Palestra na Fiocruz Amazônia irá abordar métodos de estudo de comunidades microbianas e aplicações

O estudo da composição e estrutura de comunidades microbianas não é uma questão trivial.  As metodologias disponíveis para identificação taxonômica de microrganismos sejam elas baseadas em métodos dependentes ou independentes de cultivo possuem limitações. Em termos de cultivo bacteriano, é ainda mais difícil prover todas as condições apropriadas para indução do crescimento de microrganismos fastidiosos.

O Centro de Estudos do Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia) promove na próxima sexta-feira, 12/7, na sala de aula 1, prédio anexo, a palestra “Métodos de estudo de comunidades microbianas e aplicações”, a ser ministrada pela pesquisadora, Lorena Nacif, professora da Universidade Federal do Amazonas (Ufam).

A palestra trará como estudo de caso o tema de pesquisa do Laboratório de Biologia Molecular/ICB da Ufam: Microrganismos associados a abelhas nativas da Amazônia. Segundo a palestrante, o desenvolvimento de técnicas independentes de cultivo, ultrapassou a necessidade de isolamento prévio do microrganismo representando um grande avanço para os estudos de diversidade microbiana.

“Recentemente, as tecnologias de Sequenciamento de Nova Geração (SNG) revolucionaram os estudos de diversidade microbiana com a possibilidade de se analisar milhões de fragmentos de DNA. A alta cobertura dessas tecnologias permite que a estrutura microbiana de uma dada amostra  seja revelada minuciosamente, incluindo os microrganismos menos abundantes. Mesmo com tantos avanços, as diferentes técnicas de estudo de comunidades microbianas possuem viés diferentes que devem ser considerados para um adequado desenho experimental”, explicou Nacif.

SOBRE A PALESTRANTE

Lorena é bacharel em Ciências Biológicas e mestre em Biologia Celular e Estrutural pela Universidade Federal de Viçosa (UFV-MG), doutora em Biotecnologia pela Universidade Federal do Amazonas (Ufam)

Possui experiência nas áreas de Microbiologia e Biologia Celular e Molecular atuando principalmente no estudo da microbiota associada à abelhas nativas da Amazônia, com interesse nas relações entre insetos sociais e micro-organismos simbiontes, prospecção de bioativos e catalogação da biodiversidade Amazônica.

CENTRO DE ESTUDOS

O Centro de Estudos do ILMD/Fiocruz Amazônia é um núcleo que oportuniza encontros, palestras, seminários e debates sobre diversos temas ligados à pesquisa e ao ensino para a promoção da saúde.

Os eventos são gratuitos e ocorrem às sextas-feiras. As atividades são destinadas a estudantes de graduação e pós-graduação, pesquisadores, professores e trabalhadores da área da Saúde.

ILMD/ Fiocruz Amazônia, por Eduardo Gomes
Imagem: Mackesy Nascimento

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *