Atividades educativas e oficinas marcam a quinta edição do Circuito da Ciência

Na oportunidade, os alunos poderão participar de brincadeiras e premiações, além de fazer um passeio completo pelas dependências do Bosque da Ciência

Da Redação - Inpa

Oficinas, trilhas e interação com a natureza são algumas das atividades lúdicas e educativas que estudantes participarão na manhã desta sexta-feira (28) no projeto Circuito da Ciência do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa/MCTIC). Com início às 8h, o projeto é realizado no Bosque da Ciência, com entrada pela rua Bem-te-vi, S/nº, Petrópolis, Manaus.

Estão agendados para esta rodada do Circuito os alunos das escolas Municipais Profª Marly Barbosa Garganta, Deputado Ulisses Guimarães e Abílio Alencar, além da Escola Estadual Áurea Pinheiro Braga.

As atividades socioambientais com práticas educativas e exposições visam ensinar estudantes de ensino fundamental de maneira mais interativa e dinâmica. Durante o Circuito, os jovens poderão contar com uma programação organizada em três eixos principais: Saúde, práticas ambientais e Terra e universo.

Nas atividades, os alunos aprenderão, por exemplo, sobre malária e dengue, plantas medicinais, recursos hídricos, quelônios da Amazônia, vida do gavião-real, mamíferos aquáticos e poderão fazer uma viagem ao sistema solar dentro do planetário inflável.

Uma novidade da edição é a participação de dois projetos do Programa Ciência na Escola (PCE) da Secretaria Municipal de Educação (Semed). Um deles é A riqueza dos pontos turísticos de Manaus no mundo da matemática, uma oficina liderada pela professora Eliane Cabral, da Escola Municipal de Educação Especial André Vidal. Outra é a peça teatral A influência das mitologias e lendas na formação linguística, cultural e literária do povo amazonense, do professor Rawlison da Silva, da Escola Municipal Abílio Alencar.

Sobre o Projeto

O Circuito da Ciência é um projeto educativo, com foco na sensibilização ambiental, que alia lazer e conhecimento científico. Em algumas horas, o projeto procura transformar a visita dos estudantes ao Bosque da Ciência, espaço de visitação pública do Inpa, em uma “aula” participativa e dinâmica.

Por ano são realizadas 10 edições, que ocorrem nas manhãs de última sexta-feira de cada mês. Na oportunidade, os estudantes participam de uma série de oficinas, exposições e jogos educativos e interativos, que tem como fio condutor a Amazônia.

O projeto é de responsabilidade da Coordenação de Extensão do Inpa (COEXT), e conta com o apoio de vários setores do Inpa e de instituições parceiras. As atividades são desenvolvidas por pesquisadores, professores, técnicos, colaboradores e estudantes de graduação e pós-graduação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *