Asfoc-SN promove assembleia na Fiocruz Amazônia

No intuito de promover a mobilização entre os servidores do Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/ Fiocruz Amazônia), a direção do Sindicato dos Trabalhadores da Fiocruz (Asfoc-SN) promoveu nesta segunda-feira, 20/5, a 15ª Assembleia por Unidade, ação que vem sendo realizada em todos as Unidades da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

Durante o encontro, o debate “Mitos, mentiras e armadilhas da Reforma da Previdência”, pontuou a posição do Sindicato e demais entidades sindicais, em recusar na íntegra a Proposta de Emenda Constitucional (EC 06/19), que trata da Reforma da Previdência. “Estamos em um momento de ciclo de debates, de formação e mobilização com os trabalhadores, em todas as unidades da Fiocruz, em especial nas Unidades Regionais”, explicou Paulo Garrido, presidente da Asfoc-SN.

Na oportunidade, Garrido alertou para a importância da mobilização e adesão ao movimento, que se organiza para uma greve geral, no dia 14 de junho, indicada pelas principais Centrais Sindicais do país. “Essa reforma prejudicará a população como um todo. Neste momento, estamos buscando uma unidade no movimento. A Greve Geral está sendo construída junto a vários setores; público, privado e movimentos sociais”.

Para Michele Alves, Vice Presidente da Asfoc-SN, o contato com as Unidades Regionais precisa ser considerado como um momento de alerta. “Estamos percorrendo por toda a Fiocruz, para falar sobre as propostas dessa reforma da previdência, alertando os trabalhadores sobre os riscos que a classe trabalhadora irá sofrer, caso a reforma seja aprovada. A população precisa entender que não é essa proposta que vai gerar desenvolvimento para um país, não vai gerar empregos, e que só aprofunda a desigualdade social e a crise”, destacou.

PAUTAS ESPECÍFICAS

Durante a manhã, o Diretor da Fiocruz Amazônia, Sérgio Luz, reuniu-se com a direção da Asfoc para tratar das seguintes pautas: Plano de autogestão do FioSaúde, especificidades da carteira do FioSaúde na região, recomposição de perdas salariais, além da convocação dos excedentes do último concurso público.

Durante a reunião, outro tema abordado foi a melhoria das condições de trabalho, tanto nos aspectos da responsabilidade Institucional, quanto nas ações compartilhadas, com o objetivo de permitir uma melhor integração dos trabalhadores, aprovação de atividades culturais, esportivas, proporcionando melhorias à qualidade de vida dos trabalhadores.

“Fizemos um acordo para trabalhar na recuperação de um espaço de convivência para o Instituto, além de um espaço para nossa sede regional da Asfoc-SN, em Manaus”, explicou Garrido, sobre o projeto de elaboração do espaço, que já está em desenvolvimento.

ILMD / Fiocruz Amazônia, por Eduardo Gomes
Fotos: Eduardo Gomes

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *