Fiocruz Amazônia promove primeira oficina do projeto Coopera Saúde Coletiva

O Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/ Fiocruz Amazônia) sediou nos dias 7 e 8/2, a primeira oficina do projeto “Coopera Saúde Coletiva – consolidação interinstitucional de PPG´s para a Amazônia Brasileira”, contemplado no Programa Nacional de Cooperação Acadêmica na Amazônia (PROCAD/Amazônia), da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). O objetivo da reunião foi estabelecer uma análise situacional sobre os programas de pós-graduação envolvidos no projeto.

“Essa primeira oficina teve o intuito de conhecermos o que cada instituição e programa têm trabalhado, principalmente em relação às linhas de pesquisa, disciplinas, orientação, projetos, além de realizarmos um planejamento de trabalho colaborativo”, destacou o coordenador do projeto e pesquisador da Fiocruz Amazônia, Júlio César Schweickardt.

O Coopera Saúde Coletiva é um projeto de cooperação acadêmica entre o Programa de Pós-Graduação em Condições de Vida e Situações de Saúde na Amazônia (PPGVIDA/ Fiocruz Amazônia), o Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva da Faculdade de Ciências da Saúde da Universidade de Brasília (UnB) e o Programa de Pós-Graduação em Saúde Pública da Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo (FSP-USP ).

Fonte: Capes

Foram selecionados projetos de 20 instituições de ensino superior da Região Norte e do Estado do Maranhão, para executarem ações de ensino e pesquisa. Estes ocorrerão em instituições distintas e pretendem melhorar as notas dos Programas de Pós-Graduação (PPGs) acadêmicos.

Para Schweickardt o fortalecimento da pós-graduação, através do PROCAD Amazônia, pode gerar grandes oportunidades para docentes e discentes das instituições. “Primeiramente temos a missão de aumentar a nota do programa para 4, o que nos possibilitará abrir um programa de doutorado futuramente, essa é uma meta de toda a coordenação e dos docentes. Além disso, o projeto nos possibilita ampliar nossas redes de parcerias com outras instituições, qualificando nossa formação e de nossos alunos”, pontuou.

O projeto pretende incrementar estratégias de formação de pesquisadores e docentes do PPGVIDA; contribuir para a consolidação das atividades pedagógicas e das linhas de investigação do programa; fomentar a troca de experiências entre os docentes dos programas envolvidos; contribuir com a qualificação docente por intermédio de estágio pós-doutoral e através de projetos de pesquisa em cooperação com os pesquisadores dos programas e parcerias internacionais.

A troca de experiências entre as instituições almeja também estimular a produção de dissertações, teses e formas diversas de pesquisa de campo na Amazônia, pelos discentes dos programas, por meio da realização de um mestrado sanduíche em instituição estrangeira ou através de estágios nos programas.

Mauro Sanches, professor do departamento de Saúde Coletiva da UnB, avaliou de maneira positiva a colaboração entre as instituições. “Essa é uma oportunidade muito boa de fazermos uma cooperação com uma instituição como a Fiocruz, que a gente já conhece de longa data, de outras Unidades. Particularmente ainda não tínhamos uma cooperação formal com a Fiocruz Amazônia, e notamos um grande potencial nessa parceria, até pela triangulação com a USP de produção científica conjunta, de ajudar a fazer o programa acontecer, de qualificar os profissionais da instituição com a missão de fazer pesquisa beneficiando o sistema único de saúde”, disse.

Para Fredi Alenxandre Diaz Quijano, professor do departamento de epidemiologia da Faculdade de Saúde Pública da USP, “o PPGVIDA ganhou uma grande oportunidade de fazer intercambio de experiências, desenvolver pesquisas colaborativas, de qualificar as habilidades dos orientadores desse programa. Isso resulta em uma melhora qualitativa e quantitativa do programa de pós-graduação, gerando beneficio à sociedade”.

SOBRE O PROCAD AMAZÔNIA

O Programa Nacional de Cooperação Acadêmica na Amazônia (PROCAD/Amazônia) tem o objetivo de apoiar projetos conjuntos de ensino e pesquisa em instituições distintas, os quais aprimorem a formação da pós-graduação, visando à melhoria da qualidade dos PPGs vinculados às Instituições dos estados da Região Norte e do estado do Maranhão, contribuindo para a diminuição das assimetrias regionais observadas no Sistema Nacional de Pós-Graduação (SNPG), conforme diretrizes do Plano Nacional de Pós-Graduação (PNPG /2011-2020).

A foco central é promover a consolidação dos PPGs nota 3 dos estados inseridos no programa, de forma a estimular o aumento da nota dos cursos, a interação científico-acadêmica para constituir redes de cooperação, criação de novas linhas de pesquisa nos PPGs participantes da cooperação e contribuir para o equilíbrio regional da pós-graduação brasileira.

O programa pretende também ampliar a formação de recursos humanos de alto nível e a produção científico-acadêmica, apoiar o desenvolvimento de projetos de pesquisa em PPGs de instituições dos estados envolvidos e promover a mobilidade de docentes e discentes de graduação e pós-graduação entre as equipes de pesquisa no projeto.

ILMD Fiocruz Amazônia, por Eduardo Gomes
Fotos: Eduardo Gomes
Infográfico: Capes

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *