizinhos que hoje são: Rondônia e Roraima, responsáveis pelo abastecimento de grande parte do nosso mercado”, disse Barcelos.

 As obras são fruto do Projeto “Implantação de Unidades Demonstrativas Agroflorestais na Amazônia (IUDAA)”, subprojeto Aquicultura, coordenado pela Dra. Elizabeth Gusmão.

 Líder do Grupo de Pesquisa Aquicultura na Amazônia Ocidental, Gusmão, explicou que o Centro de Aquicultura conta com uma infraestrutura moderna e adequada para uma fábrica de ração com capacidade para produzir até 400 kg de ração por hora.

 “O mais interessante da revitalização é o de poder produzir algumas rações que antes tínhamos algumas dificuldades, para  atender as diferentes fases de desenvolvimento dos peixes, com os quais  trabalhamos dentro da Aquicultura que são: tambaqui, matrinxã e pirarucu”, detalhou.

IMG_5164

Sala de aula será usada para minicursos voltados a produtores rurais, técnicos e outros profissionais ligados a instituições estaduais

 Gusmão destacou ainda que o complexo contribui para o fortalecimento da pesquisa e na capacitação de recursos humanos na área de Aquicultura.

 “Por meio do apoio da Fapeam, estamos fazendo uma manutenção na extrusora, um equipamento que produz a fabricação da ração, o que  proporcionará uma grande melhoria na qualidade das nossas rações experimentais e também para que nossos técnicos possam trabalhar em condições adequadas. Dentro dessa revitalização, temos a construção de uma sala de aula, que será usada para minicursos voltados a produtores rurais, técnicos e outros profissionais ligados a instituições estaduais que atuam na capital e interior”,  destacou.

A titular da Coordenação de Tecnologia Social do Inpa, Dra. Denise Gutierrez, destacou que o foco do centro também está relacionado à inclusão social.

“A ciência tem que produzir conteúdo relevante e esse espaço tem uma estrutura maravilhosa para trazermos um ator social que não costuma transitar nesse espaço que é o produtor rural. É a oportunidade dos pesquisadores serem chamados a essa responsabilidade social que é a capacitação, distribuição de folders e cartilhas com uma linguagem compreensível para qualquer pessoa da sociedade, que não tem conhecimento técnico, mas que precisa produzir no campo”, disse.

Departamento de Difusão do Conhecimento – Decon

O post Com apoio da Fapeam, Inpa inaugura revitalização do Centro de Aquicultura apareceu primeiro em FAPEAM.

Resultado das propostas enquadradas no programa Amazonas Estratégico da Fapeam

Esta etapa consiste na análise do cumprimento dos requisitos e documentos solicitados para a concorrência ao edital Nº 004/2018 do Amazonas Estratégico

No total, 45 propostas foram aprovadas na etapa de enquadramento do edital de N°004/2018 do Programa de Apoio Estratégico ao Desenvolvimento Econômico Ambiental do Estado do Amazonas (Amazonas Estratégico). A lista completa foi divulgada, nesta sexta-feira (25), pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam).

O programa conta com mais de R$ 12 milhões para apoiar projetos de pesquisa científica, tecnológica e de inovação, que beneficiem áreas prioritárias para o desenvolvimento do Estado.

MOLDE-MATÉRIA-DO-PORTAL-copy (1)

As propostas enquadradas passarão pela análise de mérito. A previsão é que o resultado com os projetos aprovados no programa ocorra no mês de junho.

Nesta etapa, foram aprovadas as propostas das seguintes instituições: Universidade Federal do Amazonas (Ufam), Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa), Fundação Desembargador Paulo dos Anjos Feitoza, Universidade do Estado do Amazonas e Empresa Brasileira de Pesquisa e Agropecuária (Embrapa).

Resultado de Enquadramento Amazonas Estratégico

 

Departamento de Difusão do Conhecimento – Decon

O post Resultado das propostas enquadradas no programa Amazonas Estratégico da Fapeam apareceu primeiro em FAPEAM.

Inscrições para programa de cooperação internacional encerram dia 29 de setembro

Inscrições para programa de cooperação internacional encerram dia 29 de setembro

Programa Guyamazon visa apoiar execução de projetos de pesquisa desenvolvidos de forma colaborativa por pesquisadores do Brasil e da França

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam) encerrará, na próxima sexta-feira (29), o prazo para submissão de propostas ao Programa Internacional de Cooperação Guyamazon. Os projetos contemplados no programa de cooperação internacional poderão receber até R$ 100 mil para desenvolvimento das pesquisas.

O Guyamazon pretende apoiar a execução de projetos conjuntos de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (PD&I), no âmbito da colaboração científica e tecnológica entre pesquisadores de instituições de ensino superior e pesquisa do Amazonas e pesquisadores franceses. O apoio será destinado ao financiamento de pesquisas e mobilidade de pesquisadores e estudantes.

Sinapse - Enzyme Blend - Pamella Santa Rosa Pimentel - Foto Erico Xavier_-88

 

O Guyamazon pretende apoiar a execução de projetos conjuntos de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (PD&I), no âmbito da colaboração científica e tecnológica

O programa contempla as seguintes temáticas: Biodiversidade amazônica (conhecimento, exploração e gestão sustentável, monitoramento com uso de sensoriamento remoto); ecossistemas terrestres e florestais (conhecimento e gestão sustentável); ecossistemas aquáticos continentais e marinhos; clima, meio ambiente e saúde; agricultura familiar e agroecologia; energias renováveis; ciências humanas e sociais, questões regionais (governança, políticas públicas e estratégias de desenvolvimento territorial sustentável e populações tradicionais).

As propostas apresentadas deverão estar inseridas na modalidade I, cujo foco é a realização de missões, reuniões e workshops que sirvam como plataforma de aproximação e aprimoramento da colaboração entre pesquisadores brasileiros e franceses de forma a promover a elaboração conjunta de projetos de pesquisas ou na modalidade II que fomenta projetos de pesquisa, de inovação e fortalecimento de capacidades.

Poderão submeter propostas pesquisadores com título de doutor, residentes no Amazonas e que tenham vínculo formal de trabalho com instituições de pesquisa e/ou ensino superior pública ou privada, institutos, centros, fundações de pesquisa e desenvolvimento sediadas no Amazonas.

O proponente também deverá ter produção científica ou tecnológica compatível com os objetivos do edital e estar cadastrado no Sigfapeam, além de ter currículo atualizado na Plataforma Lattes do CNPq. O pesquisador só poderá apresentar uma única proposta e deverá está adimplente com a Fapeam.

A submissão das propostas ao Sigfapeam irá ocorrer até às 23h59 do dia 29 de setembro de 2017. O resultado deve ser divulgado a partir de dezembro deste ano. A previsão é que os projetos comecem a ser executados a partir de março do próximo ano.

Os projetos da modalidade I terão prazo máximo de execução de doze meses e deverão ter o valor máximo de R$ 30 mil cada para seu desenvolvimento. Já os projetos da modalidade II terão prazo máximo de execução de 24 meses e poderão receber até R$ 100 mil cada para sua execução.

O programa Guyamazon é desenvolvido em parceria com as Fundações de Amparo à Pesquisa dos estados do Amapá (Fapeap), do Maranhão (Fapema), do Pará (Fapespa), da Embaixada da França, do Instituto de Pesquisa para o Desenvolvimento (IRD), do Centro de Cooperação Internacional em Pesquisa Agronômica para o Desenvolvimento (Cirad), do Centro Nacional de Pesquisas Científicas (CNRS) e da Coletividade Territorial da Guiana (CTGA).

Confira o edital, clique aqui.

Texto: Francisco Santos-Agência FAPEAM

Fotos: Arquivo/Fapeam

O post Inscrições para programa de cooperação internacional encerram dia 29 de setembro apareceu primeiro em FAPEAM.