Fiocruz Amazônia realiza o Seminário Final do Programa Institucional de Estruturação dos Laboratórios

Na última sexta-feira, 6/3, o Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia) realizou o Seminário Final do Programa Institucional de Estruturação dos Laboratórios (LABsAMAZÔNIA), parceria realizada entre o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

A reunião contou com apresentações e compartilhamento de informações entre laboratórios, pesquisadores e alunos dos cursos de pós graduação da unidade, com o intuito de prestação de contas dos projetos em execução da Instituição. Além disso, foram apresentados os 8 editais lançados da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (FAPEAM), com temática de interiorização e oportunidades de capacitação externa.

Conheça mais sobre os seis projetos em execução do ILMD/Fiocruz Amazônia:

Consolidação do Laboratório de Diagnóstico e Controle de Doenças Infecciosas da Amazônia

O Projeto “Consolidação do Laboratório de Diagnóstico e Controle de Doenças Infecciosas da Amazônia”, do laboratório de Diagnóstico e Controle e Doenças Infecciosas da Amazônia (DCDIA), coordenado por Patricia Orlandi e vice-coordenado por Paulo Nogueira.

O objetivo principal do projeto é estruturar e solidificar as competências e objetivos de pesquisas trabalhadas em torno da grande área temática de “Resistência de patógenos de importância na Amazônia: da Vigilância a Novos Tratamentos”, com três enfoques principais: controle da malária, bacteriologia e virologia.

O grupo publicou 80 artigos, sendo 11,2% com co-autoria dentro do laboratório.

Projeto Integral do Laboratório Território, Ambiente, Sustentabilidade e Saúde

O Projeto Integral do Laboratório Território, Ambiente, Sustentabilidade e Saúde (TASS), coordenado por Flor Ernestina Martinez Espinosa.

Os objetivos do projeto envolvem: contribuição com o fortalecimento do Programas de Pós-graduação (PPGs) do ILMD Fiocruz Amazônia; elaboração de um projeto estruturante do Laboratório; incentivo da formação continuada e permanente dos membros do laboratório, participando de congressos para divulgação dos resultados das pesquisas.

Dinâmica de Doenças Transmissíveis por Insetos na Amazônia: Aspectos epidemiológicos em áreas rurais e urbanas e interações parasito-hospedeiro

O Projeto “Dinâmica de Doenças Transmissíveis por Insetos na Amazônia: Aspectos epidemiológicos em áreas rurais e urbanas e interações parasito-hospedeiro”, do Laboratório Ecologia de Doenças Transmissíveis na Amazônia (EDTA), coordenado por Felipe Pessoa.

O objetivo principal é a consolidação, conclusão e complementação dos resultados dos projetos, coordenados por pesquisadores do laboratório, para serem concretizados em forma de publicações em revistas de alto impacto e em eventos científicos importantes nas áreas temáticas.

O laboratório atua como referência para Vigilância de vírus emergentes e reemergentes, principalmente na capacitação do Laboratório Central do Estado (LACEN), dos estados de Roraima (RR), Mato Grosso do Sul (MS) e Amazonas (AM), no diagnóstico molecular do vírus Oropouche, Mayaro, B19, sarampo e rubéola.

O grupo publicou 22 artigos, sendo em 14 revistas diferentes.

Estruturação do Laboratório de Diversidade Microbiana da Amazônia de Importância para a Saúde

O Projeto de “Estruturação do Laboratório de Diversidade Microbiana da Amazônia de Importância para a Saúde”, do Laboratório Diversidade Microbiana da Amazônia com Importância para a Saúde (DMAIS), coordenado por Ormezinda Fernandes.

O objetivo principal é a contribuição para a consolidação do laboratório juntamente ao Instituto Leônidas e Maria Deane, como um grupo de pesquisa multidisciplinar visando o desenvolvimento institucional.

O grupo submeteu 23 artigos, entre os quais 18 foram publicados.

Território Líquido e as Políticas Públicas de Saúde na Amazônia:  Uma Análise da Atenção Básica em Áreas Rurais, Ribeirinhas, Indígenas, de Várzea e de Fronteira

O Projeto “O Território Líquido e as Políticas Públicas de Saúde na Amazônia:  Uma Análise da Atenção Básica em Áreas Rurais, Ribeirinhas, Indígenas, de Várzea e de Fronteira”, do Laboratório de História, Políticas Públicas e Saúde na Amazônia (LAHPSA), coordenado por Julio César Schweickardt.

O objetivo principal é a análise do desenvolvimento da política nacional da atenção básica em saúde nos territórios do Amazonas, além de fortalecer a produção de pesquisas na área de políticas públicas.

O grupo publicou quatro livros, com acesso livre, e participou de conferências municipais.

Estudo Exploratório das Condições de Vida, Saúde e Acesso aos Serviços de Saúde de Populações Rurais Ribeirinhas de Manaus e Novo Airão, Amazonas

O Projeto “Estudo Exploratório das Condições de Vida, Saúde e Acesso aos Serviços de Saúde de Populações Rurais Ribeirinhas de Manaus e Novo Airão, Amazonas”, do Laboratório de Situação de Saúde e Gestão do Cuidado de Populações Indígenas e outros grupos vulneráveis (SAGESPI), coordenado por Maria Luiza Garnelo.

O objetivo principal é a investigação das situações de saúde, perfil de acesso e uso de serviços de saúde de atenção primária à saúde de populações rurais do município de Manaus.

Os números do grupo contam com 20 artigos publicados e 8 submetidos, além de 12 mapas elaborados, 36 localidades, 5 UBSs e 287 domicílios georreferenciadas.

ILMD/Fiocruz Amazônia, por Diovana Rodrigues

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *