Todos os artigos de Marlúcia Almeida

Oficinas Pedagógicas da Obsma começam em Porto Velho (RO)

Iniciaram nesta terça-feira (21/11) as Oficinas Pedagógicas da Olimpíada Brasileira de Saúde e Meio Ambiente (Obsma), em Porto Velho (RO). As oficinas acontecem até 23 de novembro, de 8h às 17h, no Rondon Palace Hotel, que fica no bairro Nossa Sra. das Graças.

A abertura do evento aconteceu na segunda-feira, 20/11, no mesmo local onde estão sendo realizadas as oficinas, e contou com a presença da coordenadora Estadual do Núcleo do Programa Saúde na Escola (PSE), Maria Inês Fernandes, da diretora Geral de Educação da Secretaria de Estado da Educação de Rondônia (Seduc-RO), Angélica Aires, da pesquisadora do Laboratório de Microbiologia e representante da Fiocruz Rondônia, Najla Benevides Matos, da coordenadora nacional da Obsma e pesquisadora da Fiocruz, Cristina Araripe, além da coordenadora Regional Norte da Obsma, Rita Bacuri, do Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia) e de professores.

Segundo Maria Inês Fernandes, as Oficinas já estavam no planejamento do PSE desde o ano passado. Agora, o objetivo é que os professores que participam deste momento possam tornar-se multiplicadores e,  dessa forma, o Programa venha a alcançar um número maior de pessoas qualificadas para o desenvolvimento de projetos nas áreas de saúde e meio ambiente, e que se sintam aptos a concorrerem na Obsma.

 

Cristina Araripe lembrou que a Olimpíada trabalha na perspectiva de melhorar as condições de vida das populações, daí a importância do desenvolvimento de projetos com temas relacionados  à saúde e  ao meio ambiente nas escolas, de modo transversal, de acordo a  realidade local,  e com propostas e projetos pedagógicos construídos por professores e  alunos.

Em Porto Velho, participam das oficinas 80 professores, de 52 municípios de Rondônia. A maioria não conhecia a Obsma, mas em 2012, a professora  Carmem Silvia de Andrade Corrêa, de Cacoal (RO) foi premiada na 6ª. Obsma com um trabalho contra a dengue. Agora, ela participa das Oficinas Pedagógicas para se qualificar e receber mais estímulos para o desenvolvimento de novos projetos com seus alunos.

 O professor Rildo Nilo da Silva, do município Pimenta Bueno (RO), que trabalha com as disciplinas de Biologia, Ciências e Artes, também espera que as Oficinas lhe inspirem a desenvolver novos projetos na escola, e quer receber sugestões de plataformas e outros meios de capacitação profissional.

Para a coordenadora Regional Norte da Obsma, Rita Bacuri, do Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia), o apoio do PSE e da Seduc de Rondônia para o desenvolvimento das Oficinas Pedagógicas, marcam o sucesso do evento. Ela lembra que as oficinas são destinadas a professores da educação básica, de escolas públicas e privadas. Os  interessados em participar da Olimpíada podem concorrer com projetos nas áreas de saúde e meio ambiente, desenvolvidos com os alunos, a partir de recursos relacionados a projeto de ciências, produção de texto e produção audiovisual, que são as três modalidades da Obsma.

No dia 22/11, a oficina será de produção audiovisual na educação básica, com o professor Wagner Nagib, da Fiocruz Paraná, que abordará a utilização da tecnologia como ferramenta potencializadora do ensino e aprendizado. Na parte da tarde, acontecerão atividades práticas.

No dia 23/11, a oficina será de produção textual, com a professora Alcione de Araújo, da Universidade Federal do Amazonas (Ufam) e colaboradora da Obsma.

SOBRE A OBSMA

A Olimpíada Brasileira de Saúde e Meio Ambiente é um projeto educativo bienal promovido pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) para estimular o desenvolvimento de atividades interdisciplinares nas escolas públicas e privadas de todo o país. Dentre os principais objetivos da Obsma, destacam-se o reconhecimento do trabalho desenvolvido por professores e alunos nas escolas e a cooperação com a divulgação de ações governamentais, criadas em prol da educação, da saúde e do meio ambiente.

ILMD/Fiocruz Amazônia, por Marlúcia Seixas
Fotos: Marlúcia Seixas

Comitê de Controle da Tuberculose no Amazonas celebrar 10 anos de criação

Representantes do governo e da sociedade civil estiveram reunidos nesta sexta-feira, 17/11, no Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia) para comemorar os dez anos do Comitê de Controle da Tuberculose no Amazonas.

Criado em 2007, o Comitê, é coordenado por Euclides José de Souza Neto, da Associação Katiró, e tem como vice-coordenadora, a pesquisadora do ILMD/Fiocruz Amazônia, Joycenea Matsuda. Sua missão é “ser um articulador entre o governo e a sociedade civil, buscando integração e contribuição para as políticas públicas do controle da tuberculose no país, dando visibilidade às ações de comunicação, advocacy, mobilização social, monitoramento e avaliação, com vistas à garantia da cidadania e defesa do SUS”.

Durante a abertura do evento, Euclides Neto lembrou que o ILMD/Fiocruz Amazônia foi a primeira casa do Comitê, daí a satisfação em celebrar o aniversário de 10 anos, nas dependências do Instituto.

O evento foi brindado em sua abertura com o Coral Musikarte,  projeto da  Escola Estadual Solon de Lucena, que trouxe por meio de seus integrantes alegria e suavidade para a celebração.

A mesa de abertura foi composta pelo deputado estadual e presidente da Frente Parlamentar Mista de Enfrentamento e Defesa dos Direitos da Pessoa com IST/HIV/AIDS e Tuberculose (Frendhat), Luiz Castro, por representantes da Secretaria de Estado da Saúde (Susam), Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), da Policlínica Cardoso Fontes, da Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS), da Secretaria Municipal de Educação (Semed),  pelo coordenador do Comitê, Euclides Neto e por Sérgio Luz, diretor do ILMD/Fiocruz Amazônia.

Em seu discurso, Sérgio Luz falou da importância do envolvimento da sociedade em defesa da ciência e tecnologia, e da garantia de direitos, em atenção às necessidades da população pelo Sistema Único da Saúde, especialmente, no caso da tuberculose, em que os pacientes são referenciados e encaminhados aos serviços de saúde ambulatoriais do SUS, onde são acompanhados por equipe multidisciplinar.

Luiz Castro lembrou a importância dos espaços democráticos de discussões e ressaltou a importância do Comitê como instituição democrática que reúne atores que atuam na prevenção, no esclarecimento, diagnóstico e tratamento da Tuberculose.

O evento encerrou com a entrega de troféus a personalidades que se destacaram nesses 10 anos, no Amazonas, na luta contra a Tuberculose.

ILMD/Fiocruz Amazônia, por Marlúcia Seixas
Fotos: Eduardo Gomes e Marlúcia Almeida

Fiocruz Amazônia abre inscrições para o Seminário Internacional Doenças Infecciosas Negligenciadas da Amazônia

De 4 a 7 de dezembro, o Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia), por meio Programa de Pós-Graduação em Biologia da Interação Patógeno-Hospedeiro (PPGBIO-Interação), realiza o Seminário Internacional Doenças Infecciosas Negligenciadas da Amazônia.  O evento acontecerá 9h às 17h, no Salão Canoas, à rua Teresina, 476, Adrianópolis, Manaus (AM).

O Seminário é direcionado a estudantes de pós-graduação e pesquisadores. Está dividido em duas atividades: a primeira, é o minicurso “Ferramentas para o estudo das interações arbovírus-hospedeiro”, que ocorrerá nos dias 4 e 5/12; a segunda, acontecerá nos dias 6 e 7/12, e serão palestras ministradas por pesquisadores convidados nacionais e internacionais que discorrerão a respeito de temas no campo das doenças infecciosas negligenciadas, bem como abordarão tópicos importantes sobre pesquisa na região Amazônica e projetos em desenvolvimento.

O evento é realizado pelo ILMD/Fiocruz Amazônia e tem como parceiros a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), a Vice-Presidência de Educação, Informação e Comunicação (VPEIC) da Fiocruz, e o Institut Pasteur de la Guyane.

INSCRIÇÕES

Os interessados em participar do evento devem enviar e-mail para neglect.ilmd@fiocruz.br. No e-mail deve conter a indicação de qual a atividade quer participar ou se quer inscrever-se para as duas (minicurso e palestras). Além disso, enviar carta de intenções explicando as razões/motivações para participar do minicurso e/ou seminário, nome completo, RG e CPF, ou número do passaporte, nome do orientador, programa de pós-graduação a que está vinculado, ou instituição na qual trabalha, no caso de pesquisadores.

Para o minicurso estão sendo oferecidas 10 vagas. Para as palestras, 100 vagas estão sendo disponibilizadas. As inscrições são gratuitas, e algumas atividades serão ministradas em inglês.

SOBRE O PPGBIO-INTERAÇÃO

O Programa de Pós-Graduação em Biologia da Interação Patógeno-Hospedeiro é um curso stricto sensu, que tem como essência a dinâmica de transmissão das doenças e as interações moleculares e celulares da relação patógeno-hospedeiro, no âmbito da maior biodiversidade mundial.

O Programa se enquadra na grande área em Parasitologia. A pesquisa e o ensino desenvolvidos no contexto do PPGBIO-Interação têm ênfases na ecoepidemiologia e biodiversidade de micro-organismos e vetores, fatores de virulência, e mecanismos fisiopatológicos e imunológicos associados na interação parasito-hospedeiro.

ILMD/Fiocruz Amazônia, por Marlúcia Seixas
Imagem: Mackesy Pinheiro

Matemática na saúde: Fiocruz Amazônia divulga nova programação da Semana Nacional de C&T

Com o tema ‘A matemática na saúde’, o Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia) dará continuidade, no período de 21 a 24 de novembro, às atividades da 14ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT), que acontecem em parceria com a Secretaria Municipal de Educação (Semed).

A programação do evento ocorrerá em dois locais: no Espaço da Cidadania Ambiental (Ecam), localizado no Shopping Manauara (das 10h às 16h) e no Salão Canoas, auditório do ILMD/Fiocruz Amazônica (Rua Teresina, 476, Adrianópolis, das 19h às 21h).

O vice-diretor de Pesquisa e Inovação do ILMD, Felipe Naveca, informou que essas ações objetivam levar a ciência para a sociedade com uma linguagem simplificada, mostrando o que a Fiocruz Amazônia faz no nosso Estado, chamando a atenção, principalmente, das crianças, jovens e adolescentes para o papel da ciência no cotidiano. “A proposta também é de mostrar para eles como a matemática auxilia os pesquisadores e gestores da área de saúde em suas atividades. A partir da análise dos números, podemos identificar surtos, epidemias, locais com maior frequência de ocorrência de uma doença”, frisou.

PROGRAMAÇÃO

A programação do evento de divulgação científica iniciará na terça-feira, 21/11, no Espaço Ecam, às 10h, com a palestra ‘Diarreia e suas causas’, com a mestranda Alessandra Cavalcante. No horário das 14h às 16h, a pesquisadora Joyceana Matsuda falará sobre ‘O que é tuberculose?’. À noite, das 19h às 21h, o palestrante Yuri Oliveira Chaves vai falar sobre a ‘Pesquisa no ILMD’, no Salão Canoas.

Na quarta-feira, 22/11, o público poderá conferir uma palestra com Yago Santos sobre ‘Filarioses na Amazônia’, das 10h às 12h, no Espaço Ecam – Manaura Shopping. Pela tarde, no mesmo espaço, das 14h às 16h, é a vez da palestra ‘Onde está o DNA?”, com Victor Souza. Na programação noturna, no Salão Canoas, do ILMD/Fiocruz Amazônia, ocorrerá a apresentação do Programa de Iniciação Científica (PIC), com a pesquisadora Stefanie Lopes.

Já na quinta-feira, 23/11, a pesquisadora Edilene Martins vai ministrar palestra sobre a ‘Malária no Brasil’, das 10h às 12h, e pela tarde o pesquisador André Corado falará sobre ‘Epidemiologia Molecular do HIV 1’, das 14h às 16h. Com o tema ‘Infecção hospitalar em números’, a palestrante Paula Taquita, apresentará a palestra no Salão Canoas, das 19h às 21h.

Na programação de sexta-feira, 24/11, das 10h às 12h, ocorrerá uma palestra no Espaço Ecam, com a pesquisadora Luiza Garnelo intitulada ‘Desigualdades Sociais na Amazônia’. No período da tarde, das 14h às 16h, a palestrante Laissa Barroso, falará sobre ‘Dermatófitos’. À noite, das 19h às 21h, no Salão Canoas, o público poderá assistir a palestra sobre a ‘Pesquisa no diagnóstico e controle da malária’, com as estudantes de pós-graduação Juliana Glória e Késsia Caroline Alves.

SERVIÇO

O quê? Semana Nacional de Ciência e Tecnologia

Quando? 21 a 24 de novembro de 2017

Onde? Espaço Ecam (Manauara Shopping) e Salão Canoas  (sede do ILMD/Fiocruz Amazônia)

Que horas? 10h às 16h (Espaço Ecam) e das 19h às 21h (ILMD/Fiocruz Amazônia).

14ª SNCT

As atividades da 14ª. Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, promovidas pelo ILMD/Fiocruz Amazônia, iniciaram no dia 31/10, no Espaço Ecam, e ocorreram em parceria com a coordenação do Programa Ocas do Conhecimento Ambiental, da Semed.

Na ocasião, aproximadamente 40 alunos da Escola Municipal Villa Lobos, estiveram no espaço para participar das atividades e foram recepcionados pela equipe do ILMD/FIOCRUZ Amazônia e seu diretor, Sérgio Luz, além do juiz da Vara Especializada em Meio Ambiente e Questões Agrárias (Vemaqa), Adalberto Carim.

Para Sérgio Luz, a SNCT é uma grande promotora da popularização da ciência no Brasil, e visa também estimular o espírito investigativo em crianças, jovens e adultos.  “A ciência e a tecnologia estão presentes em praticamente todos os contextos das nossas vidas: na saúde, na alimentação, no vestuário, na educação, na comunicação e em muitos outros, daí a importância dessas ações para levar à população informações sobre o trabalho cientifico no País”.

 Por Cristiane Barbosa
Fotos: Eduardo Gomes
Edição: Marlúcia Seixas

Divulgado resultado final da homologação de inscrições para pesquisador visitante da Fiocruz Amazônia

O Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia), por meio da Comissão de Seleção do Processo Seletivo para Pesquisador Visitante, objeto da Chamada Pública nº OO5/2O17 e suas republicações, após a análise dos recursos, divulgou nesta terça-feira, 14/11, o resultado final da 1ª etapa.

Para acessar ao resultado final da 1ª etapa, clique.

O processo seletivo é realizado em conformidade com a Portaria ILMD N.044/2017, que institui o Programa de Pesquisador Visitante (PV/ILMD/Fiocruz Amazônia), no âmbito do Programa de Fomento ao Ensino e à Pesquisa do Instituto, sob contrato Nº 26/2016, com a Fundação para o Desenvolvimento Científico e Tecnológico em Saúde (PFEP/ILMD/Fiotec).

Para mais informações sobre a Chamada Pública Nº 005/2017, clique na página de Chamadas Públicas do ILMD/Fiocruz Amazônia.

Ascom ILMD/ Fiocruz Amazônia

Segurança alimentar e o desafio da resiliência em cenários de seca e cheia são temas de oficina em Maués (AM)

Com o objetivo de divulgar os resultados parciais do Projeto Cidades amazônicas e eventos hidroclimáticos extremos: pesquisa para reduzir vulnerabilidade e estabelecer resiliência, o pesquisador Jesem Douglas Yamall Orellana, do Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia), organiza no município de Maués a Oficina cidadã: segurança alimentar e situação nutricional na Amazônia e o desafio da resiliência em cenários de seca e cheia extrema.

O evento será realizado no período de 16 a 18 de novembro no Instituto Federal do Amazonas (Ifam – Campus Maués), na Sala de Artes, no horário de 8h30 às 12h e das 14h às 17h30, e é dirigido a gestores e gerentes de órgãos públicos (em especial defesa civil, secretarias de saúde  e desenvolvimento social), pesquisadores, e demais interessados não só de Maués, mas também dos municípios vizinhos.

Na oportunidade, serão discutidos possíveis mecanismos que determinam como secas e enchentes afetam pessoas vulneráveis, especialmente as que habitam localidades não conectadas por acesso terrestre à capital ou a cidades de médio porte, assim como a discussão de estratégias para predizer a insegurança alimentar nessas populações.

Durante o evento também será discutida a possibilidade de estruturação de uma rede cidadã de cooperação e apoio entre gestores e gerentes locais das mais variadas áreas, pesquisadores e demais atores locais da sociedade civil organizada.

SOBRE O PESQUISADOR

Jesem Orellana é graduação em Enfermagem pela Universidade Federal de Rondônia (2003) e mestre em Saúde Pública pela Fundação Oswaldo Cruz (2005). Atualmente é doutorando em Epidemiologia pela Universidade Federal de Pelotas. Atua como pesquisador colaborador da Lancaster University e é pesquisador assistente da Fundação Oswaldo Cruz. Tem experiência na área de Saúde Coletiva, atuando principalmente nos seguintes temas: epidemiologia, violência e saúde, morbidade hospitalar, saúde da criança e da mulher.

ILMD/Fiocruz Amazônia, por Marlúcia Seixas
Foto: divulgação

PPGBIO-Interação divulga resultado de análise de recursos

A Comissão de Recursos do curso de mestrado do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Biologia da Interação Patógeno Hospedeiro (PPGBIO-Interação) do Instituto Leônidas & Maria Deane divulga o resultado da análise dos recursos da 2ª etapa: prova escrita, da chamada pública n º 003/2017.

O resultado está disponível na Plataforma Siga, em  http://www.sigass.fiocruz.br/pub/inscricao.do?codP=127. Na mesma plataforma também estão disponíveis mais informações obre o processo seletivo.

O PPGBIO-Interação é um curso stricto sensu, que tem como essência a dinâmica de transmissão das doenças e as interações moleculares e celulares da relação patógeno-hospedeiro, no âmbito da maior biodiversidade mundial.

O curso se enquadra na grande área em Parasitologia devido a pesquisa e ensino terem ênfase na ecoepidemiologia e biodiversidade de micro-organismos e vetores; fatores de virulência, mecanismos fisiopatológicos e imunológicos associados na interação parasito-hospedeiro.

As aulas devem iniciar em março de 2018. Este processo seletivo é para a formação da segunda turma do PPGBIO-Interação.

Ascom-ILMD/Fiocruz Amazônia.
Foto: Divulgação

Novo calendário de defesas do mestrado em Condições de Vida e Situações de Saúde na Amazônia

Divulgado novo calendário de defesas da turma de 2015 do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Condições de Vida e Situações de Saúde na Amazônia (PPGVIDA), do Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia).

Acesse aqui ao calendário de defesas do PPGVIDA.

SOBRE O PPGVIDA

O Programa visa capacitar profissionais para desenvolver modelos analíticos capazes de subsidiar pesquisas em saúde, apoiar o planejamento, execução e gerenciamento de serviços e ações de controle e monitoramento de doenças e agravos de interesse coletivo e do Sistema Único de Saúde (SUS) na Amazônia, além de  propor e utilizar métodos e técnicas para executar investigações na área de saúde, mediante o uso integrado de conceitos e recursos teórico-metodológicos advindos da saúde coletiva, biologia parasitária, epidemiologia, ciências sociais e humanas aplicadas à saúde, comunicação e informação em saúde e de outras áreas de interesse acadêmico, na construção de desenhos complexos de pesquisa sobre a realidade amazônica.

As defesas são abertas ao público.

Ascom-ILMD/Fiocruz Amazônia
Fotos: Eduardo Gomes
Arte: Mackesy Pinheiro

Sai o resultado da segunda etapa do processo seletivo para o mestrado PPGBIO-Interação

Divulgado o resultado da segunda etapa do processo seletivo Nº003/2017 do curso de mestrado do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Biologia da Interação Patógeno Hospedeiro (PPGBIO-Interação), do Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia).

O resultado pode ser acessado em http://www.sigass.fiocruz.br/pub/inscricao.do?codP=127

Na mesma plataforma também está disponível a Republicação da Chamada Pública Nº 003/2017, com correção do período para interposição de recursos dos resultados da prova escrita, no Anexo III.

No dia 9/11 será realizada a 3ª. etapa do processo seletivo, a Prova Oral, que compreende avaliação do projeto de pesquisa, pontuação do currículo lattes e entrevista

PPGBIO-INTERAÇÃO

O Programa de Pós-Graduação em Biologia da Interação Patógeno-Hospedeiro é um curso stricto sensu, que tem como essência a dinâmica de transmissão das doenças e as interações moleculares e celulares da relação patógeno-hospedeiro, no âmbito da maior biodiversidade mundial.

O PPGBIO-Interação se enquadra na grande área em Parasitologia devido a pesquisa e ensino terem ênfase na ecoepidemiologia e biodiversidade de micro-organismos e vetores; fatores de virulência, mecanismos fisiopatológicos e imunológicos associados na interação parasito-hospedeiro.

As aulas devem iniciar em março de 2018. Este processo seletivo é para a formação da segunda turma do PPGBIO-Interação.

Ascom-ILMD/Fiocruz Amazônia.
Foto: Divulgação

Espaço Ecam do Manauara Shopping recebe programação da Fiocruz Amazônia

Com o tema “A Matemática está na Saúde”, o Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia) dá início à programação da 14ª edição da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT). As atividades acontecem inicialmente no dia 31/10,  no Espaço Ecam, localizado 3º piso de Manauara Shopping, localizado na avenida Av. Mário Ypiranga, 1300 – Adrianópolis.

A programação das atividades foi organizada pela Vice-diretoria de Pesquisa e Inovação (VDPI-ILMD/Fiocruz Amazônia) juntamente com pesquisadores, bolsistas e alunos do Instituto.

No ano de 2017, o tema da 14ª SNCT é  “A Matemática está em tudo”. A escolha deste tema baseia- se no Biênio da Matemática Gomes de Souza (2017-2018). A Semana é promovida pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, e visa despertar o interesse de crianças e jovens para a área, além de popularizar a ciência.

Confira a programação do dia 31/10/2017:

 
ILMD/Fiocruz Amazônia, por Marlúcia Seixas
Imagens: Mackesy Pinheiro