Obsma promove ações de conscientização e educação ambiental em Manaus

A educação ambiental é fundamental para a conscientização das pessoas em relação ao mundo em que vivem, para que se possa ter cada vez mais qualidade de vida sem desrespeitar o meio ambiente. Pensando nisso, em referência ao Dia Mundial do Meio ambiente, data comemorada no dia 5 de junho, a Coordenação Regional Norte da Olimpíada Brasileira de Saúde e Meio Ambiente (Obsma), realiza em Manaus, durante toda a semana, uma série de atividades de promoção e conscientização ambiental.

Para a coordenadora Regional Norte da Obsma, Rita Bacuri, do Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia) a união de esforços dos parceiros é de grande importância para garantir o resultado positivo das atividades. “Neste dia reunimos todos os esforços, parceiros e apoiadores, na luta em defesa da natureza que é, em sentido amplo, uma luta solidária em defesa da vida. Vida do local, vida da região, vida do país e vida do planeta”, explicou.

Na ultima quarta-feira, 5/6, em parceria com a Secretaria Estadual de Educação (SEDUC-AM), a Gerência de Manutenção (DEINFRA/ Seduc – AM), a Universidade do Estado do Amazonas (UEA) e a Escola Estadual Altair Severiano Nunes, a Obsma promoveu a atividade “Lixeira Viciada a Canteiro/Jardim – Uma experiência educativa e solidária”, ação originada a partir de uma demanda e insatisfação dos alunos, professores e direção da escola, em relação ao lixo despejado diariamente em uma das calçadas do estabelecimento de ensino, localizada no bairro Parque 10 de Novembro.

Segundo a gestora, Adriane Paula de Freitas, a ação que visa potencializar a mudança de hábito nos comunitários, foi idealizada por ser um problema antigo enfrentado pela escola. “A escola estava com uma lixeira viciada na esquina da rua, onde os comunitários jogavam lixo constantemente. Isso gerou uma inquietação antiga, para que pudéssemos resolver o caso dessa lixeira. Como é que uma escola, que prega aos alunos o ensino de uma educação ambiental, consegue conviver com o lixo que uma comunidade próxima despeja, poluindo esse ambiente em que nós estamos inseridos? ”, pontuou.

Na ocasião, também foram realizadas as seguintes atividades: Oficina de desenho: “Chão é para plantar sementes”; Jogo do Tapetão dos ODS´s, atividade com foco na divulgação e discussão dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável da Agenda 20/30; Elaboração do painel de arte do Graffiti, realizado pela artista plástica na arte do grafite, Deborah Lemos, além de um planfetaço realizado pelos alunos e professores, com a presença do personagem “Oswaldinho”, mascote da Fiocruz Amazônia, em referência ao cientista, patrono da Instituição, Oswaldo Cruz.

Graziele de Oliveira Batista, aluna do 8º ano do ensino fundamental, alertou para a importância de pautar a comunidade e analisou de forma positiva as atividade desenvolvidas no Dia Mundial do Meio Ambiente.“Esperamos ter conscientizado as pessoas que moram aqui no bairro, para que elas consigam entender que aqui é um local que pode ser explorado de maneira positiva”, concluiu.

A programação da Obsma em Manaus segue até o dia 10/6, no Parque Estadual Sumaúma, onde ocorrerão as ultimas atividades: “Panfletaço do Oswaldinho: O que é a Obsma?” e “Produção do Álbum Olímpico – Ensaio fotográfico”.

AMIGOS DA TERRA

As ações de conscientização foram realizadas com base no conhecimento adquirido pelos alunos, através do projeto “Amigos da Terra”, coordenado pelas professoras Josete Albuquerque e Jenifer Oliveira. “Nós professores precisamos ter essa iniciativa de conscientizar, ensinar, mostrar para os alunos que a diferença parte de cada um de nós”, disse Oliveira.

O projeto conta com o apoio dos estudantes do 5º período, do curso de Licenciatura em Ciências Biológicas da EUA. Segundo os alunos, as ações de “Plantio de mudas” e “coleta seletiva” vieram de encontro ao que é proposto na universidade, através da disciplina “Estágio I”, que aborda o tema Educação Ambiental.

SOBRE A OBSMA

A Olimpíada Brasileira de Saúde e Meio Ambiente é um projeto educativo bienal promovido pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) para estimular o desenvolvimento de atividades interdisciplinares nas escolas públicas e privadas de todo o país. Dentre os principais objetivos da Obsma, destacam-se o reconhecimento do trabalho desenvolvido por professores e alunos nas escolas e a cooperação com a divulgação de ações governamentais, criadas em prol da educação, da saúde e do meio ambiente.

ILMD/ Fiocruz Amazônia, por Eduardo Gomes

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *