Todos os artigos de Marlúcia Almeida

Fiocruz Amazônia recebe visita do deputado José Ricardo Wendling

O Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia) recebeu nesta sexta-feira, 11/10, a visita do deputado federal José Ricardo Wendling, que veio conhecer um pouco mais sobre o trabalho da Fiocruz no Amazonas e seus projetos para a saúde. O parlamentar foi recebido pelo diretor do ILMD/Fiocruz Amazônia, Sérgio Luz, e pelo vice-diretor de Pesquisa e Inovação (VDPI/Fiocruz Amazônia), Felipe Naveca.

Na oportunidade, Sérgio Luz falou das ações e projetos desenvolvidos pela Fiocruz Amazônia, para a melhoria das condições de vida e saúde das populações amazônicas e para o desenvolvimento científico e tecnológico regional, tendo como ações a pesquisa, a educação e atividades na área de saúde pública.

“A aproximação com a bancada parlamentar do Amazonas é muito importante para levarmos ao conhecimento das parlamentares informações sobre o nosso trabalho, sobre saúde na Amazônia, sobre a nossa instituição, e para pensarmos em propostas que integrem a formação de profissionais da saúde e o desenvolvimento da ciência, tecnologia e inovação no Estado”, disse o diretor.

Durante a visita, José Ricardo recebeu exemplares das revistas da Fiocruz Amazônia, bem como o Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) 2018-2020. O parlamentar disse estar à disposição para conhecer as propostas para emendas parlamentares da Fiocruz Amazônia, e poder contribuir com suas ações quando possível.

ILMD/Fiocruz Amazônia, por Marlúcia Seixas
Fotos: Marlúcia Seixas

Incra e Fiocruz Amazônia renovam contrato de cessão de uso de área no Projeto de Assentamento Rio Pardo, na BR-174

Visando garantir a continuidade das pesquisas de campo do Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia) no Projeto de Assentamento Rio Pardo, na BR-174, no município de Presidente Figueiredo-AM, foi renovado ontem, 10/10, o contrato de cessão de uso de área para funcionamento da base de apoio às pesquisas da Fiocruz Amazônia naquela área.

O contrato trata-se de uma renovação de cessão da área, por mais 10 anos, para utilização em pesquisas do ILMD/Fiocruz Amazônia. A assinatura do documento foi feita pelo superintendente substituto do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra-AM), João Batista Jornada e por Sérgio Luz, diretor da Fiocruz Amazônia.

“A renovação da cessão de uso dessa área de Rio Pardo é muito importante para nós, pois permite à Fiocruz Amazônia dar continuidade às pesquisas de longo prazo naquela área, especialmente as de doenças transmissíveis”, comentou Sérgio Luz.

A cessão tem por objetivo assegurar o uso pleno do bem, assim como as edificações e benfeitorias nele existentes, no Ramal do Rio Pardo, para o bem-estar e o progresso econômico-social dos assistidos pelo projeto e nas pesquisas de campo da Fiocruz Amazônia no assentamento, nas áreas da saúde e educação.

ILMD/Fiocruz Amazônia, por Marlucia Seixas
Foto: Arquivo da Fiocruz Amazônia

Saneamento Ambiental foi tema de seminário promovido pela Funasa no Amazonas

Com o objetivo de debater políticas públicas de saneamento básico no estado, a Superintendência Estadual da Fundação Nacional de Saúde (Suest/Funasa-AM) promoveu nos dias 7 e 8 deste mês, no Centro de Convenções Vasco Vasques, zona centro-oeste de Manaus, o 1º Seminário de Saneamento Ambiental do Amazonas.

Durante o encontro, o diretor do Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia), Sérgio Luz, apresentou um “Levantamento dos vírus em diferentes períodos sazonais na bacia do Rio Negro – Manaus-AM”, integrando a mesa-redonda “Saúde Ambiental”, que contou ainda com as participações de palestrantes da Funasa e da Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM), que discorreram sobre “A importância da educação ambiental para a política de saneamento” e “Controle de qualidade da água”, respectivamente.

A abertura do evento, no dia 7/10, contou com a presença do governador do Amazonas, Wilson Lima, do presidente e superintendentes estaduais da Funasa, parlamentares e representantes de instituições de saúde e meio ambiente.

ILMD/Fiocruz Amazônia, por Marlúcia Seixas

Escola estadual do Amazonas recebe o evento científico Genomic Day

Você sabe o que é o Genomic Day? É  um evento científico de iniciativa do Laboratório de Biologia Computacional e Sistemas do Instituto Oswaldo Cruz (IOC/Fiocruz-RJ),  que acontece em diversas cidades do país, com o intuito de levar informações sobre a pesquisa, em especial no campo da genômica, a alunos do ensino médio.

Este ano o evento também acontecerá em Manaus, em parceria com o Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia), na sexta-feira, 4/10, na Escola Estadual Maria da Luz Calderaro, no bairro da Redenção, no horário de  9h às 11h30.

Segundo Alberto Dávila, chefe do Laboratório de Biologia Computacional e Sistemas do IOC/Fiocruz  e coordenador Nacional do Genomic Day, “a expectativa com o evento é  estimular a curiosidade científica dos alunos do ensino médio e motivar o interesse dos professores  pela pesquisa científica. Quem sabe alguns desses alunos são motivados e se tornam  pesquisadores/cientistas que irão descobrir a cura para o câncer ou para outras doenças?”, sugere.

Em sua  quarta edição, o Genomic Day conta com 16 parceiros e será realizado em 12 cidades do Brasil. Confira as instituições envolvidas: Instituto René Rachou (Fiocruz Minas), Escritórios da Fiocruz em Rondônia, Brasília e Mato Grosso do Sul, Centro de Desenvolvimento Tecnológico em Saúde (CDTS/Fiocruz), diferentes Instituições de ensino superior públicas, incluindo a Universidade de São Paulo (USP), as federais do Rio de Janeiro (UFRJ), Rural do Rio de Janeiro (UFFRJ), Fluminense (UFF), de Minas Gerais (UFMG), da Grande Dourados (UFGD), de Santa Catarina (USFC), além da Embrapa-Gado de Corte, Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca (Cefet/RJ) e do Instituto Federal do Acre (IFAC) e ILMD/Fiocruz Amazônia.

PROGRAMAÇÃO EM MANAUS

 

GENOMIC DAY

O Genomic Day tem como propósitos: divulgar conceitos de DNA, genomas e bioinformática para os alunos e professores do ensino médio, fornecendo assim uma atualização sobre estes temas;  divulgar as diferentes pesquisas nestas áreas realizadas por professores/pesquisadores participantes do projeto; e promover a curiosidade científica nos jovens estudantes do ensino médio e motivar professores para se aperfeiçoarem nesta área.

ILMD/Fiocruz Amazônia, por Marlúcia Seixas
Imagens: Mackesy Nascimento

Fiocruz Amazônia e Funasa assinam acordos de cooperação

Dois importantes acordos foram assinados ontem, 30/9, entre a Superintendência Estadual da Fundação Nacional de Saúde (Suest/Funasa-AM) e o Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia). Um dos termos diz respeito à cessão de uso de espaço físico, o outro para Apoio ao Controle e Vigilância em Saúde Ambiental.

Os acordos foram assinados pelo superintendente da Suest/Funasa-AM, Wenderson Monteiro, e pelo diretor do ILMD/Fiocruz Amazônia, Sérgio Luz. A formalização dos acordos aconteceu na Suest/Funasa-AM, no bairro da Glória, em Manaus.

Segundo Sérgio Luz, a assinatura dos acordos reafirma uma parceria institucional, que existe desde da implantação da Fiocruz no Amazonas. “Hoje praticamente reafirmamos todos esses compromissos, estabelecendo uma parceria: um projeto estratégico para o estado e para Amazônia com a questão da qualidade da água. Um convênio que vai ser útil para podermos ajudar a Funasa no cumprimento da sua missão, da qualidade da água nas localidades mais afastadas. Esse é o papel da Fiocruz, fortalecer essas ações, é o papel do SUS e o da Funasa. Ficamos muito contentes de poder assinar esses acordos e estreitar cada vez mais as relações institucionais. Além disso vamos estar dividindo um espaço físico também, enquanto não se desenvolve o projeto da nossa futura sede. Todos sabemos das dificuldades de acesso aos municípios do Amazonas, somente com a Funasa mesmo, para que a gente possa tentar melhorar a qualidade da água, que é um dos principais problemas das comunidades. Então, contribuir com esse trabalho é uma imensa satisfação”.

Para Wenderson Monteiro, a parceria firmada “oxigenou todas as expectativas da Funasa novamente, porque é um desafio muito grande e sozinhos não damos conta. Então, nós temos esse desenho de parceria com a união do estado, dos municípios se tornando real hoje, depois de uma conversa inicial, onde a Fiocruz Amazônia disponibilizou sua estrutura e equipe. A gente vai pegar toda a expertise que foi desenhada e construída em todos esses anos pela Fiocruz, somando com a Funasa, que tem a maior memória de saneamento básico do país, em municípios de até 50 mil habitantes, que são quase 90% do nosso país. E no Amazonas, temos municípios com problemas grandes. Estamos dando as mãos, enquanto Fiocruz, Funasa e governos do estado e dos municípios, para chegarmos a outros lugares onde nunca poderíamos chegar sozinhos”.

CONTROLE E VIGILÂNCIA

Um dos acordos assinados tem por objeto a elaboração conjunta de um Plano de Apoio ao Controle e Vigilância em Saúde Ambiental, por meio do monitoramento da qualidade da água consumida pela população das comunidades rurais e especiais Amazonas.

Para isso o ILMD/Fiocruz Amazônia vai disponibilizar suas instalações, equipamentos, insumos e recursos humanos para a coleta e análises laboratoriais das amostras de água a serem colhidas nas comunidades definidas nesse Plano que será construído, assim como vai capacitar os colaboradores para a coleta das amostras, de acordo com procedimentos técnicos, protocolos e normas de biossegurança adequados, para a emissão de laudos de análise das amostras coletadas, com parâmetros definidos.

Por sua vez, à Suest/Funasa-AM cabe não só a elaboração do Plano, mas também a disponibilização de instalações, equipamentos, insumos e recursos humanos necessários para realização de coleta das amostras de água a serem colhidas nas comunidades e liberação de colaboradores para participarem da capacitação.

ALMOXARIFADO

O segundo acordo vai permitir ao ILMD/Fiocruz Amazônia utilizar espaço físico da Suest/Funasa-AM, visando a instalação de um almoxarifado para armazenamento de materiais e para abrigar a administração desse almoxarifado.

Os responsáveis pelas duas instituições sinalizaram ainda que outras ações em parceria podem ocorrer entre as duas instituições, que conforme lembrado em reunião são as únicas fundações do Ministério da Saúde.

ILMD/Fiocruz Amazônia, por Marlúcia Seixas
Fotos: Marlúcia Seixas

Fiocruz Amazônia oferece curso de atualização em Organização de Ações de Vigilância, Prevenção e Controle de Agravos Notificáveis para agentes de saúde de Manaus

A primeira turma do curso de atualização em Organização de Ações de Vigilância, Prevenção e Controle de Agravos Notificáveis promovida pelo Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia) iniciou as aulas nesta segunda-feira, 30/9, e vai até sexta-feira, 4/10. O curso acontece na sede da Fiocruz no Amazonas, no Salão Canoas, bairro de Adrianópolis, de 8h às 17h.

Participam desta primeira turma Agentes Comunitários de Saúde (ACS) e Agentes de Combate a Endemias (ACE) de Manaus. O curso é desenvolvido no âmbito do QualificaSUS, projeto do ILMD/Fiocruz Amazônia para qualificar trabalhadores do Sistema Único de Saúde (SUS), visando a prestação de um serviço de melhor qualidade e efetividade aos usuários do SUS,.

Durante a abertura do curso, o diretor da Fiocruz Amazônia, Sérgio Luz, falou do desafio de se promover capacitação para todo o Amazonas. “O QualificaSUS surge com a perspectiva de oferecer cursos na área de saúde para todo o Amazonas. Esta é uma turma piloto que contará com os facilitadores, que são nossos apoiadores e que foram selecionados entre mais de 700 pessoas, para ministrar este curso. Eles foram treinados e capacitados para nos ajudar nesse grande desafio: qualificar os profissionais de saúde dos municípios do estado do Amazonas”.

Na oportunidade, Luciana Fabrício, gerente do Distrito de Saúde Rural da Secretaria Municipal de Saúde de Manaus (Semsa) disse estar muito feliz com a parceria com a Fiocruz Amazônia e com a oportunidade da capacitação das equipes do Distrito Rural, que são os primeiros a receberem essa qualificação. “Receber esse curso como os primeiros é uma honra e uma grande satisfação. Eu quero agradecer por essa oportunidade, sabemos que não é fácil trazer todos para este curso, mas as nossas ações não param e não podemos relaxar com relação ao nosso trabalho na  endemia. Conseguimos trazer o máximo de agentes para participar do curso”.

Para o pesquisador visitante sênior da Fiocruz Amazônia, Bernardino Albuquerque, a proposta do QualificaSUS, de abrangência dos 62 municípios do estado do Amazonas não é fácil, principalmente para quem conhece o interior. “No entanto, nós vamos ter o apoio e participação efetiva dos nossos facilitadores nesse curso; são profissionais que realmente já estão preparados para desenvolver essa missão. Exatamente eles que vão passar três semanas no interior e uma semana aqui em Manaus e voltar novamente para o interior. Vai ser um trabalho muito duro”, concluiu.

O curso está sendo ministrado por profissionais selecionados na Chamada Pública Nº 006/2019, para atuarem como facilitadores do curso de atualização em Organização de Ações de Vigilância, Prevenção e Controle de Agravos Notificáveis, que será ministrado em todo o Amazonas, para agentes de saúde do SUS.

VAGAS ABERTAS PARA OS MUNICÍPIOS

O ILMD/Fiocruz Amazônia está com inscrições abertas desde o dia 19/9 para o curso de atualização em Organização de Ações de Vigilância, Prevenção e Controle de Agravos Notificáveis, a ser realizado em municípios do Amazonas.

O curso é dirigido aos Agentes Comunitários de Saúde (ACS) e Agentes de Combate a Endemias (ACE), vinculados às secretarias municipais de saúde dos municípios, e que desempenham suas funções e/ou atividades no cuidado primário à saúde da população.

Confira o Edital Aqui

O curso possui os seguintes objetivos: Conhecer tópicos da dinâmica de transmissão passíveis de intervenções pela atenção básica; Sensibilizar a atenção básica à incorporação de estratégias e ações destinadas à prevenção e controle das doenças de transmissão vetorial; Conhecer ferramentas utilizadas pela educação em saúde para a prevenção e controle das doenças de transmissão vetorial; e, Construir plano de trabalho frente às diferentes realidades na esfera municipal.

As inscrições são gratuitas.

SOBRE O QUALIFICASUS

O Projeto QualificaSUS  é uma iniciativa do ILMD/Fiocruz Amazônia  que tem como objetivo qualificar o corpo de trabalhadores no nível da gestão e do serviço das Secretarias Municipais de Saúde do Estado do Amazonas e órgãos parceiros, a fim de proporcionar um serviço de melhor qualidade e efetividade aos usuários do SUS.

São cursos de atualização, especialização e mestrado que adotam modelo pedagógico pautado na integração ensino-serviço, na problematização da realidade local, na valorização do conhecimento e experiência do aluno trabalhador, entendido como sujeito das práticas de gestão e sanitárias desenvolvidas nas unidades de saúde.

Os cursos estão sendo ofertados em todos os 61 municípios, além da capital Manaus. A iniciativa conta com apoio da bancada parlamentar do Amazonas e parceria do Conselho dos Secretários Municipais de Saúde do Amazonas (Cosems-AM).

ILMD/Fiocruz Amazônia, por Marlúcia Seixas
Fotos: Marlúcia Seixas 

Abertas as inscrições para a 10ª edição da Olimpíada Brasileira de Saúde e Meio Ambiente

Já estão abertas as inscrições para a 10ª edição da Olimpíada Brasileira de Saúde e Meio Ambiente (Obsma), da Fundação Oswaldo Cruz. As inscrições iniciaram no sábado (21/9), data em que é comemorado o Dia Mundial da Árvore. Professores da educação básica de todo o país podem inscrever projetos desenvolvidos com seus alunos do Ensino Fundamental II (6º ao 9º ano) e  do Ensino Médio, realizados no período de 2019 – 2020, nas categorias Produção Audiovisual, Produção de Textos e Projeto de Ciências.

A Olimpíada vai premiar os 36 melhores trabalhos sobre saúde e meio ambiente com uma viagem ao Rio de Janeiro, para alunos e professores vencedores, que vão, na oportunidade, participar de atividades científicas e culturais na cidade. Além da premiação nacional, será oferecido o Prêmio Menina Hoje, Cientista Amanhã a um trabalho desenvolvido por grupos de alunas e professoras do gênero feminino.

Para realizar a inscrição na 10ª Obsma, o professor deve ler o regulamento, preencher o formulário no site oficial  e enviar o trabalho para a regional correspondente da Obsma ao seu Estado, confira os endereços no site da Olimpíada.

Em caso de dúvidas, o professor deve entrar em contato com a Coordenação pelo e-mail olimpiada@fiocruz.br ou pelo telefone (21) 2560-8259. Interessados também podem acompanhar informações sobre a Olimpíada no Instagram da Obsma,  no Facebook (www.facebook.com/obsma) e no Twitter (www.twitter.com/obsma).

Fonte: Obsma
Foto (arquivo): Peter Ilicciev

Prorrogadas as inscrições para o curso Filosofia da Ciência

Até quarta-feira, dia 25/9, estão abertas as inscrições para curso de atualização em Filosofia da Ciência, que será realizado no Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia). O curso é gratuito e destinado a alunos de graduação e pós-graduação. O objetivo da atividade é apresentar a fundamentação teórica (princípios e conceitos) sobre diferentes temas relacionados à filosofia da ciência.

Para a atividade estão sendo disponibilizadas 30 vagas e o seu preenchimento obedece às condições dispostas no processo seletivo. A inscrição é feita pelo Campus Virtual da Fiocruz. Vale ressaltar que, ao preencher o formulário de inscrição, o candidato deve inserir o link do seu Currículo Lattes no local indicado.

As aulas acontecem no período de 30 de setembro a 4 de outubro, em horário integral (manhã e tarde), na sede do ILMD/Fiocruz Amazônia, à rua Teresina, 476, Adrianópolis, zona Centro-Sul de Manaus. O curso será ministrado pelo professor Gilberto Barbosa Domont, docente da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

A atividade é coordenada pela pesquisadora do ILMD/Fiocruz Amazônia, Priscila Aquino. Os alunos que tiverem pelo menos, 75% (setenta e cinco por cento) de frequência no curso, recebem certificado.

Saiba mais sobre o curso Filosofia da Ciência no Campus Virtual da Fiocruz.

ILMD/Fiocruz Amazônia, por Marlúcia Seixas
Imagem: Mackesy Nascimento

Oficina de trabalho debate compreensão de acidentes, lesões, mortes e violência no trânsito

Lesões e mortes no trânsito geram mudanças sociais e sofrimentos incalculáveis à vida das pessoas, lidar com a situação requer ações de vigilância e prevenção de lesões e mortes e que promovam a paz no trânsito.

Assim, nos dias 17 e 18/9, os pesquisadores Edinilsa Souza – do Centro Latino-Americano de Estudos de Violência e Saúde Jorge Careli (Claves), da  Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (Ensp/Fiocruz) – e Marcílio Medeiros,  do Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia) realizam a Oficina de Trabalho Plataforma Digital Colaborativa de Prevenção da Violência no Trânsito, a acontecer no auditório da Fundação de Vigilância em Saúde (FVS/AM), à  avenida Torquato Tapajós, 4.010, Colônia Santo Antônio.

A Oficina faz parte do projeto Plataforma Digital Colaborativa da Prevenção e Vigilância das Violências, de autoria de Marcilio Medeiros, do Laboratório Território, Ambiente, Saúde e Sustentabilidade (LTASS/Fiocruz Amazônia). O projeto é financiado pelo Programa Fiocruz de Fomento à Inovação: Inova Fiocruz.

O Projeto visa promover práticas comunicativas participativas de intervenção social relacionadas à prevenção e redução da violência no trânsito e usar informações não oficiais produzidas no espaço cibernético para a melhoria da qualidade dos registro e ações de intervenção mais adequadas relacionadas às lesões e mortes no trânsito. O produto final da pesquisa será o desenvolvimento de um aplicativo para telefone móvel ou equipamento de transmissão de dados por internet, que permita otimizar a troca de informações entre pessoas e instituições, e assim, acelerar o fluxo de conhecimento sobre lesões e mortes no trânsito para ação/intervenção dos órgãos competentes.

A Oficina de Trabalho conta com apoio do Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM), FVS-AM e Processamento de Dados do Amazonas S/A (Prodam).

SOBRE A OFICINA DE TRABALHO

A Oficina de Trabalho tem como objetivo definir o que a pesquisa, assim como os sujeitos representantes das instituições implicadas na temática, compreende como acidente de trânsito ou lesões e morte no trânsito ou violência no trânsito, se tratando do ponto de partida para customização do aplicativo.

O público-alvo são gestores e profissionais que atuam nos sistemas de controle de tráfico: instituto municipal de mobilidade urbana, segurança pública, Detran, Corpo de Bombeiros; sistema de prevenção, promoção e vigilância em saúde: Semsa, FVS, clínicas de médicas; de assistência à saúde: hospitais e Samu; e profissionais do volantes (sindicato de taxistas, motoristas de  ônibus e mototaxistas).

SOBRE O INOVA FIOCRUZ

O Programa Fiocruz de Fomento à Inovação: Inova Fiocruz, tem como objetivo incentivar a transferência para a sociedade do conhecimento gerado em todas as áreas de atuação da Fundação Oswaldo Cruz, e conta com financiamento do Fundo de Inovação da Fiocruz e do Ministério da Saúde, por meio da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos (SCTIE).

ILMD/Fiocruz Amazônia, por Marlúcia Seixas

Resultado dos pedidos de isenção da taxa de inscrição do PPGBIO-Interação

A Comissão de Seleção da Chamada Pública Nº 008/2019,  do  Instituto Leônidas & Maria Deane  (ILMD/Fiocruz Amazônia), para o curso de Mestrado Acadêmico do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Biologia da Interação Patógeno Hospedeiro (PPGBIO-Interação), divulga o resultado dos pedidos de isenção da taxa de inscrição, que pode ser acessado em http://www.sigass.fiocruz.br/pub/inscricao.do?codP=127

Chamada Pública Nº 008/2019 do Programa oferece 20 vagas, distribuídas entre duas linhas de pesquisa: Eco epidemiologia das doenças transmissíveis; e Bioquímica, biologia celular e molecular de patógenos e seus vetores. Para se inscrever, o candidato deverá apresentar a documentação solicitada no Edital. A admissão no curso de mestrado será feita através de processo seletivo que é composto das seguintes etapas: Homologação das inscrições, Prova Escrita, Prova Oral e análise do currículo lattes. A 2ª e 3ª etapas do processo seletivo são eliminatórias. As inscrições ocorrem até o dia 16/10.

A primeira etapa compreenderá a análise, pela Comissão de Seleção da documentação, apresentada pelo candidato. A segunda etapa, Prova Escrita, será discursiva e valerá 10 (dez) pontos. A terceira etapa será a Prova Oral, que compreende a avaliação do projeto de pesquisa e entrevista. A quarta etapa, referente a análise do currículo será classificatória.

O início das aulas está previsto para o dia 2/3/2020.

SOBRE O PPGBIO-INTERAÇÃO

O Programa de Pós-Graduação em Biologia da Interação Patógeno-Hospedeiro é curso strictu sensu que tem como essência a dinâmica de transmissão das doenças e as interações moleculares e celulares da relação patógeno-hospedeiro no âmbito da maior biodiversidade mundial.

O PPGBIO-Interação se enquadra na grande área em Parasitologia devido a pesquisa e ensino terem ênfase na eco-epidemiologia e biodiversidade de micro-organismos e vetores; fatores de virulência, mecanismos fisiopatológicos e imunológicos associados na interação parasito-hospedeiro.

Estes diversos aspectos são os principais delineadores para escolha da área de concentração da Ciências Biológicas III, por esta ser uma área multidisciplinar e baseada no eixo bioquímica, genética, biológico, celular e molecular. Os alunos recebem uma formação em áreas estratégicas por sua importância e que precisam ser desenvolvidas no Estado.

ILMD/Fiocruz Amazônia, por Marlúcia Seixas