Avanços da pós-graduação e fortalecimento do sistema de CT&I foram assuntos de reunião promovida pela Fapeam

Fortalecer o sistema de ciência, tecnologia e inovação (CT&I) de um Estado requer investir na formação de recursos humanos, entre esses, cientistas. Isso deve ser percebido desde a educação básica com a formação de professores qualificados, à graduação e, em seguida, a pós-graduação.  Neste sentido, a direção da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam) reuniu-se na quarta-feira, 30/10, com gestores de instituições de ensino e pesquisa do Amazonas, além do secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti) e secretária executiva de CT&I. O encontro teve como objetivo discutir ações estratégicas para a melhoria dos cursos de pós-graduação no Amazonas.

Reunião Interinstucional: Fapeam e o Sistema Estadual de CT&I

Reunião Interinstucional: Fapeam e o Sistema Estadual de CT&I

Participaram do encontro, representando a Fapeam, a diretora-presidente Márcia Perales, e as diretoras Marne Vasconcellos e Márcia Irene Andrade (diretora técnico-científica e administrativo-financeira, respectivamente). Pela Sedecti, o secretário Jório Albuquerque Veiga Filho e Tatiana Schor.

Representando as instituições de ensino e pesquisa estiveram o reitor da Universidade do Estado do Amazonas (UEA), Cleinaldo Costa; o reitor da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), Sylvio Puga; pelo Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa), a diretora Antonia Franco; e pelo  Instituto Federal do Amazonas (Ifam), a diretora sistêmica de pesquisa e pós-graduação, Cláudia Ribeiro de Souza e a pró-reitora de ensino, Lívia de Souza Camurça Lima.

Durante o encontro, Márcia Perales destacou que mais de 50% dos investimentos realizados pela Fapeam são destinados à formação de

Márcia Perales-diretora-presidente da Fapeam

Márcia Perales-diretora-presidente da Fapeam

recursos humanos para CT&I, e conclamou os gestores presentes para ampliarem as possibilidades de avanços das instituições de ensino e pesquisa, em especial nos cursos de pós-graduação. “Tudo que temos conversado é com o objetivo de fortalecer o sistema de CT&I no Amazonas, para isso temos que trabalhar de forma integrada, identificando os desafios a serem superados e os aspectos convergentes que podem consolidar nossos cursos de pós-graduação e a pesquisa”, ressaltou.

O titular da Sedecti lembrou que o Amazonas possui o segundo maior parque industrial do Brasil. “Precisamos aproximar a academia e a indústria”, comentou Jório Albuquerque Veiga Filho.

Retomada de Investimentos

Neste ano, a Fapeam investiu R$19.542.010,00 apenas para o Programa Institucional de Apoio à Pós-Graduação Stricto Sensu (Posgrad), para a concessão de 725 bolsas para alunos de mestrado e doutorado mais auxílio financeiro para as instituições de ensino e pesquisa do Amazonas.

Cleinaldo Costa-Reitor da UEA

Cleinaldo Costa-Reitor da UEA

Cleinaldo Costa reconhece que é evidente a retomada do cenário de crescimento em investimento em 2019 pela Fapeam, demonstrando o comprometimento do atual Governo do Amazonas em fortalecer a CT&I e o empreendedorismo no Estado. “A primeira reunião (realizada dia 18 de outubro) serviu para dar essa clareza e colocar questões do que a educação no Brasil hoje compreende em relação aos cursos de pós-graduação e o panorama do que precisamos fazer, para avançar com o cenário mais robusto de CT&I”, pontuou.

A diretora do Inpa, Antonia Franco, disse que há 20 anos eram poucos os cursos de pós-graduação e que também não havia tantos alunos os buscando como atualmente. “Vários cursos foram abertos, no Inpa mais de 2,7 mil alunos já foram formados desde a criação dos cursos de pós-graduação. Os coordenadores desses cursos estão repensando formas para melhorar ou até mesmo modificar alguns cursos para elevá-los”, comentou.

Capes

Alterações na Avaliação do Sistema Nacional de Pós-Graduação da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (SNPG/Capes) foi outro ponto de destaque na reunião.

Vale destacar que o SNPG/Capes cumpre um papel importante para o desenvolvimento da pós-graduação, da pesquisa científica e tecnológica no Brasil. Assim, com o intuito de esclarecer pontos importantes sobre as alterações na avaliação da Capes e ampliar as possibilidades para os avanços das instituições de pesquisa e ensino, a Fapeam promoverá no dia 7 de novembro uma reunião com a diretora de avaliação da Capes, Sônia Nair Báo, em Manaus, e abordar também os instrumentos do Programa Institucional de Apoio à Pós-Graduação Stricto Sensu (Posgrad/Fapeam–Resolução 003/2019), que são definidos em consonância com as normas da Capes.

Devem participar desse encontro os gestores das instituições de ensino e pesquisa, coordenadores dos programas de pós-graduação e professores interessados.

Por: Esterffany Martins e Marlúcia Seixas

Fotos: Érico Xavier

O post Avanços da pós-graduação e fortalecimento do sistema de CT&I foram assuntos de reunião promovida pela Fapeam apareceu primeiro em FAPEAM.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *