Arquivo da Categoria: Apresentação

Fapeam encerra ciclo de visitas em instituições de Manaus para articulação do Programa Centelha

Um total de 15 instituições de Manaus recebeu visitas de representantes da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam) para apresentar e divulgar o Programa Centelha. O encerramento dessa etapa de articulação e preparação das instituições de ciência, tecnologia, inovação e empreendedorismo finalizou com palestras ministradas no Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia), Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa/Amazônia Ocidental) Centro Universitário do Norte (UniNorte) e Instituto Federal do Amazonas (Ifam).

23 .05.2019 - PROGRAMA CENTELHA - VISITA EMBRAPA - FOTOS BARBARA BRITO_-14

Representantes da Embrapa Amazônia Ocidental

O Programa Centelha no Amazonas será executado pela Fapeam. A iniciativa é promovida pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e Financiadora de Inovação e Pesquisa (Finep), em parceria com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e  Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap), operada pela Fundação Certi.

As visitas iniciaram no dia 15 de maio e tiveram como objetivo conquistar parcerias institucionais e incentivar a participação de pessoas físicas para submeterem ideias inovadoras ao edital do Programa, que será lançado no mês de junho.

A diretora técnico-científica da Fapeam, Marne Vasconcellos, destacou que em todas as visitas às instituições os representantes da Fapeam foram bem recebidos, assim como o Programa Centelha bem aceito, independente das características específicas de cada uma.

“Todas as visitas tiveram êxito. Encerramos a primeira etapa e iremos agora para a formalização dos agentes centelhas que serão os atores fundamentais desse processo, os multiplicadores da divulgação e da capacitação de ideias para a submissão de propostas ao Centelha ”, disse.

 

23.05.2019 - PROGRAMA CENTELHA VISITA FIOCRUZ- FOTOS EDUARDO-4

diretora técnico-científica da Fapeam, Marne Vasconcellos ao centro, com diretores da Fiocruz

 

O chefe geral da Embrapa, Celso Paulo de Azevedo, disse que a instituição deve ajudar não somente na divulgação do Programa, mas também na seleção de ideias, auxiliando principalmente produtores e estudantes que tenham alguma solução para o setor primário.

“O Programa é excelente, resolve alguns problemas locais. A Embrapa desenvolve tecnologias e às vezes essas tecnologias não chegam aos produtores, então acreditamos que através do Centelha nós aproximaremos um pouco o resultado das pesquisas com a solução chegando ao produtor”, disse.

Segundo a reitora do UniNorte, Nilzete Teixeira Santiago, é uma satisfação firmar parceria para o Programa e o centro universitário poderá contribuir em todas as etapas do Centelha.

O diretor do ILMD/Fiocruz Amazônia, Sérgio Luz, vê com bons olhos a oportunidade que será dada pelo Programa Centelha a pesquisadores, estudantes e demais grupos.

“Essa iniciativa vem ao encontro de outras já apresentadas pela Vice-Presidência de Produção e Inovação em Saúde da Fiocruz, como o Programa Inova Fiocruz, que apoia projetos tecnológicos e inovadores em Saúde, nas áreas de atuação da Fundação Oswaldo Cruz”, explicou.

A coordenadora geral de Empreendedorismo e Incubadoras (CGEI/ Ifam), Maria Goretti Araújo, explica a importância do Centelha para os estudantes, o programa será uma oportunidade e incentivo  de desenvolvimento de  projetos de  inovação, vai preparar  o aluno  ser para modelar ideias  na  construção de futuras  empresas incubadoras.

 

Por Esterffany Martins, Helen de Melo e Jessie Silva

Fotos: Barbara Brito e Érico Xavier

O post Fapeam encerra ciclo de visitas em instituições de Manaus para articulação do Programa Centelha apareceu primeiro em FAPEAM.

Fapeam apresenta Programa Centelha para instituições de Manaus

Para dar continuidade às visitas de apresentação do Programa Centelha, representantes da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam) estiveram nesta quinta-feira (16/5) em três instituições de ensino e pesquisa de Manaus, para formalizar parcerias, bem como incentivar a submissão de ideias inovadoras ao Programa, que será lançado no mês de junho pela Fapeam, em parceria com a Financiadora de Inovação e Pesquisa (Finep).

As visitas foram realizadas no Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa), Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) e Centro Universitário Luterano de Manaus (CEULM/Ulbra).

Durante o encontro, a diretora técnico-científica da Fapeam, Marne Vasconcellos, explicou que as visitas são para incentivar as instituições de diversas áreas, dentro de suas potencialidades, a participarem do Programa, cuja bandeira é a inovação e o empreendedorismo.

A diretora do Inpa, Antonia Maria Pereira, afirmou que o instituto tem interesse em divulgar e estimular a submissão de ideias empreendedoras ao Centelha.

16.05.2019 - REUNIÃO CENTELHA - FAPEAM E INPA - FOTOS ÉRICO X._-17

Apresentação do Programa Centelha no Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa)

 

O diretor do Instituto Senai de Inovação em Microeletrônica (Isi), José Roberto Casarini, comentou que a instituição tem pretensão de gerar startups  e o Programa Centelha pode possibilitar esse aperfeiçoamento.

 

16.05.2019 - REUNIÃO CENTELHA - FAPEAM E SENAI - FOTOS ÉRICO X._-14

Apresentação do Programa para representantes do Senai

Para o reitor da Ulbra, Valdemar Sjlender, o programa é uma oportunidade que vem ao encontro com que a instituição já trabalha relacionada à inovação e empreendedorismo. Para ele,  o programa vem somar para os  empreendedores do centro universitário, formado por acadêmicos e docentes.

16.05.2019 - REUNIÃO CENTELHA - FAPEAM E ULBRA- FOTOS ÉRICO X._-4

Apresentação do Programa para os professores e coordenadores de pesquisa do Centro Universitário Luterano de Manaus (CEULM/Ulbra)

 

Centelha

O Programa Centelha visa estimular a criação de empreendimentos inovadores, bem como disseminar  a cultura do empreendedorismo inovador em todo território nacional, incentivando a mobilização e a articulação institucional dos atores nos ecossistemas locais, estaduais e regionais de inovação do país.

Por Helen Melo e Jessie Silva

Fotos: Érico Xavier

O post Fapeam apresenta Programa Centelha para instituições de Manaus apareceu primeiro em FAPEAM.

Nova edição do PCE contará com mais de 500 projetos

Edital do programa será lançado no dia 13 de março e conta com investimento de quase R$2,5 milhões

A edição 2018 do Programa Ciência na Escola (PCE) contará com mais de 500 projetos.  A novidade foi apresentada pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam), na manhã desta quinta-feira (8), aos representantes da Secretaria de Estado de Educação e Qualidade do Ensino (Seduc), Secretaria Municipal de Educação (Semed) e a Secretaria de Estado de Planejamento, Desenvolvimento, Ciência e Tecnologia e Inovação (Seplancti).

O PCE é uma ação do Governo do Amazonas por meio da Fapeam, em parceria com a Seduc e Semed, e incentiva a aproximação da ciência no ambiente escolar a partir do envolvimento de professores e estudantes de escolas públicas estaduais e municipais em projetos de pesquisa científica e tecnológica.

Uma das novidades da nova edição do programa é o aumento do número de projetos que passou de 420 para 540. Desse número, 200 serão desenvolvidos na capital e 340 no interior do Estado.

O edital do programa será lançado no dia 13 de março, no site da Fapeam, e conta com um investimento de quase R$2,5 milhões. A submissão de propostas poderá ser feita até o dia 27 de abril de 2018.

O diretor técnico-científico da Fapeam, Dércio Reis, disse que outra mudança no programa é relacionada à abrangência do público-alvo, que passou a ser a partir do 5º ano do Ensino Fundamental I, antes o edital contemplava estudantes a partir do 6° ano do Ensino Fundamental II.

IMG_3687

O programa permite ainda a participação de alunos das modalidades Educação de Jovens e Adultos, Educação Escolar Indígena, Atendimento Educacional Específico e Projeto Avançar. Além da possibilidade de substituição de bolsistas de Iniciação Científica e Tecnológica, até o terceiro mês de vigência do projeto, desde que devidamente justificada e com a aprovação da Fapeam.

“Houve a necessidade de reduzimos a idade das crianças que estavam participando do PCE. Agora estamos incluindo crianças a partir do 5º ano do Ensino Fundamental. Vamos avaliar como será o comportamento do projeto a partir desta mudança. Com os resultados, quem sabe no futuro podermos reduzir ainda mais a idade e até mesmo aumentar a quantidade de projetos, para que mais crianças participem desde cedo do programa e tenham o contato com o cenário científico”, explicou.

Reis disse que houve uma redução do número de alunos por projeto de Iniciação Científica e Tecnológica de cinco para três. A mudança foi uma solicitação da Seduc, devido à maioria dos eventos científicos nacionais envolver equipes com no máximo três alunos. A alteração possibilitou ampliar o número de projetos e, consequentemente, contemplar um número maior de escolas e municípios no PCE.

O diretor técnico-científico da Fapeam também falou sobre a possibilidade de lançamento de um novo edital que será realizado em parceria com as instituições de ensino superior do Amazonas, com o intuito de auxiliar o acompanhamento dos projetos implementados nas escolas das redes públicas de ensino.

“Estamos alinhando parcerias com as instituições públicas do Amazonas para que façam o acompanhamento mais próximo dos projetos desenvolvidos no interior do Amazonas. Hoje, podemos aproveitar os núcleos e unidades de instituições públicas como: Universidade Federal do Amazonas, Universidade do Estado do Amazonas, Instituto Federal do Amazonas, que atuam no Estado aproveitando as instalações no interior. Com isso, criamos uma grande rede entre o ensino superior e o fundamental criando um envolvimento das crianças com os pesquisadores. Isso será benéfico para ambos os lados, pois todos que participam do processo aprendem” informou.

 

 Departamento de Difusão do Conhecimento (Decon)

 

 

O post Nova edição do PCE contará com mais de 500 projetos apareceu primeiro em FAPEAM.

Nova edição do PCE contará com mais de 500 projetos

Edital do programa será lançado no dia 13 de março e conta com investimento de quase R$2,5 milhões

A edição 2018 do Programa Ciência na Escola (PCE) contará com mais de 500 projetos.  A novidade foi apresentada pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam), na manhã desta quinta-feira (8), aos representantes da Secretaria de Estado de Educação e Qualidade do Ensino (Seduc), Secretaria Municipal de Educação (Semed) e a Secretaria de Estado de Planejamento, Desenvolvimento, Ciência e Tecnologia e Inovação (Seplancti).

O PCE é uma ação do Governo do Amazonas por meio da Fapeam, em parceria com a Seduc e Semed, e incentiva a aproximação da ciência no ambiente escolar a partir do envolvimento de professores e estudantes de escolas públicas estaduais e municipais em projetos de pesquisa científica e tecnológica.

Uma das novidades da nova edição do programa é o aumento do número de projetos que passou de 420 para 540. Desse número, 200 serão desenvolvidos na capital e 340 no interior do Estado.

O edital do programa será lançado no dia 13 de março, no site da Fapeam, e conta com um investimento de quase R$2,5 milhões. A submissão de propostas poderá ser feita até o dia 27 de abril de 2018.

O diretor técnico-científico da Fapeam, Dércio Reis, disse que outra mudança no programa é relacionada à abrangência do público-alvo, que passou a ser a partir do 5º ano do Ensino Fundamental I, antes o edital contemplava estudantes a partir do 6° ano do Ensino Fundamental II.

IMG_3687

O programa permite ainda a participação de alunos das modalidades Educação de Jovens e Adultos, Educação Escolar Indígena, Atendimento Educacional Específico e Projeto Avançar. Além da possibilidade de substituição de bolsistas de Iniciação Científica e Tecnológica, até o terceiro mês de vigência do projeto, desde que devidamente justificada e com a aprovação da Fapeam.

“Houve a necessidade de reduzimos a idade das crianças que estavam participando do PCE. Agora estamos incluindo crianças a partir do 5º ano do Ensino Fundamental. Vamos avaliar como será o comportamento do projeto a partir desta mudança. Com os resultados, quem sabe no futuro podermos reduzir ainda mais a idade e até mesmo aumentar a quantidade de projetos, para que mais crianças participem desde cedo do programa e tenham o contato com o cenário científico”, explicou.

Reis disse que houve uma redução do número de alunos por projeto de Iniciação Científica e Tecnológica de cinco para três. A mudança foi uma solicitação da Seduc, devido à maioria dos eventos científicos nacionais envolver equipes com no máximo três alunos. A alteração possibilitou ampliar o número de projetos e, consequentemente, contemplar um número maior de escolas e municípios no PCE.

O diretor técnico-científico da Fapeam também falou sobre a possibilidade de lançamento de um novo edital que será realizado em parceria com as instituições de ensino superior do Amazonas, com o intuito de auxiliar o acompanhamento dos projetos implementados nas escolas das redes públicas de ensino.

“Estamos alinhando parcerias com as instituições públicas do Amazonas para que façam o acompanhamento mais próximo dos projetos desenvolvidos no interior do Amazonas. Hoje, podemos aproveitar os núcleos e unidades de instituições públicas como: Universidade Federal do Amazonas, Universidade do Estado do Amazonas, Instituto Federal do Amazonas, que atuam no Estado aproveitando as instalações no interior. Com isso, criamos uma grande rede entre o ensino superior e o fundamental criando um envolvimento das crianças com os pesquisadores. Isso será benéfico para ambos os lados, pois todos que participam do processo aprendem” informou.

 

 Departamento de Difusão do Conhecimento (Decon)

 

 

O post Nova edição do PCE contará com mais de 500 projetos apareceu primeiro em FAPEAM.