Vetores e doenças negligenciadas na América Latina motivam encontro inaugural da LA-SOVE em Manaus

Com a participação de gestores institucionais, pesquisadores de vários países, técnicos e estudantes de biologia, especialmente da área de vetores, iniciou ontem, 20/11, em Manaus (AM), o encontro inaugural da LA-SOVE (Latin American Society for Vector Ecology), que acontece até domingo, 24/11, no auditório do Instituto de Pesquisa Clínica Carlos Borborema, localizado nas dependências da Fundação de Medicina Tropical Dr. Heitor Vieira Dourado (FMT-HVD), no bairro Dom Pedro, Zona Centro-Oeste.

Segundo o diretor da LA-SOVE, Paulo Pimenta, pesquisador e chefe de Laboratório de Entomologia Médica do Instituto René Rachou (Fiocruz Minas Gerais ), a LA-SOVE foi instituída na América Latina com a missão de forjar a ligação entre a academia, os órgãos reguladores e os formuladores de políticas, para o gerenciamento eficaz do controle vetorial e doenças tropicais negligenciadas, disseminadas por patógenos transmitidos por vetores.

A SOVE existe há 50 anos na América e tem as regionais da Índia, da Ásia e da Europa. A maior é a americana e, depois, a europeia. No Brasil, a ideia inicial foi de formar uma SOVE  brasileira, porém foi observada a necessidade de dar uma abrangência maior à essa sociedade, ampliando-a para países da  América Latina, uma vez que eles têm problemas similares na área de vetores. “Temos a malária em uma área da Amazônia, dengue atingindo a Argentina e leishmaniose, todas distribuídas pela América Latina. Então, a ideia dessa sociedade latina que está sendo inaugurada aqui em Manaus, é ter uma sociedade que não vai ser restrita ao Brasil, ela está envolvendo membros de toda a América Latina e de outras regiões para discutir controle vetorial e doenças tropicais transmitidas por vetores”, explica Paulo Pimenta.

O objetivo principal da LA-SOVE é compartilhar conhecimento e criar uma grande rede entre cientistas, para melhorar a pesquisa em controle vetorial e a diminuição e/ou possível eliminação de doenças transmitidas por vetores, principalmente focando na ecologia e no controle de artrópodes de importância médica e veterinária, atendendo à demanda dos pesquisadores de países latinos americanos que atuam na área, neste sentido, o encontro contou com a participação de membros das regionais internacionais: American Sove, European Sove, Asian Sove e Indian Sove.

Pesquisadores da Fiocruz, das seguintes unidades regionais: Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia), Instituto Oswaldo Cruz (IOC/Fiocruz), Fiocruz Rondônia, Instituto de Pesquisa Ageu Magalhães (Fiocruz Pernambuco) e Fiocruz Minas Gerais, contribuíram com o encontro inaugural, ministrando palestras e conferências.

A programação do encontro contempla cursos de treinamento, simpósios, mesas-redondas, conferências e atividades de campo em áreas endêmicas de Manaus. Confira aqui a programação.

O evento tem como parceiros: SAPO – Inovações para controle , Clarke Aquatic Services, Bayer, Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Entomologia Molecular – INCTEM, RELCOV: La Red Latinoamericana de Control de Vectores, Plos Neglected Tropical Diseases, Medicines for Malaria Venture (MMV), Institute Elimina,  Instituto de Pesquisa Clínica Carlos Borborema, Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa), Fundação de Vigilância em Saúde (FVS), Fiocruz Rondônia,  Fiocruz Pernambuco e ILMD/Fiocruz Amazônia.

PRÉ-EVENTO

No  Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa) foi realizado um pré-evento do LA-SOVE no período de  16 a 19/11 de novembro, o minicurso “Controle de Vetores de Doenças Negligenciadas”, coordenado pelo pesquisador Wanderli Tadei, líder do Laboratório de Vetores de Malária e Dengue do Inpa, e pelo professor da Universidade de Heidelberg (Alemanha) e diretor científico da “German Mosquito Control Association (KABS), Norbert Becker.

O minicurso aconteceu no Laboratório de Malária e Dengue e no auditório da Ciência do Inpa.

ILMD/Fiocruz Amazônia, por Marlúcia Seixas
Fotos: Marlúcia Seixas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *