Arquivo da Categoria: Amazonas faz Ciência

Estudo avaliou os potenciais de plantas medicinais amazônicas para elaboração de bioprodutos

Pesquisadores analisaram substâncias isoladas de extratos e óleos essenciais de espécies vegetais amazônicas, utilizadas como plantas medicinais, com objetivo de obter conhecimento científico de suas propriedades para futura elaboração de bioprodutos,  como  fitoterápicos ou alimentos nutracêuticos.

O estudo desenvolvido com apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam), por meio do Programa de Apoio à Fixação de Doutores no Amazonas (Fixam), foi coordenado pela Dra. Jaqueline de Araújo Bezerra, do Instituto Federal do Amazonas (Ifam), em parceria com a Universidade Federal do Amazonas (Ufam) e a Universidade Federal do Paraná (UFPR).

A pesquisa avaliou uma estimativa de 35 espécies, das quais destacaram-se cientificamente Myrtaceae (plantas arbóreas, representadas principalmente pelas plantas frutíferas) e Piperaceae (plantas medicinais, ornamentais) que apresentaram potenciais bioativos.  

MAM2019

Jaqueline Bezerra- coord. do estudo

“Fizemos um screening de espécies nas quais se destacaram mais promissoras foram às ativas nos ensaios de capacidade antioxidante, enzimáticos e por apresentaram baixa toxicidade in vitro. As amostras vegetais foram analisadas quimicamente por técnicas cromatográficas e espectrométricas, para obter os perfis químicos”, explicou.

Segundo Jaqueline, todo conhecimento da constituição química e das propriedades antioxidantes, enzimáticas, citotóxicas e antimicrobianas contribuem para a elaboração de uma variedade de bioprodutos a base de espécies vegetais com maior valor agregado.

Resultados

Com o estudo foi possível a implantação dos protocolos de diversos ensaios de rotina nos laboratórios durante a execução do projeto, a seleção das espécies mais promissoras para continuidade dos estudos e futura elaboração de produtos biotecnológicos.

 “Os trabalhos desenvolvidos geraram publicações no período de 2018 a 2020 que tiveram apoio do projeto, utilizando a plataforma de ensaios com diversas matrizes, incluíram: 3 artigos com óleos essenciais; 6 artigos de sucos de frutas amazônicas, 3 artigos com sucos encapsulados; 2 artigos com bebidas fermentadas e 1 artigo de extratos vegetais. E por fim elaboramos bebidas fermentadas a base de frutos com propriedades antioxidantes que está em processo de patenteamento em parceria com Ifam-Ufam”,disse.

Para a pesquisadora o Programa Fixam foi essencial para o início da carreira científica e o desenvolvimento do estudo. “O recém-doutor adquire experiência para coordenar um projeto com recurso financeiro, orientar bolsistas de apoio técnico, desenvolver uma pesquisa, colaborar com a academia e consolidar uma linha de pesquisa”,destacou.

Parcerias

Jaqueline destaca a importância da consolidação de pesquisadores parceiros entre as áreas da química, biologia, engenharia de alimentos e farmácia, assim como a contribuição científica de propriedades das diversas matrizes com a publicação de artigos, junto aos parceiros, utilizando as plataformas de ensaios químicos. “Existiu uma  equipe técnica envolvida com pessoas que foram  fundamentais em uma análise ou outra. A equipe deu certo pois cada um ficou responsável por sua área. Eu como química contribui com as análises químicas de todos os artigos”, acrescentou a pesquisadora. 

Contribuíram com a pesquisa o prof. Dr. Marcos Batista Machado, prof. Dr. Edgar Aparecido Sanches, prof. Dr. Pedro Henrique Campelo da Ufam, profa. Dra. Lucia Schuch Boeira e prof. Dr. Valdely Ferreira Kinupp do Ifam, profa. Dra. Francinete Ramos Campos da UFPR, que continuam como parceiros de pesquisa do projeto Universal em desenvolvimento. Participaram também MSc. Josina Moreira Mar, a MSc. Laiane Santos Silva e MSc. Edinilze, todas bolsistas do Fixam e junto com as integrantes do grupo de pesquisa MSc. Amanda dos Santos (ex-aluna de mestrado) e Dra. Andrezza da Silva Ramos que contribuíram também na execução das análises.

