Planetário Digital é apresentado a professores da rede pública durante encontro de astronomia

Professores da rede estadual e municipal de ensino do Estado do Amazonas participaram do 76° Encontro Regional de Ensino de Astronomia (Erea). Realizado pela primeira vez em Manaus, o evento foi promovido pela Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA), com intuito de colaborar na capacitação e atualização de professores que atuam no ensino de conteúdos como Astronomia, Ciências, Geografias e Física.

O encontro iniciou na última quarta-feira, 13/3, e seguiu até esta sexta-feira (15/3), na Universidade do Estado do Amazonas (UEA)- Escola Normal Superior, no bairro Parque 10, zona Centro-Sul de Manaus.

O Erea é um dos maiores eventos de ensino da Astronomia da América Latina. No Amazonas, a atividade foi organizada pelo Núcleo de Ensino e Pesquisa em Astronomia (Nepa) com apoio do Programa de Pós-Graduação em Educação e Ensino de Ciências na Amazônia, ambos da UEA. No encontro os professores tiveram a oportunidade de conhecer desde os princípios básicos aos mais avançados de Astronomia. Também foram apresentadas ferramentas que podem ser aplicadas pelos professores durante o ensino na escola.

No evento, os participantes conheceram o Planetário Digital-Parintins/Manaus. O projeto criado em 2014 surgiu com apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam), via o Programa de Consolidação das Instituições Estaduais de Ensino e Pesquisa (Pró-Estado), com objetivo de levar uma poderosa ferramenta para o ensino e divulgação da ciência por meio da Astronomia.

Na oportunidade, o coordenador do Nepa, doutor em Física, Nélio Sasaki, destacou que a Fapeam sempre foi uma parceira do núcleo desde a sua criação em 2013. “O projeto da Fapeam deu origem ao planetário Parintins-Manaus, sempre trabalhamos no sentido da popularização da ciência e no engajamento científico. Graças ao apoio da Fapeam temos uma estrutura que é referência na região Norte e temos trabalhos consolidados no Brasil e no exterior”, informou.

IMG_8661 (1)

Coordenador do Núcleo de Ensino e Pesquisa em Astronomia (Nepa) da UEA, doutor em Física, Nélio Sasaki

Segundo o coordenador da OBA, João Canalle, o encontro foca na capacitação de professores em Ciências, Astronomia e Astronáutica, áreas que, geralmente, não fazem parte dos cursos de formação.

“Estamos trazendo um conjunto de atividades práticas que permite os professores ensinarem o conteúdo de forma mais objetiva, concreta e simples, para o aluno compreender e até se divertir, além de fazer a atividade prática que o professor está mostrando em sala”, explicou.

O professor de Ciências da Escola Estadual Agra Reis, no município de Manacapuru-AM, Samuel Feitosa do Carmo, avaliou de forma positiva a capacitação para professores, principalmente pelas novas metodologias apresentadas no evento.

“Uma experiência maravilhosa e de certa forma inovadora. Várias metodologias foram mostradas. Em Manacapuru, eu faço uma feira de ciências com meus alunos e já surgiram várias ideias do que podemos fazer no evento”, informou.

 Formação de professores no ensino de Ciências

No Amazonas, o Programa de Pós-Graduação em Educação e Ensino de Ciências na Amazônia da UEA impacta positivamente no ensino de Ciências na educação básica no Estado. Criado em 2006, o curso de mestrado tem a finalidade de formar docentes pesquisadores, em nível de mestrado, tanto em termos teóricos quanto didáticos-metodológicos de pesquisa, para atuação no ensino e na produção de conhecimentos, dando ênfase às questões da Amazônia.

IMG_8618

Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Educação e Ensino de Ciências na Amazônia da UEA, José Vicente Souza Aguiar

O programa conta com apoio da Fapeam por meio de bolsa de estudos para mestrandos. Para o coordenador, José Vicente Souza Aguiar, eventos como o Erea estimulam o pensamento científico em professores da rede pública no Estado, que trabalham, diretamente, com a oferta do ensino público para a sociedade.

“Para nós é fundamental estimular na criança a percepção da natureza mediada por princípios e valores científicos. Os professores precisam ingressar nesses processos de informação, sejam por meio do encontro de Astronomia ou de outras atividades oferecidas. No curso de mestrado temos grupos de pesquisas abertos para recepcionar alunos egressos da UEA e professores da rede pública, para estimular a visão científica dos alunos”, disse, destacando que o curso atualmente tem nota 5 pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes).

Por Esterffany Martins

Fotos: Said Mendonça

O post Planetário Digital é apresentado a professores da rede pública durante encontro de astronomia apareceu primeiro em FAPEAM.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *