Fiocruz Amazônia sedia primeira reunião do conselho administrativo da Abio

O Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia) deu início na última quarta-feira, 27/2, ao ciclo de reuniões do conselho administrativo da Aliança para a Bioeconomia da Amazônia (ABio), grupo formado por Instituições do Amazonas voltadas à Bioeconomia no Estado. Um dos objetivos centrais da reunião foi a posse dos membros do conselho administrativo da aliança.

Durante o encontro, conselheiros e representantes das instituições abordaram estratégias conjuntas, visando a importância da formação de alianças regionais para o desenvolvimento do Estado. A iniciativa tem o desafio de contribuir para a diversificação da economia regional, com foco na valorização dos ativos da biodiversidade do Amazonas, geração de emprego e renda na zona rural e urbana, melhoria da qualidade de vida das populações tradicionais e indígenas e conservação ambiental, tendo como pano de fundo os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS).

Para o diretor da Fiocruz Amazônia, Sérgio Luz, “é muito importante que a Fiocruz esteja alinhada com as outras instituições e com os programas prioritários de desenvolvimento para a bioeconomia, tentando apresentar soluções e produtos vindos da diversidade Amazônica para a sociedade, que possam atingir o Sistema Único de Saúde”, destacou.

SOBRE A ABio

A ABio é formada por um conjunto de instituições voltadas à bioeconomia no Estado do Amazonas, habilitada em primeiro lugar no processo seletivo do Edital de Chamada Pública nº 2/2018 do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC) para gerir o Centro de Biotecnologia da Amazônia (CBA).

O CBA foi criado há 15 anos, administrado pela Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa), e tem por objetivo fomentar a pesquisa, desenvolvimento e a inovação (PD&I) em biotecnologia, voltada para o uso sustentável da biodiversidade amazônica.

Compõe a formação do Conselho Administrativo:

Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), Ministério da Economia (ME), Ministério do Meio Ambiente (MMA), Fundação Amazonas Sustentável (FAS), Universidade Federal do Amazonas (UFAM), Universidade do Estado do Amazonas (UEA), Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas (IFAM), Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia), Instituo Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa), Centro de Educação Tecnológica do Estado do Amazonas (CETAM), Confederação Nacional da Indústria (CNI/FIEAM), Associação Nacional de Pesquisa e Desenvolvimento das Empresas Inovadoras (ANPEI), Secretaria de Estado de Planejamento, Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação (SEPLANCTI), Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema), Conselho Nacional de Saúde (CNS), Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (Anprotec), Fundação Paulo Feitoza (FPF), Universidade Nilton Lins (UniNiltonlins), Superintendência da Zona Franca de Manaus (SUFRAMA), Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Rede de Inovação e Empreendedorismo da Amazônia (RAMI), Associação BioTec-Amazônia, Instituto de Conservação e Desenvolvimento Sustentável da Amazônia (IDESAM), e Rede de Biodiversidade e Biotecnologia da Amazônia legal (BIONORTE), Fundação CERTI.

ILMD/ Fiocruz Amazônia, por Eduardo Gomes
Foto: Eduardo Gomes

Fiscalização do Detran-AM atuará em todas as zonas da cidade durante o carnaval

O Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM) irá reforçar a fiscalização no período carnavalesco.  Um quantitativo de mais de 70 agentes de trânsito atuará em todas as zonas da cidade e intensificará a fiscalização nas redondezas dos principais blocos e bandas, além do entorno do Sambódromo, onde ocorrerá o Desfile das Escolas de Samba, [...]



(Feed generated with FetchRSS)

Pesquisa aponta meios para combater pragas e doenças no cultivo do cupuaçu no Amazonas

Projeto teve foco no manejo da broca-do-fruto e na vassoura-de-bruxa que são os principais problemas da cultura Pesquisadores desenvolveram um estudo que aponta estratégias de manejo de pragas e doenças nos plantios de cupuaçuzeiro (Theobroma grandiflorum) no Amazonas. A pesquisa indica que para a sustentabilidade do cultivo dessa frutífera são necessárias algumas medidas como, por exemplo, [...]



(Feed generated with FetchRSS)

SEC inaugura novo roteiro de visita ao Teatro Amazonas e abre exposição, no local, nesta sexta-feira

Área de chapeleiro e piano de caixa estão entre as novidades para o visitante A partir desta sexta-feira (1º/3), as pessoas que forem ao Teatro Amazonas encontrarão um roteiro novo de visita ao patrimônio histórico, com itens e mobiliários incluídos na programação, além de novidades como a área de Chapeleiro e até oportunidade de tocar [...]



(Feed generated with FetchRSS)

CAT da Eduardo Ribeiro não funcionará na terça-feira de carnaval

A Empresa Estadual de Turismo do Amazonas (Amazonastur) informa que o Centro de Atendimento ao Turista (CAT), localizado na avenida Eduardo Ribeiro,  centro, não funcionará na terça-feira de carnaval (05/03). Na Quarta-Feira de Cinzas (06/03), o atendimento ocorrerá das 12h até às 17h. O CAT terá expediente normal na segunda-feira (04/03). Share



(Feed generated with FetchRSS)

SSP-AM deflagra Operação Pilar 3 e cumpre mandado no bairro da União

A Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) deflagrou desde as primeiras horas da manhã desta quinta-feira (28/02) a terceira edição da Operação Pilar, focada no combate aos crimes violentos como tráfico de drogas, roubos e homicídios. Mais de 700 policiais, entre militares e civis, estão nas ruas do bairro da União, na zona centro-sul, [...]



(Feed generated with FetchRSS)

Pesquisa aponta meios para combater pragas e doenças no cultivo do cupuaçu no Amazonas

 

Pesquisadores desenvolveram um estudo que aponta estratégias de manejo de pragas e doenças nos plantios de cupuaçuzeiro (Theobroma grandiflorum) no Amazonas. A pesquisa indica que para a sustentabilidade do cultivo dessa frutífera são necessárias algumas medidas como, por exemplo, boas práticas agrícolas e capacitação de técnicos, agricultores e produtores rurais do Estado.

Desenvolvida em unidades da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), no Amazonas, Rondônia e Brasília, Universidade Federal do Amazonas (Ufam), Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira (Ceplac AM e RO) e áreas de produtores, a pesquisa conta com apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam), por meio do Programa de Apoio à Consolidação das Instituições Estaduais de Ensino e/ou Pesquisa (Pró-Estado) edital Resolução N. 002/2008.

Aparecida das Graças Claret de Souza explica que a pesquisa teve foco na vassoura-de-bruxa e no inseto-praga.

A coordenadora do projeto, Aparecida das Graças Claret de Souza, explica que a pesquisa teve foco em dois dos principais problemas fitossanitários: a doença conhecida como vassoura-de-bruxa e o inseto-praga popularmente conhecido como broca-do-fruto, que atacam as lavouras de cupuaçuzeiros e causam prejuízos e perdas ao plantio.

“O cupuaçuzeiro é uma cultura geradora de renda aos agricultores, que geralmente comercializam o fruto inteiro, a polpa congelada ou mesmo iguarias como balas, tortas, bolos, biscoitos, sucos e cremes. Porém, os produtores perdem em competitividade, pois normalmente cultivam o cupuaçuzeiro sem as práticas tecnológicas recomendadas” explicou.

vassoura-de-bruxa

A vassoura-de-bruxa é uma doença causada pelo fungo Moniliophtora perniciosa.

A pesquisadora informa que as larvas do inseto-praga, broca-do-fruto, se desenvolvem no interior do cupuaçu, e consequentemente os frutos ficam impróprios para o consumo, para a comercialização e causam perdas na produção e na renda do produtor.

larvas

As larvas do inseto-praga, broca-do-fruto, se desenvolvem no interior do cupuaçu.

Já o outro problema agrícola muito comum é a vassoura-de-bruxa, uma doença causada pelo fungo Moniliophtora perniciosa, que tem gerado mais de 70% de perda na produção de cupuaçu em muitas áreas de plantios no Amazonas.

Para Aparecida boas práticas de manejo podem mitigar esses problemas agrícolas, bem como evitar que se alastrem em uma área de cultivo.

“Se um produtor não toma nenhuma medida para o controle da broca-do-fruto e da vassoura-de-bruxa, não somente o plantio dele ficará prejudicado, mas o plantio dos vizinhos também”, disse.

Resultados

O estudo apontou que somente 25% dos agricultores fazem a poda fitossanitária da vassoura-de-bruxa e, na grande maioria, os plantios são tomados pela doença, acarretando perdas. Verificou-se também a incidência da broca-do-fruto que foi encontrada em 65% das propriedades, causando perda em torno de 60% da produção. Portanto, é importante realizar pesquisa envolvendo todo o sistema de produção e levar conhecimento para o produtor, visando melhoria no cultivo dessa espécie frutífera.

De acordo com a pesquisadora o estudo contribuiu para o uso de métodos inovadores, para o controle de pragas e doenças, menos prejudiciais ao meio ambiente e que contribuem para o desenvolvimento do sistema de produção do cupuaçuzeiro sustentável.

O projeto capacitou 485 participantes entre técnicos da extensão rural, agricultores e produtores por meio de cursos administrados de forma prática, para que o produtor entendesse a importância das boas práticas agrícolas no manejo de pragas e doenças e consequentemente no aumento da produtividade dos cupuaçuzeiros.

Cartilha

O projeto resultou no lançamento de duas cartilhas sobre boas práticas agrícolas na cultura do cupuaçuzeiro. As publicações têm o objetivo de ajudar o produtor a combater tanto a broca-do-fruto quanto a vassoura-de-bruxa, que afetam a cultura do cupuaçu na região Norte e causam prejuízos e perdas para agricultores. As informações devem auxiliar no aumento da produtividade daqueles que cultivam o cupuaçu no Amazonas.

O projeto de desenvolvimento da cultura do cupuaçuzeiro no Amazonas abrangeu ações integradas entre a pesquisa, a extensão e os agricultores.

As cartilhas podem ser acessadas aqui.

Boas práticas agrícolas da cultura do cupuaçuzeiro: broca-do-fruto.

Boas práticas agrícolas da cultura do cupuaçuzeiro: vassoura-de-bruxa.

 

Por: Helen de Melo

Fotos: Érico Xavier

O post Pesquisa aponta meios para combater pragas e doenças no cultivo do cupuaçu no Amazonas apareceu primeiro em FAPEAM.

Inpa apoia grande banquete em prol do Conselho de Segurança Alimentar e Nutricional

BanquetacoFotoCimoneBarrosINPA7

 

A atividade fará apresentação da alimentação saudável e adequada, com a oferta de preparações, como de torta de jaca verde, que serão servidas gratuitamente à população no Largo São Sebastião

 

Por Cimone Barros e Victor Mamede – Inpa

Fotos: Cimone Barros e Lailla Pontes

 

Nesta sexta-feira (27), acontecerá em cerca de 30 cidades brasileiras um movimento intitulado “Banquetaço” em prol da reinstalação do Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Consea-Nacional), como instrumento de defesa ao direito à alimentação saudável e adequada. Em Manaus, a ação recheada de “comida de verdade” é coordenada por várias organizações, incluindo o Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa/MCTIC), e será realizada das 17h30 às 20h30, no Largo São Sebastião, no Centro de Manaus-AM.

 

A atividade ocorrerá na véspera da votação pelo Congresso Nacional da Medida Provisória nº 870/2019, que extinguiu o Conselho. Em todo o Brasil, o “Banquetaço” servirá mais de 15 mil refeições preparadas principalmente com produtos da agricultura familiar e agroecológicas.

 

Em Manaus, são esperadas de 600 a 1000 pessoas. Além da apresentação da alimentação saudável e adequada, haverá Roda de Conversa, atividades culturais e música regional.

 

Preparações

 

BanquetacoFotoCimoneBarrosINPA1

 

Entre as preparações feitas no Laboratório de Alimentos e Nutrição (Lan/Inpa) estão torta de jaca verde, ceviche pirarucu, pirarucu ao molho de tucupi, picles de pepino e quiabo, patê de pupunha, bolos de banana e de cenoura, brigadeiro de biomassa de banana verde, pão de espinafre amazônico (orelha de macaco), tortas de plantas alimentícias não convencionais (Panc) - cariru, espinafre amazônico, vinagreira, ora-pro-nóbis, semente abóbora.

 

Para beber, serão servidos sucos verdes a partir do limão galelo e do taiti, cariru, hortelã e couve, por exemplo, para quem levar o seu copo. A ideia é evitar a produção lixo e contribuir com a sustentabilidade. As preparações também seguem a mesma proposta, e serão servidas em folhas de bananeira e repolho, que utilizadas como se fossem pratinhos.

 

BanquetacoINPAFotoVictorMamedeINPA11

 

Papel do Consea

 

O Consea é um órgão que integra o Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Sisan). A sua principal função é o monitoramento e avaliação de políticas públicas de segurança alimentar e nutricional. Tem como visão promover o direito humano à alimentação adequada, em regime de colaboração com as demais instâncias do Sisan.

 

De acordo com a pesquisadora do Inpa, a nutricionista Dionísia Nagahama, o movimento visa dar visibilidade à importância do Consea, o qual vem exercendo papel importante no diálogo entre governo e sociedade civil, visando o planejamento, a execução e o monitoramento de programas e políticas públicas voltadas à segurança alimentar.

 

BanquetacoINPAFotoLaillaPontesINPA5

 

“É importante que permaneçam os debates sobre o direito à alimentação adequada e à segurança alimentar e nutricional, especialmente neste momento em que o país enfrenta um quadro epidemiológico desfavorável”, destacou Nagahama, que é representante do Inpa no Consea-AM, junto com a coordenadora de Tecnologia Social, a psicóloga Denise Gutierrez.

 

Ainda conforme a pesquisadora, esse quadro epidemiológico inclui a predominância da produção não sustentável de alimentos, do grande consumo de agrotóxicos, do aumento do consumo de ultraprocessados e do excesso de peso e prevalências alarmantes das Doenças Crônicas Não Transmissíveis (DCNT), que corresponde a cerca de 70% das causas de mortes, atingindo fortemente grupos vulneráveis.

 

Organização

 

BanquetacoFotoCimoneBarrosINPA6

 

No Amazonas, o “Banquetaço” é organizado pelo Consea-AM, Inpa, Slow Food, Rema, Sepror, ADS, Coletivo Caxxyri, CRN7, Raiz Artes e CSA Manaus.