Fixam

O programa consiste em estimular a fixação de recursos humanos com experiência em ciência, tecnologia e inovação e/ou reconhecida competência profissional em instituições de ensino superior e pesquisa, institutos de pesquisa, empresas públicas de pesquisa e desenvolvimento, empresas privadas e microempresas que atuem em investigação científica ou tecnológica.

Por: Jessie Silva

Fotos- Arquivo do pesquisador

 

 

O post Estudo avaliou os potenciais de plantas medicinais amazônicas para elaboração de bioprodutos apareceu primeiro em FAPEAM.

Fapeam lança edital para Emergências de Saúde Pública no Amazonas – Covid-19

A ciência, tecnologia e inovação para o enfrentamento da Covid-19 ganham mais um reforço no Amazonas. O Governo do Estado, por meio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam), lança nesta terça-feira, 14/4, o Programa CT&I em Emergências de Saúde Pública no Amazonas – Covid-19 (PCTI-EmergeSaúde/AM).

O programa é destinado a cientistas que atuam no Amazonas em pesquisas estratégicas que tenham a aplicação de seus resultados na resolutividade de questões relativas à pandemia do novo coronavírus – Covid-19.

“Estamos vivendo uma situação inédita diante do avanço dos casos da Covid-19 no Estado e no mundo. Neste sentido, a Fapeam, dentro da sua área de competência, une-se às demais iniciativas das secretariais estaduais, para subsidiar a Política Pública de Saúde do Amazonas e apoiar a ciência na busca por soluções, para enfrentamento do novo coronavírus”, comentou Márcia Perales, diretora-presidente da Fapeam.

Por seu caráter emergencial, o período para submissão de propostas é curto, iniciando hoje, 14, e finalizando no dia 23/4/2020, portanto, os pesquisadores interessados devem ficar atentos aos prazos.

Para o PCTI-EmergeSaúde/AM, a Fapeam destina o valor de até R$ 1.618.912,00 (um milhão, seiscentos e dezoito mil, novecentos e doze reais) para despesas de capital, custeio e bolsas. O recurso irá apoiar pesquisas e/ou serviços estratégicos em duas linhas temáticas. A primeira, “Pesquisa e desenvolvimento de insumos para o enfrentamento da pandemia de Covid-19 no estado do Amazonas” e, a segunda, “Pesquisa, serviço e desenvolvimento de protocolos de análises moleculares e/ou imunológicas para o enfrentamento da pandemia de Covid-19 no estado do Amazonas”.

A expectativa é apoiar até quatro projetos, sendo dois em cada linha temática. Os projetos a serem apoiados terão prazo de execução de 12 meses, a contar da liberação do recurso, podendo ser prorrogados a critério da Fapeam.

As propostas devem ser apresentadas em formulário online específico e enviadas por meio eletrônico, via Sistema de Gestão da Informação da Fapeam (SigFapeam), disponível no site da Fundação http://www.fapeam.am.gov.br. Para acessar ao formulário, o proponente deve utilizar seu login e senha previamente cadastrados.

Os recursos destinados ao PCTI-EmergeSaúde/AM são provenientes do Programa 33306 – Ciência, Tecnologia e Inovação no Amazonas, ação de Fomento a Projetos de Ciência, Tecnologia e Inovação, com orçamento da Fapeam, oriundo do Tesouro Estadual.

Vale lembrar que as publicações científicas e outros meios de divulgação de trabalhos de pesquisa, apoiados pelo edital devem citar o apoio público recebido.

Acesse aqui o edital.

 Por: Marlúcia Seixas

O post Fapeam lança edital para Emergências de Saúde Pública no Amazonas – Covid-19 apareceu primeiro em FAPEAM.